Breaking News
Home / Animais / Sagrado da Birmânia

Sagrado da Birmânia

PUBLICIDADE

O que é um gato Sagrado da Birmânia?

Um gato gato Sagrado da Birmânia é um gato doméstico grande e comprido com uma constituição robusta e pelo sedoso.

Cada gato Sagrado da Birmânia tem coloração dourada ou casca de ovo, luvas brancas, laços e um dos vários pontos de cor reconhecidos.

Eles tendem a ser mais sociáveis do que a maioria dos outros felinos e não gostam de ficar sozinhos.

Eles são muito inteligentes e amigáveis.

Nativo da Birmânia, a raça de gato da Birmânia é conhecida como o “Gato Sagrado da Birmânia” e mantém companhia com monges kittah.

Modernos birmanês no mundo ocidental pode ser rastreada até um único par de gatos na França pós-guerra.

O pelo de um gato da Birmânia tem espessura e comprimento médios. Sua textura sedosa impede que a pele mate.

Esses gatos são bastante encorpados, com faces arredondadas e olhos azuis redondos.

Suas orelhas são um pouco menores que as orelhas de outras raças de gatos, e as narinas estão baixas em um nariz de estilo romano.

A aparência geral de um gato da Birmânia é de equilíbrio, com cada característica em proporção ao tamanho do corpo.

Cada gato da Birmânia nasce branco puro, ganhando suas luvas e pontos à medida que envelhece. Ponto aceitável coloração nas pernas, rosto e cauda são selo, azul, lilás, selo tortie, creme, vermelho, creme azul, chocolate tortie, tortie vermelho e tortie lilás. Versões de cores malhado também são aceitáveis.

Luvas simétricas nas patas dianteiras se estendem idealmente para a segunda ou terceira articulações. As luvas simétricas nas patas traseiras devem cobrir os dedos, mas podem ser mais longas do que as luvas nas patas dianteiras.

A coloração branca na perna, ou jarretes, é chamada de cadarço.

O comprimento ideal dos laços é entre 1/2 e 3/4 do caminho até a perna.

Os gatos desta raça são muito sociais. Eles são mais felizes quando na companhia de pessoas e/ou outros animais de estimação em casa.

Eles devem ter um acompanhante se o dono passar muito tempo fora.

Os gatos da Birmânia são dóceis, muito inteligentes e bastante afetuosos. Eles são dedicados a seus donos, muitas vezes seguindo-os pela casa como um cachorro.

Após a Segunda Guerra Mundial, apenas dois gatos birmaneses permaneceram na Europa. Estes dois gatos foram o coração da reconstrução da raça. Os descendentes deste par foram criados para outros pelos compridos e para raças com herança siamesa.

Hoje, a raça está prosperando tanto no mundo ocidental quanto na Birmânia, onde os gatos ainda vivem com os monges.

Os criadores de gatos da Birmânia têm uma tradição um pouco peculiar, pelo menos nos EUA e na França. Os criadores desses países tradicionalmente nomeiam os gatinhos de cada ano com uma letra específica do alfabeto. Por exemplo, todos os gatinhos nascidos em 2010 receberam nomes que começam com a letra h. Gatinhos nascidos em 2011 recebem nomes que começam com um i. Cada letra do alfabeto é usada, e a cada 26 anos o ciclo começa novamente com a letra a.

Origem

É um gato legendário e misterioso.

É grande, de pelagem longa e sedosa.

Os olhos, quase redondos, são azuis, de preferência escuros, e bem separados, o que dá a face uma expressão muito doce.

Os pés devem ser brancos, com quatro luvas perfeitamente simétricas.

A pelagem é de média a longa, de textura sedosa.

O temperamento do Sagrado da Birmânia é equilibrado.

É um gato gentil, ativo, brincalhão, mas tranquilo. Não pede atenção insistentemente, mas é carinhoso e gosta de companhia.

É um gato para ficar dentro de casa, pois precisa muito estar junto com a família, e tem um temperamento muito dócil e amistoso. Adora ganhar colo e carinho, e sempre vai fazer o possível para acompanhar os donos por onde eles forem.

Descrição

Birmanês ou Sagrado da Birmânia foi reconhecido como raça no início do século 20.

