Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / São Bernardo

São Bernardo

PUBLICIDADE

O São Bernardo (Saint Bernardshund) pertence ao segundo grupo (cães de trabalho), e é considerado um cão de guarda e de salvamento. É um cão forte, de peito bem arqueado e ombros largos.

É um excelente companheiro, que adora as crianças. Respeita seu dono, é fiel e devotado à sua família. É muito tranquilo e gosta de companhia.

Ao contrário do que muitos podem pensar, o São-Bernardo não é um cão de difícil manutenção. Apesar de precisar de exercícios diários, mesmo depois de adulto, ele não precisa de tanto espaço. Um bom passeio de coleira diariamente trará a dose ideal de exercício para o cão que não tenha muito
espaço em casa. Para as crianças, é um grande amigo. Sempre muito bem humorado, adora uma boa brincadeira.

Faz novos amigos com facilidade, mas na ausência de seu dono, o São-Bernardo tende a defender seu território, procurando afastar qualquer pessoa estranha à casa.

O tamanho mínimo para um São-Bernardo macho é de 70 cm. na altura da cernelha, e para as fêmeas, 65 cm.

Os exemplares da raça de pelo curto são, geralmente mais leves, atingindo cerca de 75 kg (machos) e 65 kg. (fêmeas). Os machos de pelo longo pesam entre 80 kg. e 100 kg. e as fêmeas pesam até 85 kg.

Fonte: www.guiaderacas.com.br

São Bernardo

Características do São Bernado

Ao adquirir um cão, além de um novo amigo, você estará assumindo uma responsabilidade que durará até 14 anos.

É fundamental que você não pense que está comprando um animal, e sim ganhando um “amigo”.
O filhote demandará de você, além de cuidados com alimentação, vacinas, possivelmente visitas em veterinário, muita paciência e amor.
Durante os primeiros meses você irá formar o seu cão e quando adulto ele refletirá este cuidado na sua “infância”.

Características do São Bernardo

É um cão extremamente amoroso, que adora os seus donos. O seu comportamento chega quase a ser possessivo, é dificil estabelecer quem manda em quem, pois ele está sempre te procurando para que faça um carinho nele.

Passa a maior parte do tempo deitado dormindo (com uma cara maravilhosa). Algumas horas do dia ele acorda com muita energia, corre, pula em você, enfim adora brincar ( mas isso dura no máximo 1 hora), depois mais sono….

Alguns ( principalmente se você permitir) irão pular em você para fazer carinho. Se você não estiver preparado, afinal serão 60 a 80 Kg se apoiando em você, será fácil ensiná-lo a não fazer isso.

Ele é bastante territorial, estranhos geralmente não são bem vindos na área em que ele fica e ele irá demonstrar isso, mas se a visita não demonstrar medo e tentar brincar com ele, em minutos ele estará deitado aos pés dela. Fora do seu território ele é bastante calmo com estranhos.

Convivênvia com outros cães

Apesar do tamanho ( talvez por isso), o SB convive tranquilamente com outros cães na sua casa, até mesmo os cães miniaturas (Yorkshire, mini-poodle, etc.).

Controle

Com treinamento, o SB é obediente e você poderá passear tranquilamente com ele pela rua.

Ele é uma animal que chama bastante a atenção, então ao passear com ele, você terá que responder várias vezes que aquele não é o Beethoven do filme, que ele não come muito, que eles podem passar a mão no pelo, etc, etc, Nestes passeios é fundamental que você consiga demonstrar que é você que o comanda, senão prepare-se para ser arrastado por ele. Você deverá usar uma guia bem forte e estar sempre atento.

Ele também é bastante obediente quanto aos lugares em que ele pode ficar. Apesar do tamanho (70-80 cm de altura, 65-80Kg), algumas pessoas permitem que ele fique dentro de casa. Ensinando-o desde os primeiros dias que isso não é o correto, ele obedecerá e respeitará os seus limites.

