Breaking News
Home / História Geral / Darwinismo Social

Darwinismo Social

PUBLICIDADE

O que é

Darwinismo Social é a teoria de que indivíduos, grupos e povos estão sujeitos às mesmas leis darwinianas da seleção natural como Charles Darwin tinha percebido em plantas e animais na natureza.

Darwinistas sociais consideravam que a vida das pessoas na sociedade era uma luta pela existência governadas pela “sobrevivência do mais apto”, uma frase proposta pelo filósofo e cientista britânico Herbert Spencer.

Hoje amplamente desacreditada, o darwinismo social foi defendido por Herbert Spencer e outros no final do século 19 e início do século 20 e foi usado para justificar o conservadorismo político, o imperialismo e o racismo e desencorajar a intervenção e reforma.

Os fracos foram diminuídos e suas culturas delimitada, enquanto o forte cresceu em poder e influência cultural sobre os mais fracos.

Darwinismo social
Herbert Spencer

Herbert Spencer, um filósofo do século 19, promoveu a ideia de darwinismo social.

O darwinismo social é uma aplicação da teoria da seleção natural para as questões sociais, políticas e econômicas.

Na sua forma mais simples, o darwinismo social segue o mantra de “os fortes sobrevivem”, incluindo questões humanas. Esta teoria foi usada para promover a ideia de que a raça branca européia era superior as outras, e, portanto, destinado a governá-las.

Na pior das hipóteses, as implicações do darwinismo social foram usadas como justificativa científica para o Holocausto. Os nazistas alegavam que o assassinato de judeus na Segunda Guerra Mundial foi um exemplo para limpar a genética inferiores.

Muitos filósofos observaram ecos evolutivos em marcha de Hitler para exterminar uma raça inteira de pessoas. Vários outros ditadores e criminosos têm reclamado a causa do darwinismo social na realização de seus atos.

Mesmo sem tais ações, o darwinismo social tem provado ser uma filosofia falsa e perigosa.

Os cientistas e os evolucionistas afirmam que esta interpretação é apenas vagamente baseado na teoria da seleção natural de Darwin. Eles admitem um paralelo óbvio entre a teoria de Darwin da seleção natural e as crenças de Spencer. Na natureza, os fortes sobrevivem e aqueles mais adequados para a sobrevivência.

De acordo com o darwinismo social, aqueles com força (econômica, física, tecnológica) florescem e os que não têm são destinados para a extinção.

A filosofia de Herbert Spencer é apenas vagamente baseada nas premissas da obra de Darwin.

Definição

A Teoria do darwinismo social dizia que as sociedades se modificam e se desenvolvem num mesmo sentido e que tais transformações representariam sempre a passagem de um estágio inferior para outro superior, em que o organismo social se mostraria mais evoluído, mais adaptado e mais complexo. Esse tipo de mudança garantiria a sobrevivência dos organismos mais fortes e mais evoluídos.

Darwinismo social seria a teoria da evolução das espécies aplicada à sociedade.

O Darwinismo social

Darwinismo social
Darwinismo Social

O Darwinismo social é a forma como é conhecida, atualmente, como uma tentativa de se aplicar o darwinismo para sociedades humanas.

A teoria de Charles Darwin foi uma construção de pensamento que explica a diversidade de espécies de seres vivos através da evolução e da seleção natural. No entanto, algumas pessoas acreditavam (especialmente no século XIX) que a sociedade humana também ocorreria nesses moldes.

De acordo com esse pensamento, existiriam características biológicas e sociais que determinariam que uma pessoa é superior à outra e, que, as pessoas que se enquadrassem nesses critérios seriam as mais aptas. Geralmente, alguns padrões determinados como indícios de superioridade em um ser humano seriam o maior poder aquisitivo, habilidade nas ciências humanas e exatas em detrimento das outras ciências como a arte por exemplo, e a raça da qual ela faz parte.

Um conjunto de pensadores atribuem a fonte do darwinismo social ao próprio Darwin, que em sua obra: A Origem do Homem, havia aplicado o darwinismo ao mundo social.

Nesta obra, Darwin se ocupa da evolução humana e ao fazê-lo aplica os mesmos critérios que utiliza em A Origem das Espécies. A partir desta constatação, tais pensadores passaram a perceber que as teses que caracterizam o darwinismo social já se encontram no próprio Charles Darwin.

No contexto, o Darwinismo Social foi empregado para tentar explicar a pobreza pós-revoução industrial, explicando que os que estavam pobres eram os menos aptos (segundo a teoria de Darwin).

Um exemplo interessante sobre o Darwinismo Social, encontra-se no século XIX, quando europeus, em busca de ampliar o capitalismo e de novas terras, utilizaram-se de seu poder para colonizar continentes como a África. Utlizavam-se desta Teoria, como sendo o motivo pela colonização forçada para com os africanos. Segundo a teoria do Darwinismo Social, os europeus já estavam no topo da evolução, ou seja, adaptados. Isso quer dizer, que para os europeus os capitalismo demostrava uma grande e a última evolução. Sendo assim, os europeus “deveriam” colonizar continentes como a África para ajudá-los a evoluir e mostrar-lhes o caminho para o capitalismo. É claro que esta fora apenas uma desculpa para que os europeus se usufruissem de todos os bens naturais que alí existiam e dos seus habitantes que se tornariam escravos.

Fonte: www.britannica.com/www.allaboutscience.org/www.laifi.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Políticas Sociais

Políticas Sociais

PUBLICIDADE Definição Política social é um termo que é aplicado a várias áreas da política, geralmente …

Políticas Públicas

Políticas Públicas

PUBLICIDADE Definição A política pública é o guia de princípios para a ação tomada pelos poderes executivos …

Gerontocracia

Gerontocracia

PUBLICIDADE Definição Um estado, sociedade ou grupo governado por pessoas idosas. O que é uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.