Breaking News
Home / Geografia / Migração Pendular

Migração Pendular

PUBLICIDADE

O que é migração pendular?

Você certamente já ouviu falar de muitas pessoas que viajam para outra cidade a fim de trabalharem, estudarem e até mesmo se divertir, e no final no dia retornam para suas casas na cidade de origem. Pois bem, este movimento de idas e voltas constantes é um objeto de estudo espetacular para muitas áreas do conhecimento científico, sobretudo, a Geografia, e ele se chama Migração Pendular, exatamente como o pêndulo de um relógio, que só para por forças maiores.

Esse fenômeno migratório também é chamado de migração diária e só no Brasil milhares de pessoas o realizam a cada dia. Estas pessoas deslocam-se para uma cidade, um estado ou até mesmo um país limítrofe para realizem suas tarefas diárias que podem ser estudos, trabalho, lazer, diversão e buscas por serviços essenciais, como hospitais. E depois de concluírem, voltam para sua casa no local de origem. E para realizarem este deslocamento, estas pessoas utilizam ônibus, carros, trens, metrôs e aviões.

Migração Pendular

Os pesquisadores começaram a perceber que este fenômeno ocorre de forma mais intensa e, portanto, mais visível nas grandes áreas urbanas que devido a sua infraestrutura acabam oferecendo mais serviços para a população. Tome o exemplo da região metropolitana de São Paulo, uma das maiores da América do Sul: imagine a quantidade de pessoas que saem todos os dias de municípios, como, Cotia, Osasco, Grande ABC, Guarulhos e outras, em direção a capital do estado para trabalharem e estudarem, movimentando a economia local de forma desenfreada, utilizando os serviços públicos e privados da mesma.

Mas não pense que esse fenômeno trata-se de algo bonito, pelo contrário, é em grande parte vinculada a precariedade de muitas regiões, causadas pela segregação urbana, ou seja, quando uma cidade não oferece aos seus cidadãos os serviços básicos para a consolidação de uma vida mais digna, muitos deles o procurarão em cidades que possuem, causando cada vez mais uma superlotação em determinados pontos e o esvaziamento em outros.

Ele afeta incansavelmente milhares de trabalhadores e trabalhadoras do meio urbano, estudantes secundários e universitários, uma vez que, grandes empresas, universidades, escolas e institutos localizam-se em áreas pré-determinadas. Mas não é restrito a estas pessoas, pois afeta também trabalhadores do campo, como os boias-frias, que se movimentam todos os dias de suas cidades para as principais lavouras a fim de realizarem o seu trabalho.

Gean Alef Cardoso

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Crise do Petróleo

Crise do Petróleo

PUBLICIDADE O que foi a crise do petróleo? Desde a sua descoberta, o petróleo, também …

Boko Haram

Boko Haram

PUBLICIDADE O que é Boko Haram? Indiscutivelmente, falar de terrorismo e cultural oriental islâmica é …

ALADI

ALADI

PUBLICIDADE ALADI – Associação Latino Americana de Integração Configurando-se como o maior bloco econômico da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.