Breaking News
Home / Geografia / Desmatamento

Desmatamento

PUBLICIDADE

Definição de Desmatamento

desmatamento se refere à diminuição das áreas florestais em todo o mundo que são perdidas para outros usos, como áreas de cultivo agrícola, urbanização ou atividades de mineração.

Muito acelerado pelas atividades humanas desde 1960, o desmatamento tem afetado negativamente os ecossistemas naturais, a biodiversidade e o clima.

desmatamento é a remoção em grande escala de árvores nas florestas.

As árvores geralmente são removidas para dar lugar à agricultura, estradas e desenvolvimento urbano. o desmatamento também pode ocorrer devido à colheita de recursos naturais como madeira e óleo de palma.

A perda de árvores e outra vegetação pode causar mudanças climáticas, desertificação, erosão do solo, menos safras, inundações, aumento dos gases de efeito estufa na atmosfera e uma série de problemas para os povos indígenas.

Nem todo desmatamento é intencional, pois alguns casos podem ser causados por uma combinação de fatores naturais e humanos, como incêndios florestais.

O que é desmatamento?

A falta de planejamento ambiental decorrentes do ‘desenvolvimento’ econômico que acontece sobre as diferentes paisagens em todo mundo desencadeia graves consequências a dinâmica da natureza, entre elas, pode-se identificar o que os pesquisadores chamam de desmatamento, também conhecido como desflorestamento, que trata-se da retirada total ou parcial dos diversos tipos de vegetações, quer seja para a instalação da agricultura, da pecuária, da mineração, quer seja para o surgimento ou expansão dos centros urbanos.

Ao longo da história do desenvolvimento da humanidade, houveram diferentes e graves processos de desmatamento, sobretudo, a partir do advento do modo de produção capitalista, que procurava apenas obter os seus lucros e suas acumulações de capital, não visando a saúde do meio ambiente e de tudo que nele se encontrava, afetando-o.

Assim sendo, as nações que deram início as primeiras revoluções no âmbito industrial, também chamadas de desenvolvidas, foram as primeiras a praticarem intensivamente essa forma de desgaste ambiental, não apenas só em seus territórios, mas em diversos outros. Como por exemplo, a Inglaterra e outros países europeus ocidentais, fazendo com que muitas florestas então fossem dizimadas.

DesmatamentoDesmatamento

Hoje em dia, vê-se um processo contrário, ou seja, em países de economia em desenvolvimento, como no Brasil. Neste país os processos de desmatamento se fazem muito presente.

Alguns fatos explicam essa derrocada, o primeiro deles refere-se a uma herança histórica trazidas pelos primeiros a praticarem essa ação e o segundo diz respeito ao constante desenvolvimento de suas economias, ligadas, principalmente ao crescimento das cidades e ao avanço do agronegócio.

Desta forma, pesquisas e relatórios ambientais indicam que em rankings de desmatamento, o Brasil localiza-se muito a frente, embora existam diversas leis que proíbem tal prática, o que evidencia uma intensa contradição nesses espaços.

Para elucidar esta ideia, toma-se o exemplo do desmatamento de todos os biomas que estão em território nacional, um dos casos mais alarmantes referem-se ao desmatamento na Mata Atlântica e no Caatinga, devido as diferentes formas de apropriação e devastação dessas regiões biogeográficas.

Entre os problemas decorrentes desses processos, estão as poluições dos cursos hídricos, dos aquíferos, da extinção de espécies vegetais e animais, as constante e recorrentes erosões, a poluição atmosférica e até mesmo da arenização que está acorrendo na região sul do país, causando desequilíbrios ecológicos e na dinâmica da natureza, que uma hora ou outra afetará todas as outras ações dos seres humanos, com o surgimento de problemas respiratórios, por exemplo.

Portanto, sabe-se que uma das maneiras de se acabar com essa depredação do ambiente é agindo em junção com diferentes órgãos da sociedade civil e do governo, pois trabalhando em conjunto é possível desenvolver sem desmatar, uma vez que o capital não será capaz de pagar aquilo que historicamente destruiu.

