Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / Combatente

Combatente

PUBLICIDADE

Combatente

Nome comum: Combatente
Nome científico: Philomachus pugnax
Nome em inglês: Ruff
Nome em espanhol: Combatiente
Nome em italiano: Combattente
Nome em francês: Combattant varie
Nome em alemão: Kampfläufer
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Scolopacidae
Tamanho do macho: de 27 a 30 cm
Tamanho da fêmea: de 19 a 25 cm
Cor: Muitas combinações de cores.

O combatente é um tipo de maçarico-europeu. Na época e acasalamento, os machos se reúnem numa área própria, que dividem em territórios. Ali eles se exibem, cada um mostrando sua plumagem exuberante.

Eles são capazes de inflar a plumagem do pescoço, formando um colar majestoso e multicolorido. As fêmeas não têm a crista e o colar próprio dos machos. Reúnem-se em torno do local onde os machos se exibem e abaixam-se. Isso indica que estão prontas para o acasalamento. Sempre há um macho dominador que se acasala com a maior parte das fêmeas. Os ninhos são escavados no chão. As fêmeas botam 3 a 4 ovos e se sentam sobre eles durante 17 a 19 dias.

Depois do choco os machos perdem a plumagem especial. Seu aspecto, então, fica bem semelhante ao de qualquer outro maçarico. Os indivíduos dos dois sexos vivem separados fora da época de acasalamento. Como acontece com a maior parte dos pernaltas, os maçaricos podem ser encontrados freqüentemente em pântanos e alagadiços. Alimentam-se de insetos, vermes e algas de água doce. No outono, migram para o sul. Alguns chegam à Austrália. A migração é feita principalmente à noite.

Fonte: www.felipex.com.br

Combatente

A raça combatente asil Rajah Murgh é a mais antiga entre todas raças de animais domésticos, e referida no Código de Manu, documento em urdu escrito há mais de mil anos antes de Cristo (1). Foi selecionada sob excepcional rigor pela alta hierarquia maometana buscando atingir um ser guerreiro de elevado vigor e resistência. A palavra asil, de origem árabe, significa “nobre”. Somente atingiram o grau de asil, segundo o conceito documental dos antigos criadores árabes, o puro cavalo árabe da região do Nedjeb e as raras linhagens de galos Rajah Murgh (2).O termo era usado originalmente para designar as lendárias linhagens de galos e galinhas Rajah Murgh, unicas capacitadas a combater ferozmente por vários dias, vencendo ou morrendo lutando. Durante o século XX o conceito foi desvirtuado e veio a referir-se também a qualquer galo combatente oriundo de países árabes, principalmente indiano ou paquistanês. Desta maneira, para tornarmos mais simples e didática esta nota, consideraremos que o termo asil define uma raça ampla, que abriga muitas linhagens, sendo que o nome de cada linhagem deverá ser informado logo após a palavra asil, exemplo: asil Calcutta, asil Hyderabad, asil Madras, asil Rajah Murgh. Em terceiro lugar, poderemos nomear sublinhagens ou variedades, normalmente padronizadas e dispersas em determinado espaço geográfico, como por ex: asil rajah murgh variedade argentina.

Nesta nota o asil padrão é definido como o Rajah Murgh, devido ser apontado pelos velhos tratadistas que o consideravam forma ancestral e original.A sua tipologia ou standard é aplicável para outras linhagens de asil, que devem observar suas características fenotípicas em geral. Hoje, em sua região de origem, não há informações concretas da existência de exemplares de Rajah Murgh em estado funcional, cuja seleção drástica, acredito, foi afetada pelas transformações culturais, econômicas e sociais ocorridas no ultimo século. Alguns interessados criadores no mundo obtiveram galos oriundos dessas antigas linhagens e vem criando, sob padrão de seleção variável e, em alguns casos até discutíveis, e com isso arduamente tentando preservar as características genéticas de tão nobre raça. Não querendo discorrer excessivamente sobre o assunto, fornecerei aqui características mínimas relevantes que devem estar presentes em um espécime rajah murgh.

É uma ave de tamanho pequeno, onde o galo em boas condições físicas pesa de 2,2 a 2.5 kg e a galinha 1,8 kg. Apresenta cabeça triangular quando vista de lado, com potente bico de tamanho médio. A íris é preferencialmente clara e, muitas vezes, apresenta tom azulado. A linha de inserção do crânio ao pescoço apresenta uma leve depressão originando o que poderíamos chamar de “coquinho”. As asas tem contorno frontal arredondado e não são erguidas, diferentemente da raça combatente Shamo que apresenta os ombros altos em relação ao costado.

