Breaking News
Home / Animais / Frango D’Água

Frango D’Água

PUBLICIDADE

Nome comum: frango d’água
Nome em inglês: Moorhen
Nome em espanhol: Polla de água
Nome em italiano: Gallinella d’acqua
Nome em francês: Gallinule poule-d’eau
Nome em alemão: Teichhuhn
Nome científico: Gallinula chloropus
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Gruiformes
Família: Rallidae
Comprimento: até 30 cm
Plumagem: marrom-escura
Bico: amarelo e vermelho. Placa vermelha sobre o bico
Ovos: 6 a 12 de cada vez
Período de incubação: 21 dias

O frango-d’água é encontrado em quase todo o mundo. Vive sozinho ou em pequenos bandos na beira dos banhados ricos em vegetação. Pode locomover-se de várias maneiras. Geralmente nada entre os juncos, comendo os insetos que encontra. Mas é também capaz de caminhar sobre folhas flutuantes. Ao menor sinal de perigo, ele corre pela superfície da água até atingir velocidade suficiente para levantar vôo. Seu vôo é lento e ele nunca se afasta muito da água. Mas sua segurança está mesmo no mergulho; ele desaparece rapidamente das vistas do inimigo, nadando vigorosamente com as asas. Sobe à superfície para respirar e torna a mergulhar, imediatamente. Além de vegetação e insetos, o frango-d’água come larvas, moluscos e peixes.

Frango D'água

Em fevereiro, o macho começa a construir grandes ninhos de raízes secas. Na primavera, a fêmea escolhe um deles e o território passa a ser guardado pelo macho. Depois de dois meses, os filhotes já são capazes de nadar e voar, e os pais dão início a uma nova ninhada. Em setembro, a família se desfaz.

Fonte: www.felipex.com.br

Frango D’Água

Gallinula chloropus

Frango D'água

Características

Muito comum locomovendo-se sobre a vegetação aquática ou nadando com o bico meio abaixado. Atinge até 37 cm de comprimento. Possui bico e pés bem coloridos, além de um escudo vermelho na fronte, sobre o bico. Plumagem marrom-escura O macho é geralmente maior que a fêmea.

Habitat – lagoas e brejos
Ocorrência – continente americano

Hábitos

Hábil nadador. Seu canto pode ser ouvido ao cair da tarde. Vive sozinho ou em pequenos bandos na beira dos banhados ricos em vegetação. Pode locomover-se de várias maneiras. Geralmente nada entre os juncos, comendo os insetos que encontra. Mas é também capaz de caminhar sobre folhas flutuantes. Ao menor sinal de perigo, ele corre pela superfície da água até atingir velocidade suficiente para levantar vôo. Seu vôo é lento e ele nunca se afasta muito da água. Mas sua segurança está mesmo no mergulho. Ele desaparece rapidamente das vistas do inimigo, nadando vigorosamente com as asas. Sobe à superfície para respirar e torna a mergulhar, imediatamente.

Alimentação – vegetais, insetos, larvas, moluscos e peixes.

Reprodução

Postura de 6 a 12 ovos com incubação durando em torno de 21 dias. Em fevereiro, o macho começa a construir grandes ninhos de raízes secas. Na primavera, a fêmea escolhe um deles e o território passa a ser guardado pelo macho. Depois de dois meses, os filhotes já são capazes de nadar e voar, e os pais dão início a uma nova ninhada. Em setembro, a família se desfaz.

Ameaças – poluição e destruição do habitat

Fonte: www.vivaterra.org.br

Frango d´água

Gallinula chloropus

Frango D'água

Comprimento

35 cm. Presente em todo o Brasil e em quase todo o planeta, com exceção da Austrália e Nova Zelândia. No continente americano reproduz-se localmente desde o norte do Canadá até o norte do Chile e Argentina, e nas ilhas do Caribe. Os bandos que habitam as regiões mais frias do norte do continente americano migram para o sul durante o inverno daquela região. É comum em lagos com vegetação aquática e margens pantanosas. Normalmente é visto nadando próximo às margens, quando balança a cabeça para frente e para trás. Esconde-se na vegetação pantanosa, se assustado. Faz ninho aberto de taboas, à beira d’água. Seus ovos são esbranquiçados ou acinzentados, com pintas marrom-escuras. Conhecido também como jaçanã-galo (Nordeste), peituda (Rio de Janeiro) e galinha-d’água.

Fonte: www.flickr.com

Frango D’Água, Tapicuru

Phimosus infuscatus

Frango D'água

Locais de observação: Brejos, Rios, corixos e baías.

É possível que o nome característico do Pantanal, frango-d’água, tenha relação com hábitos humanos de caça, sendo essa ave assim conhecida devido ao sabor da carne. Foi utilizada pelos índios guatós, canoeiros da planície pantaneira, para se autodenominarem.

Frango D'água

Muito sociável, chega a formar bandos de dezenas nas áreas de alimentação. Procura as praias e margens de brejo secando, onde entra na água rasa em busca de insetos e minhocas, além de sementes. Nessas ocasiões, é visto provando o fundo lodoso com o longo e característico bico, o qual varia de um amarelo alaranjado até o amarelo vivo. Essas cores contrastam com o corpo negro. A cara é também amarelada.

