Breaking News
Home / Animais / Dragão de Komodo

Dragão de Komodo

PUBLICIDADE

O que é um Dragão de Komodo?

O dragão de Komodo, Varanus komodoensis, é o maior membro vivo da família dos lagartos.

Predadores temíveis, o dragão de Komodo existe em ilhas isoladas em toda a Indonésia. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza ( IUCN, na sigla em inglês ), apenas 5.000 exemplares das espécies existem na natureza e são considerados vulneráveis à extinção.

Um dragão de Komodo adulto tem em média 6 a 10 metros de comprimento e pesa cerca de 70 kg, embora possa crescer muito mais.

O maior dragão de Komodo selvagem registrado pesava 166 kg.

Suas garras são excepcionalmente poderosas e são usadas para cavar tocas e segurar presas.

O dragão de Komodo não tem um agudo senso de olfato ou visão, dependendo principalmente de sua língua para detectar o mundo ao seu redor.

A estação de acasalamento dos dragões de Komodo ocorre de maio a agosto anualmente, e apresenta confrontos violentos sobre os direitos de reprodução.

Algumas evidências sugerem que os dragões de Komodo acasalam pela vida, um raro traço comportamental entre as espécies de lagartos.

As fêmeas põem ovos em setembro e as incubam por sete ou oito meses.

Durante os primeiros quatro ou cinco anos de vida, os dragões de Komodo passam a maior parte do tempo em árvores, já que os dragões machos adultos geralmente matam e comem juvenis.

Dragões de Komodo em cativeiro mostraram evidências de reprodução partenogênica, a postura de ovos viáveis sem qualquer fertilização masculina.

O dragão de Komodo é um predador carnívoro e feroz.

Embora eles se alimentem principalmente de carniça, os lagartos são capazes de usar suas poderosas mandíbulas, garras e caudas para matar animais de grande porte. Devido ao seu metabolismo lento, as refeições demoram muito tempo para serem digeridas. Alguns espécimes foram observados para sobreviver em apenas 12 refeições por ano.

Dragões de Komodo também são fortes nadadores e foram observados nadando de ilha em ilha em busca de comida.

Possivelmente para ajudar suas habilidades como alimentadores de cadáveres, os dragões de Komodo desenvolveram cepas incrivelmente virulentas de bactérias que vivem em sua boca.

Se for incapaz de matar a presa com força, uma mordida do dragão de Komodo normalmente causará uma infecção no animal ferido, frequentemente levando a fraqueza ou morte em poucos dias.

Alguns estudos recentes também sugeriram que os dragões de Komodo podem ser levemente venenosos, com mordidas em humanos, resultando em inchaço e dor prolongada.

Descrição

Guloso e Carnívoro, como alguns outros membros da família dos lagartos gigantes, o dragão de Komodo existe há centenas de séculos. Já vivia na terra muito antes do aparecimento do homem.

Encontrado na ilha de Komodo, na Indonésia, e em algumas ilhas circunvizinhas, ele é o maior de todos os lagartos atuais.

Guloso e carnívoro, como veados, macacos, cabras e porcos selvagens.

Também gosta muito de carniça e é capaz de dar conta de uma carcaça inteira de búfalo.

Mas o dragão-de-komodo também come animais vivos.

Derruba a vítima com sua forte cauda e corta-a em pedaços com os dentes.

Costuma comer primeiro a língua e as entranhas, suas partes preferidas.

No fim da estação das chuvas, a fêmea põe cerca de 25 ovos na areia. os ovos se abrem depois de 6 a 8 semanas. Ao nascer, os dragõezinhos têm de 20 a 25 cm de comprimento.

Existem outras espécies de lagartos gigantes, como o lagarto do deserto, que é um animal terrestre, e o lagarto do Nilo, que é um anfíbio.

Vivem na África, sul da Ásia, Indonésia e Austrália. Variam muito de tamanho.

O menor deles apresenta apenas 20 cm de comprimento.

Dragão de Komodo – Lagarto

O dragão de Komodo é o maior lagarto do mundo, existe a centenas de século e vive em ilhas indonésias.

Os adultos chegam a medir 3 metros de comprimento e pesar 250kg.

Esses répteis têm o corpo robusto, patas curtas e cauda comprida.

As maxilas são fortes e os dentes que medem cerca de 2cm, são pontiagudos, serrilhados e virados para trás. Assim como as serpentes, sua língua bífida auxilia o olfato.

Extremamente vorazes, são predadores e necrófagos, ou seja, alimentam-se tanto de indivíduos vivos quanto de cadáveres.

A saliva do Dragão de Komodo possui várias espécies de bactérias, então, mesmo que consiga escapar, a presa acaba morrendo de hemorragia ou infecção das feridas.

A presa morta poderá, então, ser consumida pelo próprio predador ou por outros da mesma espécie (os dragões-de-komodo são capazes de detectar o cheiro de um cadáver a 11 km de distância).

Dragão de Komodo – Réptil

O Dragão de Komodo é um réptil que vive nas ilhas Komodo e suas ilhas adjacentes, na Indonésia. É a maior espécie de lagarto, e somente foi conhecido pela ciência ocidental em 1912.

Este réptil já vivia na face da terra muito tempo antes da existência do homem. Robusto e com aparência de dinossauro, pode pesar até 125kg e medir até 3.1 metros. A sua dieta baseia-se em porcos, cabras, veados, búfalos, cavalos, dragões pequenos e até pessoas. O Dragão de Komodo também come carcaças de animais, com seu faro pode localizar uma carcaça de búfalo à kilometros, e é capaz de devorá-la toda.

