Breaking News
Home / Geografia / Vendaval

Vendaval

O QUE SÃO?

PUBLICIDADE

Vendaval
Vendaval

São perturbações marcantes no estado normal da atmosfera. Deslocamento violento de uma massa de ar, de uma área de alta pressão para outra de baixa pressão.

Os vendavais, também chamados de ventos muito duros, correspondem ao número 10 na escala de Beaufort, compreendendo ventos cujas velocidades variam entre 88 a 102 km/h.

Os ventos com velocidades maiores recebem denominações específicas:

103 a 119 km/h – ciclone extratropical

Acima de 120 km/h – ciclone tropical ou furacão ou tufão

Os vendavais são provocados pelo deslocamento violento de uma massa de ar. Normalmente são acompanhados de precipitações hídricas intensas e concentradas, que caracterizam as tempestades.

O superaquecimento local, ao provocar a formação de grandes cumulunimbus isolados, gera correntes de deslocamentos horizontal e vertical de grande violência e de elevado poder destruidor.

As tempestades relacionadas com a formação de cumulunimbus são normalmente acompanhadas de grande quantidade de raios e trovões.

Danos

Os vendavais ou tempestades:

Derrubam árvores e causam danos às plantações;
Derrubam a fiação e provocam interrupções no fornecimento de energia elétrica e nas comunicações telefônicas;
Provocam enxurradas e alagamentos;
Produzem danos em habitações mal construídas e/ou mal situadas;
Provocam destelhamento em edificações;
Causam traumatismos provocados pelo impacto de objetos transportados pelo vento, por afogamento e por deslizamentos ou desmoronamentos.
Os vendavais ocorrem em qualquer parte da Terra, em qualquer país.
O que eu posso fazer antes da ocorrência do vendaval?
Revise a resistência de sua casa, principalmente o madeiramento de apoio do telhado;
Desligue os aparelhos elétricos e o gás;
Abaixe para o piso todos os objetos que possam cair.
E depois da ocorrência do vendaval, o que posso fazer?
Ajude na limpeza e recuperação da área onde se encontra, começando pela desobstrução das ruas e outras vias;
Ajude seus vizinhos que foram atingidos;
Evite o contato com cabos ou redes elétricas caídas.
Avise a Defesa Civil ou Bombeiros sobre estes perigos;
Procure não utilizar serviços hospitalares, de comunicações, a não ser que necessite realmente. Deixe estes serviços para os casos de emergência.

Fonte: www.atibaia.com.br

Vendaval

Diferente de um tornado ou ciclone, um vendaval pode ser relacionado ao encontro entre duas massas de ar que giram em sentido oposto, favorecendo o desenvolvimento de uma terceira massa de ar que se desloca como um lançamento de ambas.

A extensão territorial brasileira, sua topografia e principalmente a cadeia de montanhas ao oeste do bloco da América do Sul, permite que a massa de ar do Atlântico Sul acione a massa de ar continental fazendo com que seja definida sobre esta parte do continente como uma massa de ar secundária que gira em sentido horário e atua principalmente sobre a Amazônia brasileira. Ela ocasiona o deslocamento de uma massa de ar que ao girar neste sentido, traz uma corrente de centro vindo do Norte brasileiro atingindo a região Central do Brasil.

É conhecido como vento do Noroeste e terá possibilidade de desenvolver massa de ar se deslocando do continente para a região central, ganahndo mais força quando do encontro com a massa de ar primária do Atlântico Sul.

No Brasil, os vendavais têm atividade maior para os Estados do Sul e Sudeste, mas não são regra definida, uma vez que Estados como o do Rio Grande do Norte também já presenciam este fenômeno com certa regularidade, tanto quanto Estados como a Bahia, Alagoas, entre outros.

Porém a atividade maior fica por conta do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

As massas de ar Primária do Atlântico Sul e Secundária Continental do Atlântico Sul, irão favorecer o deslocamento da massa de ar do Noroeste em direção ao Centro do país como representado na indicação 1. As massas de ar da Corrente Secundária do Atlântico Sul quando são favorecidas pela penetração da massa de ar do Pacífico Sul vindo do Argentina, permite o desenvolvimento da massa de ar do Sul em direção ao Noroeste como na indicação 2 atingindo o Norte de Santa Catarina, o Oeste do Paraná até o Mato Grosso do Sul.

