Breaking News
Home / História Geral / Tratado de Versalhes

Tratado de Versalhes

PUBLICIDADE

Tratado de Versalhes
Tratado de Versalhes

O Tratado de Versalhes foi o acordo de paz assinado após a Primeira Guerra Mundial tinha terminado em 1918 e na sombra da Revolução Russa e outros eventos na Rússia.

O tratado foi assinado no vasto palácio de Versalhes, perto de Paris – daí o seu título – entre a Alemanha e os Aliados.

Os três políticos mais importantes foram David Lloyd George , Georges Clemenceau e Woodrow Wilson.

O Palácio de Versalhes foi considerado o local mais apropriado simplesmente por causa de seu tamanho – muitas centenas de pessoas estavam envolvidas no processo e da cerimônia de assinatura final no Salão dos Espelhos poderia acomodar centenas de dignitários.

Muitos queriam Alemanha , agora liderada por Friedrich Ebert , quebraram; outros, como Lloyd George , foram privada mais cauteloso.

O Tratado de Versalhes – O que foi

Primeira Guerra Mundial terminou oficialmente com a assinatura do Tratado de Versalhes, em 28 de junho de 1919 de negociação entre as potências aliadas com pouca participação da Alemanha, suas 15 peças e 440 artigos transferido fronteiras alemãs e responsabilidades atribuídas para reparações.

Após a aplicação rigorosa por cinco anos, o francês concordou com a modificação de disposições importantes. Alemanha concordou em pagar reparações no âmbito do Plano Dawes eo Plano Young, mas esses planos foram cancelados em 1932, ea ascensão de Hitler ao poder e as ações subseqüentes esvaziada os demais termos do tratado.

O tratado, negociado entre janeiro e junho de 1919, em Paris, foi escrito pelos Aliados, com quase nenhuma participação dos alemães. As negociações revelou uma divisão entre os franceses, que queria desmembrar a Alemanha a tornar impossível para ele para renovar a guerra com a França, e os britânicos e os americanos, que não deseja criar pretextos para uma nova guerra.

O eventual tratado incluiu quinze peças e 440 artigos. Parte I criou o Pacto da Nova Liga das Nações, que a Alemanha não foi autorizado a juntar-se até 1926 Parte II especificada novas fronteiras da Alemanha, dando Eupen-Malm [eacute] dy para a Bélgica, a Alsácia-Lorena para a França, os distritos orientais substanciais para a Polônia, Memel à Lituânia, e grandes porções de Schleswig para a Dinamarca.

Parte III estipulou uma zona desmilitarizada e separou o Saar da Alemanha por 15 anos. Parte IV despojado Alemanha de todas as suas colônias, e Parte V reduzida forças armadas da Alemanha para níveis muito baixos e proibiu a Alemanha de possuir certas classes de armas, ao cometer os Aliados a eventual desarmamento também.

Parte VIII estabelecida a responsabilidade da Alemanha pelas reparações sem indicar um valor específico e começou com o artigo 231, em que a Alemanha aceitou a responsabilidade de si mesmo e de seus aliados para as perdas e danos dos Aliados “, como consequência da guerra imposta sobre eles pela agressão da Alemanha e seus aliados. “Parte IX impôs inúmeras outras obrigações financeiras sobre a Alemanha.

O governo alemão assinou o tratado sob protesto. Direitistas partidos alemães atacaram como uma traição, e os terroristas assassinaram vários políticos que consideravam responsável. O Senado dos Estados Unidos recusou-se a ratificar o tratado, eo governo dos EUA não tomou nenhuma responsabilidade para a maioria das suas disposições.

Durante cinco anos, os franceses e os belgas tentaram impor o tratado bastante rigorosa, levando em 1922 à sua ocupação do Ruhr. Em 1924, no entanto, a pressão financeira anglo-americana obrigou a França a reduzir as suas metas e acabar com a ocupação, e os franceses, assentiu a modificar disposições importantes do tratado em uma série de novos acordos.

