Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Geografia / Ilha de Páscoa

Ilha de Páscoa

PUBLICIDADE

O que é a Ilha de Páscoa?

A Ilha de Páscoa é uma ilha famosa e muito isolada no Oceano Pacífico sudeste.

É conhecida por suas estátuas de pedra gigantes, O moai, criado entre os anos 1000 e 1700, provavelmente em relação à parte anterior desse intervalo.

Estas estátuas número 887, e em um ponto havia cerca de 10 ilhéus para cada estátua, para uma população insular de 10.000 ou mais.

A área total da ilha é de 163,6 km2.

É 2.075 km a leste de Pitcairn, a ilha habitada mais próxima, e 3.600 km a oeste do Chile continental.

Ilha de Páscoa também está entre os mais novos territórios habitados na Terra.

Ilha de Páscoa
Algumas das famosas estátuas de Moai de pedra da Ilha de Páscoa tinham mais de 30 metros de altura e pesavam até 82 toneladas.

Ilha de Páscoa é freqüentemente vista como um estudo de caso do colapso civilizacional.

No século XVII-XVIII, houve declínio drástico na civilização, durante o qual as florestas da ilha foram completamente esgotadas, os barcos já não podiam ser construídos, destruindo a indústria pesqueira.

Como as árvores são muitas vezes o alicerce de ecossistemas estáveis e produtores de alimentos, essas fundações foram destruídas, e muitos dos habitantes da ilha morreram de fome.

Havia também numerosas guerras civis que teriam sido extremamente sangrentas.

As evidências arqueológicas indicam que galinhas e ratos se tornaram a dieta primária dos ilhéus, e havia até indícios de canibalismo.

Quando os europeus chegaram em 1722, havia apenas 1.000 habitantes na ilha.

Antes do colapso da civilização da Ilha de Páscoa no século XVII, houve uma Idade de Ouro, durante a qual as estátuas Moai de duas toneladas foram construídas. Essas estátuas icônicas tinham olhos pintados de branco e de frente para o interior. Os ilhéus não possuíam ferramentas metálicas e moldavam as estátuas usando apenas ferramentas de pedra basáltica. A pedreira para o material da estátua originou-se de um ponto na ilha, e as estátuas foram arrastadas para seus locais com o uso de grandes armações de madeira. Dado que poucas pessoas ficaram na ilha e quão enormes as estátuas são, os teóricos da conspiração há muito especularam que os habitantes da Ilha de Páscoa receberam assistência especial de extraterrestres, embora nenhum antropólogo levam isso muito a sério.

Ilha de Páscoa também é conhecida por ter seu próprio sistema de roteiro nativamente inventado, atualmente descondecido, chamado Rongorongo. Este é um dos poucos exemplos de um sistema de escrita criado ex nihilo, ou seja, sem influência externa.

O roteiro é tão enigmático que décadas de esforços para decodificá-lo foram infrutíferas, e os cientistas nem sequer concordam se está realmente escrito.

Embora, ao mesmo tempo, houvesse centenas de escritas Rongorongo, apenas 26 permaneceram.

Ilha de Páscoa – História

ilha de Páscoa, a ilha mais oriental da Polinésia, foi chamada por Jacob Roggeveen, que veio sobre ele no domingo de Páscoa em 1722.

Os insulares de Páscoa evidentemente nunca tiveram um nome próprio para a ilha. “Rapa Nui” (também Rapa-nui, Rapanui) entrou em uso no século XIX e eventualmente se tornou o nome preferido para a Ilha de Páscoa em toda Polinésia.

A origem de Rapa Nui não está clara, mas o nome foi evidentemente dado por pessoas de outra ilha, talvez Rapa.

Em 1862 e 1863, a Ilha de Páscoa experimentou um despovoamento severo que levou à destruição de grande parte de sua cultura tradicional.

O contato subseqüente com o Chile, que tomou posse da Ilha de Páscoa em 1888, produziu uma cultura contendo muitos elementos emprestados da América do Sul. A Ilha de Páscoa é atualmente uma dependência do Chile.

Os insulares de Páscoa falam Rapa Nui (Pascuense), uma língua polinésia que foi descrita como intimamente relacionada com as línguas faladas em Tahiti, Mangareva e Maori na Nova Zelândia. Desde o contato, palavras do francês, inglês e espanhol foram adicionadas ao léxico. Por causa da presença chilena, muitos ilhéus de Páscoa também falam espanhol. Existe um debate sobre se os símbolos encontrados em placas de madeira chamados rongorongo são uma linguagem escrita pré-contatos, pictogramas, ornamentação simbólica ou cópias de documentos espanhóis deixados pelos primeiros exploradores.