As causas do desmatamento?

Desmatamento

Vários fatores, de origem humana ou natural, causam o desmatamento.

Os fatores naturais incluem incêndios florestais naturais ou doenças causadas por parasitas que podem resultar em desmatamento.

No entanto, as atividades humanas estão entre as principais causas do desmatamento global. Segundo a Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO), a expansão da agricultura causou cerca de 80% do desmatamento global, com a construção de infraestruturas como estradas ou barragens, juntamente com as atividades de mineração e urbanização, constituindo as restantes causas do desmatamento.

As causas do desmatamento podem ser diretas ou indiretas.

Entre as causas diretas estão:

Causas naturais como furacões, incêndios, parasitas e inundações
Atividades humanas como expansão agrícola, pecuária, extração de madeira, mineração, extração de petróleo, construção de barragens e desenvolvimento de infraestrutura.

Entre as causas indiretas estão:

Ações políticas insuficientes e falha de governança como sistema de posse de terra inadequado, corrupção, investimentos errados da administração pública
Causas políticas e socioeconômicas como crescimento populacional, conflitos militares e mudanças climáticas

As principais causas do desmatamento podem realmente ser levadas de volta especialmente a:

Substituição de áreas florestais por cultivo e reprodução
Extração de madeira
Coleta de lenha
Construção de estradas e infra-estrutura

Quais são alguns dos efeitos do desmatamento?

Alguns dos principais efeitos do desmatamento incluem perda de biodiversidade, mudança climática local e aquecimento global.

Os agricultores muitas vezes têm problemas para cultivar, o que normalmente resulta em mais problemas, como um aumento nos preços dos alimentos. Erosão do solo e deslocamento cultural também podem ocorrer.

Aqueles que desejam resolver o problema têm uma variedade de opções, entretanto.

A redução de áreas florestadas resulta em perda de biodiversidade

Perda de biodiversidade

perda de biodiversidade geralmente segue uma redução na quantidade de terras florestadas.

Árvores, arbustos e outras plantas fornecem abrigo, alimento e sombra para uma enorme variedade de bactérias, fungos, insetos, animais e pássaros.

Quando ocorre o desmatamento, geralmente é muito mais difícil para o meio ambiente sustentar essa variedade, simplesmente porque nem todos os organismos podem sobreviver no mesmo habitat ou condições.

De acordo com a National Geographic, até 70% das plantas e animais do mundo vivem em florestas. Especialistas da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), World Wildlife Fund e outros grupos ambientalistas acreditam que, por causa desse problema, o planeta já perdeu milhares de espécies e pode perder outras milhares.

Mudança Climática Local

A remoção extensiva de árvores pode levar ao ressecamento do solo

As plantas liberam umidade no ar como resultado da respiração celular, o complexo processo metabólico pelo qual os seres vivos obtêm energia.

As folhas e galhos também filtram a luz do sol e evitam que ela atinja o solo diretamente; portanto, na maioria dos casos, o solo e o ar sob a copa da floresta permanecem úmidos e relativamente frios. Quando as árvores são removidas, o solo geralmente começa a secar e não pode suportar tantos seres vivos, e as temperaturas locais aumentam devido à falta de sombra.

A chuva normalmente ocorre com menos frequência devido à falta de vapor de água no ar. Alguns cientistas argumentam que um dos maiores efeitos do desmatamento é um aumento maciço no terreno desértico, já que o solo privado de umidade constante pode eventualmente se transformar em areia estéril.

Perdas agrícolas e financeiras

A mudança climática local que ocorre com o desmatamento pode ter efeitos devastadores para os agricultores. Com menos chuva, as safras normalmente não conseguem água suficiente para prosperar e produzir um bom rendimento, e às vezes ocorre escassez de alimentos. A diminuição da oferta geralmente faz com que os preços das safras subam, o que pode ter efeitos econômicos de longo alcance em todo o mundo. O aumento do custo nem sempre garante que quem trabalha com a agricultura possa arcar com suas despesas operacionais, e muitos agricultores acabam mal conseguindo equilibrar as contas, pegando empréstimos ou até pedindo falência. Mesmo quando os sistemas de irrigação estão disponíveis, a falta de precipitação muitas vezes reduz o lençol freático, tornando o uso desses sistemas um desafio maior.

