Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / Curicaca

Curicaca

Theristicus caudatus

Características

PUBLICIDADE

Mede aproximadamente 69 cm de comprimento e 43 cm de altura. É uma espécie grande de coloração clara e asas largas. Durante o vôo exibe grande mancha branca sobre o lado superior da asa, e o lado inferior é inteiramente negro. Bico longo, curvo, preto na base e verde na ponta. Pernas altas.

A garganta é nua, preta, bem como a área ao redor dos olhos. Normalmente o curicaca é protegido pelos agricultores como um controlador biológico, não deixando que se acentue o número de pequenos animais considerados nocivos.

Habitat

Campos secos, pastos (inclusive campos de aviação).

Ocorrência

Da Colômbia à Terra do Fogo; também nos Andes; grande parte do Brasil.

Hábitos

Procura lugares em que ocorreram queimadas em busca de alimento. Tem hábitos diurno e crepuscular. Plana a grandes alturas, voa com o pescoço levemente curvado para baixo. As asas dispõem-se côncavas como grandes conchas. São sociáveis, chamam atenção quando se reúnem para dormir ou quando se deslocam para lugares distantes para comerem. Emitem fortes gritos, curtos, do timbre igual a uma galinha-d’angola. O casal e o bando que se reúnem para pernoitar gritam juntos. No auge do vozerio jogam a cabeça para trás.

Alimentação

Alimenta-se de gafanhotos, aranhas, centopéias, lagartixas, cobras, ratos etc. Come às vezes sapos (Bufo granulosus), fato interessante, pois o veneno desse sapo é mortal para a maioria dos animais quando ingerido (exceto para a boipeva – Xenodon merremii). Para extrair larvas de besouro no solo, mergulha o bico na terra fofa até a base.

Reprodução

Os indivíduos associam-se em colônias. Nidificam sobre rochas ou árvores existentes nos campos. Os ovos são brancos ou pardacentos salpicados. Põem cerca de 5 ovos. A incubação é de 20 a 25 dias. O casal reveza-se para cuidar dos filhotes, que são alimentados por regurgitação.

Fonte: www.vivaterra.org.br

Curicaca

Curicaca-Pantaneira
Theristicus caudatus

Curicaca

Família Threskiornithidae. Ave do grupo dos íbis, com coloração geral cinza-chumbo, olhos e patas vermelhos e uma faixa branca na fronte.

O bico é longo e recurvado para baixo, funcionando como uma pinça que é utilizada para retirar da lama os pequenos animais de que se alimentam. Fazem os ninhos com gravetos.

O nome “curicaca” é onomatopéico, ou seja, dado pelo som que a ave produz ao cantar.

Fonte: 35mm.org

Curicaca

Theristicus caudatus

Família

Threskiornithidae

Caracterização

Mede aproximadamente 69 cm de comprimento e 43 cm de altura. É uma espécie grande de coloração clara e asas largas. Durante o vôo exibe grande mancha branca sobre o lado superior da asa, e o lado inferior é inteiramente negro. Bico longo, curvo, pernas altas.

Habitat

Vive em campos secos, pastos (inclusive campos de aviação).

Distribuição

Ocorre da Colômbia à Terra do Fogo; também nos Andes; grande parte do Brasil.

Hábitos

Procura lugares em que ocorreram queimadas – em busca de alimento. Tem hábitos diurno e crepuscular. Plana a grandes alturas, voa com o pescoço levemente curvado para baixo; as asas dispondo-se côncovas como grandes conchas. São sociáveis, chamam atenção quando se reúnem para dormir ou quando se deslocam para lugares distantes para comerem.

Alimentação

Alimenta-se de gafanhotos, aranhas, centopéias, lagartixas, cobras, ratos etc. Come às vezes sapos (Bufo granulosus), fato interessante, pois o veneno desse sapo é mortal para a maioria dos animais quando ingerido (exceto para a boipeva – Xenodon merremii). Para extrair larvas de besouro no solo, mergulha o bico na terra fofa até a base.

Reprodução

Os indivíduos associam-se em colônias. Nidificam sobre rochas ou árvores semeadas nos campos. Os ovos são brancos ou pardacentos salpicados. Põem cerca de 5 ovos. A incubação é de 20 a 25 dias. O casal reveza-se para cuidar dos filhotes, que são alimentados por regurgitação.

Manifestações sonoras

Gritos fortes, curtos, do timbre igual a uma galinha-d’angola. O casal e o bando que se reúnem para pernoitar gritam juntos; no auge do vozerio jogam a cabeça para trás.

Caça, utilização

Normalmente o curicaca é protegido pelos agricultores como um controlador biológico, não deixando que se acentue o número de pequenos animais considerados nocivos.

Bibliografia

Helmt Sick, 1988. “Ornitologia Brasileira”.

