Breaking News
Home / Animais / Papagaio-de-cara-roxa

Papagaio-de-cara-roxa

PUBLICIDADE

Papagaio-de-cara-roxa – O que é

O Papagaio-de-cara-roxa é nascido e criado nas matas e ilhas do litoral de Iguape, Cananéia, Ilha Comprida, Guaraqueçaba e Paranaguá.

Também chamado papagaio Chauá, mede uns 35 centímetros, é verde com a cabeça alternando tons vermelhos na fonte, roxos no alto da cabeça e azuis nas faces.

Faz seu ninho em ilhas cobertas por floresta, na Baia de Paranaguá, Paraná.

No período reprodutivo, que vai de setembro a março, os casais fazem o ninho no oco de árvores, onde o casal freqüentemente fica junto.

Coloca cerca de 4 ovos e os filhotes deixam o ninho após 2 meses, mas os filhotes vivem com os pais durante o primeiro ano de vida. Só depois de adultos, com aproximadamente 3 anos, os papagaios formam novos casais e são fiéis até a morte.

Vive em média 60 anos.

Possui tamanho médio de 36cm e peso de 430g.

É capaz de falar muitas palavras e frases, faz barulho alto e frequente.

Alimenta-se de insetos, larvas e frutos que apanha na copa das árvores como o tucum e jerivá (que são palmeiras), guanandi, araçá, mangue-do-mato, camarinha, araticum, pitanga, cafezinho, guapê-do-mato e folhas como a canelinha, guanandi, timbuva e massaranduba além das flores de caxeta, mangue-do-mato, guanandi e bromélia.

Era endêmico da Floresta Atlântica, de São Paulo ao Rio Grande do Sul, atualmente restrito ao sudeste do litoral paulista e norte do Paraná.

Características

Mede cerca de 36 cm e possui a plumagem predominantemente verde com a testa e loros vermelhos, cabeça com lados azuis, garganta roxa.

As coberteiras e penas terciárias possuem a borda amarela, retrizes com a ponta amarela, bico cor de chifre. Dorso verde e ponta da cauda com lista amarela.

Habitat

Endêmico da Mata Atlântica.

Vive na mata atlântica do litoral Sul de São Paulo e Norte do Paraná. Antigamente sua distribuição ia até o Norte do Rio Grande do Sul, mas parece que já foi extinto nesse estado e em Santa Catarina. Se reproduz em áreas que se localizam principalmente em pequena ilhas de estuários, mas também em alguns pontos do continente.

Ocorrência: Originalmente este papagaio ocorria desde o estado de São Paulo até o Rio Grande do Sul, estando hoje restrito a uma pequena faixa no litoral sudeste paulista e na baía de Paranaguá – PR.

Hábitos: Vivem em casais, podendo também formar bandos.

Alimentação

Frutas, sementes e flores.

Alimenta-se de frutos que apanha na copa das arvores ou dentro da ramaria.

Reprodução

Período de reprodução é entre setembro à fevereiro.

Nidifica em ocos de árvores altas, especialmente de palmeiras, geralmente em áreas de mata densa ou em locais inundados.

A fêmea coloca geralmente entre 2 a 4 ovos e a incubação dura cerca de 26 dias, nascendo no máximo 3 filhotes que são alimentados pelos pais até saírem do ninho

Particularidades

Os papagaios-de-cara-roxa têm na Baia de Paranaguá os últimos redutos de suas populações. Muito ameaçados de extinção, necessitam de medidas especiais para a garantia de sua sobrevivência. Um dos mais lindos espetáculos da natureza é observá-lo ao anoitecer, vindo do continente para dormir nas ilhas.

Ameaças

Consta na lista oficial de animais ameaçados de extinção do IBAMA. A captura tanto de adultos quanto jovens para o tráfico de animais é a principal ameaça para a espécie. A destruição da Mata Atlântica, para extração de madeira e implantação da agropecuária também representa uma séria ameaça.

Por ocorrer em uma área não muito extensa e estar extremamente associado às formações florestais numa faixa muito estreita, as populações do papagaio-de-cara-roxa sofreram um declínio acentuado e desde a década de 60 a espécie já é considerada ameaçada de extinção.

Descrição

Ave característica de restingas e matas das baixadas litorâneas e atualmente está restrita ao litoral sul do São Paulo e ao litoral do Paraná.

Possui cor verde, com testa e loros (região entre os olhos e narinas) vermelhos e alto da cabeça e garganta arroxeados. Vivem em bandos e se alimentam de frutas e sementes.

Na época reprodutiva, preferem nidificar em ilhas florestadas e o período de incubação é de aproximadamente 30 dias.

A captura desenfreada e a destruição de seu habitat colocaram esta espécie na lista de aves ameaçadas de extinção e por este motivo, esta ave aparece na lista de animais protegidos de várias instituições conservacionistas.