Erosão do solo

As raízes e caules das plantas criam uma rede intrincada que torna mais difícil a sujeira ser varrida por forças como o vento e a água. Com menos plantas, esta estrutura natural torna-se menos eficaz em manter o solo no lugar e a erosão se torna mais provável, especialmente se o desmatamento já fez com que o solo se tornasse extremamente seco. Quando chove, deslizamentos de terra podem ocorrer mais facilmente.

Aquecimento global

Árvores e outras plantas convertem dióxido de carbono em oxigênio respirável. O desmatamento significa que não há tantas plantas para realizar este processo. Para complicar a questão, sempre que as plantas queimam – o que pode acontecer intencionalmente para limpar a terra ou naturalmente, como em um raio – elas liberam dióxido de carbono no ar.

Esse gás natural torna mais difícil o calor escapar da Terra de volta ao espaço, potencialmente contribuindo para o efeito estufa e aumentando o aquecimento global.

O aumento das temperaturas mundiais ao longo do tempo é um tema muito debatido, com alguns indivíduos chegando a dizer que todo o conceito de aquecimento global nada mais é do que uma farsa apoiada por ambientalistas radicais. A maioria da comunidade científica, no entanto, o reconhece como uma realidade, embora haja algum debate sobre as causas subjacentes.

Os cientistas costumam alertar sobre os efeitos significativos de longo prazo das mudanças climáticas, como a falta de habitat para espécies como os ursos polares devido ao derretimento do gelo ártico.

Deslocamento Cultural

Em muitos casos, as pessoas que vivem em uma área de floresta não têm direitos legais sobre a propriedade.

Eles estão lá simplesmente porque seus ancestrais estiveram lá e porque a terra permaneceu adequada o suficiente para sustentar gerações contínuas ao longo do tempo.

As empresas que desejam desenvolver essas regiões às vezes se esforçam para ajudar na transição dos nativos para um estilo de vida mais industrial, mas frequentemente os grupos são simplesmente empurrados para fora do caminho e para terras diferentes. Esses indivíduos geralmente precisam se adaptar rapidamente para sobreviver e, mesmo quando o fazem, as mudanças que aceitam muitas vezes os colocam em risco de perder seus modos de vida tradicionais.

Resolvendo o problema

Plantar mais árvores é uma maneira simples de combater os efeitos negativos do desmatamento, mas dependendo da espécie usada, as pessoas geralmente têm que esperar muitos anos antes que a floresta amadureça.

Leva ainda mais tempo para que outros organismos se acostumem com a área e se apropriem dela em um ecossistema distinto. A alta taxa de destruição, portanto, requer que as pessoas também tomem medidas mais imediatas para corrigir o problema.

Alguns indivíduos e empresas estão defendendo o meio ambiente, eliminando o uso de papel e usando a tecnologia para se comunicar, realizar tarefas e manter registros.

A reciclagem também ajuda a reduzir a quantidade de árvores que são cortadas desnecessariamente. Apoiar grupos como o Forest Stewardship Council é uma opção adicional, assim como fazer lobby por mais regulamentações relacionadas à proteção ambiental e ao poder de madeireiras, construção, estradas, mineração e empresas de barragens hidrelétricas.

Fonte: Gean Alef Cardoso/youmatter.world/www.pachamama.org/www.worldwildlife.org/www.wisegeek.org/www.eniscuola.net/www.buschsystems.com/wwf.panda.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Mapas Temáticos

PUBLICIDADE Definição de Mapas temáticos Um mapa temático mostra a distribuição espacial de um ou mais temas …

Geofísica

Geofísica

Definição de Geofísica PUBLICIDADE Geofísica é a aplicação da física para estudar a Terra, os oceanos, …

Processos geológicos

Processos geológicos

Definição – Processo geológico PUBLICIDADE Processos geológicos são eventos que ocorrem em uma escala de tempo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.