Breaking News
Home / Geografia / Tornado

Tornado

PUBLICIDADE

Definição

Os tornados são fenômenos naturais em que percebemos uma imensa massa de ar girando em torno de seu centro que terá como resultado desta atividade uma redução na sua pressão atmosférica (vácuo de pressão).

Convencionou-se fazer uso da denominação “Tornado“, para os fenômenos que ocorrem em superfície terrestre.

Nos EUA, foram apelidados de Twister, uma gíria norte-americana para esta forma de fenômeno.

Forças

Tornados são algumas das forças mais destrutivas da natureza.

Um tornado é uma coluna de ar violentamente rotativa que se estende de uma tempestade ao solo.

É frequentemente anunciado por um céu escuro e esverdeado.

Nuvens negras de tempestade se reúnem.

Granizo do tamanho de beisebol pode cair.

Um funil aparece de repente, como se descesse de uma nuvem. O funil atinge o chão e ruge para a frente com um som semelhante ao de um trem de carga se aproximando.

O tornado rasga tudo em seu caminho.

Coluna de ar

Um tornado é uma coluna de ar com rotação violenta, pendente de uma nuvem cumulonimbus, a típica nuvem de tempestades. Os furacões geralmente são visíveis como uma nuvem de funil, mas nem sempre.

A coluna de ar está girando no sentido anti-horário no hemisfério norte e no sentido horário ao sul do equador.

Durante tempestades, as nuvens podem crescer para cima, cada vez mais alto, na atmosfera, até atingirem a tropopausa a 18.000 metros. Durante esses eventos, rajadas de chuva, raios e tornados podem ocorrer.

No centro do tornado, a pressão do ar é muito diferente da pressão do lado de fora do tornado: é por isso que os ventos fortes saem do lado de fora do tornado em alta velocidade.

O que é

A palavra tornado vem do idioma espanhol e significa torcer ou virar.

Um tornado é um turbilhão produzido por condições atmosféricas, principalmente por pressão extremamente baixa, durante uma forte tempestade.

Tornados geralmente giram no sentido anti-horário. Eles aparecem como colunas em forma de funil de ventos violentamente rotativos que descem de uma tempestade e tocam o chão.

Embora um tornado nem sempre seja visível aos olhos, as condições do tornado ainda podem ser detectadas no radar, ou o tornado pode se tornar visível depois que detritos e sujeira são puxados para ele.

Um tornado também pode ser chamado de nuvem de funil, mas tecnicamente esse não é um termo correto. Embora as duas palavras sejam às vezes usadas de forma intercambiável, uma nuvem de funil é diferente, não em sua composição, mas no fato de não tocar o chão.

Outro nome que é frequentemente usado para descrever um tornado é twister, devido ao seu violento movimento de torção.

O tornado é uma das forças mais imprevisíveis e destrutivas da natureza, muitas vezes destruindo tudo em seu caminho. Um tornado é geralmente precedido por tempestades severas, que podem incluir raios, ventos fortes e granizo com frequência. Ele pode mudar de rumo sem aviso prévio e geralmente é acompanhado por um som estridente ou, como alguns descrevem, o som do trem de carga.

A Escala Fujita mede a força ou a intensidade dos tornados e usa cinco categorias para determinar o quão prejudicial é cada tempestade.

Um F-1 é considerado moderado, F-2 significativo, F-3 grave, F-4 devastador e F-5 incrível. Existe uma designação para o F-6, mas é considerado inconcebível, com ventos atingindo mais de 510 quilômetros por hora.

Embora furacões possam ocorrer em qualquer lugar do mundo, há mais furacões nos Estados Unidos a cada ano do que em qualquer outro país. Existe até uma seção dos EUA chamada Tornado Alley, que vai do centro-oeste ao sul.

O Reino Unido parece experimentar alguns tornados também, e o Canadá vê sua parte, embora a maioria dos tornados canadenses esteja classificada na categoria F-1.

Como são formados os Tornados?

Antes do desenvolvimento da tempestade, uma mudança na direção do vento e um aumento da velocidade com a altura cria uma tendência de rotação horizontal na baixa atmosfera.

Essa mudança na direção e velocidade do vento é chamada de cisalhamento do vento.

Ar ascendente da baixa atmosfera para dentro da tempestade inclinada o ar em rotação da posição horizontal para a posição vertical.

