Breaking News
Home / História Geral / Mausoléu de Halicarnasso

Mausoléu de Halicarnasso

História

PUBLICIDADE

O Mausoléu de Halicarnasso: Um túmulo para um rei e uma Testamento

Este monumento foi o túmulo grandioso de Mausolo, o rei de Caria (uma província no Império Persa) e um regulador para o rei da Pérsia em meados do século IV aC.

Concluída em 350 aC, foi provavelmente construída por Mausolus esposa / irmã de Artemisia na costa de Halicarnasso, a cidade capital do seu território.

Aclamado por sua opulência e esplendor arquitetônico, a tumba foi uma dedicação de uma viúva de luto a seu amado marido.

A enormidade do seu tamanho e do grau de magnificência da decoração escultórica no Mausoléu foram as razões principais que ele foi nomeado uma maravilha antiga por Antípatro de Sídon. Projetado pelos arquitetos gregos Sátiro e Pythius, o túmulo foi um testemunho da tradição arquitetônica e artística do grego clássico.

O túmulo permaneceu relativamente intacta até o século AD 13, quando as porções superiores foram danificadas por um terremoto. Em 1494, os Cavaleiros de São João usou o restante dela, a fim de fortalecer seu castelo em Bodrum.

 

Mausoléu de Halicarnasso

Mausoléu de Halicarnasso

Mausoléu de Halicarnasso

Mausoléu de Halicarnasso – Túmulo

No século IV a.C. , Artemísia, mulher de Mausolo, rei da Cária, mandou construir um túmulo em homenagem ao marido: oMausoléu de Halicarnasso, que viria a ser a sexta maravilha do mundo.

Halicarnasso era a capital da Cária – região que englobava cidades gregas ao longo do mar Egeu e das montanhas do interior e hoje faz parte da Turquia.

Durante o reinado de Mausolo (370-353 a.C.), a cidade conheceu grande progresso com a construção de edifícios públicos; extensa muralha devia protegê-la de ataques.

O romano Plínio descreveu o mausoléu como um suntuoso monumento sustentado por 36 colunas.

Com quase 50 metros de altura, ocupava uma área superior a 1200 metros quadrados.

Acima da base quadrada, erguia-se uma pirâmide de 24 degraus que tinha

no topo uma carruagem de mármore puxada por quatro cavalos.

Dentro ficavam as estátuas de Artemísia e Mausolo, além de trabalhos de Escopas, considerado um dos maiores escultores da Grécia do século IV.

Algumas dessas esculturas, como uma estátua de 4,5 metros, provavelmente de Mausolo, encontram-se no Museu Britânico.

O túmulo foi destruído, provavelmente por um terremoto, em algum momento entre os séculos XI e XV.

As pedras que sobraram da destruição acabaram sendo aproveitadas na construção de edifícios locais.

Ficou do nome do rei Mausolo a palavra mausoléu, usada para designar monumentos funerários.

O que é

Artemisa II, irmã e esposa do rei Mausolo, mandou construir o maior e mais suntuoso túmulo de todas as épocas.

Sua base era de mármore e bronze, com revestimento de ouro.

Trabalharam ali 30 mil homens durante dez anos e a obra ficou pronta em 352 a.C.

No alto da construção de cinqüenta metros, viam-se as estátuas do rei e da rainha.

Artemisa morreu antes de ver o mausoléu terminado.

Fragmentos desse monumento são encontrados no Museu Britânico, em Londres, e em Budrum, na Turquia.

A palavra mausoléu vem de Mausolo.

Localização

Há 2.350 anos, Artemisia, viúva e irmã do Rei Mausolus de Caria, país localizado onde hoje é a Turquia, a Rainha Artemisia contratou arquitetos gregos para construírem um soberbo monumento sobre os restos mortais do rei seu marido e irmão.

Por incrível que possa parecer, Artemisia era mesmo casada com seu irmão.

Isso era comum na época, até mesmo no Egipto.

