Breaking News
Home / História Geral / Homem de Neandertal

Homem de Neandertal

História

PUBLICIDADE

Quando nossos ancestrais migraram para fora da África cerca de 60.000 anos atrás, eles não estavam sozinhos.

Naquela época, pelo menos duas outras espécies de hominídeos primos caminhavam pelas terras Euro-asiático que era a terra dos Neandertais e Denisovans.

Como os nossos ancestrais humanos modernos migraram através de Eurasia, eles encontraram os Neandertais e cruzado. Devido a isso, uma pequena quantidade de DNA neandertalense foi introduzido na piscina moderna gene humano.

Todo mundo hoje fora da África vivo tem uma pequena quantidade de Neanderthal neles, realizado como uma relíquia viva desses encontros antigos. Uma equipe de cientistas compararam os genomas completos das duas espécies concluíram que a maioria dos europeus e asiáticos têm entre 1 a 4 por cento DNA neandertal. Indígenas africanos subsaarianos não têm DNA neandertal, porque os seus antepassados não migram através Eurasia.

Por um lado, não é de surpreender que os humanos modernos foram capazes de se cruzaram com os seus primos próximos. De acordo com uma teoria, os neandertais, denisovanos e humanos modernos são todos descendentes da antiga Homo heidelbergensis humano.

Entre 300.000 a 400.000 anos atrás, um grupo ancestral do H. heidelbergensis deixaram a África e depois dividir pouco depois.

Um ramo aventurou para noroeste na Ásia Ocidental e da Europa e tornou-se o homem de Neandertal.

O outro ramo movido a leste, tornando-se Denisovans. Por 130 mil anos atrás H. heidelbergensis na África havia se tornado o Homo sapiens.

Nossos ancestrais humanos modernos não começaram seu próprio êxodo da África até cerca de 60.000 anos atrás, quando se expandiram em Eurasia e encontrou seus primos antigos.

Homem de Neandertal
Reconstrução do artista de um homem de Neanderthal

A revelação de que nossos ancestrais acasalou com o outro pode ajudar a explicar um dos grandes mistérios da antropologia: Por que os neandertais desapareceram?

Após a primeira se aventurar para fora da África, prosperou neandertais na Europa por centenas de milhares de anos. Mas eles misteriosamente morreram cerca de 30.000 anos atrás, mais ou menos na mesma época que os humanos modernos chegaram à Europa.

Alguns cientistas sugeriram que os humanos modernos sobrepujaram ou assassinaram totalmente os neandertais.

Mas a nova evidência genética fornece suporte para uma outra teoria: Talvez os nossos antepassados fizeram amor, não a guerra, com seus primos europeus, e da linhagem de Neandertal desapareceram pois foi absorvido pela população humana muito maior.

Neandertais (Homo neanderthalensis)

Homem de Neandertal
Neandertais (Homo neanderthalensis)

Quem eram os neandertais?

Centenas de fósseis de Neandertal foram encontrados desde o primeiro identificado em 1856 no Vale do Neander, na Alemanha, o que nos permite construir um quadro quase completo de um organismo de Neanderthal típico.

Eles tinham cérebros grandes e físicos baixo, atarracado adaptados à vida em ambientes frios. Seu nariz grande também foi adaptado para o aquecimento e umidificação do ar.

Neandertais eram hábeis caçadores-coletores, feitos e usados ??de pedra e de pedra ferramentas, abrigos construídos e fogo controlado. Eles foram altamente carnívora mas também comiam outros alimentos, embora a evidência apenas limitado de alimentos vegetais sobrevive no registro arqueológico.

Em regiões mediterrânicas os neandertais explorados recursos marinhos, como mariscos e focas, mas o seu uso de alimentos aquáticos foi certamente mais limitada do que a dos humanos modernos.

Neandertais se comportou surpreendentemente como nossa própria espécie em alguns aspectos. Bem como fazer e usar roupas e jóias, provavelmente, também simples, evidência arqueológica sugere também que eles enterraram seus mortos.

Homem de Neandertal
Ilustração de uma mulher de Neanderthal

Um parente próximo

Fossil e dados genéticos sugerem que os neandertais compartilhamos um ancestral comum com a nossa espécie cerca de 400.000 anos atrás, considerado por muitos cientistas como Homo heidelbergensis.

