Breaking News
Home / Geografia / Teoria Populacional Reformista

Teoria Populacional Reformista

PUBLICIDADE

Teoria Populacional Reformista ou Marxista

Seguindo um caminho contrário as ideias expressas pela Teoria Populacional Malthusiana, tem-se a Teoria Populacional Reformista, criada no fim da Segunda Grande Guerra Mundial, que expressa que o crescimento populacional era devido ao fato da exploração sistêmica e constante dos países desenvolvidos sobre os que ainda estavam em subdesenvolvimento ao longo da história da humanidade, sobretudo, a partir dos processos de colonização e neocolonialismo do Hemisfério Norte sobre o Sul, como, África, América Latina e Ásia.

Esta teoria segue os preceitos propostos por Karl Marx, que indicava que a pobreza presente do mundo, é um fato histórico ligado a má distribuição desigual de renda, construindo assim uma sociedade de classes, onde a constante opressão se faz presente e configuram opressores e oprimidos, por isso também é chamada de Teoria Populacional Marxista.

Assim sendo, a exploração dos opressores sobre os oprimidos garante a supremacia econômica dos primeiros e a decadência dos segundos, ocasionando um crescimento desenfreado da sua população, sobretudo, pela falta de escolaridade e aspectos básicos da dignidade humanidade, evidenciando a pobreza presente até hoje em muitos países, como por exemplo, do continente africano.

Teoria Populacional Reformista

Além disso, os reformistas acreditavam que não era necessário aplicar métodos contraceptivos e repressivos para o controle da população, como diziam os malthusianos. Bastava apenas investir mais na qualidade de vida desses países cujo o número de habitantes era elevado, ou seja, apoiar as infraestruturas, a cultura, a saúde, a educação e outras benefícios que mantem a qualidade de vida.

Desta forma, haveria uma tomada de consciência maior entre a população que se encontravam nesses países e que historicamente foram explorados por outros. Onde faz-se urgentemente necessário à distribuição igualitária de renda, sobretudo, por parte dos Estados, que deveria garantir indicadores sociais melhores para o desenvolvimento consciente da população. Se esses métodos fossem empregados, haveria uma diminuição em seu crescimento.

Entre os estudiosos da atualidade, a teoria demográfica que melhor explica o crescimento populacional é a Reformista, mas ela não é única, uma vez que novas outras vão se desenvolvendo e talvez se desenvolverão na história do pensamento cientifico, que buscam mudar as estruturas pré-estabelecidas por um grupo de pessoas que são detentoras de todos os meios de produção e controlam o mundo.

Gean Alef Cardoso

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Atividades que mais consomem água

Atividades que mais consomem água

PUBLICIDADE Quais são as atividades que mais consomem água? Os impactos deixados pelas diversas atividades …

Calendário Cósmico

Calendário Cósmico

PUBLICIDADE O que é o Calendário Cósmico? A complexidade do universo é tão intensa, que …

Capitalismo Financeiro

Capitalismo Financeiro

PUBLICIDADE O que é Capitalismo Financeiro? Desde o seu surgimento a partir do século XV, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.