As massas de ar Primária do Atlântico Sul e Secundária Continental quando acionam em conjunto por atividade mais forte da massa de ar continental, permite o surgimento de uma corrente vindo como na indicação 3 afastando a origem do vendaval que poderia surgir no Estado do Pará, para surgir entre o Ceará e o Rio Grande do Norte.

Quando a força das massas de ar estiver relacionada ao encontro entre as massas de ar do Atlântico Sul Primária e Secundária, irão favorecer o desenvolvimento de uma massa de ar que irá se deslocar em sentido do Sudeste como segue na indicação 4. Ainda quando da atividade mais forte da massa de ar do Pacífico Sul, penetrando no Continente Americano, temos a possibilidade de observar a ação de uma forte corrente partindo do Sul do país em direção ao Nordeste como observamos na indiação 5.

Em qualquer das indicações, se percebermos uma ação conjunta das massas de ar envolvidas na sua origem com maior força do que a convencionalmente observada, temos como provável a atividade de uma ventania que poderá ocasionar o fenômeno do Vendaval com velocidade de até 160 km/h.

Um Vendaval não se assemelha a um tornado, tempestade tropical ou mesmo a um redemoinho, porque a sua forma de passagem por uma região não é a de uma tormenta que atua com sentido de giro, mas sim de um deslocamento em uma direção definida pelas massas de ar que se encontram e favorecem a atividade do fenômeno.

Fonte: ilhadeatlantida.vilabol.uol.com.br

Vendaval

ESCALA ANEMOMÉTRICA INTERNACIONAL DE BEAUFORT

Escala Beaufort Categoria Nome Velocidade do Vento Indicações Visuais na Superfície Terrestre
m/s   Km/h
00 CALMA 0,0 – 0,2 < 1 Folhas de árvores sem movimento. Fumaça sobe verticalmente.
01 ARAGEM 0,3 – 1,5 1 – 5 Desvio da fumaça. Cataventos não são deslocados.
02 BRISA LEVE 1,6 – 3,3 6 – 11 Ventos sentidos no rosto. Folas de árvores farfalham. Catavento se move.
03 BRISA FRACA 3,4 – 5,4 12 – 19 Bandeiras levemente agitadas. Folhas e galhos de árvores em movimento.
04 BRISA MODERADA 5,5 – 7,9 20 – 28 Poeira e papeis soltos se elevam. Pequenos ramos são movimentados.
05 BRISA FORTE 8,0 – 10,7 29 – 38 Árvores pequenas e folhagem oscilam. Ondas com cristas em lagos.
06 VENTO FRESCO 10,8 – 13,8 39 – 49 Galhos grandes agitados. Assovio nos fios. Difícil usar guarda-chuvas.
07 VENTO FORTE 13,9 – 17,1 50 – 61 Árvores inteiras em movimento. Difícil caminhar contra o vento.
08 VENTANIA 17,2 – 20,7 62 – 74 Galhos de árvores são quebrados. Impossível andar.
09 VENTANIA FORTE 20,8 – 24,4 75 – 88 Pequenos danos em edificações. Chaminés e telhas são arrancados.
10 TEMPESTADE 24,5 – 28,4 89 – 102 Raro. Árvores são derrubadas. Danos consideráveis em edificações.
11 TEMPESTADE VIOLENTA 28,5 – 32,6 103 – 117 Raríssimos. Grandes devastações. Derrubada de edificações, placas de sinalização etc.
12-17 FURACÃO/TORNADO > 32,7 > 118  

ESCALA FUJITA – CLASSIFICAÇÃO DE TORNADOS

ESCALA VELOCIDADE DO VENTO KM/H
F0 65 – 116
F1 117 – 179
F2 180 – 250
F3 251 – 331
F4 332 – 419
F5 420 – 511
F6 > 511

Fonte: www.cpa.unicamp.br

Vendaval

Vendaval

Ciclones, Tempestades, Tornados & Cia.

Tempestade

O que é

Uma tempestade é simplesmente um estado de confusão na atmosfera, como ventos fortes, chuva torrencial, neve ou todas juntas. Cada tipo de tempestade, tornados, furacões e tufões seguem um ciclo de tempo e ocorrem em determinadas estações do ano.