História e Relações Culturais

O assentamento da Ilha de Páscoa tem sido um tema de considerável conjectura e debate.

A expedição de Kon-Tiki de Thor Heyerdahl mostrou que a ilha poderia ter sido instalada da América do Sul, embora evidências lingüísticas e arqueológicas sugerissem a colonização de outras ilhas polinésias, talvez já a partir de 400 d.C.

Onde quer que os primeiros habitantes da ilha de Páscoa migraram é provável que a dada a localização remota da ilha, eles eram relativamente isolado de outros polinésios.

O primeiro contato com os europeus foi com o explorador holandês Jacob Roggeveen em 1722.

Há algumas evidências de que, devido ao desmatamento e às guerras entre subtribos, a população já estava em declínio e a cultura se desintegrando no momento.

A ilha foi posteriormente visitada, geralmente com pouca frequência e brevemente, por uma sucessão de exploradores, comerciantes e baleeiros espanhóis, ingleses, franceses, americanos e russos.

O primeiro grande e o contato mais significativa ocorreu em 1862, quando traficantes de escravos peruanos invadiram a ilha e sequestraram cerca de 1.000 homens para as ilhas de guano na costa peruana.

Lá, os insulares de Páscoa foram forçados a explorar o guano por um ano durante o qual 900 morreram.

Diante de um escândalo internacional, o governo peruano enviou os restantes 100 homens para casa, embora apenas 15 tenham sobrevivido à viagem.

Infectados com a varíola, eles espalharam a doença para aqueles na ilha, reduzindo ainda mais a população para talvez 25% do que havia sido em 1862.

O despovoamento, a doença, o medo dos estrangeiros e a morte de muitos líderes levaram à desintegração cultural e a uma perda de grande parte da cultura tradicional dentro de uma década.

Os missionários católicos chegaram em 1863, começando uma presença européia pequena embora contínua até hoje.

Dentro de dez anos, todos os insulares da Páscoa sobreviventes foram convertidos ao catolicismo romano, com muitas das práticas econômicas e sociais ensinadas pelos sacerdotes que substituem as práticas culturais tradicionais.

Em 1888, o Chile anexou a ilha e posteriormente arrendou 160 quilômetros quadrados para a Williamson e a Balfour Company, que estabeleceram a criação de ovelhas para lã.

Os restantes 20 quilômetros quadrados foram reservados para uso dos insulares da Páscoa.

Em 1954, a governança da ilha e o negócio de criação de ovelhas foram entregues à marinha chilena e, em 1965, em resposta a queixas do insular, a ilha foi submetida a controle civil. Ilha de Páscoa

Atualmente é uma dependência do Chile e os insulares da Páscoa são cidadãos chilenos.

Desde 1862, os ilhéus de Páscoa viveram em ou ao redor da aldeia de Hangoroa, no canto sudoeste da ilha. As casas de pedra e madeira de estilo europeu substituíram completamente as formas tradicionais. Antes de 1862, as aldeias estavam localizadas ao longo da costa, deixando o interior principalmente desabastecido. As moradias incluíam cabanas de palha, casas semi-regionais e cavernas. Os mais famosos ilhéus de Páscoa evidentemente viviam em casas maiores, muitas vezes com fundações de pedra. Além das habitações, as aldeias freqüentemente continham abrigos para cozinhar, fornos subterrâneos, galinheiros de pedra, torres de tortugas e jardins de paredes de pedra.

Economia

Atividades de subsistência e comercial. Antes de 1862, os insulares de Páscoa subsistiam principalmente em culturas cultivadas, sendo as batatas doces as mais importantes. Taro, inhame, cana-de-açúcar, bananas, cabaças, açafrão e araruta também foram cultivadas enquanto as bagas e os ovos de aves marinhas estavam reunidos. O peixe forneceu algumas proteínas, embora a pesca nunca tenha sido uma grande atividade de subsistência.

Os insulares de Páscoa continuam a cultivar pequenas parcelas hoje, embora o milho seja agora a principal cultura e a culinária chilena substituiu a dieta nativa.

Uma vez que a introdução da criação de ovelhas e o gado na ilha tem sido a principal fonte de carne.