Alimentação

Como todo cão grande, o seu metabolismo é lento, por isso, proporcionalmente ele não come muito. Uma ração de boa qualidade é tudo o que ele precisa. É muito importante que ele tenha água em quantidade e sempre fresca a disposição. Os SB estão sempre tomando bastante água (você se surpreenderá com a quantidade e com o barulho que ele faz ao tomar).

Higiene

Os cães São Bernardo não gostam de ficar em lugares sujos, assim, procuram fazer suas necessidades em locais distantes do local onde se alimentam. Se o local que irá ficar tiver um espaço de terra, ele irá sempre fazer lá. As fezes são em grande quantidade mas fáceis de limpar (caracteristica de ração). Tanto a urina quanto as fezes não possuem fortes odores.

Cuidados

Como cães de grande porte, o SB pode sofrer de displasia, mas este mal é controlado se você adquire o seu animal em um criador responsável, já que esta doença e genética e recessiva.

O principal problema que os SB vem apresentando no Brasil (talvez em razão do clima quente), é uma piodermatite, ( não é contagiosa nem para os humanos nem para outros animais que estiverem convivendo com ele). Essa dermatite é uma infecção na pele do animal causada pelo excesso de umidade. Para controlar esta infecção, você deve limitar os banhos (no máximo 1 por mês) e secar bem. Cuidado deve ser tomado também em época de chuvas. Evite que ele fique molhado muito tempo.

Fonte: www.guiapassos.com.br

São Bernardo

Verdades e mentiras sobre esta encantadora raça

Os anos de criação, me mostraram que são muitas as lendas que envolvem esta raça, diariamente recebo em casa, amantes da raça, proprietários, pessoas à procura de filhotes e percebo que muitas são as dúvidas em comum:

1) Qual a diferença entre o pelo curto e o pelo longo, pode se cruzar as duas versões?

Bom, a maior diferença está realmente no comprimento do pelo, mas existem mais alguns pontos:

os exemplares de pelo curto possuem uma massa muscular mais desenvolvida, normalmente, não são tão altos e costumam ter um “7º sentido” ainda mais apurado que exempalres de pelo longo.

Em relação ao cruzamento, pelo menos de 2 em duas gerações, deve-se misturar as versões, ou seja, cruzar um pelo longo com um curto. Isso é de uma importância descomunal, afinal, o pelo curto transmite pra raça algumas características como o correto temperamento e a massa muscular e o pelo longo irá transmitir outras característica, como, por exemplo, a altura.

São Bernardo

Por este motivo, quando vemos um São Bernardo com desvio de comportamento, provavelmente terá sido gerado por cruzamentos errados, sem a introdução do pelo curto !!

2) Um São Bernardo come demais ?

Não, na verdade, necessita de uma alimentação capaz de acompanhar seu porte. Só deverá ser alimentação com uma ração premium, sendo assim, irá comer o mesmo que outras raças grandes, afinal, apesar de seu tamanho descomunal, não é um cão ativo, por isso come bem menos do que imagina-se.

3) A raça baba demais…

Bom, este é um ponto muito importante, o filme Bethoven, estrelado por um São Bernardo, mostrou para o público uma caricatura de um exemplar. Como toda caricatura, existiu um grande exagero em vários pontos. O principal deles, está relacionado a baba. Não posso afirmar que ele não babe, mas é infinitamente menos do que o mostrado neste filme.

Existem alguns momentos em que um “Bernardo” irá babar:

  • após beber água
  • quando está muito cansado ou com muito calor

Algumas gotinhas de limão em seu pote de água praticamente solucionam isso.

4) Um São Bernardo necessita de muito espaço !

Não, isso realmente não pode ser afirmado. O São Bernardo ´tem como função e instinto, o salvamento, por isso, sua grande preocupação e necessidade, é estar bem perto de seu dono. Ele deve ter uma identidade de família, ou seja, não importa se uma ou dez pessoas, mas ele deve ter alguém para cuidar e proteger. Na verdade, o São Bernardo é o dono da pessoa e não ao contrário.

