Breaking News
Home / Geografia / Pradaria

Pradaria

PUBLICIDADE

 

Designa-se por pradaria uma formação herbácea fechada, localizada nas latitudes temperadas:

Eurásia – Estepe
América do Norte – Pradaria
América do Sul – Pampa
África do Sul – Veld

As pradarias da Eurásia e da América do Norte são formações clímax climáticas. Alguns autores pensam que as pampas (América do Sul) e o veld (África do Sul) serão formações de origem antrópica.As pradarias situam-se no interior dos continentes ou ao abrigo das cordilheiras e recebem a chuva essencialmente no final da Primavera eno Verão. O Inverno é muito frio e seco.

Pradaria

A pradaria é diferente da estepe semi-árida: na pradaria o coberto vegetal cobre totalmente a superfície do solo.

A pradaria é diferente da savana: as espécies são diferentes pois as pradarias são formações vegetais temperadas e as savanas são formações tropicais; há um duplo repouso anual, no Inverno devido aofrio e no final do Verão devido à falta de água; a pradaria exclui aárvore.A actividade vegetativa nestas regiões começa no início da Primaveracom o aumento da temperatura a provocar o degelo e a fornecer água à vegetação. As plantas desenvolvem-se rapidamente até meados de Julho, quando começa a faltar água. Em Agosto as pradarias e estepestêm um aspecto seco que nada faz lembrar a exuberância da Primavera.

Tipos de pradarias

Pradaria alta

Pradaria mista

Pradaria baixa

Pradaria alta

Nas zonas mais húmidas – dominam plantas herbáceas (gramíneas e plantas com flor)* dentro das plantas com flor dominam as famílias:

Compostas, Liliáceas, Umbelíferas, Leguminosas; estas plantasdesabrocham repentinamente na Primavera* gramíneas: porte muito elevado (2 m de altura), raízes muito profundas (2.5 m); desabrocham no começo do Verão, murcham no final desta estação e muitas vezes “revivem” no Outono

Tipo de solo

Brunizem Pradaria mista:

Ecossistema muito complexo, de elevada riqueza florística

Mistura de plantas herbáceas de diferente porte

Zonas de precipitação inferior e também de Verão mais quente

Tipo de solo – chernoziom (palavra russa que significa “terra negra”). O chernoziom é um dos solos mais férteis do mundo

A atividade dos microorganismos na Primavera/Verão é elevadadevido à humidade e temperatura favoráveis

As plantas mortas acumulam-se no solo, formando uma matéria vegetal em decomposição que é altamente enriquecedora do solo, tornando-o mais leve, arejado e solto- as raízes (4/5 da biomassa) contribuem para o arejamento do solo

Animais (minhocas, roedores) promovem o arejamento do solo, o que facilita a humificação.

Pradaria baixa:

Zonas em que a precipitação anual < 300 mm e nas quais a amplitudetérmica anual é maior

Dominam plantas herbáceas de porte baixo (< 30 cm)

Riqueza florística é inferior

Ásia

O clima é de tipo muito continental, com Invernos muito frios e Verões quentes

A Precipitação anual é fraca, de 250 a 500 mm- há um gradiente de temperatura crescente de norte para sul e um gradiente de aridez crescente de noroeste para sudeste, o queorigina basicamente duas faixas de vegetação:

Uma faixa setentrional mais húmida e mais fresca

Uma faixa meridional mais árida e mais quenteAmérica do Norte:

As pradarias cobrem neste continente uma larga bandacentral, de cerca de 3000 km de comprimento por 1000 de largura

Grande pradaria americana

Há um gradiente de temperatura crescente de norte para sul e um gradiente de aridez crescente de este para oeste, o que origina basicamente duas faixas de vegetação:

Uma faixa oriental mais húmida

Uma faixa ocidental mais áridaAs gramíneas são plantas de crescimento contínuo

Quando em parte devoradas pelos animais voltam a crescer rapidamente. As gramíneassão muito resistentes ao fogo e à seca, pois os orgãos onde estão as gemas de renovo encontram-se enterrados no solo. As gramíneas possuem um sistema radicular extremamenteramificado que ocupa densamente o solo. Quando são destruídas o solotorna-se vulnerável à erosão pela chuva e pelo vento.