Em 2010, a maior parte do genoma neandertal foi mapeada e comparados com populações modernas do Homo sapiens, revelando que o relacionamento dos neandertais a alguns seres humanos modernos foi ainda mais perto do que se pensava anteriormente. Os resultados mostraram que as pessoas na Europa, Ásia e da Nova Guiné tem em torno de 2,5% DNA Neandertal em seu código genético, sugerindo neandertais cruzaram com os humanos modernos não muito tempo depois eles se espalharam para fora da África.

Por que os neandertais morrer?

Toda a evidência física dos neandertais desaparece cerca de 30.000 anos atrás. Os seres humanos modernos chegaram à Europa cerca de 15.000 anos antes e tem sido sugerido que os cérebros superiores, habilidades de linguagem e permitiu-lhes a prevalecer sobre os neandertais. No entanto, isso pode subestimar a nossa relação.

Uma visão alternativa sugere que a Era do Gelo flutuações climáticas afetaram flora e fauna da Europa, causando o desaparecimento de plantas e animais familiares, e que os seres humanos modernos eram mais capazes de se adaptar do que os neandertais.

O homem de Neandertal: parente próximo ou afastado?

Cientistas alemães e americanos fazem a primeira análise do DNA de um homem de Neandertal e concluem que, provavelmente, não foram nossos antepassados.

Em l856, no vale do Rio Neander, na Alemanha, foi descoberto o fóssil de um indivíduo que viveu nessa região há 70 mil anos.

Depois dele, vários fósseis do mesmo tipo foram encontrados em outros lugares da Europa. Bastante semelhantes ao ser humano moderno, foram batizados de Homens de Neandertal.

Classicamente, o Homem de Neandertal foi considerado da mesma espécie que a nossa, porém de uma variedade diferente. Enquanto somos chamados de Homo sapiens sapiens, eles ganharam o nome de Homo sapiens neandertalensis.

Os Neandertais eram mais robustos do que o ser humano atual: tinham um crânio de conformação mais maciça, face saliente e fronte baixa; o volume de seu cérebro era comparável ao nosso. Usavam ferramentas para manipular as peles dos animais, que utilizavam como roupas para se protegerem do frio. Muito provavelmente tinham uma organização social e enterravam seus mortos; por este motivo, foi possível encontrar muitos de seus fósseis completos.

A ideia de que o Homem de Neandertal foi um ancestral nosso, e que pertenceu à espécie Homo sapiens sofreu, em 1997, um abalo. Quatro pesquisadores, dois alemães e dois americanos, conseguiram recuperar uma pequena quantidade do DNA do osso de um Neandertal. Em outras palavras, recuperaram um trecho de seu material genético, e passaram a analisá-lo cuidadosamente, fazendo o sequenciamento de suas bases nitrogenadas.

De certa forma, a notícia lembra o argumento do filme Parque dos Dinossauros, em que dinossauros vivos são obtidos a partir de DNA de seus fósseis. Na realidade, estamos muito longe da façanha de “recriar” espécies do passado; assim mesmo, a recuperação de trechos do DNA permite que se verifiquem muitas idéias a respeito da evolução biológica e do parentesco entre as espécies vivas.

Neste caso, os cientistas estudaram um trecho do DNA mitocondrial, uma ferramenta preciosa no estudo do parentesco evolutivo entre espécies.

Veja o porquê.

Qualquer tipo de DNA se degrada muito facilmente após a morte de um organismo, seja pela ação do oxigênio, da água ou dos microrganismos. Como o DNA mitocondrial é mais abundante, ele tem maiores probabilidades de se conservar em órgãos fósseis. De fato, há centenas de mitocôndrias em cada célula, porém apenas um par de cromossomos de cada tipo. Em cada célula, teoricamente, encontram-se entre 500 e 1000 cópias de trechos de DNA mitocondrial, mas somente duas cópias do DNA nuclear.

Por outro lado, herdamos nossas mitocôndrias exclusivamente de nossa mãe; por isso, seu DNA não está sujeito a mudanças introduzidas pela recombinação genética, e é transmitido sem modificações de geração em geração – a não ser, é claro, pelas mutações que nele acontecem.

Dessa forma, a comparação entre dois trechos de DNA mitocondriais de origens diferentes poderá revelar diferenças devidas apenas às mutações. Quanto maior o número de diferenças, maior terá sido o tempo em que as espécies divergiram evolutivamente. Essa análise, assim, revela o maior ou menor parentesco evolutivo entre os indivíduos comparados. O DNA mitocondrial funciona, assim, como um verdadeiro relógio biológico.