São Bernardo

Enquanto filhote, ele necessita de um espaço para brincar e correr, pois seu crescimento é super acelerado, um chão áspero é essencial para seu correto desenvolvimento. Porém, na fase adulta, jamais irá fazer grandes exercícios, preferindo estar sempre próximo a uma porta ou janela, o mais próximo possível de sua família. Recomendamos, até que ele seja incentivado a andar e fazer um pouco de exercício, pois, caso contrário, poderá ter problemas com a obesidade.

São Bernardo

5) O São Bernardo pode ser considerado um bom cão de guarda?

Com certeza sim, mas deve-se observar o estilo de guarda dele. O São Bernardo não tem instinto de ataque e jamais deverá ter. Exemplares bravos, que atacam, mesmo que estranhos, não podem ser considerados da raça e jamais deverão procriar…

Um São Bernardo, diante de uma invasão, por exemplo, irá a princípio usar seu forte latido e invejável porte, para afastar o invasor e alertar seu dono. Se isso não resolver (que na verdade na maioria dos casos já é o suficiente), e o intruso decidir enfrenta-lo, sua reação será de imobilizar o intruso, ou seja, irá pular em cima dele (imagine cerca de 100kg em cima de uma pessoa), e continuará latindo para avisar seu dono e para mostrar ao intruso que não é bem vindo. Se isso não resolver (ou se a pessoa não morrer do coração antes), só então e como último recurso, ele irá morder.

JAMAIS ADESTRE UM SÃO BERNARDO PARA O ATAQUE, ISSO IRÁ CONTRA TODOS OS SEUS PRINCÍPIOS !!!

6) A História do barril é só lenda ?

Não, realmente o São Bernardo, dês de seu aparecimento, é usado para o salvamento e o barril serve para levar uma bebida com teor alcólico ao soterrado e até mesmo a pessoas que estiver ajudando nas buscas.

Vale lembrar, que atualmente, o São Bernardo é usado sim para buscas de pessoas na neve. Com um faro apurado (consegue perceber a presença de uma pessoa soterrada até 3 metros de profundidade) e ainda com uma percepção fora do normal (pode-se dizer até um 7º ou 8º sentido), hoje em dia ele acompanha as buscas de elicóptero e caminha por onde o elicóptero não chega. Ele ainda ajuda a salvar muitas vidas e sempre usando seu tradicional barrilzinho !!!!

São Bernardo

7) Como posso fazer para na hora de escolher um filhote ?

Um lindo filhote será lindo quando adulto ?

Um maravilhoso adulto irá gerar filhotes tão bons quanto ele?

Acho que esta é a dúvida de maior importância:

Todo filhote é lindo, principalmente aos olhos de um leigo…conforme ele for crescendo, a situação poderá mudar muito…

Para ter certeza na hora de comprar um filhote, procure um Canil com experiência, faça todo esforço possível para visitar vários Canis, assim poderá ter um termo de comparação. Estando no Canil, se informe sobre o pai e a mãe, tente conhecer também, por foto ou indicação, filhotes de outras ninhadas, preste atenção no temperamento dos cães adultos, reparando se ficam vários soltos juntos ou se há problemas de relacionamento entre eles.

Um Canil de São Bernardo, deverá, preferencialmente, manter todos os cães soltos e lês deverão recebe-lo amigavelmente…JAMAIS COMPRE UM FILHOTE COM PAI OU MÃE BRAVOS, você deve abraçar, fazer carinho nos adultos e ser correspondido…

Além disso, opte por filhotes alegres, com pelo e olhos brilhantes, observe suas fezes, devem estar firmes e sem odor forte, leia o padrão da raça antes, poderá te dar mais noções na hora da escolha.