Muito sensível e apegado ao dono, sofre de melancolia e depressão se o dono se ausentar por muito tempo. Já com relação a estranhos é reservado e não permite que o toque, chegando a rosnar e morder caso haja insistência.

Seu tamanho deve ser médio; corpo ligeiramente longo; pés redondos; estrutura forte, bochechas redondas; testa pouco arredondada; nariz médio sem stop; orelhas pequenas mas não tanto quanto as do Persa, inseridas bem separadas; olhos azuis, ligeiramente ovais.

Pelagem com textura sedosa e semi-longa e com pouco subpêlo.

As pontas (face, orelhas, cauda, pernas e genitais) de coloração mais escura em contraste com a cor creme ou bege do corpo. O branco (simétrico) das 4 patas brancas deve ir até a articulação com as pernas.

As marcações nas extremidades só aparecem com 4 a 5 meses de idade.

São reconhecidas 17 cores subdivididas em 4 grupos – Point (Red, Seal, Blue, Chocolate, Lilac e Cream), Tortie Point (Seal), Tabby Point (Cream, Seal, Blue, Chocolate, Lilac e Red) e Tortie Tabby Point (Seal, Blue, Chocolate e Lilac).

Essas cores devem ser lisas e contrastar bem com o corpo.

São indesejáveis manchas brancas na barriga e nos genitais, partes escuras das patas e peito e luvas subindo muito por trás das patas.

Características

O Sagrado da Birmânia gosta muito de brincar. Ele é inteligente, meigo e alegre.

Ele possui ainda uma vantagem em relação a outras raça, pois não é considerado muito ciumento.

Dono de um caráter tranqüilo, este gato normalmente elege como dono uma pessoa de temperamento parecido com o seu. Outro atrativo é sua pelagem semilonga, em tom degradé e seus olhos azuis, grandes e redondos.

Seu corpo é de tamanho médio, alongado e compacto.

O Sagrado da Birmânia conta com a cabeça redonda, larga e de formato cuneiforme.

Seu focinho é curto e bem pronunciado, tendo sempre presente uma máscara marrom-escura. O nariz romano, exigido rigorosamente nas federações é como um bico de papagaio.

A cauda é de tamanho médio, robusta e com bastantes pelos de cobertura.

Os olhos são redondos, de coloração azul intensa e brilhante.

Suas orelhas são médias, eretas e bem separadas.

A pelagem do Sagrado da Birmânia é semilonga e de textura sedosa, que ajuda a modular suas formas com os comprimentos diferenciados que os pelos possui.

Eles são curtos na face, longos no dorso e nas laterais e semilongo nas demais partes do corpo.

Com relação a coloração da pelagem, o Sagrado da Birmânia tem reconhecidas 17 cores, que são subdivididas em alguns grupos, entre eles têm-se os Pontos que podem ser em vermelho, azul, chocolate, creme e lilás. Pontos malhados em creme, azul, chocolate, lilás e vermelho. Essas cores tem de ser lisas e contrastar bem com o corpo, sendo indesejáveis manchas brancas na barriga, partes escuras das patas e peito.

No entanto, existem divergências entre o padrão britânico e o americano, sendo que o americano determina o corpo, a cabeça, os olhos e as patas mais arredondadas do que o inglês. Entretanto, entre as diversas variedades tem-se em comum uma importante particularidade, as quatro patas são cobertas por luvas completamente brancas. A diferença existente se deve aos diferentes cruzamentos originais da raça, realizados na Europa e nos EUA. Nos EUA, um gato vindo da Birmânia foi cruzado com um Siamês, enquanto na Europa, além do cruzamento com um Siamês, criadores também o cruzaram com um Persa branco.

Muito sociável, o Sagrado da Birmânia brinca sempre que possível com as pessoas que se aproximam dele, mesmo quando ele já é adulto, demonstrando gostar dessas oportunidades para se aproximar das pessoas. Porém, com os estranhos ou em momentos não apropriados, sua atitude é mais reservada, não gostando que o toquem e chegando até a agressão se houver insistência da pessoa. Vale ressaltar, que antes de morder, o gato adverte alterando sua voz baixa e calma para com um som que lembra uma tosse rouca, sendo este um indicativo de que o gato está nervoso ou irritado. Já com crianças, a raça é eleita uma das melhores para o convívio. Além disso, o Sagrado da Birmânia se adapta facilmente a ambientes pequenos, como por exemplo apartamentos.

