Breaking News
Home / Animais / Cavalo Puro Sangue Inglês

Cavalo Puro Sangue Inglês

PUBLICIDADE

Raça

O Puro Sangue é uma raça de cavalo mais conhecida por seu uso em corridas de cavalos.

Embora a palavra puro-sangue seja às vezes usada para se referir a qualquer raça de cavalo puro-sangue, ela se refere tecnicamente apenas à raça Puro Sangue Inglês.

Os puros-sangues são considerados cavalos “de sangue quente”, conhecidos por sua agilidade, velocidade e espírito.

O Puro Sangue, como é conhecido hoje, foi desenvolvido na Inglaterra dos séculos XVII e XVIII, quando as éguas nativas foram cruzadas com garanhões orientais importados de criação da Arábia, Barb e Turkoman.

Todos os Puro Sangue modernos podem traçar seus pedigrees para três garanhões originalmente importados para a Inglaterra no século XVII e XVIII e para um maior número de éguas de fundação de maioritariamente criação inglesa.

Durante os séculos XVIII e XIX, a raça Puro Sangue se espalhou pelo mundo; eles foram importados para a América do Norte a partir de 1730 e para a Austrália, Europa, Japão e América do Sul durante o século XIX.

Os Puro Sangue são usados principalmente para corridas, mas também são criados para outras disciplinas de equitação, como saltos, treinamento combinado, adestramento, polo e caça à raposa. Eles também são comumente cruzados para criar novas raças ou melhorar as existentes, e têm sido influentes na criação das raças Quarto de milha, Standardbred, Anglo-Árabe e vários cavalos de sangue quente.

O que é um cavalo de corrida puro-sangue?

Cavalos de corrida Puro Sangue são uma raça de cavalo conhecida por sua velocidade e resistência. Esses cavalos foram criados pela primeira vez no início do século XVIII, acasalando cavalos árabes e ingleses.

As características físicas incluem uma altura média de 62,56 cm, uma cabeça refinada, pescoço longo, costas uniformemente curvadas e pernas longas e finas.

Eles geralmente têm cascos de louro, castanho, preto ou cinza, e muitos têm marcas brancas no rosto e nas pernas.

Embora os Puro Sangue sejam mais conhecidos por suas habilidades de corrida, eles também provaram ser bastante adeptos de outros esportes, como caça, salto e polo, e são freqüentemente usados para melhorar as raças de cavalos ou criar raças inteiramente novas.

A ascendência de cada Puro Sangue pode ser rastreada até três garanhões – o Byerley Turk, Darley Arabian e Godolphin Arabian – que foram trazidos para a Inglaterra do Oriente Médio no final do século XVII. Eles foram então criados para cavalos nativos para criar o que é conhecido como o Puro Sangue.

História

É impossível definir a origem do Puro Sangue Inglês.

Sabe-se que entre os séculos XVII e XVIII, foram feitos cruzamentos de cavalos ingleses com éguas importadas da Espanha, Turquia e Itália a fim de incrementar a velocidade dos cavalos de corrida, esporte muito popular na Inglaterra.

Esta raça desenvolveu-se na Inglaterra, por volta do século XVII.

Foram importadas cerca de 24 éguas que deram início à criação.

Após a criação do General Stud Book, apenas descendentes diretos destas “Royal Mares”, podiam inscrever-se.

Igualmente importante foi o surgimento de três grandes garanhões onde toda a raça baseou-se: Byerley Turk (importado em 1689), Darley Arabian (1704) e Godolphin Barb (1728).

Destes três garanhões fundou-se as quatro linhagens principais do puro sangue: Herod, Eclipse, Matchem e Highflyer.

Descrição

São animais de grande capacidade atlética e considerável vigor físico.

Têm características mentais de alta excitabilidade e nervosismo, sendo também muito corajoso.

Possui quartos possantes e membros posteriores bastante longos.

Inevitavelmente apresenta espáduas alongadas e de boa angulação, produzindo largos movimentos.

Pescoço de musculatura delineada, grande amplitude torácica, membros finos e de articulações fortes.

Características

Cavalo de médio para grande porte, pelagem castanha ou tordilha, geralmente sólida, com perfil reto e olhos grandes.

A raça está presente na formação das principais raças modernas de cavalos para esporte.

O puro sangue inglês é considerado o cavalo mais veloz do mundo, constituindo a base de uma grande indústria multinacional de criação e de corridas, incluindo apostas.

Além de ser uma raça essencial na produção de cavalos de corrida, serviu como ingrediente elementar na formação de muitas outras raças de equinos.