A tumba era um grande monumento, adornado por uma estátua de Mausolus e por esculturas de mármore com cenas da mitologia, isto é, cenas das histórias fabulosas dos deuses e heróis do mundo antigo.

O nome mausoléu passou a significar um monumento em memória dos que morriam e deveriam ser lembrados, como Mausolus.

Esta “maravilha” provavelmente foi destruída por um terramoto entre os séculos XI e XV. As suas pedras foram reutilizadas em construções locais.

O mausoléu de Halicarnasso

O mausoléu de Halicarnasso ou mausoléu de Mausolo foi uma tumba construída entre 353 e 350 a.C. em Halicarnasso (atual Bodrum, Turquia) para Mausolo, um rei provinciano do império persa, e Artemísia II de Cária, sua irmã e esposa. A estrutura foi desenhada pelos arquitetos gregos Sátiro e Pítis.

Ela tinha aproximadamente 45 metros de altura, e cada um de seus quatro lados foi adornado com relevos criados por cada um dos quatro escultores gregos — Briáxis, Escopas, Leocarés e Timóteo.

A estrutura finalizada foi considerada como sendo um triunfo estético por Antípatro de Sídon, que a identificou como uma de suas sete maravilhas do mundo antigo.

O termo mausoléu veio a ser usado genericamente para qualquer grande tumba, embora “Mausol — eion” originalmente significasse “associado com Mausolo”.

Fonte: geocities.yahoo.com.br/vitoria.upf.tche.br

Mausoléu de Halicarnasso

“Eu tenho mentido, sobre mim em Halicarnasso, um gigante monumento tal como nenhuma outra pessoa morta tem, enfeita do jeito mais elegante com estátuas de cavalos e homens escavados o mais realisticamente possível no mármore de melhor qualidade.” (Rei Mausolo em “Conversas da Morte” de Lúcio)

Parecido com as Grandes Pirâmides de Gizé, nós estamos agora visitando o túmulo de um rei da Antigüidade.

Mas o Mausoléu é diferente – tão diferente das Pirâmides que ganhou sua reputação – e uma marca dentro da lista – por outra razão.

Geograficamente ele está mais perto do templo de Artemis… E foi a beleza da tumba, mais do que seu tamanho, que fascinou os visitantes por anos.

História

Quando os persas expandiram seu reino antigo para incluir a Mesopotâmia, Norte da Índia, Síria, Egito e Ásia Menor, o rei não podia controlar seu vasto império sem a ajuda de governadores e leis locais – os Sapatrias. Como muitas outras províncias, o reino de Caria na parte leste da Ásia Menor (Turquia) estava tão longe da capital persa que era praticamente autônoma. De 377 à 353 a.C., o rei Mausolo de Caria, reinou e moveu sua capital para Halicarnasso.

Nada na vida de Mausolo é empolgante além da construção de seu túmulo. O projeto foi imaginado pela sua esposa e irmã Artemisa, que imaginava o maior e mais suntuoso túmulo de todas as épocas sobre os restos mortais de seu marido e irmão. A Rainha Artemisa contratou os arquitetos gregos Sátiro e Pítio para desenharem o túmulo.

Quatro escultores famosos – Briáxis, Leócares, Escopas e Timóteo – decoraram cada lado do monumento, com esculturas talhadas por eles. O nome à estrutura (mausoléu) foi uma homenagem à Mausolo. O Mausoléu foi completado por volta de 350 a.C., 3 anos depois de Mausolo morrer e 1 depois de Artemisa.

Por 16 séculos, o Mausoléu permaneceu em boas condições até que um terremoto causou alguns estragos no telhado e nas colunatas. No século 15, os Cavaleiros de São João de Malta invadiram a região e construíram um castelo compacto de cruzada. Quando eles decidiram fortificá-lo em 1494, eles usaram as pedras do Mausoléu. Em 1522, todos os blocos do Mausoléu tinham sido desmontadas e usadas na construção. Outra teoria diz que, o Mausoléu foi destruído por um terremoto entre os séculos XI e XV de nossa era.

