Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / British Shorthair

British Shorthair

PUBLICIDADE

British Shorthair

O British Shorthair é, provavelmente a mais antiga raça de gato da Inglaterra.

São excelentes companheiros para toda a família. São tímidos, amistosos e muito afetuosos. É um gato elegante, compacto, bem balanceado e forte, que prefere estar no chão, e não tem entre suas especialidades a velocidade, ou a agilidade. A cabeça é arredondada, com bom espaço entre as orelhas.

British Shorthair

É uma raça de desenvolvimento lento, e as fêmeas devem ser menos robustas que os machos em todos os aspéctos. O tamanho é de médio para grande, os olhos são grandes, redondos e bem abertos. Sua pelagem é curta, muito densa, rente ao corpo, e firme ao toque.

Fonte: www.caoeciavet.hpg.ig.com.br

British Shorthair

O British Shorthair é companheiro de toda à família

Com caráter tranqüilo, muito sociável e com um incrível senso de dignidade e independência, o British Shorthair, afeiçoando-se à todos na família. Adora brincar, principalmente, com as crianças da casa e, também, com cães.

Dentro de suas características, possui grandes dotes de caçador. Apesar de seu porte robusto, é bastante manso e enfrenta qualquer situação com absoluta calma.

Origem e História

Harrison Weir foi o responsável por tornar a criação de gatos uma arte apurada. O resultado de suas experiências tornou o British Shorthair Preto o gato mais popular das exposições no Crystal Palace, em Londres, no fim do século XIX. A popularidade desta raça continuou até que os gatos Persas chegaram à Inglaterra.

Durante a Primeira Guerra Mundial, o desenvolvimento do British Shorthair, foi interrompido. Quando se retomou a criação seletiva, após a guerra, foram necessários anos de atencioso trabalho e controle apurado para que o desenvolvimento da raça pudesse ser considerado satisfatório.

São reconhecidas cerca de 17 cores do British Shorthair. Algumas são tão populares que algumas pessoas consideram-nas raças à parte. Esse pet é robusto, de corpo forte e musculoso, pernas curtas e ostenta um manto curto e denso. Sua cabeça é larga e arredondada, o nariz curto e os olhos grandes e redondos. A cauda é curta, grossa e redonda na ponta.

Fonte: www.petfriends.com.br

British Shorthair

O British Shorthair – Pelo Curto Inglês

British Shorthair

Os romanos ao viajarem pela Europa, levavam com eles descendentes domesticados do gato selvagem africano, com o propósito de usá-los para exterminar os roedores.

A Grã-Bretanha passou a ter um tipo característico de gatos, pois ficam isolados do Continente Europeu. Este passado parece simples e despretensioso, mas o British contribuiu muito mais para o mundo dos gatos.

Ele pode ter sido a origem de muitas outras raças descobertas mais tarde na Grã-Bretanha. O British foi uma das primeiras raças a serem reconhecidas como raça nas exposições iniciais.

O corpo de um British é curto e sólido, seu pescoço curto e grosso, suas pernas curtas e fortes. O British tem uma “redondeza” uniforme: cara e bochechas são bem redondas e seus lábios sinuosos.

O “sorriso” do gato “Cheshire” de “Alice no País das Maravilhas” foi inspirado no British. Seus olhos e orelhas arredondados são separados. Seu nariz é curto mas bem definido.

Algumas linhagens têm narizes mais curtos que outras. É um gato de bom tamanho, sólido e massudo, e alguns machos se tornam bem grandes. O British é normalmente forte e saudável.

Seus pelos firmes são resistentes e quando você passa a mão no sentido contrário do nascimento fica com a impressão de ser um veludo, o que contribui para a aparência de “teddy bear” (ursinho de pelúcia) dos British.

Sua magnífica pelugem é curta, densa e macia e de fácil cuidado; e o sub-pelo pode provocar uma queda média de pelos durante a muda.

British Shorthair

Eles são calmos, com uma boa interatividade com o dono, sendo que filhotes e jovens adultos brincam com muita atividade, mas dificilmente subirão em móveis e cortinas; os adultos são bem sossegados, mas todos gostam da proximidade dos donos sempre que querem ser acariciados; seu temperamento doce faz com que sejam pacíficos e gentis com o mundo, inclusive grandes cães.