Na sua mandíbula estão alojadas bactérias letais, os animais que conseguem escapar de suas garras acabam morrendo por infecções.

São animais protegidos por lei, pois estão ameaçados de extinção. Nas ilhas Komodo, Rinca, Padar e Flores, onde são encontrados, os Dragões de Komodo são uma grande atração turística, apesar de um turista já ter sido morto por um deles.

Normalmente não são animais agressivos, já que os habitantes locais convivem com eles diariamente nas praias. São ovíparos, colocando de 15 a 35 ovos por fêmea, e vivem em média 50 anos.

Espécie

O Dragão de Komodo é a maior espécie de lagarto e também uma das descobertas mais recentes.

Desconhecido para a ciência ocidental até 1912, os dragões de Komodo vivem somente em algumas pequenas ilhas no arquipélago indonésio, apesar de que seus parentes próximos, como os lagartos monitores, são encontrados no resto do planeta.

Famosos pelo seu tamanho, poder e aparência de dinossauro, os dragões de Komodo são caçadores habilidosos que, freqüentemente, caçam em grupos grandes animais.

Embora sendo volumosos, eles podem se locomover com rapidez, sendo capazes de caçar humanos, porcos, veados e cabras. Através das suas mandíbulas e garras, eles podem matar a maioria das presas com rapidez.

Normalmente, os animais que conseguem escapar das suas garras, morrem por infecções de uma bactéria alojada na boca do dragão.

Devido à sua limitada área geográfica, existe apenas um número pequeno de dragões de Komodo.

Os adultos não têm predadores conhecidos e agora são protegidos por lei. Até hoje em dia, são realizados estudos sobre sua existência.

É uma grande atração turística, mas um turista já foi morto por um dragão de Komodo.

Origem

O Dragão de Komodo é o maior dos lagartos que existem na terra.

Habita na ilha de Komodo na Indonésia, e em outras pequenas ilhas adjacentes.

Alimentação

Este incrível gigante é um predador notável, já que por regra não mata instantaneamente a sua presa; morde, e a infecção causada pela sua mordedura vai acabar por matar o animal, ou mesmo o humano, ao fim de alguns dias.

Depois, quando cheira a carne putrefacta – e o dragão consegue captar o cheiro até 7 km de distância! – dirige-se ao local, para então fazer o seu banquete. Como a carne já está em adiantado estado de putrefacção, os dragões arrancam pedaços com a boca e com as enormes unhas que possuem.

O que normalmente acontece é que vários dragões chegam à mesma presa e ao mesmo tempo, sendo então a refeição partilhada, de forma hierárquica, mas sempre com algumas lutas entre eles.

A hierarquia é estabelecida pelo tamanho corporal e força dos animais.

As presas preferidas dos dragões de Komodo são os búfalos, os javalis, os cervos, os cavalos e os macacos.

Perigo para as populações

Nestas ilhas, as habitações são construídas sobre estacas, dado que desde sempre muitos habitantes morreram, em virtude dos ataques destes bichos, que por vezes invadem as aldeias.

Até há poucos anos, quase todos os humanos que eram mordidos acabavam por morrer.

Com a evolução dos fármacos e com assistência mais rápida, começaram a ser salvas algumas pessoas, que ficam para sempre marcadas nas zonas afectadas pela mordedura.

Outro aspecto que levou a algumas mortes foi o facto de só em pleno século XX, por volta de 1910, se ter dado a devida atenção a este animal, e às consequências da sua terrível mordedura.

Para se ter uma ideia do cocktail de bactérias existente na saliva destes bichos, se um dragão-de-Komodo se morder a ele próprio, poderá acabar por morrer com as bactérias provenientes da sua própria boca!

Reprodução

Para a reprodução, as fêmeas fazem buracos no chão, onde depositam entre 24 e 30 ovos, que eclodem cerca de 40 dias após a postura. Muitos dos dragões que vão nascer nunca vão atingir a idade adulta.

Alguns morrem às garras de outros predadores, outros são devorados por elementos da sua própria espécie. No entanto, estima-se que existam cerca de 5000 indivíduos desta espécie, número que se tem mantido estável.

Tamanho, peso e longevidade: Um Dragão de Komodo pode medir até 3,00 m, pesar 120 kg e viver até 50 anos.

Características

Comprimento: até 3,5 m
Peso:
até 110 kg
Cor:
cinzenta e marrom
Tempo de vida
: 50 anos
Garras:
Cinco garras em cada pata
Tamanho:
Até 125kg, 3.1 metros.
Localização:
Komodo, Rinca e duas outras ilhas menores na Indonésia.
Dieta:
Porcos, cabras, veados, búfalos, cavalos, dragões pequenos, pessoas.
Reprodução:
ovíparos, colocando de 15 a 40 ovos.

Classificação

Nome científico: Varanus komodoensis (Ouwens, 1912)
Outros nomes:
Crocodilo-da-terra
Reino:
Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Sauria
Família: Varanidae
Gênero: Varpássaro
Espécie: Varanus komodoensis

Dragão de Komodo – Fotos

Fonte: br.geocities.com/www.companhiadosanimais.com/animalplanetbrasil.com/www.wisegeek.org/kids.nationalgeographic.com/aminoapps.com/www.independent.co.uk

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aracnídeos

PUBLICIDADE Definição Os aracnídeos (classe Arachnida), qualquer membro do grupo de artrópodes que inclui aranhas, …

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.