Breaking News
Home / Geografia / Extrativismo no Brasil

Extrativismo no Brasil

PUBLICIDADE

História do Extrativismo no Brasil

Ao longo de toda história do povo brasileiro foi possível perceber que diversas atividades ligadas à extração de produtos naturais da biodiversidade estiveram presentes, formando e transformando ciclos econômicos, sociais e políticos muito influentes e importantes, em algumas épocas configurando-se como uma das principais atividades de diversas regiões deste imenso território, a exemplo da famosa extração das “drogas do sertão”, que constituía basicamente de castanhas, metais preciosos, borrachas, ervas, madeiras e outros produtos.

Extrativismo no Brasil

Mesmo no presente século (XXI), esta atividade não foi deixada de lado, sendo, portanto, a principal base econômica para muitas famílias, sobretudo, àquelas que se localizam longe dos grandes centros industriais e das grandes cidades, e que mesmo passando por crises em decorrências do atual sistema político-econômico, o capitalismo, constitui-se como uma forte atividade econômica que emprega muitos brasileiros e brasileiras.

É difícil determinar quando e onde o extrativismo no Brasil começou, principalmente porque acaba sendo um processo um tanto quanto obscuro culturalmente e historicamente e associado a isto, tem-se as dimensões territoriais do país, que se assemelham a muitos continentes ou subcontinentes. Mas fato é que ao longo de toda a sua história, pouco apoio e investimento o extrativismo ainda recebe, o que dificulta o seu desenvolvimento em plenitude. Claro que alguns setores acabam possuindo mais vantagens do que outros, uma vez que, contribuem imensamente para o enriquecimento econômico de grandes empresas capitalistas, sejam estas nacionais ou internacionais. Já outros, encontram-se a mercê do descaso.

Além destas reflexões, é importante ter noção de que cada região desse grande país, o Brasil, possuí produtos característicos da atividade extrativista, na região do Centro-oeste, por exemplo, predominam-se a extração do Pequi, o Baru e a Bacaba, enquanto na região Norte tem-se o Buriti, o Capuaçu, o Babaçu e Murici, sendo fonte de renda para diversas comunidades.

Um fato marcante e que chama a atenção dos estudiosos é que antes e depois da Segunda Grande Guerra (ou Segunda Guerra Mundial), na Amazônia intensificou-se a extração de borracha, da castanha, da madeira, o que preocupa muito os estudiosos das causas ambientes, pois trata-se de uma região rica em biodiversidade de fauna e flora, podendo então afetá-las de forma negativa e associado a este processo, nesta mesma região a partir dos anos 60 tem-se a constante extração de ouro, ferro, bauxita e muitos outros minerais, influenciando na destruição sistêmica deste grande bioma, assim como foi possível destruir ou reduzir dimensão espacial de outros, principalmente àqueles próximos a linha da costa, como a Mata Atlântica e a Caatinga.

Gean Alef Cardoso

Veja também

Planejamento Urbano

PUBLICIDADE Planejamento Urbano é o estudo ou profissão que lida com o crescimento e funcionamento …

Aborígenes Australianos

Aborígenes Australianos

PUBLICIDADE Definição Aborígenes é considerada uma pessoa, animal ou planta que tenha estado em um país …

Gêiser

Gêiser

PUBLICIDADE Definição Gêiser uma fonte termal em que a água ferve intermitentemente, enviando uma alta coluna …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.