A Alemanha em 1924 e 1929, concordou em pagar reparações no âmbito do Plano Dawes eo Plano Young, mas a depressão levou ao cancelamento de reparações em 1932, os Aliados evacuaram a Renânia em 1930 Alemanha violou várias disposições de desarmamento da Parte V, durante a década de 1920, e Hitler denunciou o tratado por completo em 1935, De março de 1937 a março de 1939, Hitler revogou as disposições territorial do Tratado em relação à Áustria, Tchecoslováquia e Memel, com pelo menos o consentimento tácito das potências ocidentais. Em 1 de setembro de 1939, ele atacou a Polônia para alterar essa fronteira, também.

Nunca se pode saber se quer rigorosa aplicação da franco-britânico do tratado original ou um tratado mais generoso teria evitado uma nova guerra. Certamente, os governos britânico e americano, depois de 1945 procurou evitar muitos dos problemas que haviam sido levantadas pelo Tratado de Versalhes, especialmente em relação reparações, ea divisão da Alemanha e da Guerra Fria permitiu-lhes generosamente a reconstrução das zonas ocidentais e de integrá-los em uma aliança ocidental sem renovar os temores de agressão alemã.

Enquanto isso, eles adiada algumas questões fundamentais durante tanto tempo que nenhum tratado formal de paz nunca foi escrito para acabar com a Segunda Guerra Mundial.

Fonte: www.historylearningsite.co.uk/www.history.com

Tratado de Versalhes

Tratado de Versalhes (1919)

Tratado de Paz de Versalhes, assinado em 28 de Junho 1919 por Alemanha e os Aliados, no Palácio de Versalhes.

Um documento de tamanho considerável, o tratado apresentado cerca de 440 artigos, com a adição de vários anexos.

Iniciada no início de 1919 e concluído em abril, depois de vários meses de duras negociações, foi apresentado para a Alemanha, para apreciação em 7 de maio de 1919.

O governo alemão deu três semanas para aceitar os termos do tratado (que não tinha visto antes da entrega). Sua reação inicial foi uma longa lista de queixas , a maioria dos quais foram simplesmente ignorados.

O tratado foi percebido por muitos como demasiado grande a saída de US Presidente Wilson Catorze Pontos ; e pelos britânicos como muito dura no tratamento da Alemanha.

Controverso ainda hoje, muitas vezes é argumentado que os termos punitivos do tratado apoiou a ascensão do nazismo e do Terceiro Reich em 1930 na Alemanha, que por sua vez levou à eclosão da Segunda Guerra Mundial.

O Tratado de Versalhes privou a Alemanha de cerca de 13,5% do seu território 1.914 (cerca de sete milhões de pessoas) e todas as suas possessões ultramarinas. Alsácia-Lorena foi devolvida à França e Bélgica foi ampliado, a leste com a adição de áreas de fronteira anteriormente alemães de Eupen e Malmedy.

Entre outras re-arranjos territoriais, uma área da Prússia Oriental foi entregue à Lituânia, e os Sudetos a Tchecoslováquia.

O exército alemão estava limitado a um máximo de 100.000 homens, e uma proibição colocada sobre o uso de artilharia pesada, gás, tanques e aviões. A marinha alemã foi igualmente restrito ao transporte sob 10.000 toneladas, com a proibição de submarinos.

O conteúdo do tratado foram divididos em quinze seções, cada uma delas lida com um aspecto particular do tratado. Estes podem ser acessados ??através da barra lateral à direita.

O tratado de Versalhes estabelecia que a Alemanha era obrigada a:

Restituir a Alsácia e a Lorena à França; – ceder as minas de carvão do Sarre à França por um prazo de 15 anos

Ceder suas colônias, submarinos e navios mercantes à Inglaterra, França e Bélgica

Pagar aos vencedores, a título de indenização, a fabulosa quantia de 33 bilhões de dólares

Reduzir seu poderio bélico, ficando proibida de possuir força aérea, de fabricar armas e de ter um exército superior a 100 mil homens.

O Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Posteriormente esse mesmo tratado seria uma das causas da Segunda Guerra Mundial.

Fonte: www.guerras.brasilescola.com

Tratado de Versalhes

O que foi

Acordo internacional que determina os termos de paz na Europa depois da I Guerra Mundial.

Foi assinado em 28 de junho de 1919, na França.

Trata também do estatuto da Liga das Nações, associação fundada para manter a paz mundial.

