Breaking News
Home / Animais / Cavalo de Sela Francesa

Cavalo de Sela Francesa

PUBLICIDADE

O que é

Cavalo de Sela Francesa é a principal raça francesa de cavalo sangue quente, mas ao contrário de seus vizinhos holandeses e alemães, a Cavalo de Sela Francesa teve uma evolução bastante diferente.

Como muitos cavalo sangue quente continentais, a raça Sela Francesa entrou em existência formalizada em 1958 quando a Europa estava se recuperando após a Segunda Guerra Mundial e o cavalo não era mais necessário como um trabalhador da agricultura ou uma besta de carga.

A raça teve origem na Normandia, onde cavalos mais pesados foram cruzados com os ingleses Thoroughbreds e o Norfolk Roadster.

O Norfolk Roadster é uma raça extinta, às vezes chamada de Norfolk Trotter, era um trotador usado para trabalhos em ônibus.

Inicialmente, antes da criação da Sela Francesa como é vista hoje, havia dois tipos de cavalos produzidos a partir deste cruzamento, um cavalo de arreios rápido chamado o francês Trotador e o anglo-normando que foi subdividido em dois tipos, um esboço cob e um cavalo de equitação.

Em 1958 todas essas misturas e tipos foram fundidos para se tornar o francês Cavalo de Sela Francesa, ou Sela Francesa, e o pós-guerra moderno do cavalo francês de esportes nasceu.

Por causa de sua evolução anterior, uma grande proporção dos cavalos primitivos tinha uma alta porcentagem de sangue puro-sangue e árabe, e a raça ainda mantém suas conexões com o trotador francês.

Assim, ao contrário de suas contrapartes europeias, as Selle Français já tinham bastante Thoroughbred na mistura de pedigree.

Melhorias posteriores desde a década de 1950 resultaram em um cavalo esportivo moderno que se destaca no show jumping, mas também tem um alto perfil nos três dias de evento por causa da velocidade e resistência da influência Thoroughbred.

A reprodução ainda permanece em grande parte na área da Normandia, que é a fortaleza tradicional da Sela Francesa, embora, ao contrário dos grandes prisioneiros de sangue quente encontrados na Alemanha, a produção dessa raça tende a ser mais fragmentada com fazendas menores e operações de criação. Inicialmente, o Stud Book permitia o uso de sangue de Thoroughbreds, árabes, anglo-árabes e franceses Trotador, mas em tempos mais recentes, foram introduzidas restrições que seguem mais o padrão usado pelos Stud’s Bloodblood alemães. As inspeções são realizadas para classificar o estoque.

Em 2003, o Stud Book foi dividido em duas metades, uma para Sela Francesa de raça pura, para cavalos de um pai e uma mãe registrados e outra para cavalos cruzados que haviam passado pela inspeção. Esta separação foi removida em 2009 e agora existe apenas um único Stud Book.

Na aparência, o Sela Francesa é um cavalo de qualidade leve, mas com bastante osso.

As cores geralmente são escuras, castanhas e marrons, mas a castanha tende a predominar.

Um bom indicador de uma Sela Francesa é a cabeça que, embora de qualidade, não tem a aparência de um Puro Sangue e se assemelha mais ao velho Trotador Francês, uma sugestão de que você pode estar olhando para uma Sela Francesa em vez de um Puro-sangue.

O cavalo tem talvez um temperamento mais animado e mais espirituoso do que alguns dos outros warmbloods europeus por causa da quantidade de reprodutores puro-sangue, o que o torna um excelente cavalo esportivo.

Origem

Esses cavalos possuem galopes velozes, saltos elegantes e muita inteligência.

Depois de quase 300 anos de aprimoramento da raça, os franceses chegaram a um cavalo polivalente, ideal para provas de salto, adestramento e concurso completo de equitação.

A raça surgiu com o nome “Cheval de Selle Français” há apenas 50 anos.

No entanto, para entender sua formação é preciso voltar a 1663, quando um ministro do Rei Luiz XIV, Jean-Baptiste Colbert cria o Haras Real, na região da Normandia, França. Foi nessa data que se iniciaram os primeiros cruzamentos com o objetivo de obter cavalos mais rápidos e adaptados para a guerra. Até então, os cavalos da Normandia eram essencialmente animais de tração. Assim, os criadores começam a cruzar éguas francesas com o Puro Sangue Inglês, trazido da Inglaterra. Nascia o anglo-Normando, que seria um dos principais formadores do cavalo Sela Francesa. O Anglo-Normando, devido à sua elasticidade e seu galope reduzido, passou a ter ótimos resultados nas competições equestres. Os criadores, vendo o potencial do animal, passam a concentrar seus esforços no aperfeiçoamento da raça.