Ele é sereno e calmo, dificilmente é abalado ou perturbado, parece que nada o aborrece. Dificilmente você ouvirá um miado dele: sua vocalidade é muito pouca, miam bem baixinho e ocasionalmente.

O British é um dos gatos mais fáceis de se conviver. O pouco exigente British é uma escolha excelente para uma família ocupada, que vai amá-lo e cuidá-lo mas não pode oferecer horas de atenção. Por causa de sua estrutura resistente os homens são muitas vezes atraídos por este poderoso gato: “o perfeito gato do homem”. Um típico comentário masculino pode ser: “Este é um gato!”.

British Shorthair

Há uma grande variedade de cores e padrões de pelugem nos British, apesar de que no Brasil os poucos criadores não a tenham em sua totalidade.

Embora o azul (cinza azulado) seja a cor mais conhecida e a mais popular e, por causa da demanda, a mais cara, existem desde uma só cor uniforme (creme, vermelho, preto e até chocolate e lilás), tigrados (com fundo marrom, azul, vermelho, etc.), bicolores (branco com qualquer uma das cores ou com tigrados), escamas de tartaruga (sempre fêmeas, nas cores azul/creme e preto/creme) e até mesmo com pontas coloridas.

O tigrado com pequenas manchas interrompidas (“spot”) é particularmente apreciado, e muitos criadores consideram o “Silver Spot” o mais impactante dos British (veja nas embalagens das rações Whiskas). A pelugem bem misturada é desejável em todas as torties (escamas) nesta raça.

Fonte: www.animalworld.com.br

British Shorthair

British Shorthair

O British SH , a raça de gato que a Grã-Bretanha tão bem trabalhou, é um gato muito robusto, com uma pelagem curta. A mais antiga raça genuinamente britânica, cujas origens remontam aos gatos dos tempos romanos que os trouxeram há mais de 2.000 anos, dando origem a gatos de trabalho, de rua e de quintal, por todas Ilhas Britânicas. A Grã-Bretanha passou a ter um tipo característico de gatos, pois fica isolada do Continente Europeu.

O British é um gato de tamanho médio para grande; com um corpo musculoso, semi-arrendondado, com um tórax poderoso, cheio e largo; ombros e quadris largos, pernas curtas e fortes, patas arredondadas e um rabo espesso, dando uma aparência atarracada e roliça.

A cabeça é larga, com um queixo firme e um largo focinho e redondas bochechas. Os olhos acobreados devem ser grandes, redondos e expressivos, ampliando a cara. As orelhas são de tamanho médio, arredondadas e bem separadas.

O nariz é largo, curto e arrebitado. Se for corretamente proporcionado, o crânio e o focinho devem se apresentar com uma forma circular.

Um British é conhecido por sua singular pelagem. Deve ser curta, firme e densa, com a textura e sensação de um bom veludo. Tendo uma natural aparência protetora, parecendo feita de pelúcia, sendo um prazer passar os dedos sobre ela.

Os gatos romanos tiveram que passar por algumas mudanças evolutivas para que pudessem se adaptar ao frio e à umidade do clima “quase-ártico” da Grã-Bretanha em tempos antigos. Por isso desenvolveram esta pelagem espessa e viçosa, criando uma camada de gordura, diretamente abaixo da pele, o que promove um excelente isolamento contra o frio.

A pelagem, somada à gordura debaixo da pele, dá ao British de hoje esta aparência arredondada, que é particularmente observada nos gatos machos adultos, o que só é alcançado bem mais tarde do que em outras raças, pois só atingem a maturidade entre os três e quatro anos.

O britânicos acabaram por reconhecer a singularidade de seus gatos, conseguindo com que fosse uma das primeiras raças a serem reconhecidas pelo “Cat Fancy” (associação de criadores de gatos) logo após sua fundação na Inglaterra, na década de 1870.

O British é independente, embora extremamente afetuoso. Ele está sempre alerta e interrogativo, ele gosta de seguir seu dono, por quem ele é muito apegado. O British tem personalidade extremamente doce, adorável, afável e tranqüilo.

