Breaking News
Home / História Geral / Crise dos Séculos XIV e XV

Crise dos Séculos XIV e XV

PUBLICIDADE

Em 1314, faleceu Carlos IV, o Belo, que era o rei da França, seu parente mais próximo era sua irmã Isabel, mãe do rei da Inglaterra Eduardo III, da família Planta geneta. Este seria o sucessor de Carlos IV, mas na França havia a Lei Sálica, que impedia que o herdeiro do trono fosse mulher ou descendente destas. Sendo assim assumiu o trono francês Felipe VI, escolhido pelos nobres franceses.

Eduardo III, não aceitou e reivindicou o trono, mas, além disto, havia o interesse da Inglaterra em se apoderar da rica região comercial de Flandres na França. Sendo assim, deu início em 1337 a Guerra dos Cem Anos, que só terminaria em 1453.


A Dança da Morte de Holbein. A morte era o tema dominante, na Europa do século XIV e XV, em razão da Guerra dos Cem Anos, Peste Negra e da Fome

A Guerra dos Cem Anos afetou todo o continente, foram destruídos campos, cidades e vilas, com a chegada de invernos rigorosos, surgiu a Grande Fome, que matou outros milhares. A Inglaterra conseguiu grandes vitórias, mas  uma jovem pastora francesa chamada Joana D’arc, convenceu o rei da França (não coroado) Carlos VII e o povo, de que havia recebido uma mensagem de Deus, que era para lutarem, que conseguiriam derrotar os ingleses.

Joana D’arc, com apenas dezessete anos, vestindo uma armadura e com poucos soldados, conseguiu libertar a cidade de Orléans do domínio inglês. A partir de então os franceses foram tomados de um novo animo e conseguiram mudar a derrota para uma vitória.

Mas a jovem Joana, fora traída pelo próprio rei, que não gostou da popularidade da menina, que passava a ser vista como uma santa pelos franceses. Capturada pelos borguinhões que eram franceses aliados dos ingleses, ela foi vendida (o rei Carlos VII não quis pagar o resgate) para os ingleses. Ela foi condenada por bruxaria e queimada viva. Era 30 de maio de 1431, olhava para o céu e só disse “Jesus”, não soltando nenhum grito. Em 1920 foi canonizada como santa pelo papa Bento XV.

Outro golpe na Europa foi que durante o período da Guerra dos Cem Anos e da Grande Fome, provavelmente em 1348, ratos contaminados pela Peste Negra, chegaram em navios italianos, vindo da região do Mar Negro e se alastraram por toda a Europa.

As más condições de higiene das cidades medievais e do povo acabaram se tornando o campo ideal de alastramento da peste que matou milhares. O povo vendo a guerra, a fome e a peste, passou a julgar que era chegado o dia do Juízo Final, falado no livro do Apocalipse. Mas o resultado de tudo isto foi a morte de metade da população do continente europeu. Foi um golpe duro no sistema feudal, os reinos precisavam mais do que nunca de um poder político centralizado que resolvesse a crise. Surgirão então os Estados Nacionais Modernos com reis absolutistas poderosos, com uma única lei, moeda, um exército permanente e uma política econômica mercantilista de intervenção do Estado, com o objetivo de acumular riquezas no país.


Figura mostra casal acometido pela Peste Negra, as ulcerações e o escurecimento da pele, são sinais da doença. Quando associaram a doença com o rato e este com a falta de higiene. A doença passou a ser controlada

O golpe final na Idade Média, foi a invasão dos turcos otomanos na cidade de Constantinopla, fechando o comércio europeu com o oriente, pelo mar Mediterrâneo, obrigando-os a se lançarem no Atlântico. Iniciava a Idade Moderna.

Frederico Czar
Professor de História

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Antropologia

PUBLICIDADE Definição Antropologia é o estudo de pessoas em todo o mundo, sua história evolutiva, …

O Mundo Pós-Guerra

PUBLICIDADE O que foi o Mundo Pós-Guerra? O mundo se dividiu em dois blocos antagônicos …

Crise de 1929

Crise de 1929

PUBLICIDADE A Crise de 1929 – O Crack da Bolsa de Nova York Em 1919 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.