As informações mais recentes sobre esta espécie mostram que está restrita às matas litorâneas remanescentes no sudeste e no sul do Brasil.

Constrói seus ninhos em árvores de ilhas florestadas como as da baía de Paranaguá, no Paraná.

Mede cerca de 36 centímetros e pouco se sabe sobre seus hábitos.

Na década de 80, sua imagem foi usada para ilustrar selos. Hoje em dia é, provavelmente, a espécie de papagaio mais ameaçada do Brasil.

Papagaio-de-cara-roxa – Amazona brasiliensis

Características físicas

Comprimento do corpo: 37 cm.

Predominantemente verde. Penas em geral verde-escuras marginadas de amarelado. Parte frontal da coroa e loros vermelho pálido, tornando-se púrpuras no meio da coroa. Auricular e face azulados, pálido nas bochechas e garganta. A cobertura dos ouvidos são azul-violeta pálido.

Os ombros são vermelhos.

As secundárias são verdes e tornam-se azul-escuras em direção as pontas.

A cauda é verde com pontas amarelo-esverdeadas. As barbas externas das penas externas são azuis. Existe uma banda vermelha que corta horizontalmente a cauda, exceto nas retrizes centrais que são verdes. O anel perioftálmico é estreito de coloração cinza. O bico tem cor castanha pálida e os pés são cinzas.

Chaves de classificação física: endotérmico; bilateralmente simétrico; bípede.

Dimorfismo sexual: não apresentável.

Ontogenia e reprodução

Aos extremos, sua reprodução ocorre do final de agosto ao começo de março.

Nidifica em cavidades naturais de árvores altas (8 m de altura em média), em sua maioria em gerivás Syagrus romanzoffianum e guanandi Callophyllum brasiliense, por vezes feitas por pica-paus.

O buraco do ninho tem de 50 a 100 cm de profundidade. Alguns ninhos são usados ano a ano.

Durante a corte, ambos macho e fêmea eriçam as penas da nuca e abrem a cauda em leque. Põe de 2 a 4 ovos, sendo que no máximo 3 filhotes vingam. Estes deixam o ninho num período de 50 a 55 dias.

Número de ovos: 2-4.

Chaves de classificação reprodutiva: ovíparo; sexuado; dióico; fertilização interna.

Ecologia e comportamento

Vive em pares ou em grupos, que aumentam durante o inverno, para até 400 indivíduos, por vezes associado a A. petrei. Praticamente toda a população desta espécie migra diariamente entre o poleiro e as áreas de reprodução no mangue e na floresta litorânea, e as áreas de alimentação na mata atlântica. Alimenta-se em florestas densas, primariamente abaixo de 200 m, mas já foi registrado a até 700 m.

Repousa em ilhas fora da costa e aí se alimenta das 9h as 10h da manhã antes de retornar a outros locais de alimentação no continente; retorna as 5h da tarde para o poleiro.

Aí são bastante barulhentos, competindo o melhor local para se empoleirar; muito quieto após o pôr-do-sol. É conspicuamente barulhento durante vôos longos. Sua vocalização baseia se em rosnados agudos e musicais, ‘’klit-cráu, klit-cráu’’, e vibrações líquidas.

Estrutura social: Pares ou bandos.

Chaves de classificação comportamentais: móvel; diurno; alado; gregário; nidífugo.

Dieta: Essencialmente frutívoro, também come folhas, flores e insetos que estejam nos frutos.

Chaves de classificação alimentares: heterótrofo; onívoro.

Bioma terrestre: floresta tropical; mangue.

Distribuição geográfica

Ocorre no sudoeste do Brasil, em uma linha litorânea estreita, entre a Serra do Mar e costa, de Itanhaém em São Paulo passando pelo Paraná ao extremo nordeste de Santa Catarina.

Região Biogeográfica: neotropical (nativo).

Distribuição histórica

É uma espécie do Holoceno recente.

Era geológica: Cenozóico; Quaternário; Holoceno (dias atuais).

Classificação científica

Nome Científico: Amazona brasiliensis (Linnaeus, 1758)
Nome popular:
Chauá, papagaio, papagaio-de-cara-roxa
Nome em Inglês:
Red-tailed Parrot
Reino:
Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Psittaciformes
Família: Psittacidae Rafinesque, 1815
Gênero:
Amazona
Espécie: A. brasiliensis
Tamanho:
32 a 36 cm

Papagaio-de-cara-roxa – Fotos

Fonte: www.ibge.gov.br/www.vivaterra.org.br/br.geocities.com/www.naturezaselvagem.hpg.ig.com.br/www.parrots.org/www.biolib.cz

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aracnídeos

PUBLICIDADE Definição Os aracnídeos (classe Arachnida), qualquer membro do grupo de artrópodes que inclui aranhas, …

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.