Um ponto importante e único são os tarsos – os Rajah Murgh, tanto a fêmea como o macho, apresentam a parte frontal deles com a presença de tres linhas de pequenas escamas que correm no sentido longitudinal, formando as características tres quinas. A frente da canela é plana. As escamas, principalmente nos machos com mais de 18 meses, apresentam-se algo erguidas, coriáceas e rígidas (3).

Machos e fêmeas apresentam pequena crista tríplice e quanto menor melhor. Não apresentam barbelas ou outros acessórios faciais, que são rudimentares. A garganta é larga.

A cauda do galo Rajah Murgh acompanha a linha do dorso, com penas retrizes lanceoladas e rígidas, o mais retas possíveis.

Devemos selecionar os galos Rajah Murgh dentro de seus padrões cromáticos de plumagem que são: a preta, a preto-vermelha, a vermelha escura, a vermelha clara, os pintados (exclusivamente de preto e branco) e os cinzas. Os antigos tratadistas asseguram que estas são as cores dos melhores combatentes.

Outro aspecto comportamental do Rajah Murgh é que quando o coçamos com os dedos próximo da região da cloaca eles iniciam a debicar-se.

Os pintos promovem aguerridas contendas em torno dos 30 dias de idade, ocorrendo mortes e serias injurias nos envolvidos, motivo este que exige do criador o conhecimento da biologia destas aves e sua estrita vigilância.

O asil foi a base da moderna avicultura de corte, devido à sua conformação física avantajada e peito maciço. Varias pesquisas cientificas também mostram a elevada rusticidade e resistência dos Rajah Murgh a parasitos e doenças avícolas. Manter sua diversidade genética a salvo é procedimento coerente ao homem esclarecido e sabiamente preocupado com o futuro dos plantéis avícolas e das gerações que irão nos suceder.

BIBLIOGRAFIA SUMMARIZED:

1. ATKINSON, H., 1990. Cockfighting and Game Fowl. 253p. Nimrod Press Ltd. PO Box 1, Liss,

Hants, GU33 7PR, England.

2. FINSTERBUSCH, C.A., 1929. Cock Fighting All Over The World. 471p. Grit &

Steel, Gaffney, S.C. USA.

3. KHAN, N. , 1883. Murgh-Nama. 18p. Journal and Proceedings from Asiatic Society of Bengal

(New Series), Vol. VI, No 2, 1910.

4. DERANIYAGALA, S. Informações escritas personalizadas para Adelino A Duarte.

5. PESQUISA BIBLIOGRÁFICA , reunindo informações de numerosas fontes, avaliadas como de origem adequada ao rigor que o trabalho exige, e não listadas aqui pela não necessidade do momento.

Adelino Augusto Duarte

Fonte: www.acercsp.org

Combatente

Combatente

O espectáculo de ver dois machos de combatente em luta apenas pode ser visto nas zonas de reprodução, mas na Primavera surgem por vezes em Portugal alguns machos envergando já a plumagem nupcial.

Identificação

Em plumagem nupcial, esta é uma limícola de aspecto singular: os machos envergam uma enorme coleira colorida, que pode ser branca, vermelha ou preta. Em plumagem não nupcial, tanto os machos como as fêmeas são acastanhados, com um padrão malhado no dorso.

Combatente

As penas dorsais estão frequentemente levantadas, dando às aves um ar “despenteado”. Os machos são consideravelmente maiores que as fêmeas, sendo a diferença evidente quando se misturam. As patas são esverdeadas ou alaranjadas e o
bico é preto e fino.

Abundância e calendário

O combatente ocorre em Portugal principalmente como migrador de passagem, em trânsito das zonas de invernada africanas para os territórios de reprodução, situadosna Europa Central. A espécie surge por vezes em números consideráveis, com bandos que podem exceder a centena, sobretudo nos meses de Março, Abril, Agosto e Setembro. No Inverno é mais irregular, conhecendo-se diversos registos, provenientes do sul do país.

Onde observar

Embora associado a zonas húmidas costeiras, o combatente observa-se sobretudo em arrozais e salinas e não tanto nos estuários.

Lisboa e vale do Tejo – o estuário do Tejo, particularmente as lezírias da Ponta da Erva, é um dos melhores locais do território para observar o combatente.

Alentejo – existem registos regulares no estuário do Sado e na lagoa dos Patos, tanto nas migrações como no Inverno .

Algarve – tal como a maioria das outras limícolas, pode ser vistonas zonas húmidas costeiras, como a ria de Alvor, a ria Formosa e o sapal de Castro Marim.

Fonte: www.avesdeportugal.info

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Víbora

Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+