Duas transformações marcam o surgimento do cavalo Sela Francesa.

A primeira ocorreu em 1914, a partir do cruzamento de garanhões puro sangue proveniente de três regiões da França, incluindo o Ango-Normando, com éguas das cavalarias militares.

A segunda, em 1958, resultou na cruza dos cavalos franceses com o Anglo-Árabe do sudoeste. Foi nesse ano que a raça finalmente recebeu seu nome atual. O studbook, criado em 1963, permite a inscrição de animais “meio sangue”, isto é, um potro filho de pai Sela Francês com mãe das raças puro sangue Anglo-Árabe, Trotador Francês ou Árabe filha de Sela Francesa pode receber o registro. É por isso que a Associação Nacional do cavalo Sela Francês afirma que a raça não possui um padrão definido. Contudo, apresentam características comuns, como a altura entre 1,65 m e 1,75 m, ossatura robusta e força e agilidade nos esportes equestres.

Hoje, a raça vem crescendo muito e sendo reconhecida como uma das melhores para a prática do hipismo. Destacando-se no salto, adestramento e concurso completo de equitação. Foi montado num exemplar dessa raça, o Baloubet du Rouet, que Rodrigo Pessoa trouxe a única medalha de ouro do hipismo brasileiro.

Raça

Raça selecionada na França, região da Normandia, através do cruzamento de garanhões puro sangue inglês com éguas das antigas linhagens de sela ou trotadoras Anglo-Normandas, tendo como finalidade produzir cavalos para os esportes hípicos.

A denominação “Sela Francês” foi adotada a partir de 1958, permitindo reunir num mesmo livro genealógico todas as linhagens regionais de cavalos de sela da França.

Esta é uma raça forte, ágil, muito veloz, de bom caráter e boa adestrabilidade.

O Cavalo de Sela Francesa foi criado através do cruzamento de raças como o Árabe, o Puro sangue Inglês e anglo Árabe.

O Sela Francesa é um típico cavalo de sela, usado especialmente nos esportes hípicos, como prova de salto e concurso de equitação.

Um dos cavalos de Sela Francesa mais conhecidos no Brasil e no mundo é o Baloubet du Rouet duas vezes medalhista olímpico pela equipe brasileira e o primeiro tri-campeão (1998-2000) da Copa do Mundo de Salto.

O cavalo de Sela Francesa apresenta porte médio para grande, a altura da raça pode variar de 1,65 a 1,70 m. Todas as pelagens são admitidas para os cavalos de Sela Francesa. Os mais comuns são os exemplares baios, castanhos e alazões.

Características

Cavalo de muita classe, ótima estrutura, altura variando de 1,60 m a 1,70 m, com bom caráter e temperamento vivo. Cabeça média, de perfil reto ou sub-convexo, cernelha destacada, linha do dorso-lombar média. Garupa forte semi-oblíqua e arredondada, espáduas inclinadas, membros fortes e andamentos extensos com muita impulsão.

São admitidas todas as pelagens, sendo predominante a castanha e a alazã.

Aptidões: Cavalo de sela, especializado para os esportes hípicos de salto, adestramento e concurso completo de equitação.

Seu perfil geralmente é curvado.

Possui orelhas curtas, pescoço forte, espáduas poderosas e andadura elevada.

Antigamente, havia na França vários cavalos “meio sangue”, resultado de cruzamentos entre garanhões árabes, ou puro sangue, e éguas nativas. Os meios sangues anglo-normandos, os mais conhecidos e apreciados, constituíam um plantem numeroso.

Em 1958, o Haras Nacional abriu um studbook único para inscrever os meios sangues criados para o esporte (com exceção do anglo-árabe), sob a denominação “cavalo de sela francês”. Evidentemente, a nova raça não era homogenia, pois tinha sido formada por cavalos meio sangue.

Sob certas condições, os exemplares podem ainda ser inscritos no studbook do haras Saint-lô, que ainda não está fechado. É possível argumentar que o cavalo de Sela Francesa não constitua uma raça.

Mas esse sistema de classificação apresenta vantagens. A principal é valorizar os criadores franceses, permitindo que os amantes dos esportes equestres disponham de cavalos de qualidade.

Classificação

Origem: França
Altura: 1,55 a 1,70 m
Pelagem: todas as cores

Cavalo de Sela Francesa – Fotos

Fonte: brasilequinos.com.br/www.mundoequestre.com.br/www.reproducao.ufc.br/www.horsemart.co.uk/www.mediastorehouse.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Buldogue Francês

Buldogue Francês

PUBLICIDADE O que é um Buldogue Francês? O Bulldog Francês é uma raça licenciada pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.