Breaking News
Home / Animais / Macuco

Macuco

PUBLICIDADE

Macuco – O que é

Macuco (Tinamus solitarius), nome de origem na língua indígena tupi-guarani: Mocoico-erê; em inglês: Solitary Tinamou, é o maior representante dos tinamídeos na Mata Atlântica. É uma ave que anda pelo chão das florestas.

macuco é uma ave de carne tão boa que o caipira diz que a onça aprendeu a piar imitando macuco, para atraí-lo. Também conta que, quando o caçador vai atrás do macuco, pode encontrar a onça, mas o que acontece é que tanto o homem como a onça são atraídos pelo canto da ave, que pia até de noite.

Sem levar em conta a lenda, a verdade é que os homens e carnívoros caçam o macuco há milênios e a ave só sobrevive porque a fêmea bota tanto que apenas a destruição da mata está conseguindo acabar com o macuco.

O macho jovem do macuco tem uma única fêmea, mas, ao envelhecer, passa a acasalar com duas ou mais e o azar é dele, porque nessa espécie o domínio é da fêmea, que é também maior que o macho.

Quando os filhotes nascem, a fêmea os deixa com o pai, que precisa manter juntos os macuquinhos e arranjar aranhas e vermes para todos, pois a proteína animal é vital para o crescimento dos filhotes.

O ninho do macuco é no chão e a fêmea geralmente bota 6 ovos, mas em cativeiro, talvez por se sentir segura, faz posturas de até 12 ovos azul-turquesa, muito bonitos. O macuco se dá bem em cativeiro, porque seu coração é tão pequeno que não irriga os músculos do peito para os vôos longos, e por isso a ave prefere o chão.

Macuco (Tinamus solitarius) – Características gerais

Macuco (Tinamus solitarius) são bastante uniformes em proporções corporais e postura.

O corpo é bastante pesado, com um contorno alto de um enorme desenvolvimento de penas de nádegas, que geralmente escondem a cauda extremamente curta ou até mesmo rudimentar.

As espécies de Macuco (Tinamus solitarius variam em tamanho. A cabeça é pequena e a conta de tamanho médio, relativamente fina e levemente curvada. As asas curtas e arredondadas são discretas no pássaro em pé, e as penas primárias de vôo são escondidas pela plumagem total dos flancos. As pernas nuas são tipicamente bastante grossas e de comprimento médio. Existem três dedos dianteiros curtos, com o dedo do pé traseiro elevado ou ausente.

Os sexos são parecidos, exceto que a fêmea é geralmente um pouco mais pesada e tem coloração mais clara. A coloração da plumagem é altamente ocultante, em padrões pontilhados ou barrados de marrom, cinza, ruivo ou castanho-amarelado. A variação na coloração depende do ambiente.

Macuco – Tinamus solitarius

Características

Tinamous solitariusMacuco, são aves que vivem no chão, possui corpo compacto, pescoço esbelto, cabeça pequena e bico curvo para baixo. As asas são pequenas e a capacidade de voo é reduzida. Rabo pequeno, macho e fêmea possuem a mesma plumagem, mas a Fêmea tem uma plumagem um pouco mais brilhante.

É o maior dos representantes meridionais da familia Tinamidae medindo 52 cm de comprimento.

O macho pesa de 1200 g a 1500 g e a fêmea de 1300 g a 1800 g.

Ave inconfundível pela coloração do dorso pardo azeitonado e ventre cinza-claro.

É uma ave que habita a mata primitiva, percorrendo o solo da floresta, inclusive em áreas acidentadas e de difícil acesso.

Habitat

Floresta, mas pode ser encontrada em áreas como córregos e grotas de difícil acesso.

Apesar de gostar de mata limpa é encontrado em áreas bem acidentadas como córregos e grotas de díficil acesso.

Ocorrência

Por todas as regiões florestadas do Brasil Oriental, indo de Pernambuco ao Rio Grande do Sul, incluindo Minas Gerais, Sul de Goiás e Sudeste de Mato Grosso.

Ocorre também no Paraguai e Argentina.