Fauna:

Insectos numerosos que, por seu turno, alimentam uma multidão de aves

Grande quantidade de pequenos roedores que se alimentamdas sementes das gramíneas

Grandes herbívoros (cavalo, bisonte)

Comportamento

Alguns animais vivem em galerias subterrâneas (marmotas, cães-da-pradaria)

Muitas aves são boas corredoras (abetarda)

Os animais têm elevada mobilidade (para fugirem dos predadores)

Muitos animais possuem comportamento gregário, vivendo em grandes grupos, não só os que formam manadas mas também os vivem debaixo da terra Na América do Norte as tribos de índios das pradarias caçavam osbisontes com arco e flecha.

O bisonte fornecia aos índios quase tudo o que precisavam: a carne servia-lhes de alimento, as peles eram usadascomo vestuário, os chifres aproveitados como recipientes e os ossosusados para ferramentas; até o espírito dos seus deuses

Nunca nenhum povo esteve tão intimamente ligado com uma espécie animal.Os índios só matavam os bisontes quando precisavam. Mas com os colonos brancos não foi bem assim

Muitas vezes abatiam os animais apenas para tirarem a pele. Os bisontes praticamente foramexterminados.Juntamente com os bisontes havia manadas de outro ruminante, a antilocapra que também foram muito reduzidas em número.As pradarias, tal como todas as formações vegetais à base degramíneas, são ecossistemas nos quais o fogo tem um papel essencial.O fogo que percorre essas regiões no final da estação seca ajuda a mineralização da enorme quantidade de fitomassa que se acumulou. As plantas nativas estão adaptadas ao fogo, com órgãos subterrâneos onde se encontram as gemas de renovo.O homem, quando põe fogos com uma periodicidade que não a natural,causa a degradação do ecossistema

Se não houver fogo a matéria orgânica acumulada impede a regeneração das plantas próprias do ecossistema, sendo substituídas por outras como cardos.

Numa primeira fase o homem substituiu a vegetação natural das pradarias por plantas que constituíssem uma dieta mais apropriada parao gado e aniquilou os predadores

Grande empobrecimento da flora e da fauna (herbívoros, roedores e carnívoros). Nas pradarias primitivas os grandes herbívoros migravam, facto que permitia a reconstituição do coberto vegetal.

Pelo contrário, o gado doméstico permanece todo o ano no mesmo local, o que muitas vezes conduziu ao sobrepastoreio, com todas as suas consequências negativas:

Compactação do solo,

Redução drástica do coberto vegetal- erosão do solo

Diminuição das reservas hídricas do soloou seja, no geral, diminuição da produtividade e da diversidade doecossistema.

Numa segunda fase, as zonas outrora ocupadas por pradarias foram substituídas por extensos campos de cereais (os solos das pradarias são dos mais férteis do mundo: Ucránia – celeiro da Rússia) com um elevado “input” de fertilizantes e pesticidas. Para certos cereais foram desenvolvidas variedades que conseguissem suportar a estação fria -trigo de Inverno.As pradarias constituem um dos biomas que mais profundamenteforam alterados pelo homem. As pradarias da Ásia não são tão férteis como as pradarias americanaspois a precipitação é muito escassa naquela região. Em grandesextensões o solo é seco e poeirento no Verão e gelado durante a maiorparte do Inverno.Também nesta região vivem grandes manadas de herbívoros. Os antílopes-saiga foram reduzidos, de milhões a menos de 1000indivíduos.

Localização das pradarias e estepes

Como se pode observar, as pradarias e estepesocorrem no interior dos continentes, a latitudes temperadas.

Resumo: As condições climáticas (secura no Verão e frio no Inverno) excluem as árvores e favorecem o domínio das gramíneas. A precipitação é suficiente para o desenvolvimento de formações vegetais herbáceas fechadas.Elaborado por Teresa Calvão

Fonte: www.ensino.uevora.pt

Pradaria

A pradaria é um trecho de terra aberta, relativamente plana coberta de gramíneas, ervas e pequenos arbustos, sem árvores presentes.

A pradaria é um ecossistema único, apoiando as plantas e os animais selvagens que não são encontradas em outros ambientes. Os seres humanos têm contribuído imensamente para o formato de campos temperados do mundo por milhares de anos.

A palavra foi retirada diretamente da palavra francesa “nuvem”, e foi usada pela primeira vez para descrever as altas pradarias da América do Norte central em 1773.

O conceito da pradaria era completamente estranho para os exploradores europeus, que não estavam acostumados com a visão gramíneas de altura acenando para o horizonte. Muitos dos animais foram também incomun e inesperado, e esses exploradores reconheceu que a região plana é um ambiente único.

Encostas suaves e grandes áreas planas são a marca registrada de uma pradaria, que tem uma mistura de gramas que podem crescer tão alto quanto a cabeça de uma pessoa.