Por fim, será bem interessante se puder conhecer alguns filhos do pai ou da mãe do filhote, que já estejam mais crescidos. Um belo exemplar, pode ou não gerar bons filhos, dependerá de inúmeros fatores, como, o estudo genético do pai e da mãe, muitas vezes, um lindo pai, não estampa suas qualidades na ninhada, por isso, estude, pesquise, visite, não tenha pressa e JAMAIS compre por mero impulso, voc~e estará adquirindo uma “vida”, é essencial que jamais venha a se arrepender !!!

São Bernardo

8) Qual a importância de títulos e do pedigree ?

Bom, o pedigree, na verdade, tem um custo apenas simbólico para o criador, mas sua importância é incalculável. Mesmo que a pessoa não esteja interessada em colocar o cão em Exposições, deverá adquirir um filhote com pedigree. Este documento é a garantia da procedência do animal, onde irá constar nome de pai, mãe, avós, etc. Não há por que cobrar mais caro por um filhote com pedigree, isso é obrigação de qualquer criador…

Em relação aos títulos conquistados pelo pai o mãe da ninhada, terão uma importância, por um certo ponto de vista:

Para se tornar campeão, por exemplo, o cão deverá freqüentar várias Exposições, onde diferente juises irão analisa-lo, mas mesmo não sendo um maravilhoso exemplar, com bastante insistência ele acabará conseguindo este título. Já no caso de outros títulos, como grande campeão, vai ficando mais difícil, um campeonato panamericano ou internacional, é ainda mais complicado.

São Bernardo

E assim vai cada vez ficando mais difícil, um exemplar ruim conseguir se destacar como por exemplo, conquistando um BEST IN SHOW, que trata-se do melhor cão de uma Exposição, entre TODAS as raças.

Bom, o que quero dizer, é que quando um cão tem todos os títulos, indica que passou por muitas avaliações, o que aumenta a garantia de ser um belo exemplar, mas, um exemplar que jamais foi para uma Exposição também pode ser bom, só não existe esta garantia e comprovação a mais.

9) Por que um filhote de qualidade custa caro ?

Para se ter uma criação de qualidade, é necessário muito estudo, acompanhamento veterinário e genético, ração de qualidade, medicamentos, muitas vezes importados, infra estrutura no Canil, funcionários para manter funcionando toda essa infra estrutura, investimento em Exposições e muito muito mais mesmo. Tudo isso gera custos do tamanho de um “Bernardo”……..Alguns criadores além de todos os investimentos financeiros, se dedicam a tal ponto a uma ninhada que, dormem com a fêmea, durante os 15 primeiros dias, se desdobrando para dar atenção, às vezes a ate 12 filhotes, entre outras coisas….

Com certeza, um Canil que faz todos esses investimentos e que despende um cuidado tão grande, irá valorizar seus “bebês” na hora da venda. Não existe milagres, custa caro criar com qualidade, filhote bons tem um custo proporcional.

São Bernardo

10) O que esperar de um São Bernardo ?

Sempre digo que o São Bernardo é um cão com alma. Eu ficaria horas descrevendo seu caráter maravilhoso, sua percepção aguçada e seu amor incondicional. Só para dar uma noção vou relatar alguns episódios vividos aqui em casa:

Se eu discutir com o meu marido, em tom baixo, não dando pra escutar do lado de fora da casa, nossa fêmea mais velha, a Alasca, começa a bater na porta e uivar, ela pressente o clima de briga e se esforça para ajudar…

Certo dia um casal, que havia freqüentado nossa casa por muito tempo, nos decepcionou demais e nós cortamos relação. Na época que éramos amigos, nossos cães viviam fazendo festa e pedindo carinho pra eles, depois do ocorrido, eles foram a até nossa casa, a fim de minimizar a situação, ao abrirmos o portão nós mesmo ficamos assustados: nossos cães começaram a latir, ficaram todos ao nosso redor, eles rosnavam quase que “falando”: “saiam daqui, vocês não querem o bem dessa casa”. Tivemos que conversar com eles do lado de fora, como eu já disse, nossos cães são nossos donos, cuidam de nós, sabem, melhor do que ninguém, o que é bom ou ruim, o que perigoso ou não pra nós !!!