Esta raça tem sido descrita como sendo a raça de gato mais próxima ao temperamento ao de um cachorro, embora ainda que seja sereno. Ele é sereno e calmo, dificilmente é abalado ou perturbado, parece que nada o aborrece. Permanece como um pequeno filhote por toda sua vida.

Sua vocalização é muito pouca, sendo bastante quieto. O British é fácil de cuidar, e como a pelagem não embaraça pode ser penteado ocasionalmente. Ele é um animal de estimação ideal tanto para casas quietas assim como para casas cujas pessoas são ocupadas.

O British é um dos gatos mais fáceis de se conviver. O pouco exigente British é uma escolha excelente para uma família ocupada, que vai amá-lo e cuidá-lo mas não pode oferecer horas de atenção.

Por causa de sua estrutura resistente os homens são muitas vezes atraídos por este poderoso gato:”o perfeito gato do homem”. Um típico comentário masculino pode ser:”Este é um gato!”.

Fonte: pets.cosmo.com.br

British Shorthair

British Shorthair
British Shorthair

No final do século XIX, o Cheshire Cat, em Alice no País das Maravilhas de L. Carroll ( 1865 ) já era representado sob o aspecto de um British Shorthair Tabby.

Na mesma época criadores ingleses, como H. Weir, selecionaram os mais belos gatos de rua, que foram expostos pela primeira vez no Crystal Palace de Londres em 1871. Eles foram chamados de British Shorthair, por um lado para distinguir dos gatos estrangeiros, orientais e por outro lado para diferenciar dos gatos de pelos longos, como os Angorás. É o homólogo do Europeu de pelos curtos da Europa Continental e do American Shorthais dos EUA.

Os primeiros British, essencialmente azul-cinza, lembravam os Charteux. Esta semelhança levou a cruzamentos entre as duas raça, a tal ponto que a F.I.Fe decidiu reconhecer apenas uma raça. Mas em 1977, a F.I.Fe separou novamente as duas raças, proibindo o cruzamento entre as duas. O primeiro clube – British Cat Club foi fundado em 1901.

Depois da Segunda Guerra Mundial, realizaram-se cruzamento com os Persas para tornar a raça mais pesada e arredondar a silhueta do British e ao mesmo tempo aumentar a variedade de cores da pelagem. Assim foram reconhecidos novos motivos como os colorpoint. Nos EUA, onde foi cruzado com o American Shorthair, os British Shorthair foi reconhecido pela C.F.A. em 1980. O ultimo padrão editado pela T.I.C.A. data de 1993. Na França a F.F.F. o homoloogou em 1979.

Características da Raça

Com seu aspecto de ursinho, este gato é calmo, jovial, paciente, bem equilibrado e pouco emotivo. De carater constante, é de fácil convívio. Adapta muito bem tanto na cidade quanto ao campo, onde mostra ser um grande caçador. Rústico, precisa de 2 a 3 anos para garantir sua maturidade

Cabeça redonda, larga e maciça. Bochechas cheias, Focinho bem definido, de contornos arredondados. Nariz curto, arrebitado. Uma ligeira depressão na base, mas sem stop. Queixo firme, formando uma linha perpendicular ao nariz.

Orelhas de tamanho médio, largas na base, arredondadas na ponta. São muito espaçadas. Olhos grandes, redondos, amplamente espaçados. Cor em conformidade com a pelagem (cobre, laranja escuro, azul, verde azulado, um de cada cor (odd eyed).Pescoço curto, espesso e bem musculoso.

Corpo cheio, robusto de tamanho grande a pequeno, pesando entre 4 e 8 kg. Peito, ombros e ancas largas. Boa musculatura. Patas curtas e maciças. Ossatura e musculatura fortes. Pés redondos. Cauda com o comprimento equivalente a 2/3 do comprimento do corpo. Espessa na base. Afina-se ligeiramente até a sua extremidade arredondada.

Pelagem curta, densa erguida. Textura firme, semelhante a pelúcia, dando uma impressão de proteção natural. Sub pelo abundante. também existe um British de pelos longos, o British Longhair, resultado da forte mistura com os Persa. Todas as cores são reconhecidas. O British Blue é a variedade mais procurada.