Há muitos séculos que se praticava a corrida de cavalo na Inglaterra.

A fim de melhor sua velocidade, desde o século XVI se fez importações de cavalo orientais, até o reino de Carlos 11 (1660-1685), o qual importou duas éguas berberes que muito influíram na formação da cinqüenta “Royal Mares”, que constituíram a base da formação do P.S. inglês ao lado dos garanhões “Godolphin”, “Byerley” e “Darley’. Godolphin” tinha sido dado pelo Bey da Tunísia ao rei Luis XV. Era um cavalo Berbere. Não sendo devidamente apreciado, passou para mãos mais modestas, chegando ás de um aguadeiro. Um inglês, Mr.

Cooke, achando-os em miserável estado, reconheceu seu mérito e o levou para a Inglaterra em 1724, entregando-o a lorde godolphin, que o usou como rufião.

Cobrindo uma égua, deu seu primeiro filho “lath” um corredor notável. “byerley’ era um cavalo turco, trazido pelo cap. Byerley para a Inglaterra em 1865.

Deu o “king Herod”, que foi o melhor corredor e reprodutor de seu tempo.

“Darley” era um cavalo Árabe, trazido de Alepo em 1712, adquirido por um criador de nome Darley, do Yorkshire. Procriou “Flying Childers”, que não teve competidor em sua época.

Um dos melhores cavalos da raça foi “eclipse’, que era bisneto paterno de ‘Flying Childers” e materno de “Godolphin”. O registro genealógico data de 1797 e parece ter sido o primeiro feito nos moldes atuais. Especializado em alta velocidade.

Características da Raça

Peso de 400 a 500 kg.

Estaturas de 155 a 173 cm -160 em média.

Pelagem: As cores predominantes da pelagem são o castanho queimado, o alazão, o castanho simples, o tordilho e o negro, na ordem decrescente.

A pele é final e sensível, deixando ver o sistema vascular subcutâneo.

Os pelos são ralos, sedosos e finos, e as crinas, também finas, escassas e brilhantes.

Cabeça: a cabeça é pequena, larga, seca, expressiva, de perfil direito, ligeiramente ondulado, levemente convexo nos garanhões e côncavo nas éguas.

A fronte é plana e larga e a face estreita.

As orelhas são proporcionadas, ou seja, médias, delgadas, afiladas, móveis, implantadas baixo.

Os olhos são grandes, vivos, proeminentes.

As narinas são largas, finas, dilatadas, rosadas e úmidas internamente.

Os maxilares afastados, musculosos, revelando energia e a garganta é leve e limpa.

Pescoço: comprido, direito, piramidal e bem ligado ao tronco.

Corpo

O corpo do P.S. inglês apresenta grande variabilidade de formas de maneira que não é fácil reconhecê-lo, o que alias sucede com outras raças de cavalo de origem semelhante. Só o registro do “Stud book” pode atestar sua pureza. O corpo é longo.

A cernelha é alta, seca e longa.

O dorso é o rim curto, ambos largos, direitos e musculosos.

O rim é ás vezes arqueado, e outras, um poucos comprido.

A garupa é comprida, poderosa, não muito larga, horizontal, porém há bons corredores de garupa inclinada.

As ancas são bem musculadas.

A cauda é fina, alta, acompanhada a linha da garupa e balança-se durante a marcha.

O peito é um pouco estreito, ainda que musculoso.

O tórax é alto é profunda, com as costelas um pouco arcada, ás vezes estreitas, dando costado plano.

Flanco curto, e ventre cilíndrico, pouco desenvolvido, ou esgalgado no cavalo em exercício.

Membros

Os membros são alongados e finos, revelando adaptação á velocidade.

Os quartos traseiros são compridos.

As espáduas são longas, bem oblíquas, secas.

O braço é musculoso, relativamente curto e o antebraço muito longo.

A canela é curta em relação aquele.

O joelho é forte e direito, com a sôldra baixa e m pouco para fora.

A coxa e a perna são compridas. Os jarretes são altos e direitos.

Os tendões são muito fortes e assinalados, e as articulações largas e incisivas. As quartelas são longas e medianamente inclinadas e os cascos médios, duros.

Aptidões e outras qualidade

O cavalo inglês é especializado na alta velocidade, alcançando 15 a 18 metros por segundo, porém o que ganha em velocidade, perde em resistência.