Hábitos

Desconfiados, imobilizam-se instantaneamente de pescoço ereto, parte posterior do corpo levantada ou deitam-se; algumas vezes. Quando assustados e perseguidos, fingem-se de mortos. Escondem-se ocasionalmente em buracos. Levantam vôo apenas como último recurso pois são muito pesados e retilíneos, o que dificulta evitar os obstáculos. Gostam de tomar banho de poeira além de banhos de sol. A sua plumagem freqüentemente adquire, por estar impregnada, a cor da terra local. Sob chuva adquirem forma ereta (sua silhueta então assemelha-se à de uma garrafa) deixando a água escorrer sobre a plumagem. Empoleira-se para dormir e andam em casais.

Alimentação

Frutos caídos, folhas, sementes duras e também de alguns pequenos artrópodes e moluscos.

Comem bagas de frutos, folhas sementes duras, tubérculos, raízes, artrópodes, insetos. Nunca escavam o solo, utilizam o bico para revirar os obstáculos e aproveitam a movimentação do gado para catar os seus alimentos. Bebem muita água e ingerem pedrinhas para facilitar a digestão.

Reprodução

O macho é quem choca os ovos, que são de cor verde-azulada. A reprodução em cativeiro é fácil. Um macho geralmente é polígamo, o harém é composto por 3 ou 4 fêmeas, a postura de uma fêmea varia entre 4 a 6 ovos.

Cor do ovo verde-turquesa ou azul.

A fêmea põe os ovos no intervalo de três a quatro dias, completando a postura com seis ovos. O macho se incube da tarefa de chocar e criar filhotes, sistema de reprodução que envolve a poligamia. Não se empoleiram enquanto se dedicam a essa tarefa.

Cor do ovo: Verde-turquesa ou azul.

Predadores naturais: Gato-do-mato, raposa, guaxinins, furões, gambás e iraras, além dos gaviões e corujas. Também os ninhos podem ser saqueados por cobras, macacos e outros carnívoros.

Comportamento

A ave, quando perseguida, imobiliza-se de pescoço ereto ou deita-se, por vezes fingindo-se morta ou esconde-se nos buracos. Utiliza o voo como último recurso, sendo este retilíneo e lento, planando para poisar. Gostam muito de se exporem ao sol e empoeirarem – se, quando chove tomam uma silhueta semelhante a uma garrafa para melhor escoarem a água.

Vocalização: é um piar grave, monossilábico “fón”; tanto o macho como a fêmea podem piar mais grosso ou mais fino ou sustentar a nota por tempo variável.

Caça, utilização

Estão entre as aves cinegéticas mais importantes do Brasil, fornecendo a população rural parte das proteínas indispensáveis.

São os troféus mais cobiçados por qualquer caçador, o macuco é a peça mais nobre da paciente caçada de pio na floresta. Um novo perigo são as caçadas noturnas facilitadas pelas modernas e possantes lâmpadas que não tem dificuldade em localizar a ave no poleiro.

Onde vive: De Pernambuco a Argentina e Paraguai

Quanto pesa: A fêmea, maior, pesa 1,8 quilos.

Ameaças: Estão ameaçados pela destruição ambiental e pela caça indiscriminada. Um novo perigo são as caçadas noturnas facilitadas pelas modernas e possantes lâmpadas que não tem dificuldade em localizar a ave no poleiro.

Classificação científica

Nome Científico: Tinamus solitarius (Vieillot, 1819)
Nome em Inglês: Solitary Tinamou
Nome popular: 
Macuco
Reino: 
Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Tinamiformes
Família: Tinamidae Tinamus solitarius (há 47 espécimes) Gray, 1840
Gênero: 
Tinamus (há 9 Gêneros)
Espécie: T. solitarius
Tamanho: 
50 cm
Peso: 1.2kg a 1.5kg

Macuco – Fotos

Fonte: www.vivaterra.org.br/br.geocities.com/www.hbw.com/neotropical.birds.cornell.edu/enacademic.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aracnídeos

PUBLICIDADE Definição Os aracnídeos (classe Arachnida), qualquer membro do grupo de artrópodes que inclui aranhas, …

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.