Fonte: www.clubebrasileirodogato.com.br

British Shorthair

Origem: Inglaterra 
Perfil: Amigável
Tipo de Pêlo: Curto
Tamanho: Médio para Grande
Peso Mínimo: 04 Kg – Peso Máximo: 06 Kg
Temperamento: Independente
Nível de Atividade: Moderado
Idade: média de 09 anos

Características

O British é um felino robusto e musculoso. De porte médio para grande, sua cabeça é grande, redonda e maciça, com a testa larga. Extremamente inteligente, ela é a raça preferida dos treinadores para filmes e comerciais de televisão. Seus olhos são grandes e apresentam a coloração laranja, que se aproxima do cobre.

A pelagem curta e densa, possui uma grande variedade de cores aceitas, entre elas, o azul, creme, vermelho, preto, chocolate e até lilás. Existe também os exemplares tigrados, que apresentam um fundo marrom, azul ou castanho-escuro. A CFA não reconhece no padrão da raça as cores canela ou amarelada na pelagem.

Apesar do seu porte intimidativo, ele é meigo, cari-nhoso e caseiro, sendo um excelente companheiro. A raça também convive bem com outros gatos.

Capazes de suportar temperaturas bem mais baixas do que a maioria das outras raças, o British sente muito calor e não gosta de ficar muito tempo no colo. De fato, ele aprecia ficar perto dos donos e de lambê-los como se estes fossem seus filhotes. Esses gatos são um pouco irrequietos e se movimentam constantemente.

O British é considerado um dos gatos que são mais fáceis de se conviver, sendo também considerado pouco exigente em relação a atenção e carinho que recebe, devido ao seu comportamento independente.

Alguns criadores dizem que as atitudes dele lembram as dos cães, como ir à porta quando os donos estão chegando em casa ou trazer de volta objetos que são jogados. Na juventude, esse gato possui um espírito bastante brincalhão, que fica mais sossegado e calmo quando ele se torna adulto.

Seu temperamento é doce e pacífico, sendo gentil com todos da casa, inclusive com os cães. Sereno e calmo, esse gato dificilmente fica perturbado, parecendo que nada o aborrece.

Ele costuma se adaptar facilmente a qualquer ambiente, seja dentro de um pequeno apartamento ou ao ar livre numa enorme fazenda.

Histórico

O British, também conhecido como Pêlo Curto Inglês, é uma das raças mais antigas do mundo, sendo descendente de gatos domésticos que chegaram à Inglaterra junto com o exército romano. Eles rapidamente se adaptaram à terra e ao clima.

Os gatos que os romanos levavam ao viajarem pela Europa eram os descendentes domesticados do gato selvagem africano e tinham como função caçar pequenos roedores. Isolados do continente europeu, os gatos que chegaram à Inglaterra passaram a ter um tipo característico diferente dos da parte restante da Europa.

O aprimoramento do British foi feito através de um trabalho seletivo. Pelo que se sabe, a primeira apresentação desta raça ocorreu por volta de 1871, em Londres, sendo que nessa exposição, ela obteve um espaço de destaque, sendo considerada um gato tipicamente inglês.

Como o Pêlo Curto Inglês é um gato extremamente inteligente e que aprende com facilidade truques, ela é a raça preferida dos treinadores para filmes em Hollywood e comerciais de televisão.

Cuidados

O British deve ser alimentado com rações balanceadas, sendo que isto deve ser observado atentamente, pois no caso de gatos de uma forma geral, tem-se de ficar atento para o uso de boas rações no intuito de se evitar o aparecimento de cálculos urinários, promovidos por rações de baixa qualidade.

Além disso, uma alimentação adequada fará com que seu gato cresça saudável e com uma pelagem lisa e brilhante e atenção para uma consulta regular a um médico veterinário. Com baixa necessidade de cuidados com a beleza, o British raramente precisa de banho. Mesmo sendo resistente, ele precisa de cuidados básicos, como a vermifugação e vacinação periódicas.

Fonte: www.caoeciavet.hpg.ig.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Leão

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Víbora

Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+