Distinguem-se dele dois tipos: o “Flyer”, para carreiras curtas de 800 a 2.000 m., de espáduas mais verticais e garupa mais caídas muito nervoso, mais veloz e o “Stayer”, para corridas mais longas, de 3 a 4.000 m., mais forte, de paletas mais oblíquas, garupa horizontal, de ângulos mais abertos, menores e mais elegantes. É capaz de saltar até 2,5 m de altura e 7,5 de vão. Geralmente corre de 1 a 3 anos, depois, ou se inutiliza ou, levado para a reprodução ou outra utilização, segundo o sexo e qualidades. Seu temperamento é extremamente nervoso. Costuma ter boca dura e mau gênio, sendo difícil de conduzir. Goza de boa reputação como reprodutor, sendo utilizado em quase todos os países para a produção de “meios-sangues” para fins militares e esportivos, escolhendo-se para isso os reprodutores mais reforçados e harmônicos, que, em geral, não alcançam bom êxito nas corridas. Comunica aos mestiços nervos, altura e agilidade.

Contribuiu para o melhoramento e formação de numerosas raças, com as quais revela traços de semelhança: Pontoneiro, Quarto-de-milha, Trakchner, normando, etc.

Cavalo Puro Sangue Inglês – Inglaterra

Raça selecionada na Inglaterra pelo cruzamento de três garanhões orientais com éguas da Inglaterra e da “Royal Mares” da península ibérica.

O objetivo da seleção do Puro Sangue Inglês era de obter cavalos para corrida de longas distâncias.

Hoje, é considerada uma raça melhoradora.

A raça, marca presença na formação das principais raças modernas de cavalos para esporte.

Cavalo de Corrida

Esta raça tem origem em Inglaterra, como o próprio nome indica.

No entanto, a raça que agora conhecemos foi um cruzamento intencional de raças, feito com o único propósito de se obter uma raça de bons cavalos de corrida.

E estamos realmente perante um velocista puro.

Esta raça pode ter-se desenvolvido a partir de um cavalo autóctone, que não sofreu quaisquer alterações, dado o seu isolamento nas ilhas britânicas até ao sec. XVII.

Muitas das raças europeias foram cruzadas com espécies nórdicas, de cavalos mais pesados e muito robustos, mas mais lentos.

Como este cavalo autóctone não o foi, manteve as suas características, sendo mais tarde cruzado com o Árabe e com raças orientais muito ágeis, sendo o resultado o que hoje conhecemos como puro sangue inglês.

O Puro Sangue Inglês conquistou o mundo graças à sua velocidade e resistência, sendo usado em corridas pelos quatro cantos do planeta, onde continua a manter o domínio.
Além de velocista, este cavalo é um bom saltador de obstáculos e um bom cavalo de sela para passeio.

As características desta raça passam ainda pelo seu ar altivo, como se dominasse sempre qualquer situação, e pela coragem que demonstra quando lhe aparecem obstáculos pela frente.

O PSI pode atingir os 500 kg e 1,65m de altura.

As cores mais comuns são várias tonalidades de castanho.

Classificação

Altura: Média entre 1,62m, sendo possível um mínimo de 1,44m e máximo de 175m.
Porte:
Médio para grande
Pelagem:
Castanha, alazã ou tordilha, de preferência uniforme
Cabeça:
Perfil reto ou levemente ondulado; olhos grandes, orelhas médias, narinas elípticas.
Andadura:
Trote
Temperamento:
Corajoso, altivo e valente.
Aptidão:
Corridas planas ou com obstáculos de média distância, salto, adestramento e CCE. O PSI é muito conhecido por ser um cavalo de corrida.
Peso:
aproximadamente 450kg.
Pescoço: reto e bem musculoso, comprido e bem unido ao tronco, crina fina e discretamente abundante.
Cernelha:
discretamente elevada e musculosa na base.
Dorso:
reto, comprido e musculoso, largura proporcional, em união reta com a região lombar.
Lombo:
largo, curto em prolongamento reto ao dorso e bem unido a garupa, formando um só corpo.
Peito:
visto de frente deve ser ligeiramente estreito e sem exagero de profundidade para conservar a harmonia.
Tórax:
visto de perfil deve dar a impressão de grande capacidade pulmonar, tão comprido quanto possível, com costelas compridas e pouco arqueadas com tendência à direção caudal.
Uso:
 Sela
Existe no Brasil: Muitos

Cavalo Puro Sangue Inglês – Fotos

Fonte: harasmagichorse.vilabol.uol.com.br/www.hipismobrasil.com.br/www.wisegeek.org/pets.cosmo.com.br/www.whitehorseproductions.com

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aracnídeos

PUBLICIDADE Definição Os aracnídeos (classe Arachnida), qualquer membro do grupo de artrópodes que inclui aranhas, …

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.