Fonte: www.faunacps.cnpm.embrapa.br

Curicaca

69cm

Inconfundível por seu corpo robusto, pernas fortes e não muito longas e principalmente pelo bico longo e curvo. Distingue-se das outras espécies da família por ser a única espécie brasileira a apresentar branco na coloração.

Da mesma família que os lendários Ibis egípcios, a curicaca é sem dúvida uma ave bela e de presença marcante.

Ao contrário da maioria das espécies do grupo não está associada a água. Vive em áreas abertas, especialmente campos, gramados e culturas rasteiras, onde sua silhueta se destaca na paisagem, especialmente quando estas aves avantajadas andam em grupos.

Usa seu bico longo e curvo para capturar invertebrados em suas tocas subterrâneas, mas também captura grandes insetos entre as gramíneas e chega a caçar pequenos vertebrados.

Sua vocalização é muito aguda e lembra a da seriema. Os casais cantam em dueto fazendo movimentos ascendentes com o bico.

Constroem o ninho volumoso, feito de gravetos, em árvores altas. O casal se revesa na incubação dos ovos, geralmente 5, e na alimentação dos filhotes.

Fonte: www.bdc.ib.unicamp.br

Curicaca

Curicaca Cinzenta

Nome científico: Theristicus caudatus
Quanto mede: 69 cm de comprimento e 43 cm de altura
Onde vive: da Colômbia à Terra do Fogo; também nos Andes; grande parte do Brasil.
Filhotes: 5 ovos – incubação 20 a 25 dias

Curicaca

Procura lugares em que ocorreram queimadas em busca de alimento.

Tem hábitos diurno e crepuscular (final da tarde). Voa com o pescoço levemente curvado para baixo, as asas dispondo-se côncavas como grandes conchas, plana a grandes alturas.

São sociáveis, chamam atenção quando se reúnem para dormir ou quando se deslocam para lugares distantes para comer. Os indivíduos associam-se em colônias.

Nidificam sobre rochas ou árvores nos campos.

Os ovos são brancos ou pardacentos salpicados. O casal reveza-se para cuidar dos filhotes, que são alimentados por regurgitação.

Normalmente a ave curicaca é protegida pelos agricultores como um controlador biológico, pois ela é predadora de pequenos animais considerados nocivos às lavouras.

Fonte: www.curiosidadeanimal.com

Curicaca

Curicaca

Nome Popular

Curicaca curucaca, despertador

Familia

Threskiornithidae

Nome Cientifico

Theristicus caudatus

Habitat

Vive nos campos secos da Colõmbia à Terra do Fogo. inclusive os Andes e em quase todo o Brasil

Hábitos Alimentares

Come gafanhotos. aranhas. centopéias, lagartixas. cobras e ratinhos do campo. Para apanhar larvas de besouro enfia o bico na terra até a base. Mesmo uma espécie de sapo (Bufo granulosus) venenoso para o estômago da maioria dos animais não escapa do apetite da curicaca.

Reprodução

Nidifica sobre árvores ou lajes de rochas no campo e põe cerca de 5 ovos. O casal reveza-se para cuidar dos filhotes que são alimentados por regurgitação.

Particularidades

É uma ave barulhenta e sua voz forte, do timbre de uma galinha d’angola, acusa logo sua presença nos campos. Os fazendeiros protegem a curicaca que ajuda a controlar as populações de pequenos animais considerados nocivos. Procura queimadas para apanhar alimento sobre as cinzas.

Fonte: www.naturezaselvagem.hpg.ig.com.br

Curicaca

Curicaca

Harpiprion caerulescens

Período Reprodutivo

Julho a novembro

Locais de observação

Brejos, Cambarazal, Mata ciliar rio Cuiabá, Mata ciliar rio São Lourenço, Rios, corixos e baías.

Curicaca

A maior parte das aves dessa família possui o bico longo, fino e curvo, imortalizado na figura da íbis-sagrada dos antigos egípcios. As penas da nuca são mais longas e parecem “despenteadas”, ficando um pouco eriçadas (foto). Possui uma testa clara, quase branca, contrastando com os olhos amarelos. As pernas são alaranjadas ou vermelhas.

Vive solitária ou aos casais, pousando nas margens de rios, brejos ou alagados temporários. Caça insetos e caramujos nas partes úmidas.

Seus ninhos são plataformas de galhos, forrados de capins e plantas aquáticas. Constrói em árvores altas, isolados das curicacas da mesma espécie. Dormem em galhos altos, solitárias ou em casais. Qualquer intruso no território de nidificação ou dormida é logo acolhido pelos fortes gritos dessa ave, dando o alarme. Também grita muito no clarear e no entardecer, algumas vezes nas noites de lua cheia. Junto com a outra curicaca, produz sinfonia de sons das mais características do Pantanal, sendo o nome comum a transcrição do canto.