São Bernardo

Quando eu engravidei, eu ainda não sabia, estava com dois meses de gravidez e meus cães não pulavam mais em mim, viviam tentando lamber minha barriga, me cercavam de cuidados….Minha filha nasceu e hoje com dois anos digo que tem quase 20 “babás”, fica no gramado com todos os meus cães, que não permitem que se aproxime da piscina ou de escadas, eles cuidam mesmo dela e nos avisam quando ela desobedece aos cuidados…eles chegam a entrar em casa, nos segurar pela mão com a boca e nos levar até ela para mostrar o que esta aprontando…

Quando ela cai e chora, imediatamente eles começam a lambe-la, simulando um verdadeiro salvamento…..

O que esperar deles ?

Um eterno amigo que deveria viver 100 anos!!!!

São Bernardo

CBKC nº 61, de 12/4/94
FCI nº 61, de 19/7/93

País de origem: Suiça

Nome no país de origem

Bernhardiner Sennenhund / St. Bernhardshund / Saint-Bernard

Aparência Geral: o São Bernardo tem duas variedades: a variedade Pêlo Curto (pelagem dupla) e a variedade Pêlo Longo.
As duas variedades são de porte grande: o tronco é poderoso, firme, musculado e harmonioso; a cabeça é imponente; a expressão é alerta.

Comportamento e Caráter: de caráter amável e temperamento calmo e esperto, sempre vigilante.

Proporções Importantes: proporções ideais: altura na cernelha / comprimento do tronco = 5:6 (o comprimento do tronco é medido desde a ponta do ombro até a ponta do ísquio).
Proporção ideal entre a altura na cernelha e a altura do peito veja croqui a seguir

CABEÇA

Generalidades

Poderosa e de aspecto importante.

Região Craniana: visto de frente ou de perfil, a região superior do crânio é larga, forte e ligeiramente arqueada, funde-se com as faces laterais em suave curva na região zigomática alta e fortemente desenvolvida.

O osso frontal sofre um desnível abrupto em relação à raíz do focinho. A protuberância occipital é, apenas moderadamente marcada, enquanto que as arcadas superciliares são fortemente desenvolvidas.

A partir da raíz do focinho, o sulco sagital prolonga-se ao longo de toda a superfície craniana para desaparecer suave e progressivamente na região occipital. A pele da testa forma, acima dos olhos, rugas que convergem para o sulco sagital.

Em estado de atenção, essas rugas ressaltam e a inserção das orelhas forma uma linha reta com a região superior do crânio

Stop

bem definido

REGIÃO FACIAL

Focinho: curto e de largura constante, cana nasal reta, com um discreto sulco sagital.
O comprimento do focinho é menor que a altura, medida da raiz.

Trufa: preta, targa e de contorno bem marcado e narinas bem abertas.

Lábios: de contorno preto, sendo os superiores, intensamente desenvolvidos e pendentes, formando na direção do nariz, um grande arco, ficando a comissura labial em evidência.

Dentes: dentadura alinhada, completa e robusta, podendo articular-se em tesoura ou em torquês. Admite-se a inversão da articulação em tesoura. A ausência de PM 1 (primeiros pré-molares) é tolerada.

Olhos: de tamanho médio, cor marrom escuro a castanho e inserção moderadamente profunda e expressão amável. As pálpebras com bordas totalmente pigmentadas, tocam-se no meio da forma do globo ocular. O fechamento natural e a firmeza das pálpebras é o ideal. Uma dobra pequena na pálpebra superior e uma dobra na pálpebra inferior, mostrando a conjuntiva, só um pouquinho, é admitida.

Orelhas: de inserção alta, tamanho médio, largas, formato triangular e as pontas arredondadas, o pavilhão é intensamente desenvolvido e flexível. Portadas caídas, com o bordo posterior ligeiramente afastado e o bordo anterior tocando as faces, bem rente.

Pescoço: robusto, barbelas moderadamente desenvolvidas.

