Breaking News

403 Forbidden

Request forbidden by administrative rules.
Home / Geografia / Convenção de Estocolmo

Convenção de Estocolmo

PUBLICIDADE

O que foi a Convenção de Estocolmo?

Nas conferências internacionais participa a maioria dos países do mundo e possuem diversos objetivos, o que facilita, em primeiro lugar, o estudo dos grandes problemas e, a médio e longo prazo, permite a adoção e a implementação de soluções conjuntas para as diversas questões no âmbito econômico, social, populacional, político e ambiental. Garantindo uma maior prevalência das relações de igualdade e respeito entre as nações e os países, evitando desavenças entre os mesmos. Entre as principais, destacam-se a Convenção de Estocolmo.

Convenção de Estocolmo

Em 2001, na cidade de Estocolmo na Suécia, foi realizado uma conferência que recebeu o nome da cidade, a Convenção de Estocolmo, que objetivava proteger a saúde dos seres humanos e do meio ambiente dos afeitos ruins causados pelos Poluentes Orgânicos Persistentes, chamado entre os especialistas de POPs.

Assim sendo, nesta convenção definiu-se Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs), como aqueles que acatam aos critérios de bio-acumulação, de persistência e de potencial para transporte ambiental e efeitos adversos, como por exemplo, o aldrin, dieldrin, hexaclorobenzeno (HCB), endrin, heptacloro, mirex, bifenilaspolicloradas (PCB), clordano e toxafeno. Tal relação é possível encontrar detalhadamente no anexo D da convenção.

Além desta classificação, estipulou-se que fosse necessário que os países se comprometam a proibir a produção, utilização e comercialização dos produtos químicos e bioquímicos citados acima, que causam diversos danos à saúde ambiental, para que seja possível entrar em vigor as mudanças que objetivam ao longo do tempo, reduzir os danos e melhorar a qualidade de vida no planeta.

Mesmo que esses elementos e produtos sejam obtidos intencionalmente, como pelo processamento de diversos resíduos perigosos, é necessário diminuí-los para evitar que os acordos sejam rompidos, ou trata-los eficientemente, melhorando as condições técnicas do seu processamento, como por exemplo, a não utilização de cloro elementar e as substâncias que podem gera-los e substituir a utilização constante de diversas matérias primas.

Gean Alef Cardoso

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Compactação do Solo

PUBLICIDADE Definição A compactação do solo, por definição, significa que a densidade do solo aumenta …

Formação Geológica

PUBLICIDADE Definição As formações geológicas se referem às formações e estruturas naturais no leito rochoso …

Recursos renováveis

PUBLICIDADE Definição Um recurso renovável é aquele que pode ser usado repetidamente e não se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

403 Forbidden

Request forbidden by administrative rules.