Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Cachorro Vinagre  Voltar

Cachorro Vinagre

Cachorro-Vinagre
Cachorro-Vinagre

Nome popular: Cachorro-vinagre
Nome científico: Spheotos venaticus
Onde vive: Panamá, Peru, Brasil Central
Quanto pesa: 7 quilos
Quanto vive: 10 anos
Quanto mede: 75 cm
Habitat: Cerrados e savanas
Filhotes: Quatro a seis, gestação de 65 dias

O cachorro-vinagre é um daqueles animais que nunca foi abundante na natureza e por isso mesmo especialistas do mundo inteiro tentam reproduzi-lo em cativeiro, o que foi feito com muito sucesso na Alemanha. Daquele país vieram vários desses animais para zoológicos brasileiros, onde agora o cachorro-vinagre começa a se multiplicar, mas mesmo assim é um dos animais considerados sob ameaça na lista publicada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Embora seja canídeo, o cachorro-vinagre tem um rabo muito curto e o menor número de dentes na família do cachorro, apenas 38. O nome cachorro-vinagre deriva de sua cor, avinagrada, mas pouca coisa se sabe sobre o animal, que hoje vive em 34 zoológicos ao redor do mundo, que têm 162 exemplares. O interessante é que, se mantidos juntos pais e filhos, só a fêmea principal se reproduz.

Caçador cooperativo, o cachorro-vinagre caça com a família, inclusive filhotes, e é tão bom nadador que, se sua presa tenta fugir pela água, ele vai capturá-la no meio do rio ou do lago.

Esse animal é corajoso também. Ataca presas muito maiores do que ele e, quando vai ter os filhotes, a fêmea expulsa um tatu ou outro animal da toca e toma conta do buraco. O cachorro-vinagre se alimenta de roedores, principalmente paca, cutia e capivara.

Fonte: www.jperegrino.com.br

Cachorro Vinagre

Cachorro-Vinagre
Cachorro-Vinagre

Fonte: www.sofotos.com.br

Cachorro Vinagre

Cachorro-Vinagre
Cachorro-Vinagre

Lobinhos são os cachorros selvagens mais baixos do América do Sul (uns trinta centímetros de altura). Também se chamam cacharros-do-mato-vinagre, por causa do pêlo côr de vinagre escuro que têm nos costas (a barriga, os pernas e a cauda são escuras, quase pretas). Comem caranguejos e outros bichos pequenos que vivem no água e na lama.

Mas também atacam pacas, emas (primas brasileiras do avestruz), capivaras e até veados. Para apanhar a capivara, usam um truque especial. Dividem o bando em dois grupos. Um dos grupos persegue a capivara em terra e o outro grupo espera a capivara no rio. Quando a capivara pensa que vai poder ficar salva dentro d'água, encontra lobinhos prontos para atacar.

Entrar na água não é problema para os lobinhos.
Eles têm os dedos ligados por uma membrana (pele) e nadam perfeitamente. Lobinho mora em terrenos alagados, no Brasil, nas Guianas, no Equador, no Peru e no Paraguai. Vive e caça com um bando de companheiros, tal e qual o lôbo. Mede uns sessenta e cinco a setenta centímetros de corpo e uns doze a quinze centímetros de cauda. Dizem que come cobras.

O veneno da maioria dos cobras não faz nenhum mal ao lobinho (experiências do Instituto Butantã, de São Paulo, mostraram isso). Alguns homens que estudam os bichos acham que o lobinho de hoje é o aracambé ou joguaracombé dos nossos índios (veja Cachorro Doméstico).

Valente, o lobinho é perigoso para os cães de caça que vão atrás dele até o barranco onde ele cavou sua toca. Na Amazônia, o aracombé ganhou os apelidos de janauí, jonauíra, jananoíra.

Fonte: www.animanet.com.br

Cachorro Vinagre

Cachorro-Vinagre
( Jaguaracambé, Januária) Speothos venaticus (Lund, 1839)

Classificação: Ordem Carnívora, Família Canidae
Nome em inglês: Bush dog

Seu corpo e cabeça têm até 15 cm. Chega a pesar 7 kg. Foi inicialmente considerado como fóssil. Vive em florestas e savanas, perto da água, nadando e mergulhando bem. Alimenta-se de roedores, como, por exemplo, a paca (Agouti paca) mostrada na ilustração. Classificada como espécie rara pela IUCN (1976) e apêndice 1 da CITES.

Fonte: www2.petrobras.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal