Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / Fox Terrier

Fox Terrier

PUBLICIDADE

Fox Terrier
Fox Terrier

Foi atribuído a este cão, o título de “pequeno atleta” canino.

Excepcional caçador e muito versátil já foi utilizado para caça a raposas e javalis, no entanto é muito valente e inteligente tendo sido assim utilizado para inúmeras outras funções relacionadas a caça. Sua região de origem é a Grã Bretanha e tem-se registros muito antigos desta raça (séc. XVIII). Seu pelo é reto, achatado, consistente e abundante. Sua cor deve predominar o branco.

Seu peso deve variar entre 6,8 kg. a 7,7kg. nas fêmeas e 7,3 e 8,2 nos machos.

Fonte: www.guiaderacas.com.br

Fox Terrier

UM CONQUISTADOR

Saiba por que este cão desperta paixão em quem com ele convive e conheça algumas provas realizadas no exterior para testar suas habilidades na caça. Este cão que combina coragem com graça, beleza com inteligência e alegria com dignidade, tem seduzido de modo especial muita gente. Se num primeiro contato ele já chama a atenção por sua bonita pelagem, crespa e dura, aparada de forma a deixar uma charmosa barbicha no queixo e grossas sobrancelhas, há algo nele que vai muito além e consegue conquistar definitivamente quem com ele convive.

CARISMA

Entre os tantos que se deixaram levar pelo carisma do Fox Terrier Pêlo Duro está Leana Lee Lewis, do Camberley Kennels, São Paulo-SP, quando tinha apenas 4 anos. “Assim que vi a foto numa revista apontei para ela e ganhei meu primeiro exemplar. De lá para cá se foram 42 anos e só tive Fox Terrier Pêlo Duro. Adoro os cães, mas há algo especial nesta raça que só convivendo dá para entender. São espertos, inteligentes e malandros. Só falta falarem”.

Outro entusiasta é Rubem Almeida, do Canil Komainu, Porto Alegre-RS. “Ele é inteligente, esperto, não há igual. Crio também Akitas, Bull Terriers e American Staffordshire Terriers, mas nenhum é corajoso como este baixinho”. Evelyn de Moraes, do Canil Miss Evelyn, Belém-PA, é mais uma fã. “Criei várias raças, mas esta é minha preferida. São inteligentes, comunicativos e incansáveis caçadores. Pegam mucuras (espécie de gambá) e chegam a chacoalhar árvores de pequeno porte para que elas caiam.

Cercam gatos, matam calango (pequeno lagarto). Um até quebrou a pata ao pular atrás de um pássaro no vôo e cair de um muro de 2 metros”. Maria Helena Pimentel do Canil Lady Ellen, São Paulo-SP, que tem 20 fêmeas da raça, complementa: “eles são muito ágeis. Pegam realmente pássaros no vôo e são ótimos para caçar ratos”. Maria Schrader do Canil Marikabru de Teresópolis-RJ é outra que se rendeu a seus encantos. “São um amor. Com 1 mês de idade já latem ao me ver. Precisam tomar conta do dono e da casa. São ciumentos, levados e inteligentes. Com apenas 5 aulas um deles aprendeu a pular por um aro”.

TOCA ARTIFICIAL

Nas origens o Fox Pêlo Duro perseguia raposas nas Ilhas Britânicas (fox = raposa) até se enfiarem na toca, onde entrava e latia chamando o dono, que para tirá-lo de lá puxava-o pela cauda. Atualmente, há provas de trabalho da FCI – Federação Cinológica Internacional, sem as quais ele não pode concorrer a títulos nacionais em alguns países.

Na Europa, a França é um deles. Lá usam uma toca artificial que permite verificar o avanço do cão através de pontos de inspeção. O Fox deve conduzir, com seus latidos, uma raposa colocada no “túnel” até uma caixa situada no seu final, onde a deve manter confinada por pouco tempo. A raposa habitua-se a esta rotina e pode tornar-se muito valente e difícil, complicando a tarefa dos cães principiantes. Na Grã-Bretanha, país não filiado à FCI, esta prova não existe.

Os criadores ingleses não querem prejudicar a pelagem de seus cães, mas, em compensação, não podem ganhar prêmios em outros países da Europa. Nos estados Unidos praticam-se competições por esporte. No prazo de 30 a 60 segundos conforme a prova, os cães devem entrar numa toca artificial e latir ao localizar ratos (protegidos por uma grade) no final dela.

FICHA

Cor: predomina o branco com marcações pretas e castanhas (fogo).

Orelhas: pequenas, em “V”, dobram, ficando 2 terços caídos para a frente, rente às faces, com as pontas na altura dos olhos.

Escolha do filhote: nasce com todas as manchas pretas e com 1 ou 2 meses define a cor fogo na cabeça e em marcações no dorso e patas. Dentes alinhados de modo que os de cima encostem nos debaixo (tesoura). Não conseguir abrir a boca por inteiro significa problema na arcada dentária. Pernas encurvadas para fora podem ser corrigidas com a prática de exercícios intensos.

Amputação: de 1/3 da cauda na primeira semana. Quando adulto, ao esticar a ponta da cauda esta deve alinhar com a cabeça.

Tamanho: machos com 8,2 quilos e 39 cm de altura. Fêmeas ligeiramente menores.

Pelagem: escovação diária. Tosa periódica (a cada 3 meses) ou stripping, para exposições, que consiste em arrancar o pêlo com as mãos ou com uma faca especial para que renasça mais duro. Banhos em excesso eliminam a gordura que ajuda a proteger o pêlo.

Atividade: tem muita energia. Gosta de passear e de fazer bastante exercício diariamente.

Expectativa de vida: 10 anos.

Fonte: www2.uol.com.br

Fox Terrier

Um caçador brincalhão e amoroso

Fox Terrier
Fox Terrier

Fox Terrier é um cão de médio porte com disposição e energia de sobra. São extremamente teimosos, persistentes e fortes. Estão sempre prontos para uma boa aventura e caça.

Sua pelagem é predominantemente branca, porém as manchas podem ser de várias cores, pretas ou amarronzadas. Seu pêlo é duro, áspero e encaracolado precisando ser tosado e escovado com frequência.

Inteligente, vivo e engraçado, o Fox Terrier é um ótimo cão de caça e, se treinado desde pequeno pode ser um ótimo amigo. Vive de 13 a 15 anos, sendo sempre espirituoso e leal. Um macho adulto normal não deve pesar mais do que 9 Kg e sua altura não deve ultrapassar os 40 cm.

Esta raça aprende truques como se fosse cachorro de circo. Só existe um probleminha: o fox não suporta a presença de outros cães do mesmo sexo, estando sempre pronto para uma briga. Paciência e persistência são qualidades indispensáveis para que estes cães sejam treinados com sucesso.

Origem e História

Embora a origem dos cães “Terriers” seja muito antiga (existem descrições de cães parecidos com Terriers já em 55 D.C., quando romanos invadiram a Grã Bretanha), o primeiro Terrier, “verdadeiro”, foi descrito em 1570 por um médico inglês chamado John Calus of Cambridge. Desde então, a história canina está cheia de estórias de terriers, de sua coragem, determinação e temperamento característico.

Fonte: www.petfriends.com.br

Fox Terrier

Fox Terrier talvez seja o mais famoso dos representantes do grande grupo dos Terriers. A história do Fox Terier é bastante antiga e segundo alguns historiadores, a raça já estava solidamente constituída nas Ilhas Britânicas ainda no século XV. O Fox terrier foi desenvolvido pelos ingleses para participar como coadjuvante na caça à raposa. Inicialmente eram utilizados em conjunto com o Fox Hound, que encontrava e cercava a presa mas tinha dificuldades de ‘desentocá-la’ devido ao seu tamanho.

Fox Terrier
Fox Terrier

Era nesse ponto que entravam em cena os valentes Terriers que tinham a função de entrar na toca e afugentar a caça ou alertar o caçador de sua exata localização. Essa atividade requeria um cão muito destemido, ágil, forte e compacto, enfim, era preciso que fosse um Fox Terrier.

O primeiro padrão da raça foi criado em 1876, incluindo as duas variedades: os de pelo liso e os de pelo de arame (ou duro). Mas apesar de sua antiguidade, o Fox Terrer foi uma das raças que mais se modificou fisicamente desde que seu padrão foi aprovado, especialmente nos anos 20 e 30.

Por suas características marcantes, a raça atendia de tal forma a todos os desejos dos criadores e caçadores que em pouco tempo se transformou numa das mais populares da Inglaterra não sendo utilizada apenas em sua função original, mas ganhando rapidamente novos adeptos entre os que queriam um ágil cão de companhia.

Fox Terrier

Sua personalidade efusiva fez com que fosse adotado como personagem por vários autores, entre eles Hergé, o famoso autor de Tintin, que criou Milu, o fiel companheiro do personagem principal inspirado no Fox terrier.

Personalidade

Fox Terrier é um cão especial e requer um dono idem. Tem uma personalidade bastante forte e precisa de um dono com experiência e autoridade.

É uma raça que está sempre alerta. São cães que topam qualquer atividade que seja proposta. Adoram correr, caçar e brincar. Podem obter excelentes resultados em provas de agility, esporte no qual podem aproveitar completamente a sua agilidade e rapidez.

Fox Terrier
Fox Terrier

Por sua história e utilização inicial, desenvolveram um enorme senso de independência, uma vez que, na prática da caça em tocas, era necessário que fossem autoconfiantes e determinados para cumprirem sua meta. E essa característica eles absolutamente não perderam. Os países europeus mantém provas de caça para a raça até hoje. As provas são simulações da caça tradicional, utilizando-se tocas artificiais com comprimentos de até 15 metros. Nestas provas há a presença real das raposas no final, mas tanto cão quanto a raposa são protegidos pela colocação de uma rede que impede o contato físico entre os dois.

É um cão que apesar de seu tamanho compacto, precisa de exercícios constantes para se manter em forma e mentalmente saudável.

Pode ser facilmente utilizado como cão de alarme, que chamará a atenção do dono para qualquer evento diferente. Essa característica, no entanto, pode vir a se transformar num problema para aqueles que vivem em apartamentos, uma vez que os latidos poderão incomodar os vizinhos. Outro problema pode ser sua tendência a cavar jardins e vasos, dando vazão ao seus mais arraigados instintos de Terrier.

Fox Terrier

É uma excelente companhia para crianças, agüentando firme o nível de atividade delas, e dificilmente se cansará antes. Já seu convívio com outros cães é bastante complicado e difícil. Normalmente o máximo que esses cães suportam é a presença de cães do sexo oposto.

Cores e Pelagem

Fox Terrier
Fox Terrier

As duas variedade do Fox terrier podem ser bi-colores ou tricolores, mas a cor predominante deve ser o branco. Nos bicolores aceitam-se manchas pretas ou castanhas e nos tricolores as manchas podem ser combinadas de preto e castanho, mas cada uma das cores bem definida.

Manchas tigradas, vermelha ou fígado (castanho muito escuro ou chocolate) não são admitidas no padrão da raça.

Fox Terrier
Fox Terrier

Nos exemplares de pelo liso, os cuidados com a pelagem são praticamente nulos, sendo recomendável a escovação apenas para ajudar a eliminar os pelos mortos. São cães quase auto-limpantes.

Já os de pelo duro precisam de cortes periódicos em sua pelagem. Os cães de exposição nunca podem ser cortados com tesoura uma vez que essa prática muda a consistência da pelagem e pode até mesmo a tonalidade original dos marcas.

As tosas de exemplares de pista devem ser feitas à base do stripping, que consiste na retirada manual dos pelos com a ajuda de uma faquinha apropriada. Esse procedimento só deve ser realizado por profissionais competentes.

O Filhote

Fox Terrier
Fox Terrier

Assim como o cão adulto, o filhote tem uma energia impressionante que pode, e deve, ser canalizada pelo proprietário especialmente com jogos que incentivem a obediência do filhote. Na classificação do pesquisador Stanley Coren, em seu livro ‘A Inteligência dos Cães’, Fox Terrier pêlo liso ocupa a 40ª e o Fox Terrier pêlo de arame ocupa a 51ª posição entre as 133 raças pesquisadas, o que apenas comprova a tese de que é um cão que precisa realmente ser estimulado a obedecer seu dono. Por isso mesmo, é altamente recomendável que desde cedo o proprietário inicie um programa de adestramento de obediência com seu Fox, com o objetivo de tornar a convivência mais fácil para ambas as partes.

Fox Terrier
Fox Terrier

A educação do filhote requer, acima de tudo, paciência. Especialmente quando o filhote já tiver aproximadamente 6 meses e estiver trocando seus dentes, deve-se evitar que os móveis sejam seu alvo preferencial. Para isso, convém fornecer brinquedos próprios para esta fase.

Não é recomendado que ele seja deixado muito tempo sozinho em casa, sem a supervisão dos donos, porque caso ele se sinta entediado, certamente vai procurar diversão por conta própria e nem sempre o dono vai concordar com os brinquedos que ele encontrou.

Problemas comuns à raça

O Fox Terrier é uma raça extremamente rústica em termos de saúde e uma vez que estejam vacinados, vermifugados e sendo alimentados adequadamente dificilmente apresentam problemas.

Também não são propensos a nenhuma doença genética particular como outras raças.

Fonte: www.solbrilhando.com.br

Fox Terrier

Fox Terrier
Fox Terrier

Origem: Ilhas britânicas.

Cão de caça

Altura média quando adulto: 40 cm

Peso médio quando adulto: 10kg

Cores mais frequentes: branco com manchas castanhas ou pretas, bicolores ou tricolores

Fonte: bicharada.net

Fox Terrier

História

Fox Terrier de pêlo macio é originário da Grã-Bretanha e descende provavelmente de algumas raças Terrier dos Condados de Cheshire e Shropshire, bem como do Beagle e do Greyhound. A sua linhagem, com quase um século de existência, esteve inicialmente ligada à vida de estábulo, onde desempenhava o papel de caçador de animais indesejados, nomeadamente raposas.

A criação desta classe de cães esteve desde sempre associada aos Fox Terrier de pêlo de arame, já que estes são o resultado do cruzamento dos primeiros com uma cadela de pêlo de arame, chamada Trap.

No entanto, em 1876, o Fox Terrier de pêlo macio teve registo próprio no Fox Terrier Club, na Grã-Bretanha, que definiu os standards posteriormente adoptados pelo Fox Terrier Club, nos EUA.

Temperamento

Fox Terrier de pêlo macio é um cão energético, afectuoso, e sempre pronto para brincar com os donos que lealmente protege. É um óptimo companheiro das crianças, mas como é impulsivo e talhado para caçar é aconselhável alguma atenção.

Este cão bravo e irrequieto, adora esgravatar a terra e tem uma óptima propulsão, o que faz com que precise de exercício físico!

É um animal sociável, mas perante outros cães desconhecidos pode ter reacções impulsivas, por isso que convém ter algum cuidado e, se possível, proceder às “apresentações formais”. Apresenta alguma tendência para morder ou ladrar, daí que seja aconselhável que, enquanto pequeno, seja educado.

Descrição

Este é um cão elegante, com uma altura máxima na cernelha de 39 cm e um peso que varia entre os 7,2 Kg a 8,2 Kg.

A pelagem é lisa, achatada, farta e densa, podendo ser toda branca mas, caso não o seja, esta cor deverá ser a predominante, e as manchas deverão ser pretas ou fogo.

O crânio é ligeiramente achatado e estreito. Os olhos redondos, pequenos e escuros, conferem-lhe uma expressão dócil e inteligente. As orelhas, dobradas sobre as bochechas, tomam a forma de um “v”, sem tocar nas faces. O chanfro é pouco saliente e os maxilares são fortes. A cernelha é finamente delineada e o dorso é curto, nivelado e equilibrado. Os membros inferiores são rectos e, tal como os superiores, são fortes e musculosos. As patas ostentam pequenas almofadas plantares que são duras, e a cauda é habitualmente amputada.

Observações

Não é associada a esta raça uma elevada propensão para contracção de doenças. Ela possui, aliás, uma esperança média de vida considerável, já que pode viver 15 ou mais anos. Os casos pontuais que surgem são em individuos não típicos desta linhagem. A surdez é talvez uma maleficência dos cães predominante brancos. Podem ocorrer alguns tipos de luxações, cataratas ou problemas nasais mas, como se referiu, esta é normalmente uma raça saudável.

Estes cães necessitam de exercício físico regular, principalmente se viverem em apartamentos. Como foi mencionado, são cães particularmente irrequietos, pelo que convém que gastem a energia que o seu aparelho hiper-activo consome!

A escovagem é necessária e bem vinda, por isso deve ser efectuada regularmente.

Fonte: animais2.clix.pt

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Víbora

Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+