A maioria dos bens materiais são agora obtidos da loja da ilha e do governo chileno.

Além de cultivar e pescar, os insulares de Páscoa agora trabalham para o governo, em algumas pequenas empresas e no setor turístico.

Bem-vindo à Ilha de Páscoa (Rapa Nui)

Ilha de Páscoa
Ilha de Páscoa

Poucas áreas do mundo possuem uma atração mais mística do que essa pequena mancha de terra, um dos lugares mais isolados da Terra. É difícil se sentir conectado ao Chile, a mais de 3700 km a leste, muito menos o mundo mais amplo. Dotado das estátuas mais desafiantes da lógica do planeta – o Moai surpreendentemente familiar – Ilha de Páscoa (Rapa Nui a seus habitantes nativos da Polinésia) emana uma vibração magnética e misteriosa.

Mas a Ilha de Páscoa é muito mais do que um museu ao ar livre. Mergulho, snorkeling e surf são fabulosos. Em terra, não existe uma melhor maneira amigável para experimentar a beleza selvagem da ilha a pé, de uma sela de bicicleta ou a cavalo. Mas se tudo o que você quer fazer é recarregar as baterias, um par de excelentes extensões de areia branca acenam.

Embora a Ilha de Páscoa seja mundialmente famosa e os visitantes estão aumentando, tudo permanece pequeno e agradável.

Resumo

Rapa Nui, também conhecida como Ilha de Páscoa (um nome dado pelos europeus), está localizada no sudeste do Pacífico e é famosa por suas aproximadamente 1.000 esculturas de moai, estátuas de rosto humano.

Ilha de Páscoa
Estátuas Moai na Ilha de Páscoa

A ilha mede cerca de 22 km por 11 km em seus pontos mais distantes e muitas vezes é dito que pode ser percorrido a pé em um único dia.

A ilha vulcânica é a terra terrestre habitada mais isolada da Terra. A terra habitada mais próxima é as Ilhas Pitcairn, localizadas a cerca de 1.900 km a oeste.

O Chile, o país sul-americano mais próximo, está localizado a cerca de 3.700 km a leste.

As esculturas famosas são maciças, com até 12 metros de altura e 75 toneladas de peso. Elas estavam decoradas no topo com “Pukao”, uma pedra vermelha macia com a forma de um chapéu. As estátuas também têm torsos enterrados sob as cabeças.

Análises recentes de datação por radiocarbono da ilha indicam que Rapa Nui foi instalada pela primeira vez em torno de 1200 a.C, período em que os polinésios viajaram para o Pacífico Oriental e talvez também para a América do Sul e a Califórnia.

De acordo com a lenda, um chefe chamado Hotu Matu’a, tendo aprendido sobre Rapa Nui de um grupo avançado de exploradores, liderou um pequeno grupo de colonos, talvez não mais de 100 pessoas, para a ilha.

Seu lugar de origem é um mistério e pode ter sido as Ilhas Marquesas, localizado a 3.700 km ao noroeste de Rapa Nui. Outra sugestão é Rarotonga, localizado a 5.200 km ao sudoeste da ilha. Em qualquer caso, a viagem teria sido uma árdua que poderia ter envolvido o ataque contra o vento.

Um ambiente desmatado

Quando as pessoas vieram pela primeira vez a Rapa Nui, cerca de 800 anos atrás, teriam encontrado a ilha coberta de palmeiras, entre outras vegetações. Nos séculos que se seguiram a Rapa Nui foi desmatada até que, no século XIX, a paisagem fosse totalmente estéril.

Como isso ocorreu é uma questão de debate. Quando as pessoas chegaram a Rapa Nui, eles trouxeram com eles (intencionalmente ou não) o rato polinésio, uma criatura que se reproduz rapidamente e que os polinésios costumavam consumir. Esta espécie não tinha inimigos naturais na ilha e pode ter desempenhado um papel importante no desmatamento.

Fonte: www.lonelyplanet.com/www.wisegeek.com/www.livescience.com/www.encyclopedia.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Divisão Regional do Brasil

PUBLICIDADE Pelo fato de ter dimensões continentais, o território que hoje chamamos de Brasil possui …

Desigualdades Regionais

PUBLICIDADE Sem dúvida alguma, um dos maiores problemas de todas as sociedades refere-se às desigualdades. …

Domínios Morfoclimáticos do Brasil

PUBLICIDADE Por um longo tempo da história das ciências naturais, características físicas da paisagem eram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+