Hoje, o castelo compacto ainda fica em Bodrum, e as pedras polidas e os blocos de mármore do Mausóleu podem estar marcadas dentro da parede da construção. Algumas das esculturas estão conservadas e hoje estão em exposição no Museu Britânico em Londres. Isso inclui fragmentos de estátuas e muitas partes do castelo mostrando a batalha entre os Gregos e os Amazonas. No local do Mausoléu, somente a fundação permanece intacta daquela magnífica Maravilha.

Descrição

Trabalharam ali 30 mil homens durante 10 anos e a obra ficou pronta em 352 a.C. Sua base era de mármore e bronze, com revestimento de ouro.

A estrutura era retangular no plano, com a base medindo 40 m por 30 m. Sobre a fundação ficava um pódio com degraus com os lados decorados com estátuas.

A câmara de enterro e o sarcófago de caixão branco eram decorados com ouro e estavam localizados sobre o pódio e rodeado por 36 colunas de estilo jônico.

A colunata suportava um telhado em forma de pirâmide, construída em 24 degraus, que foi decorado com um grupo de estátuas, no qual estavam, sem dúvidas, as estátuas de Mausolo e sua esposa.. Uma estátua de mármore de uma carruagem puxada por 4 cavalos enfeitava o topo do túmulo.

A altura total do Mausoléu era de 45 m. Os degraus em forma de pódio tinha 20m, a colunata 12 m, a pirâmide 7 m e 6 m da carruagem no topo.

Desde o século 19, escavações arqueológicas foram feitas no local do Mausoléu. Estas escavações junto com as descrições detalhadas dos historiadores antigos dão-nos uma boa idéia sobre a forma e a aparência do Mausoléu.

Uma reconstrução moderna do lado menor do Mausoléu ilustra o natural prodigio de arte e arquitetura da construção … uma construção que dá seu nome para todos os atuais grandes túmulos: mausoléus.

Ficha Técnica:

Localização: Na cidade de Bodrum no Mar Egeu, no sudoeste da Turquia.
Dimensões: 40 x 30 x 45 m (largura x profundidade x altura)
Função da Construção: Túmulo
Civilização Construtora: Persas
Anos de Existência: 1872 anos (ainda existe)
Material Predominante: Mármore e Bronze

Fonte: www.avanielmarinho.com.br

Mausoléu de Halicarnasso

A expansão persa que incluiu a Mesopotâmia, Norte da Índia, Síria, Egito e Ásia Menor, não permitia o controle efetivo de todo seu império sem o auxílio inevitável de governantes locais e a necessária assimilação de suas leis, entre elas os Sapatrias.

Tal como as províncias persas do extremo oriental de seu domínio, algumas localidades tornaram-se praticamente autônomas.

Entre elas uma foi alterada em sua capital por Mausolo, rei de Cária que ordenou a moção para Halicarnasso.

Cária era um reino que incorporava diversas cidades gregas ao longo do mar Egeu e montanhas do interior que atualmente compõem a Turquia, na Ásia Menor.

A cidade vivenciou progresso expressivo durante o reinado de Mausolo entre 370 e 353 a.C., com a construção de edificações públicas e principalmente uma extensa muralha que tinha a finalidade de proteger contra invasores e ataques inimigos.

Mausolo viveu casado com sua irmã Artemísa, tratava-se de uma prática comum na antiguidade que visava preservar os dons genéticos evitando a miscigenação e conseqüente perda de suas características principalmente a perda de sua cultura por influência externa (prática comum no Egito, por exemplo).

Após a sua morte, a rainha contratou arquitetos gregos para a edificação de um monumento suntuoso sobre os restos mortais de seu esposo. Ela não viveu para ver a obra terminada em 350 a.C., um ano após sua morte.