Flores silvestres e ervas aromáticas são geralmente abundantemente distribuído por toda a relva e os arbustos pequenos podem ser encontrados em algumas regiões também.

A pradaria também abriga aves únicas, como cotovias.

Animais maiores também historicamente dependeram da pradaria. Nas Américas, o búfalo é, provavelmente, o exemplo mais conhecido de uma grande espécie de animais que já foi abundantemente distribuídas por estas terras. Estes animais ajudaram a produzir e fertilizar o solo enquanto caminhavam, espalhando as sementes sobre a terra com seus cascos. O rico solo das planícies acabou por ser altamente benéfico para os seres humanos que se estabelecem na área, uma vez que eles poderiam estabelecer grandes fazendas que sustentavam os animais e plantações.

Alguns biólogos estão preocupados com a saúde dessas pastagens, como a terra tem sido fortemente explorado para a agricultura e uso industrial. Eles temem que o desaparecimento da pradaria seria uma grande perda para a humanidade, uma vez que representa uma ecologia tão interessante e única.

Fonte: www.wisegeek.com

Pradaria

O que é

Pradaria
Pradaria

Pradarias são um tipo de pastagem, uma paisagem dominada por plantas herbáceas, especialmente gramíneas; árvores estão ausentes ou apenas muito espalhadas na paisagem.

As pradarias, ou campos, praticamente sem árvores, ocupam menos espaço que as outras formações, mas são economicamente mais significativas, com sua vasta cobertura de gramíneas, cujos restos apodrecidos, acumulados ao longo dos séculos, formaram um humo negro de grande fertilidade.

A pradaria apresenta apenas vegetações herbáceas diferindo, por exemplo, das savanas, que podem apresentar árvores e são típicas de locais quentes e secos.

Domínio Morfoclimático das Pradarias

Pradaria
Pradaria

Domínio representado pelo Pampa, ou Campanha Gaúcha,onde o relevo é baixo, com suaves ondulações (coxilhas) e cobertopela vegetação herbácea das pradarias (campos).A ocupação econômica desse domínio tem-se efetuado pelapecuária extensiva de corte, com gado tipo europeu, obtendo altosrendimentos e pela rizicultura irrigada.

Situação Geográfica

Situado ao extremo sul brasileiro, mais exatamente a sudeste gaúcho, o domínio morfoclimático das pradarias compreende uma extensão, segundo Ab’Saber, de 80.000 km² e de 45.000 km² de acordo com Fontes & Ker – UFV.

Tendo como cidades importantes em sua abrangência: Uruguaiana, Bagé, Alegrete, Itaqui e Rosário do Sul.

Pradaria
Pradaria

Características do Povoamento

Território mãe da cultura gauchesca, suas tradições ultrapassam gerações, demonstrando a força da mesma. Caracterizado por um baixo povoamento, a região destaca-se grandes pelos latifúndios agropastoris, que são até hoje marcas conhecidas dos pampas gaúchos. Os jesuítas iniciaram o povoamento com a catequização dos índios e posteriormente surgem as povoações de charqueadas. Passando por bandeirantes e tropeiros, as pradarias estagnam esse processo (ciclo do charque) com a venda de lotes de terras para militares, pelo governo federal. Devido à proximidade geográfica com a divisão fronteiriça de dois países (Argentina e Uruguai), ocorreram várias tentativas de anexação dos pampas a uma destas nações – devido aos tratados de Madrid e de Tordesilhas. Mas as tentativas foram inválidas, hoje os pampas continuam sendo parte do território brasileiro.

Características Bio-Hidro-Climáticas e Fisiográficas

Como é uma área também chamada de pradarias mistas, o solo condiz ao mesmo. Segundo Ab’Saber, que o caracteriza como diferente de todos os outros domínios morfoclimáticos, existindo o paleossolo vermelho e o paleossolo claro, sendo de clima quente e frio. Denominado um solo jovem, devido guardar materiais ferrosos e primários, sua coloração vêem a ser escura. Estabelecido por um clima subtropical com zonas temperadas úmidas e sub-úmidas, a região é sujeita a sofrer alguma estiagem durante o ano. Sua amplitude térmica alcança índices elevados, como em Uruguaiana, considera a mais alta do Brasil, com 7° a/a.