Fora da planície pantaneira, é uma ave de difícil observação. Ocorre em toda a RPPN, em especial próximo ao rio Cuiabá e nos brejos da parte central. Nas outras áreas, é observada cruzando os céus em seus longos vôos, entre o ponto de dormida e a área de alimentação.

Fonte: www.avedomestica.com

Curicaca

Curicaca

Período Reprodutivo

Julho a novembro

Locais de observação

Brejos, Cambarazal, Campo.

Muito mais colorida, essa curicaca também dorme e nidifica nas árvores mais altas, em plataformas semelhantes à da espécie anterior. No entanto, busca seu alimento nos campos e áreas secas bordejando os brejos, raramente sendo vista na água.

Curicaca

Em vôo, destaca-se a faixa branca das largas asas, ainda mais notável pela lenta batida das mesmas.

Fora do período reprodutivo, é mais sociável do que a outra curicaca, com grupos de até 8 – 10 aves juntas em vôo ou comendo nos campos.

Seu grito de alarme é semelhante à outra curicaca e razão de seu nome comum.

Igualmente, gritam ao pousar para dormir ou no clarear do dia.
Tanto casais como as aves de um grupo pousado, gritam muito alto, produzindo um dos sons mais notáveis da planície pantaneira.

Na RPPN, é bastante freqüente, pousada nas árvores altas das margens dos rios e alimentando-se de insetos e pequenos vertebrados nos campos da parte central.

Residente durante todo o ano, freqüenta pontos tradicionais de pouso, alguns localizados junto das casas das fazendas ou hotéis de turismo.

Fonte: www.avespantanal.com.br

Curicaca

Ordem: Ciconiformes
Família: Threskiornithidaes
Nome científico: Theristicus caudatus
Nome vulgar: Curicaca
Categoria: Vulnerável

Curicaca

Características físicas

Distinguível pela coloração clara, asas largas, bico longo e curvo. Apresenta o dorso cinzento-claro, com brilho esverdeado, rêmiges (cada uma das grandes penas de vôo da asa da ave que é o guia de vôo) e retrizes pretas (cada uma das penas, geralmente grandes e rijas, que formam a cauda de uma ave o que lhe auxilia na direção em linha reta), remígio (o vôo das aves); parte das coberteiras superiores das asas é esbranquiçada formando uma mancha clara no lado superior da asa, bastante visível durante o vôo que se destaca mostrando uma faixa branca das largas asas e, que são ainda mais notável pela lenta batida das asas. O macho costuma ser um pouco maior que a fêmea, atingindo 69 cm de comprimento e cerca de 43 cm de envergadura.

Alimentação

Alimentam-se preferencialmente de caramujos, insetos, aranhas e outros invertebrados, anfíbios e pequenas cobras. Seu bico, longo e curvo, é adaptado para extrair larvas de besouros e outros insetos da terra fofa. É um dos poucos predadores que não se incomodam com as toxinas liberadas pelo sapo (Bufo granulosos), por isso, este anfíbio pode fazer parte de sua dieta.

Biologia e comportamento social

É diurna e crepuscular. Anda em pequenos grupos, que à noite se empoleiram nas árvores. Gosta de planar a grandes alturas por horas a fio.

Reprodução

Costuma pôr de dois a cinco ovos, em ninhos de gravetos nas árvores ou mesmo entre grandes rochas nos campos. Os ninhos formam colônias numerosas durante o período de reprodução de julho a dezembro. A incubação é de 20 a 25 dias. O casal reveza-se para cuidar dos filhotes, que são alimentados por regurgitação. Fora do período reprodutivo, é mais sociável caso contrário, seu grito de alarme é estridente e ao mesmo tempo chocho e são passíveis de ataque. Ao pousarem para dormir ou no clarear do dia, tanto os casais como as outras aves solteiras pertencente ao seu grupo, gritam muito alto, produzindo um dos sons mais notáveis da planície com propagação de centenas de metros.

Habitar

Normalmente são vistos em campos secos, alagados e pastagens. O Curicaca é protegido pelos agricultores como um controlador biológico, não deixando que se acentue o número de pequenos animais considerados nocivos. Têm como característica, residirem nos tradicionais pontos de pouso próximos a movimentação de pessoas, casas sede das fazendas ou hotéis de turismo, chamando à atenção por serem dóceis podendo vir comer na mão desde que lhe seja dada a comida adequada pelo seu tratador de costume. Estas aves são encontrada em todos os países da América do Sul até a Terra do Fogo na Argentina, inclusive na região dos Andes. Vive geralmente em bandos pequenos ou solitária. Seu nome popular é “Onomatopéico”, semelhante ao som do seu canto composto de gritos fortes. Conhecida também como “Despertador”, Curicaca-comum, Curicaca-branca e Ccuricaca-de-pescoço-branco.

Fonte: www.treknature.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Carotenoides

Carotenoides

PUBLICIDADE Definição Distinguidos por seus pigmentos laranja, amarelo e vermelho, os carotenoides são encontrados em muitas …

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+