Pressionada por um embargo naval, a Alemanha é obrigada a ratificar o tratado.

Perde todas as suas colônias na África e na Ásia. Entrega a Alsácia e a Lorena à França e o Porto de Dantzig, à Polônia.

Também cede aos franceses o direito de explorar as minas de carvão do Sarre por 15 anos.

É proibida ainda de manter a Marinha e a aviação militar, e seu Exército fica limitado a 100 mil homens.

Por fim, é forçada a pagar uma indenização de US$ 33 bilhões (calculados em 1921).

O Império Austro-Húngaro é desmembrado e surgem Tchecoslováquia, Hungria, Polônia e Iugoslávia. Desligam-se do Império Turco-Otomano o Iraque, a Transjordânia (atual Jordânia) e a Palestina, como protetorados britânicos, e a Síria e o Líbano, como protetorados franceses.

Os termos do Tratado de Versalhes têm o objetivo de impedir novas investidas militares da Alemanha. No entanto, abre caminho para o surgimento dos regimes totalitários e para a deflagração da II Guerra Mundial.

O “Tratado” de Versalhes

Regulava a paz core a Alemanha, sendo composto de 440 artigos; ratificado pela Alemanha em 28 de junho de 1919, na Galeria dos Espelhos.

Seus artigos dividiam-se em cinco capítulos:

1) o Pacto da Sociedade das Nações
2)
Cláusulas de segurança
3)
Cláusulas territoriais
4)
Cláusulas financeiras e econômicas
5)
Cláusulas diversas. Eis as principais estipulações

1) Cláusulas de segurança (exigidas pela França, que temia a desforra dos alemães: proibição de fortificar ou alojar tropas na margem esquerda do Reno, totalmente desmilitarizada; fiscalização do seu desarmamento por uma comissão interaliada; em caso de agressão alemã à França, esta receberia auxílio anglo-norte-americano; redução dos efetivos militares; supressão do serviço militar obrigatório, sendo o recrutamento feito pelo sistema do voluntariado; supressão da marinha de guerra e proibição de possuir submarinos, aviação de guerra e naval, e artilharia pesada;

2) Clausulas territoriais: devolução da Alsácia e da Lorena à França, de Eupen e Malmédy à Bélgica, do Slesvig à Dinamarca; entrega de parte da Alta Silésia à Checoslováquia; cessão da Pomerânia e dá Posnânia à Polônia, garantindo-lhe uma saída para o mar, mas partindo em dois o território alemão pelo corredor polonês; renúncia a todas as colônias que foram atribuídas principalmente à França e à Inglaterra; entrega de Dantzig, importante porto do Báltico, à Liga das Nações, que confiou sua administração à Polônia;

3) Cláusulas econômico-financeiras: a título de reparação, deveria entregar locomotivas, parte da marinha mercante, cabeças de gado, produtos químicos; entrega à França da região do Sane, com o direito de explorar as jazidas carboníferas aí existentes, durante 15 anos; durante dez anos, fornecimento de determinada tonelagem de carvão à França, Bélgica e Itália; como “culpada pela guerra”, pagaria, no prazo de 30 anos, os danos materiais sofridos pelos Aliados, cujo montante seria calculado por uma Comissão de Reparações (em 1921, foi fixado em 400 bilhões de marcos); concessão do privilégio alfandegário de “nação mais favorecida” aos Aliados;

4) Cláusulas diversas: reconhecimento da independência da Polônia e da Tchecoslováquiá; proibição de se unir à Áustria (“Anschluss”); responsabilidade pela violação das leis e usos da guerra: utilização de gases venenosos e atrocidades diversas; reconhecimento dos demais tratados assinados.

Fonte: www.crazymania.com.br

Veja também

Populista

Populista

PUBLICIDADE Definição Populista, em geral, é uma ideologia ou movimento político que mobiliza a população …

Corrida Espacial

Corrida Espacial

PUBLICIDADE Definição A corrida espacial da Guerra Fria (1957 – 1975) foi uma competição na exploração do …

Caso Watergate

Caso Watergate

PUBLICIDADE Watergate Watergate pode ser a história mais famosa na história americana de jornalismo investigativo. Isso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.