Isto evidencia suas limitações agrícolas, pois o solo é pouco espesso e têm indícios de pedrugosidade. Assim, caracteriza-o a uma atividade pastoril de bovinos e ovinos. Com a utilização do solo sem controle, denota-se um sério problema erosivo que origina as ravinas e posteriormente as voçorocas. Esse processo amplia-se rapidamente e origina o chamado deserto dos pampas.

A drenagem existente é perene com rios de grande vazão, como: Rio Uruguai, Rio Ibicuí e o Rio Santa Maria.

Condições Ambientais e Economicamente Sustentáveis

Pradaria
Pradaria

O domínio morfoclimático das Pradarias detém importantes reservas biológicas, como a do Parque Estadual do Espinilho (Uruguaiana e Barra do Quarai) e a Reserva Biológica de Donato (São Borja). As condições ambientais atuais fora desses parques, são muito preocupantes. Com o início da formação de um deserto que tende a crescer anualmente, essa região está sendo foco de muitos estudos e projetos para estagnar esse processo. Devido ao mau uso da terra pelo homem, como a monocultura e as queimadas, essas darão origem as ravinas, que por sua vez farão surgir às voçorocas. Como o solo é muito arenoso e a morfologia do relevo é levemente ondulado, rapidamente os montantes de areia espalham-se na região ocasionados pela ação eólica. Em virtude a tudo isso, poucas medidas estão sendo tomadas, exceto os estudos feitos. Assim, as autoridades locais deverão estar alerta, para que esse processo erosivo tenha um fim antes que torne toda as pradarias num imenso deserto.

Existem 3 tipos básicos de pradarias:

Pradarias Altas – nos locais mais úmidos  que apresentam gramíneas de até 2 metros de altura e raízes muito profundas.
Pradarias Mistas
-apresenta uma grande diversidade florística presente em solos altamente férteis.
Pradarias Baixas
– que apresenta menor diversidade e gramíneas de pequeno porte.

Fonte: cta2009-2-dominios-morfoclimaticos.com

Pradaria

O que é

Pradaria é uma planície vasta e aberta onde não há sinal de árvores nem arbustos, com capim baixo em abundância. Estão localizadas em praticamente todos os continentes, com maior ocorrência na América do Norte.

A pradaria brasileira é o pampa. São regiões muito amplas e oferecem pastagens naturais para animais de pastoreio e as principais espécies agrícolas alimentares foram obtidas das gramíneas naturais através de seleção artificial. Ocorre em regiões onde a queda pluviométrica é muito baixa para suportar a forma de vida da floresta ou em regiões de floresta onde as questões edaficas favoreçam o desenvolvimento de gramíneas e desfavoreça o de plantas lenhosas (Odum, Fundamentos de Ecologia, 2004) O solo geralmente é cheio de túneis e tocas de animais. As pradarias são também encontradas ao lado de desertos.

O clima varia bastante: as pradarias tropicais são quentes durante o ano, mas as pradarias temperadas têm estações quentes e frias.

Clima e Solo

As pradarias apresentam verões quentes, invernos frios e chuvas moderadas. As temperaturas no verão podem ultrapassar 38°C e no inverno cair abaixo de 34°C negativos. As campinas tropicais, que não sofrem grandes variações de temperatura do verão para o inverno, chamam-se savanas. Na maioria das pradarias, a precipitação pluviométrica oscila entre 510 e 890 mm anuais, menos do que nas florestas, porém mais do que nas estepes. Chove mais no verão.

As pradarias têm solos particularmente profundos, escuros e férteis, resultado da decomposição de matéria orgânica.

A vegetação cresce, principalmente, na primavera, quando a neve do inverno começa a derreter. No resto do ano a água é bem mais escassa. No verão as folhas secam e morrem convertendo-se em matéria orgânica seca que pega fogo com facilidade. Nas pradarias, o fogo restitui os nutrientes ao solo em forma de cinzas, auxiliando assim o crescimento das gramíneas na primavera. Outras formas de vegetação, como árvores e arbustos, morrem com a escassez de água em algumas épocas do ano ou pelo fogo.

A fauna é constituída por carnívoros e coleóptero

Fonte: alexandreevinicius.blogspot.com.br

Veja também

Planejamento Urbano

PUBLICIDADE Planejamento Urbano é o estudo ou profissão que lida com o crescimento e funcionamento …

Aborígenes Australianos

Aborígenes Australianos

PUBLICIDADE Definição Aborígenes é considerada uma pessoa, animal ou planta que tenha estado em um país …

Gêiser

Gêiser

PUBLICIDADE Definição Gêiser uma fonte termal em que a água ferve intermitentemente, enviando uma alta coluna …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.