Frango D'água

Faz vôos em longas e características formações em formato de “V”. Como não são muito rápidos, é possível acompanhá-los por tempo o suficiente para ver uma substituição da ave que vai na frente das demais. Esse revezamento economiza energia das aves nas laterais que usam a turbulência formada pelas da frente.

Fora do Pantanal, é uma espécie colonial, com colônias próprias, sem misturar-se às demais. Até o momento, não foi descrito nenhum ninhal na planície pantaneira e existem registros de reprodução em ninhos solitários, uma característica em outros locais de sua distribuição. Também é possível que as colônias reprodutivas estejam mais ao sul, vindo para o Pantanal após a reprodução.

Ocorrem com mais freqüência entre janeiro e julho nas proximidades do rio Cuiabá e Riozinho, embora possam ser vistos cruzando toda a RPPN.

Fonte: www.avespantanal.com.br

Frango d`água

Galinhola comum

Frango D'água

Nome Científico: Gallinula chloropus

O frango d´água comum, também conhecido como galinhola, é uma ave aquática encontrada em todo o território brasileiro – com exceção da Amazônia – sendo popularmente, bastante conhecida.

A galinhola adulta chega a 34 cm de comprimento; seu corpo é de coloração cinza – escura que se vista de longe dá a imprensão da ave ser negra; a face e o bico comprido possuem uma mancha vermelha em forma de escudo. Esse sinal faz com que esta ave seja facilmente reconhecida em lagoas na beira das estradas.

O frango d´água comum vive em águas calmas (lagos, lagoas, brejos etc.), sendo um excelente nadador, apesar de desajeitado. Nada jogando sua cabeça para frente e para trás e desta forma é capaz de fugir de muitos perigos rapidamente. Também alça vôos curtos, voando em busca de novos territórios; o casal disputa ferozmente por seu espaço e, o invasor, no caso outro frango d´água, quando vencido é expulso através de “patadas” sobre a superfície d´água.

Esta ave comumente vive em casal. O período reprodutivo ocorre entre os meses de maior temperatura, ou seja, entre setembro e fevereiro; o ninho é trabalhosamente construído com galhos e folhas na margem ou na vegetação flutuante; quando terminado adquire a forma de tigela2. A fêmea poe de quatro a seis ovos; esses, devido a coloração cinza-esverdeada, ficam muito bem escondidos dentre a vegetação, evitando assim predadores naturais.

Os filhotes nascem depois de dezenove dias de incubação, porém até o vigésimo segundo dia, ainda ficam sob intensos cuidados maternos. São alimentados pelos pais e pelos filhotes da postura anterior, que os alimentam de itens de sua própria dieta, como vegetais e insetos comuns de seu hábitat.

Fonte: www.species.it

Frango D´água

Gallinula chloropus

Tamanho:35cm

Idenficação

É fácil confundi-lo com um marreco quando está nadando, mas seu bico é bem mais fino. A cor dominante é um azul escuro tendendo ao roxo, mas as asas são castanhas com algumas manchas brancas. Os dedos são extremamente longos e não possuem membranas interdigitais. Os imaturos são amarronzados. O frango-d´água-comum ocorre quase que no mundo inteiro, só estando ausente nos pólos. Onde quer que haja um pouco d´água e vegetação palustre lá está ele, nadando como se tivesse o tique nervoso de jogar a cabeça para frente e para trás ou ciscando na vegetação. Seus dedos, que são extremamente longos, os ajudam a andar sobre as plan- tas aquáticas sem afundar.

Alimentam-se de sementes, brotos, insetos aquáticos, pequenos peixes e girinos. Raramente voam e quando o fazem costumam voar rente à água, quase que correndo sobre a superfície, mas quando se deslocam a longas distâncias podem apresentar vôo retilíneo.

Costumam viver em casais ou pequenos grupos. Na época do acasalamento os machos disputam as fêmeas com uma série de vocalizações e com brigas nas quais se agarram pelos pés enquanto bicam uns aos outros. O ninho é geralmente construído sobre a vegetação flutuante. O casal divide o trabalho de construção, incubação e alimentação assim como os cuidados aos filhotes, que podem chegar a 10.

Apesar da pouca carne são caçados em vários locais, sendo que alguns países têm até temporadas de caça estabelecidas por lei. Mesmo sendo caçadas não parecem estar em declínio populacional, já que são resistentes até mesmo a altos níveis de poluição. São migratórias em altas latitudes.

Fonte: www.bdc.ib.unicamp.br

Veja também

Rinoceronte

Rinoceronte, Reprodução, Características, Espécies, Mamíferos, Hábitos, Fotos, Classificação, Habitat, Tamanho, Animal, Anatomia, Comportamento, Rinoceronte

Rinoceronte Branco

Rinoceronte Branco, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Visão, Rinoceronte Branco

Rinoceronte de Java

Rinoceronte de Java, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Rinoceronte de Java

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.