Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / Galinha d’Angola

Galinha d’Angola

PUBLICIDADE

Nome Popular: Galinha d’Angola
Nome Científico: Numida meleagaris
Classe: Aves
Ordem: Galliformes
Família: Numidae

Galinha d'Angola

Características

Vivem nas matas de acácias, desertos e savanas. São animais extremamente ativos, vivendo em bandos e nidificando no solo. Alimentam-se de grãos, frutas, sementes, insetos e pequenos répteis. São presas constantes de leões, leopardos, chacais, raposas e aves de rapina.

Distribuição Geográfica

Originárias da continente africano, habitando em toda a costa oeste.Foram introduzidas na época da colonização portuguesa em outros países, como no Brasil, onde algumas vezes são encontrados pequenos bandos vivendo em estado selvagem, contudo não faz parte da avifauna de nosso país.

Estado de Conservação

Não é uma espécie ameaçada em virtude do alto grau de domesticação de difusão dessa ave ao longo de vários países, contudo em estado selvagem algumas populações sofrem declínios graças à caça e ao desmatamento.

Comentários Gerais

As tribos nativas da África são grandes consumidoras de sua carne, como também usam suas belas penas em rituais religiosos. Também é comum o hábito de se sacrificar Galinhas d’Angola em cerimônias de funerais e de ocultismo, assim como é feito com a galinha comum na umbanda.

Fonte: www.zoonit.org.br

Galinha d’Angola

Saúde

Limpeza e higiene são essenciais para a boa saúde das aves. Por isso, a cada seis meses é necessário fazer uma boa limpeza nos galpões, rastelando toda a área. Além disso, o produtor deve fornecer diariamente água limpa e comida aos animais.

Esse tipo de ave é muito resistente às doenças, no entanto, é importante manter a vacinação em dia e consultar sempre um veterinário.

Generalidades

Uma ave que possui custos baixos no mercado, e de fácil manejo e muito interessante. É criada com êxito para o comercio de aves ornamentais. Um casal custa em media R$ 40,00. No entanto, são muito barulhentas e suas instalações devem ser localizadas em áreas distantes de outras criações que exijam silêncio.

No Brasil, a galinha d’Angola tornou se popular e tem sido criada há muito tempo pelo sabor de sua carne, que muitos consideram melhor que a da galinha. Porém, sua criação para fins ornamentais ainda é uma novidade e vem sendo testada e aprovada em algumas propriedades.

Da ordem dos galliformes, esta ave se adaptou muito bem ao clima do país é consideradas ótima no controle biológico devido ao costume de se alimentar de formigas, lagartas, cobras e insetos.

Originaria da África, a galinha d’Angola é dividida em três espécies: a branca, a cinza-azulada e a pintada, muito comum em criações populares destinadas ao corte. Esta espécie não é recomendada para criações ornamentais, pois não possui raça pura e é rejeitada no comércio.

Suas características físicas variam de acordo com a raça. Elas possuem uma parte óssea junto à cabeça, conhecida popularmente como chifres. Algumas apresentam ornamentas de penas alongadas no peito. A espora está presente nos machos adultos. Possuem bicos curtos e fortes, próprios para ciscar.

Iniciando a criação

A galinha d’Angola é unia ave muito barulhenta, portanto o criador deve escolher um local apropriado para as instalações, onde não haja outras criações que estressam facilmente com barulho. O primeiro passo para criar esta espécie é a escolha das raças a serem exploradas. Se o produtor escolher mais de um tipo de raça, deve separá-las em viveiros diferentes para que não haja cruzamento das espécies, prejudicando assim a qualidade do plantel.

Como a ave gosta muito de viver em grupos e de correr, o viveiro deve ser grande, medindo 5X3 metros, o suficiente para abrigar dez animais, am média. Nele, devem ser feitos um abrigo com telhas de amianto para proteger as galinhas do sol e das chuvas.

Para cercar o viveiro, utilize tela plastificada com, no mínimo, dois metros de altura. Essas telas são necessárias porque, quando se sentem ameaçadas, as aves costumam se lançar contra elas. Portanto, além de evitar que se machuquem, protege contra a ação de predadores. Nas instalações, o chão pode ser de terra, de preferência em locais onde haja minhocas, insetos, grama e até capim para que possam ciscar.

Reprodução das aves

Na época de acasalamento, utilize a proporção de um macho para três fêmeas. A galinha tem uma boa postura, que começa aos seis meses de vida e termina com um ano e meio de idade, chegando a botar oitenta ovos por ano. Mas é preciso que haja muita atenção do criador, pois a Angola é péssima chocadeira. Por isso, o sistema extensivo não é recomendável para sua criação porque costumam vingar apenas os ovos que estão em cima do ninho.

Você sabia: a galinha d’angola, chamada cientificamente de Numida melagris galeata, é parente dos faisões. Gosta de viver em grupos e é muito barulhente. Quando se sente ameaçada, apresenta uma característica marcante e diferente de outras aves: prefere correr a voar.

Para que não haja perda, o criador deve recolher os ovos diariamente e utilizar chocadeiras e incubadoras artificiais. O tempo de incubação fira em torno de 28 dias. Ao nascerem, os filhotes devem ser colocados em viveiros de crescimento com temperatura regulada por aquecedor.

Alimentação

As galinhas d’angola são ótimas para limpar quintais cheios de mato. Seus hábitos alimentares são muitos interessantes e vão desde grãos, gramados e verduras até insetos, formigas e cobras. Após 48 horas de vida, os filhotes devem receber ração para pintinhos, passando para a ração de crescimento ao completarem dois meses de idade. A partir do terceiro mês, já pode ser oferecida a ração de engorda e postura. Além disso, o produtor deve deixar as aves à vontade.