Vendavais

O que é

A maioria das tempestades são acompanhadas por ventos de alta velocidade. As tempestades de vento, ou vendavais, tem pouca chuva e ocorrem quando as áreas de alta pressão e as de baixa pressão de ar se encontram. Essas áreas também tem grande diferença de temperatura. O ar mais quente sobe e o mais frio cai.

Os meteorologistas e marinheiros consideram tempestade quando os ventos alcançam mais de 100 km por hora. Os vendavais são assim chamados quando os ventos ficam entre 35 e 70 km por hora. Mas as tempestades de neve podem ocorrer até mesmo sem qualquer vento.

Tempestades de areia ocorrem em áreas em que a exploração da terra deixou a terra exposta e seca. Os ventos levantam partículas do solo desmatado e pode carregar essas partículas por centenas de quilômetros.

É possível provocar chuva artificialmente. Quando as condições de tempo são favoráveis, um avião pode jogar gelo seco em uma nuvem para fazer chover.

Ciclones e Tornados

O que são

Tornados ocorrem em condições violentas de tempestade. Ventos correm em diferentes direções dentro de um poderoso redemoinho. A força centrífuga joga o ar para longe do centro deixando no meio um miolo de baixa pressão.

Nesse miolo de baixa pressão os ventos podem alcançar 500 km por hora ou mais. Em cima, ele é esbranquiçado, mas, na parte de baixo, ele é escuro, devido as partículas que carrega e os destroços de pedras, árvores e até mesmo pedaços de carros e prédios.

Quando a parte debaixo do funil toca um prédio, as partículas funcionam como uma serra, cortando tudo em que toca. Geralmente eles correm para o leste a 40 até 60 km por hora.

Furacões e Tufões

O que são

Ocorrem nos trópicos. A tempestade de um ciclone pode ter entre 100 e até mais de 2.000 km de diâmetro. O “olho” do ciclone pode ter entre 20 e 100 km e é comparável a uma parede cilíndrica de nuvens. Essas tempestades sempre começam sobre o oceano e geralmente se movem em áreas de águas quentes que fornecem sua fonte de energia. Quando atingem uma grande porção de terra, um continente, eles diminuem seus ventos lentamente.

Nas águas do Oceano Atlântico essas tempestades são chamadas de furacões. A palavra “furacão” tem origem chinesa e quer dizer “grandes ventos”. Já na Índia, são chamados de ciclones. No mundo inteiro são chamados de ciclones ou furacões qualquer vento que ultrapasse 120 km por hora.

No oeste do Oceano Pacífico encontramos os tufões, que geralmente são maiores que os do Atlântico porque o Oceano Pacífico é maior que o Atlântico e, assim, essas tempestades tem mais tempo para se desenvolverem antes de chegar ao continente.

Os furacões se caracterizam por seus ventos muito fortes e chuvas violentas.

Brisa

O que é

Todos os ventos, de brisas suaves a violentos furacões, são causados por diferenças de temperatura, pela rotação da Terra e pela diferença de calor entre os continentes e oceanos.

Vendaval

As brisas são exemplos simples dos efeitos da temperatura no mar e na terra. O sol aquece a água de maneira desigual. Sobre os mares e lagos a maior parte da energia é consumida na evaporação e ou é absorvida pela água. O ar não é muito aquecido. A terra, no entanto, absorve metade do calor que a água absorve mas evapora menos. Assim, o ar sobre a terra recebe mais calor do que o ar sobre a água.

O ar aquecido expande e fica mais leve. Isso começa a acontecer logo após o nascer do sol. O ar sobre o mar não se esquenta rapidamente e permanece mais pesado do que o ar da terra. Como é mais pesado, começa a fazer pressão sobre o ar mais leve da terra e, assim, ocorre a brisa.

À noite ocorre o inverso. Oar da terra esfria mais rapidamente e durante um certo tempo, durante a noite, a brisa sopra em direção do mar.

Fonte: gold.br.inter.net

Veja também

Planejamento Urbano

PUBLICIDADE Planejamento Urbano é o estudo ou profissão que lida com o crescimento e funcionamento …

Aborígenes Australianos

Aborígenes Australianos

PUBLICIDADE Definição Aborígenes é considerada uma pessoa, animal ou planta que tenha estado em um país …

Gêiser

Gêiser

PUBLICIDADE Definição Gêiser uma fonte termal em que a água ferve intermitentemente, enviando uma alta coluna …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.