TRONCO

Generalidades: de uma figura imponente e harmoniosa.

Linha superior: cernelha bem marcada, reta da cernelha ao lombo, depois, ligeiramente inclinada a partir da garupa, para unir-se, imperceptívelmente, à inserção da cauda.

Dorso: moderadamente profundo, sem ultrapassar o nível dos cotovelos, com as costelas bem arqueadas.

Linha inferior e ventre: moderadamente esgalgado.

Cauda: grossa na raiz, rústica e longa, com a ponta (última vértebra caudal) alcançada, no mínimo, o nível dos jarretes. Em repouso, portada caída ou com o terço distal ligeiramente curvado para cima. Em estado de atenção, portada mais alto.

MEMBROS (Anteriores)

Generalidades: mais para afastados; vistos de frente, retos e paralelos.

Escápula: oblíqua, musculada e bem articulada com o tórax.

Braço: úmero do mesmo comprimento que a escápula ou um pouco mais curto. Angulação escápulo-umeral moderada.

Cotovelo: trabalhando, bem ajustado, rente ao tórax.

Antebraço: reto, de ossatura robusta e musculatura seca.

Metacarpo: visto de frente, aprumado e, de perfil, ligeiramente inclinado.

Patas: grandes, dígitos fechados, firmes e fortemente arqueados.

MEMBROS (Posteriores)

Generalidades: moderadamente angulados e bem musculados, visto por trás, posteriores paralelos e afastamento moderado.

Coxa: robusta, larga e bem musculada.

Joelho: bem angulado e corretamente direcionado para a frente.

Perna: muito longa e bem angulada.

Jarrete: moderadamente angulado e firme.

Metatarsos: vistos por trás, aprumados e paralelos.

Patas: dígitos fechados, firmes e fortemente arqueados. Tolerados os ergots, desde que não interfiram na movimentação dos posteriores.

Movimentação: harmoniosa, com passadas de grande amplitude e boa propulsão dos posteriores, membros trabalhando em planos paralelos.

PELAGEM

Variedade pêlo curto: (pelagem dupla): pêlo de cobertura denso, liso, bem assente e rude; subpêlo abundante. Ligeiro culote nas coxas; pelagem densa na cauda.

Variedade pêlo longo: pêlo de cobertura reto, de comprimento médio; subpêlo abundante; na região da anca e sobre a garupa o pêlo é, geralmente, um pouco ondulado. Culotes bem cheios nas coxas, franjas nos anteriores. Pêlo curto na face e nas orelhas. Cauda emplumada.

Cor: branco, com placas maiores ou menores, em marrom avermelhado (cão matizado) até formar um manto contínuo no dorso e flancos (cão mantado); o manto manchado (marcado de branco) é equivalente. O marrom avermelhado tigrado (bringé) é admitido. A cor marrom amarelado é tolerada.

Marcas brancas: no peito, nuca, patas, extremidade da cauda, lista (na cana nasal que se prolonga na cabeça, passando por entre os olhos) e a faixa em torno do focinho. Almejado: colar branco e a máscara escura, simétrica.

TALHE

Limite mínimo: machos 70 cm; fêmeas 65 cm.

Limite máximo: machos 90 cm; fêmeas 80 cm. Os exemplares que ultrapassarem o limite máximo não devem ser penalizados, se a aparência geral for harmoniosa e sua movimentação for correta.

FALTAS

Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.

1. Características sexuais muito pouco pronunciadas.
2. Aspecto geral carente de harmonia
3. Rugas marcadas na cabeça e no pescoço.
4. Focinho muito curto ou muito longo.
5. Lábio inferior lasso, pendente para fora.
6. Prognatismo superior ou inferior.
7. Ausência de dentes, principalmente, os pré-molares.
8. Orelhas de inserção baixa.
9. Olhos claros.
10. Entrópio, ectrópio.
11. Pálpebras caídas.
12. Dorso selado ou dorso carpeado.
13. Garupa plana ou caída.
14. Cauda portada enrolada sobre o dorso.
15. Anteriores tortos ou fortemente voltados para fora.
16. Posteriores muito retos, em tonel ou jarretes de vaca.
17. Movimentação incorreta.
18. Pelagem encaracolada.
19. Pigmentação insuficiente ou ausente na trufa, em torno do nariz, nos lábios e pálpebras.
20. Marcas incorretas, por exemplo salpicos marrom avermelhada, no fundo branco.
21. Fraqueza de caráter, agressividade.