O trecho de DNA recuperado foi comparado com o trecho correspondente de 986 outros tipos, provenientes de seres humanos atuais.

O resultado foi claro: O DNA dos Neandertais é muito diferente. Quando se compara o DNA do Neandertal com uma amostra de um ser humano atual, encontra-se pelo menos o triplo de divergências do que quando se comparam duas amostras de DNA atuais. Esses resultados fizeram então surgir a hipótese de que os Neandertais pertencem a uma espécie diferente da nossa e não a uma variedade da nossa espécie. Os cientistas também acreditam que eles não se cruzaram com os ancestrais dos seres humanos atuais, não contribuindo portanto com seus gens para o “estoque” genético da espécie humana.

Os próprios pesquisadores reconhecem que a análise de um pequeno pedaço de um DNA de Neandertal não é conclusiva e não pode provar que ele pertencesse, de fato, a outra espécie.

Assim mesmo, os resultados não deixam de representar uma forte evidência.

O Homem de Neanderthal

Homem de Neandertal
Primeira reconstrução do homem de Neanderthal

O Homo neanderthalensis, cujo nome lembra o local onde foi encontrado, surgiu a aproximadamente 200 mil anos atrás, originário possivelmente dos Homo erectus que se adaptaram ao clima frio da Europa.

Seu cérebro era de tamanho igual ao nosso, sua garganta era projetada para a fala e eles possuíam uma linguagem própria, viviam em grupos familiares formados de 8 a 25 pessoas no máximo.

O seu corpo era mais baixo, mais forte e mais atarracado que o nosso ( bem adaptado ao clima frio em que viviam), eram inteligentes, sua população era algo em torno 100 mil pessoas e sua alimentação se constituía em 85% de carne, enterravam seus mortos.

Os Homo neanderthalensis tinham uma vida agitada e cheia de riscos, sua caça se baseava no combate corpo a corpo, metade de suas crianças não chegava aos 12 anos e 4 a cada 5 homens não chega a 40 anos, as mães neandertais amamentavam seus filhos até 5 anos de idade.

Possuíam basicamente 6 tipos de ferramentas, raspadeiras ( para confeccionar vestimentas ), machadinhas, facas ( que também eram usadas como pontas de lanças ), lâminas (que eram mais afiadas que bisturis cirúrgicos ) e lanças ( feitas com galhos ).

Os Homo neanderthalensis não eram nossos ancestrais entraram em processo de extinção logo após terem entrado em contato com o Homo sapiens.

Há aproximadamente 35 mil anos atrás o Homo sapiens chegou a Europa vindo da Ásia, no começo havia uma coexistência pacífica até benéfica para os Homens Neandertais, que estavam aprendendo com o Homo sapiens.

Suas ferramentas estavam pela primeira vez sofrendo bruscas modificações, os Homens Neandertais estavam fazendo ferramentas feitas de ossos, chifres e dentes, começaram até a fabricar adornos para vestimentas (tudo isso copiando o Homo sapiens), mas com o tempo a coisa começou a mudar, mais e mais Homo sapiens chegavam à Europa, isso começou a gerar conflitos e os Homo sapiens tinham armas mais sofisticadas que os Homens de Neandertal, tem-se incio o processo de extinção dos Homens Neandertais, que há aproximadamente 27 mil anos atrás entraram em extinção.

Dados do Mamífero:

Nome: Homem de Neanderthal
Nome Científico: Homo sapiens neanderthalensis
Época: Pleistoceno
Local onde vive: Europa e Oriente Médio
Peso: Cerca de 80 quilos
Tamanho: 1,6 metros de altura
Alimentação: Onívora

Fonte: genographic.nationalgeographic.comwww.nhm.ac.uk

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Políticas Sociais

Políticas Sociais

PUBLICIDADE Definição Política social é um termo que é aplicado a várias áreas da política, geralmente …

Políticas Públicas

Políticas Públicas

PUBLICIDADE Definição A política pública é o guia de princípios para a ação tomada pelos poderes executivos …

Gerontocracia

Gerontocracia

PUBLICIDADE Definição Um estado, sociedade ou grupo governado por pessoas idosas. O que é uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.