Breaking News
Home / Geografia / Agrupamentos Comerciais

Agrupamentos Comerciais

O que são Agrupamentos Comerciais

PUBLICIDADE

“A união faz a força”, essa conhecida frase é muito aplicada nas políticas comerciais mundiais desde o século XIX, quando se percebeu que a união comercial, baseado em acordo e interesses, entre duas ou mais nações se faz benéfica para todos os lados.

O continente europeu foi precursor nestas políticas, que atualmente se concentram em três formas principais:

1) Áreas de livre comércio: Nesse agrupamento comercial os países envolvidos eliminam todas as tarifas e obstáculos comerciais entre si, sem que as tarifas e obstáculos sejam alterados para o resto das nações do globo.

O exemplo mais bem-sucedido desse agrupamento foi a AELC (Associação Europeia de Livre Comércio), criada na década de 60 e era composta por Suécia, Dinamarca, Áustria, Portugal, Reino Unido, Suíça e Noruega. Porém, com o fortalecimento crescente da Comunidade Europeia a AELC perdeu a maioria de seus membros, sendo composta hoje pela Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça.

2) União alfandegária: Nesse agrupamento comercial os países envolvidos optam pela abolição total das tarifas e obstáculos comerciais entre os membros, adotando, também, uma tarifa externa comum.

Um bom exemplo é a Benelux, criada em 1948 pela Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo.

3) União econômica: Esse agrupamento comercial é o mais amplo, pois consiste na abolição de tarifas e obstáculos comerciais internos e, também, na adoção de uma tarifa comum entre os países. Politicamente, ainda, é optado pela liberação das fronteiras internas, permitindo a livre circulação de capitais, bens, mão-de-obra e turismo.

Nesse caso, também é possível a criação de um Banco Central e moeda única, pois é visada a homogeneização de políticas monetárias e fiscais. O exemplo mais bem-sucedido desse agrupamento é a União Europeia, com os primórdios na década de 50 e consolidação em 1993, e que hoje fazem parte 28 países Europeus.

Agrupamentos Comerciais

BREXIT

O Reino Unido, peça chave da União Europeia, decidiu por referendo popular (plebiscito) sua saída do bloco econômico. A esse processo foi dado o nome de Brexit– “BritainExit, uma expressão inglesa que significa “Saída Britânica”.

Para os países envolvidos nesses agrupamentos comerciais existe grandes vantagens, tais como a ampliação do mercado consumidor interno, ampliação de empresas e industrias, baixa nos custos de logística e de operações comerciais e até acrescimento do turismo nos países – devido a livre circulação de pessoas. Porém também são destaques alguns pontos negativos, tais como a dificuldade no gerenciamento e administração político-econômica do bloco e a consolidação de maiores barreiras comerciais com o restante do mundo.

Lucas Moreira Furlan

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Atividades que mais consomem água

Atividades que mais consomem água

PUBLICIDADE Quais são as atividades que mais consomem água? Os impactos deixados pelas diversas atividades …

Calendário Cósmico

Calendário Cósmico

PUBLICIDADE O que é o Calendário Cósmico? A complexidade do universo é tão intensa, que …

Capitalismo Financeiro

Capitalismo Financeiro

PUBLICIDADE O que é Capitalismo Financeiro? Desde o seu surgimento a partir do século XV, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.