DESQUALIFICAÇÕES

Pelagem totalmente branca ou totalmente marrom avermelhada.
Pelagem de outra cor.

Olho Azul, olho esbugalhadoNota: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

Fonte: mypet.terra.com.br

São Bernardo

Tipo de Pêlo

Existem duas variedades no que respeita ao comprimento do pêlo, comprido e curto. O S. Bernardo de pêlo curto possui uma pelagem curta e lisa, um pouco mais densa na cauda. O S. Bernardo de pêlo comprido é o mais apreciado, tem uma pelagem de comprimento médio, lisa ou ligeiramente ondulada. A cor da pelagem é igual nas duas variantes, sendo branca com manchas ruivas ou ruiva com manchas brancas, podendo o ruivo tomar diversas tonalidades. Na maioria dos exemplares a máscara é preta.

Temperamento

É um cão com um temperamento fabuloso, fiel, altruísta e bondoso. Por vezes, é um pouco intolerante para com os cães mais pequenos. É o cão amigo por excelência.

São Bernardo

Englobado nos cães mais pesados do mundo, o São Bernardo foi apurado na Suíça pelos monges do mosteiro de St. Bernard Menthon à cerca de 1000 anos atrás. O seu antecessor é o Mastim do Tibete que foi introduzido nos Alpes pelos Romanos há cerca de 2000 anos atrás. Embora possua um grande porte e intimide facilmente os intrusos, a sua grande utilidade encontrada actualmente é a de cão de companhia. Na realidade, o seu temperamento tranquilo e tolerante fizeram dele o grande companheiro da família. Embora não seja muito ágil, a sua perseverança e resistência ao frio fazem dele um excelente instrumento de resgate de vítimas na neve, tarefa na qual é utilizado desde o século XVII. Não é um cão que se adapte à vida em apartamento, pois necessita de bastante espaço para manter a sua boa forma.

Descrição

O S. Bernardo é um cão de porte gigante, de estrutura maciça e robusta e ar altivo, nobre, e bonacheirão. A sua cabeça é grande e maciça, o crânio ligeiramente abaulado e rugas bastante evidentes. O nariz é largo e quadrado, de comprimento médio, o stop é bem marcado e alto. O lábio superior é pendente e cobre o inferior. Os olhos são profundos e de cor castanha. As orelhas são de tamanho médio, pendentes e revestidas de pelagem macia. O pescoço é vigoroso, possui barbela e termina num peito forte. O corpo é todo ele musculoso e elegante. Os membros são robustos, os pés grandes e compactos com dedos fortes, adaptados à neve. A cauda é guarnecida de bastante pêlo e mantida baixa.

Observações

O S. Bernardo de pêlo comprido requer alguns cuidados com a pelagem, devendo esta ser escovada frequentemente com pente de dentes largos e uma escova dura.

Fonte: animais2.clix.pt

São Bernardo

Calmo e gentil por natureza o cão da raça São Bernardo, apesar do tamanho, pode ser considerado de ótimo temperamento e comportamento. Quando bem socializados, estes gigantes peludos aceitam bem a companhia de pessoas estranhas e adoram permanecer deitados próximo ao seu dono.

Sua principal característica é o companheirismo. Adequado para companhia de famílias, principalmente com crianças, pois esses cães adoram brincadeiras e protegem a todos da família, mas em especial as crianças. Tem grande sentido de responsabilidade. Podem servir de “babás”.