Mausoléu de Halicarnasso
Mausoléu de Halicarnasso

O romano Plínio descreveu o edifício como um suntuoso monumento que tinha perto de 50 metros de altura e era sustentado por 36 colunas em uma base quadriculada, acima desta base se iniciava uma estrutura piramidal com 24 degraus e no seu topo havia uma carruagem puxada por quatro cavalos.

A base era de mármore e bronze, com revestimento e acabamentos em ouro, a carruagem também era de mármore e possuía diversas esculturas e estátuas em seu interior representando cenas da mitologia grega, entre elas estava a estátua de Mausolo e Artemísa. Ocupava uma área superior a 1.200 metros quadrados.

A importância e influência desta atitude em veneração e homenagem a uma personalidade teve repercusões que permanecem até nossos dias, onde todo sepulcro suntuoso é tratado como “mausoléu”.

Sátiro e Pítio foram os arquitetos contratos para o projeto, que ainda contou com o trabalho de escultores como Briáxis, Leócares, Escopas e Timóteo, cada um esculpindo um lado do monumento. Sua finalização se concretizou em 350 a.C., três anos após a morte de Mausolo e um ano depois da morte de Artemisa.

Sua área total era de 30 x 40 metros com altura de 46 metros, dividido interiormente em quatro níveis, possuía um terraço cercado por 36 colunas e as estátuas de Mausolo e Artemisa além de muitas figuras em relevo. No total, foram dez anos de trabalho e algo em torno de 30 mil homens trabalhando para a sua realização.

A câmara da sepultura e o sarcófago de caixão branco eram decorados em ouro e estavam localizados sobre o pódio e rodeado por 36 colunas de estilo jônico.Os degraus em forma de pódio tinham 20m, as colunas 12 m, a pirâmide 7 m e finalmente a carruagem no topo contava com mais 6 metros de altura.

Muitos visitantes se impressionavam com a tumba, mais do que o tamanho do edifício erigido em homenagem à Mausolo.

Sua proximidade com o Templo de Ártemis em Epheso não obscurecia a particularidade de sua beleza.

Alguns sustentavam alguma similaridade com as Grandes Pirâmides de Gizé, mas não podem ser comparados. Ele era um monumento gigantesco adornado com estátuas de cavalos e homens esculpidos em relevo que aproximavam muito da aparência realística com a melhor qualidade do mármore em seu tempo.

Suas condições permaneceram boas por mais de mil e quinhentos anos, até que um forte terremoto em 1304 abalou sua estrutura prejudicando suas colunas e destelhando parte do monumento.

No séc. XV uma cruzada dos cavaleiros de São João da Malta invadiu a localidade e utilizou as pedras para a construção de um castelo compacto fortificado com grande parte das pedras do Mausoléu.

Em 1522, todos os blocos do Mausoléu foram desmontados e utlizados na finalização do trabalho. Parte dos destroços permanecem no museu britânico na cidade de Londres e também em Bodrum na Turquia.

Entre o que foi preservado, está a estátua de Mausolo com cerca de 4,5 metros de altura e permanece em Londres. Do restante dos destroços, muitas das pedras utilizadas na construção foram aproveitadas para edificar construções locais.

O castelo permanece na cidade de Bodrum (Turquia), podendo conter as pedras polidas e blocos de mármore nas paredes de sua construção.

Parte das esculturas foram conservadas e estão expostas no museu britânico de Londres. Entre os fragmentos, existem partes do próprio castelo registrando a batalha entre gregos e as Amazonas.

Atualmente, tudo o que restou da imensa maravilha, foi a sua fundação que permanece no local até nossos dias

Fonte: academiafinanceira.vilabol.uol.com.br

Veja também

Populista

Populista

PUBLICIDADE Definição Populista, em geral, é uma ideologia ou movimento político que mobiliza a população …

Corrida Espacial

Corrida Espacial

PUBLICIDADE Definição A corrida espacial da Guerra Fria (1957 – 1975) foi uma competição na exploração do …

Caso Watergate

Caso Watergate

PUBLICIDADE Watergate Watergate pode ser a história mais famosa na história americana de jornalismo investigativo. Isso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.