Então há a formação de uma área de rotação com comprimento de 4-6 km, que corresponde a quase toda extensão da tempestade. A maioria das tempestades fortes e violentas são formadas nestas áreas de extensa rotação.

Desenvolvimento de Tornados

Tornados tendem a formar-se com trovoadas severas que giram e requerem uma atmosfera instável.

Uma região de forte cisalhamento de vento (velocidades de ventos mais rápidos e mudanças de direção de ventos com altitude) causa a corrente de ar ascendente dentro de uma trovoada girar em sentido ciclônico.

Este mesociclone, pode ser de 5-10 km de largura, estendendo-se verticalmente e encolhendo-se horizontalmente causando a ascensão rápida dos ventos que giram.

Dentro de um mesociclone, um vórtex giratório pode aparecer no nível médio da nuvem e estende-se para a base da nuvem.

O primeiro sinal do nascimento de um tornado numa trovoada é a observação de nuvens giratórias na base da tempestade. Uma nuvem em forma de parede forma-se quando as nuvens giratórias descem.

O ar move rápido de todas as direções para dentro de um vórtex de pressão baixa. Este ar expande-se, resfria-se e suficientemente molhado ele condensa-se em uma visível nuvem em forma de funil.

O ar debaixo do funil é tragado pelo vórtex e a nuvem em forma de funil descende para a superfície. Sujeiras carregadas pelo tornado dão uma aparência escura e ominosa.

As vezes o ar é tão seco que os ventos giratórios permanecem invisíveis até atingir o solo e começam a carregar sujeiras. Infelizmente, pessoas erram em pensar que estes “tornados invisíveis” são poreiras do diabo.

Ocasionalmente, o funil não pode ser visto por causa da chuva, nuvens de poreira, ou escuridão. Muitos tornados possuem um barulho distinto que pode ser ouvido por muitas milhas até quando eles não são bem visíveis.

Este som parece ser mais alto quando o tornado toca o solo. Contudo, nem todos os tornados produzem este barulho, e estas tempestades podem ser assassinas silenciosas.

A maioria de tornados mais fortes e violentos tendem a formar-se na área direita detrás de uma trovoada severa.

Tornados mais fracos podem formar-se na área principal de uma corrente de ar ascendente.

Eles também podem formar-se ao longo de uma frente de rajada, quando um influxo de ar quente é empurrado para cima pela corrente de ar descendente fresca.

Embora tornados mais fortes e violentos tendem a formar-se dentro de um mesociclone, nem todos os mesociclones produzem tornados.

Variedades de Tornados

Um tornado de múltiplos vórtices contem dois ou mais pequenos e intensos remoinhos, chamados vórtices de sucção, orbitando o centro da circulação maior do tornado.

Quando um tornado não contem mais poeira e sujeira, as vezes estes vórtices de sucção são espetacularmente visíveis. Estes vórtices podem formar-se e morrer dentro de poucos segundos.

Eles podem ocorrer em vários tamanhos de tornados. Subvortices causam a maioria de caminhos de danos extremosos, estreitos e curtos associados com tornados.

Tornados de múltiplos vórtices são responsáveis pela maioria de contos jornalísticos antes do final do seculo 20 de vários tornados observados juntos ao mesmo tempo.

Uma tromba d’água é um tornado que forma-se ou passa sobre a água. O funil é visível por causa das nuvens de vapor d’água condensada.

Como os tornados, as trombas d’água podem assumir muitas formas e frequentemente ocorrem em séries ou famílias.

Uma das maiores e mais famosa tromba d’água foi observada por inúmeros turistas e alguns cientistas próximo de Massachussettes nos EUA no dia 19 de Agosto de 1896, com um altura estimada de 1,095 metros e 73 metros de largura na base. Trombas d’água são mais frequentes sobre águas tropicais e sub-tropicais mas tem aparecido em áreas inesperáveis, como os Grand Banks de Newfoundland no Canada.

Uma poeira do diabo é um remoinho de pouca duração que assemelha-se a um tornado porém geralmente menor e menos intenso.

A maioria de poeiras do diabo são poucos metros em diâmetro não mais de 100 metros de altura e duram apenas alguns minutos depois da sua formação. Elas formam-se com céu claro quando a superfície é consideravelmente mais quente do que o ar a poucos metros acima, causando a situação instável.