Não são barulhento e quase não se agitam. Outra importante característica é o fato do São Bernardo ter a necessidade de estar em constante contato com seres humanos. Mas, ao mesmo tempo que possuem essa boa relação com as pessoas, esse imenso amigo de estimação pode ser deixado do lado no quintal da casa, por exemplo, pois é bastante independente e sabe se cuidar.

Origem e História

No alto dos Alpes Suíços, perto da fronteira com a Itália, existe um hospital chamado Hospice du Grand St. Bernard. Neste mesmo local os Romanos haviam construído um templo para Júpiter e no décimo século, Bernard of Menthon (depois canonizado com São Bernardo) construiu o hospital sob as antigas ruínas e dedicou a vida dele ajudando os peregrinos, pobres e necessitados, que viajavam nestas redondezas, rumando para Roma.

Os monges de São Bernardo continuaram trabalhando para ajudar viajantes e para salvar as vitimas das avalanches e dos fortes invernos. Por volta de 1707, os monges, sobrecarregados com os trabalhos, tiveram a idéia de empregar cães na busca e salvamento das vítimas. Estes cães deveriam ser dotados de um faro excelente, grande senso de direção, pelagem pesada, resistente as baixas temperaturas e com corpos fortes e musculosos.

Inicialmente os monges tentaram usar uma espécie de “viralatas” derivado de mastifes, mas em 1800 os monges já haviam estabelecido um canil com um programa próprio de criação, e passou a chamá-los de Mastifes Alpinos. Estes cães passaram a ser famosos mundialmente através das telas de um pintos de apenas 17 anos, chamado Edwin Landseer. É dele a famosa cena de São Bernardos socorrendo suas vítimas com um pequeno barril de conhaque atado ao seu pescoço.

Na verdade estes cães nunca carregaram os pequenos barris. São muitas as lendas que cercam estes maravilhosos animais e seus resgates heróicos. Dizem que mais de 2.500 vidas foram salvas por estes cães que, segundo contam, usavam viajar em grupos e que quando uma vítima era encontrada, um São Bernardo deitava de cada lado da pessoa para mantê-la aquecida. Um terceiro animal punha-se a lamber a face, tentando reanima-la e um quarto animal retornava ao monastério para buscar ajuda. Um dos cães mais famosos, “Barry”, salvou 40 pessoas e na sua 41 missão encontrou um fim trágico, quando a pessoa que ele estava tentando salvar matou-o num ataque de pânico. A partir daí, por volta de 1810, a raça passou a ser comumente denominada de Barry Hounds.

São Bernardo

Nesta época eles eram de tamanho moderado e todos com pêlo curto, mas em 1830 e na década seguinte a população canina do monastério estava quase acabando, devido a acidentes, doenças, cruzamentos entre parentes e invernos terríveis. Foi então que os monges decidiram cruzar seus cães com outras raças para reconquistar o vigor e saúde dos cães. Esses cruzamentos foram feitos com cães da raça Terranova, assim eles ganharam o pêlo longo, o tamanho gigante. Essa mistura formou o atual São Bernardos de hoje.

Logo os monges perceberam que os cães de pêlo longo tinham problemas com a neve que grudava em sua pelagem e então passaram a ficar com os cães de pêlo curto e mandar os outros para os vales da Suíça. Foi exatamente por isso que a raça se difundiu pelo mundo já que o monastério era muito isolado para que a raça pudesse ser apreciada por todos.

Devido ao tamanho, eles precisam de grandes espaços para que consigam se exercitar propriamente, mas quando eles têm esta necessidade satisfeita são extremamente bem adaptados à vida num apartamento. Além das necessidades físicas sua alimentação deve ser balanceada e sua pelagem requer escovações semanais.

Sua popularidade aumento consideravelmente após o longa-metragem Beethoven, lançado em 1992. Assim a raça tornou-se muito querida entre as crianças. Sua cor é branco e vermelho em várias tonalidades ou com predominância do vermelho sobre o branco, mas é importante que o colar seja totalmente branco.

Fonte: www.petfriends.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Víbora

Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+