Breaking News
Home / Geografia / Desertificação

Desertificação

PUBLICIDADE

Desertificação: Um Processo Natural Intensificado pelos Seres Humanos

Não é segredo para ninguém que as interferências dos seres humanos na natureza podem trazer graves problemas a saúde do ambiente, principalmente quando não é pautado de forma planejada que objetive construir relações harmônicas, que geralmente desconhecem ou ignoram a dinâmica da natureza.

Isto acaba tendo como consequência diversos problemas, inclusive ao que se refere nas formas de ocupações humanas na paisagem. Um caso que preocupa constantemente os pesquisadores está ligado a desertificação. Processo este que pode ser natural, mas que pode ser intensificado pelas ações antrópicas.

Desta forma e em linhas gerais, pode-se dizer que desertificação é um processo de degradação e desgaste de muitas áreas da superfície terrestre causadas pelas interferências na natureza, sobretudo, pelas oscilações ou variações climáticas e pelas relações humanas inconscientes que se desenvolvem no espaço, afetando homens e mulheres. Tal conceito foi construído pelas Organização das Nações Unidas (ONU) em uma convenção no qual discutiam os problemas e o combate à desertificação.

Desertificação

Nesta convenção, pesquisadores indicaram que em diversas partes do planeta, cerca de 60 mil quilômetros quadrados de terras anuais sofrem com esse processo. E este número tende a aumentar devido as interferências provocadas pelas ações dos seres humanas nos elementos da paisagem, por meio do desmatamento, da agricultura, da pecuária, da mineração e do avanço das cidades e das industrias, poluindo os solos e causando mudanças na dinâmica climática e atmosférica.

Consequências

Tendo como principais consequências danosos, a perda e até mesmo extinção da biodiversidade, a salinização e alcalinização dos solos, redução do potencial hídrico dos mananciais, maiores processos erosivos, redução de nutrientes do solo que permitem o desenvolvimento da agricultura e problemas na saúde humana.

Nos últimos anos, os continentes mais atingidos por esse processo são: América, principalmente em sua porção Sul, a África em sua zona Oeste, Norte e Sul, o Ásia Central e o Sul da Oceania.

Um caso marcante é o Sul do Brasil, cuja a retirada da vegetação que compõe o bioma daquela região e o não manejo dos solos para a agricultura, associadas as mudanças climáticas vem acarretando graves problemas a população e ao meio ambiente. As regiões Nordeste e Centro-Oeste do país também sofrem constantemente com esse processo, pois além de serem áreas vulneráveis para a desertificação devido a sua semiaridez, as atividades humanas ao longo da história de ocupação só modificaram e nada contribuíram para a minimização.

Prevenção

Entre as práticas que combatem esse processo, as principais entre elas dizem respeito ao manejo adequado dos solos, preservação dos recursos florestais ainda existentes e prática sustentável, que poucas nações e países seguem.

Gean Alef Cardoso

Veja também

Planejamento Urbano

PUBLICIDADE Planejamento Urbano é o estudo ou profissão que lida com o crescimento e funcionamento …

Aborígenes Australianos

Aborígenes Australianos

PUBLICIDADE Definição Aborígenes é considerada uma pessoa, animal ou planta que tenha estado em um país …

Gêiser

Gêiser

PUBLICIDADE Definição Gêiser uma fonte termal em que a água ferve intermitentemente, enviando uma alta coluna …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.