O ar quente na superfície eleva-se e coleta o ar próximo ao solo para o remoinho em desenvolvimento. Os ventos giratórios carregam para cima terras, poeiras, e outras sujeiras soltas que permitem ser visível a poeira do diabo.

Poeiras do diabo são frequentes nas regiões áridas e geralmente elas não são destrutivas.

Origem dos tornados

Os tornados ocorrem, geralmente, no decorrer de tempestades severas, junto de sistemas frontais, onde existe uma diferença significativa de temperatura entre as massas de ar adjacentes.

A sua formação é feita em altitude, desenvolvendo-se posteriormente até ao solo, altura em que atinge a maturidade, podendo-se gerar mais do que um tornado ao mesmo tempo.

O primeiro sinal de desenvolvimento superficial destes turbilhões de ar é um remoinho de poeira junto ao solo. Com o tempo, a coluna de ar vai estreitando até se dissipar por completo.

Os tornados deslocam-se a uma velocidade média de cerca de 48 km/h, ao longo de vários quilômetros, variando de quase estacionários até cerca de 115 km/h.

O seu diâmetro médio ronda os 50 metros, podendo chegar, no entanto, até 1,6 quilômetros.

Este fenômeno pode ocorrer em qualquer altura do ano. Todavia, podem ser identificados picos de frequência que variam conforme as diferentes regiões do globo.

A maior probabilidade de ocorrência de tornados existe entre as 15 e as 21 horas, embora se tenha conhecimento de ocorrências a qualquer hora do dia ou noite.

Classificação

Os tornados estão entre as tempestades mais perigosas da Terra e, como os meteorologistas se esforçam para proteger populações vulneráveis por meio de aviso prévio, ajuda a classificar as tempestades por gravidade e possíveis danos.

Os tornados foram originalmente classificados na escala Fujita, nomeada em homenagem ao seu inventor, o meteorologista da Universidade de Chicago T. Theodore Fujita.

O meteorologista criou a escala em 1971 com base na velocidade do vento e no tipo de dano causado por um tornado.

Havia seis níveis na escala original:

F0: Velocidade do vento: 64-116 km/h
Dano leve: arranca galhos das árvores; arranca árvores de raízes rasas do chão; pode danificar placas de sinalização, semáforos e chaminés

F1: Velocidade do vento: 117-180 km/h
Danos moderados: Os materiais de cobertura e o revestimento de vinil podem ser deslocados; casas móveis são altamente vulneráveis e podem ser facilmente derrubadas da fundação ou derrubadas; motoristas podem ser enviados para fora da estrada e possivelmente capotados

F2: Velocidade do vento: 181 – 253 km/h
Dano considerável: árvores bem estabelecidas são facilmente arrancadas; casas móveis são dizimadas; telhados inteiros podem ser arrancados das casas; vagões de trem e caminhões são derrubados; pequenos objetos se tornam mísseis perigosos

F3: Velocidade do vento: 254 – 332 km/h
Dano grave: as florestas são destruídas quando a maioria das árvores é arrancada do chão; trens inteiros são descarrilados e derrubados; paredes e telhados são arrancados das casas

F4: Velocidade do vento: 333-418 km/h
Dano devastador: Casas e outras estruturas pequenas podem ser totalmente destruídas; automóveis são impulsionados pelo ar

F5: Velocidade do vento: 419 – 512 km/h)
Dano incrível: os carros se tornam projéteis quando são arremessados pelo ar; casas inteiras são completamente destruídas depois de serem arrancadas da fundação e enviadas para longe; estruturas de concreto armado com aço podem ser seriamente danificadas.

Tornado – Foto

Fonte: members.tripod.com/geocities.yahoo.com.br/www.wisegeek.org/www.brasgreco.com/www.ied.ufla.br/www.nationalgeographic.com/www.weather.gov/www.climate-change-guide.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Lençol Freático

PUBLICIDADE Definição O lençol freático é a superfície onde a pressão da água é igual …

Estrutura do Solo

Estrutura do Solo

PUBLICIDADE Definição e importância da estrutura do solo A estrutura do solo é definida pela maneira como …

Crosta Terrestre

PUBLICIDADE Definição Crosta descreve um revestimento ou cobertura externa. Em geologia, é o termo dado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.