Equipe de Avicultura/FZEA-USP

Fonte: www.criareplantar.com.br

Galinha d’Angola

Numida meleagris

Perdida e recuperada

Durante o dia, a galinha d’angola anda no chão. Se um cachorro ou um caçador se aproxima, ela voa e se empoleira em uma árvore. Se o invasor não é inimigo, a ave pousa perto pra ver o que está acontecendo. À noite, protege-se dos predadores nos galhos mais altos.

A galinha-d’angola, que originalmente era uma ave selvagem é facilmente criada hoje em dia. Em épocas muito remotas, os gregos e os romanos trouxeram-na da África para a Europa. Parece que depois desapareceu, pois não era conhecida na Idade Média. Reapareceu na Renascença e na época das navegações. Pode ser facilmente criada, se tem árvores para empoleirar-se a um abrigo . Ela não liga para um clima rigoroso.

Descobre seu próprio alimento, que deve , porém ser complementado com sais minerais, proteínas e vitaminas. Hoje, a galinha-d’angola domesticada pesa duas vezes mais que a antiga ave selvagem. Elas vivem em bandos que se separam aos paras na época do acasalamento. Na primavera, a fêmea põe uma dúzia de ovos em um buraco escavado no chão. Os pintinhos saem em 25 dias e logo ficam independentes dos pais. Juntam-se em bandos e saem à procura da própria comida.

Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Galliformes
Família: Numididae

CARACTERÍSTICAS:

Comprimento: 60 cm
Peso: até 2 kg

7 espécies.

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

Galinha d’Angola

A galinha-d’angola, galinha-do-mato ou pintada (Numida meleagris) é uma ave da ordem dos galliformes, originária da África e introduzida no Brasil pelos colonizadores portugueses, que a trouxeram da África Ocidental.

No Brasil, a ave é conhecida por vários nomes, dependendo da região, sendo chamada de cocá, tô fraco ou angolista, ou ainda, erroneamente, de galinhola.

Fonte: flickr.com

Galinha d’Angola

É uma ave que possui custos baixos no mercado, e de fácil manejo e muito interessante. É criada com êxito para o comercio de aves ornamentais. Um casal custa em media R$ 40,00. No entanto, são muito barulhentas e suas instalações devem ser localizadas em áreas distantes de outras criações que exijam silêncio.

No Brasil, a galinha d’Angola tornou se popular e tem sido criada há muito tempo pelo sabor de sua carne, que muitos consideram melhor que a da galinha. Porém, sua criação para fins ornamentais ainda é uma novidade e vem sendo testada e aprovada em algumas propriedades.

Da ordem dos galliformes, esta ave se adaptou muito bem ao clima do país é consideradas ótima no controle biológico devido ao costume de se alimentar de formigas, lagartas, cobras e insetos.

Originaria da África, a galinha d’Angola é dividida em três espécies: a branca, a cinza-azulada e a pintada, muito comum em criações populares destinadas ao corte. Esta espécie não é recomendada para criações ornamentais, pois não possui raça pura e é rejeitada no comércio.

Suas características físicas variam de acordo com a raça. Elas possuem uma parte óssea junto à cabeça, conhecida popularmente como chifres. Algumas apresentam ornamentas de penas alongadas no peito. A espora está presente nos machos adultos. Possuem bicos curtos e fortes, próprios para ciscar.

Alimentação

As galinhas d’angola são ótimas para limpar quintais cheios de mato. Seus hábitos alimentares são muitos interessantes e vão desde grãos, gramados e verduras até insetos, formigas e cobras. Após 48 horas de vida, os filhotes devem receber ração para pintinhos, passando para a ração de crescimento ao completarem dois meses de idade. A partir do terceiro mês, já pode ser oferecida a ração de engorda e postura. Além disso, o produtor deve deixar as aves à vontade.

Reprodução das aves

Na época de acasalamento, utilize a proporção de um macho para três fêmeas. A galinha tem uma boa postura, que começa aos seis meses de vida e termina com um ano e meio de idade, chegando a botar oitenta ovos por ano. Mas é preciso que haja muita atenção do criador, pois a Angola é péssima chocadeira. Por isso, o sistema extensivo não é recomendável para sua criação porque costumam vingar apenas os ovos que estão em cima do ninho.

Você sabia: a galinha d’angola, chamada cientificamente de Numida melagris galeata, é parente dos faisões. Gosta de viver em grupos e é muito barulhente. Quando se sente ameaçada, apresenta uma característica marcante e diferente de outras aves: prefere correr a voar.

Para que não haja perda, o criador deve recolher os ovos diariamente e utilizar chocadeiras e incubadoras artificiais. O tempo de incubação fira em torno de 28 dias. Ao nascerem, os filhotes devem ser colocados em viveiros de crescimento com temperatura regulada por aquecedor.

Fonte: www.zoonews.com.br

Galinha d’Angola

Galinha d'Angola
Galinha-d’angola, ave originária da África que tem penas cinzento-escuras pontilhadas de branco.

Ave galinácea, originária da África. As galinhas-d’angola têm penas cinzento-escuras pontilhadas de branco. O pescoço e a cabeça não têm penas e o topo da cabeça é recoberto por uma excrescência dura.

É possível criar galinhas-d’angola como se fossem galinhas comuns, mas elas exigem mais cuidados. O seu grito freqüente e áspero é desagradável para muita gente, mas por causa disso elas funcionam como uma espécie de vigia. Sua carne é considerada muito saborosa e os ovos também são utilizados na alimentação.

Fonte: www.klickeducacao.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Carotenoides

Carotenoides

PUBLICIDADE Definição Distinguidos por seus pigmentos laranja, amarelo e vermelho, os carotenoides são encontrados em muitas …

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+