História

A origem do Sagrado da Birmânia é cercada de muitas lendas.

A mais conhecida delas trata à respeito de um templo, onde eram criados gatos brancos de pêlo comprido, os quais eram fiéis companheiros de um sacerdote e quando ele morreu, assassinado por invasores, um desses gatos pulou em cima do corpo do religioso e ali ficou para evitar que alguém se aproximasse.

Foi então que sua pelagem escureceu, sendo somente as patas, que estavam em contato com o corpo de seu dono, permaneceram brancos.

Depois disso, todos os outros gatos criados nos templos ficaram iguais a ele.

Entretanto, a teoria mais aceitável sobre sua origem explica que esta raça seria descendente de gatos venerados como deuses em templos budistas da Birmânia, na Ásia, por volta do século XV. Daí o nome de Sagrado.

Existe várias descrições da entrada da raça na Europa. As atuais características da raça foram obtidas através de um Sagrado levado para os EUA, na década de 30.

Este exemplar foi cruzado com um Siamês, sendo provável que posteriormente tenham havido importações de outros exemplares da Birmânia.

Porém, por volta de 1936, a raça era reconhecida oficialmente nos EUA.

Na França, a raça foi oficialmente reconhecida em 1952, sendo que os selecionadores franceses incluíram da descendência, o sangue dos Siameses e dos Persas brancos, sendo este último o responsável pela pelagem macia e semilonga do Sagrado da Birmânia.

A primeira grande sagrada foi Poupée de Maldapour, uma gata seal point de propriedade de Marcelle Adam, primeira criadora oficial, que foi apresentada em 1926 e foi a base de toda a criação mundial, que se encantou ao conhecer a raça em uma exposição. Depois veio o blue, que é a diluição, mas somente em 1996 esteve completamente desenvolvida.

Características da Raça

Este é um gato ativo, de caráter complacente, calmo e que se da bem com seus congêneres e cães. Brincalhão, é um excelente companheiro para as crianças.

Meigo e afetuoso é muito agradável, adapta – se bem em apartamentos. Basta escová-lo a cada 15 dias e um banho antes das exposições para mantê-lo sempre belo.

Cabeça de tamanho médio, redonda e larga.

Crânio com uma curvatura suave. Testa redonda. Bochechas cheias, bem desenvolvidas nos dois sexos. Focinho curto, quadrado.

Nariz aquilino, ligeiro stop. Bigodes e cílios encaracolados.

Mandíbulas pesadas.

Olhos grandes, redondos e afastados. Cor uniforme em relação a cor do manto.

Orelhas de tamanho médio, bem espaçadas, terminadas numa extremidade ligeiramente arredondadas.

Pelos interiores encaracolados.

Pescoço, curto e espesso.

Corpo de tamanho médio, retangular, compacto e pesado, de 3 a 5kg.

Musculatura e ossatura fortes.

Patas de comprimento médio, ossatura e musculatura médias a fortes.

Pés grandes, redondos. Cauda de comprimento médio, espessa de ponta arredondada.

Pelagem espessa com caracóis bem separados, especialmente numerosos ao nível do pescoço e da cauda, cobrindo todo o corpo. Nenhuma área nula. Sub pelo espesso. O encaracolado da pelagem varia em função do clima, estações e do estado hormonal, especialmente as fêmeas.

Os filhotes nascem encaracolados, estes se desmanchando e voltando a se formar por volta dos 8 a 10 meses de idade.

Os pelos desenvolvem -se ate os 2 anos de idade. Existem variedades de pelos curtos e longos, todas as cores são aceitas.

Cuidados

O Sagrado da Birmânia possui uma pelagem sedosa e com o subpêlo pouco volumoso, o que torna a pelagem pouco embaraçada. Portanto, ela necessita apenas de uma escovação semanal com uma escova de cerdas macias. Além disso, esta raça deve ser alimentada com rações balanceadas, sendo que isto deve ser observado atentamente, pois no caso dos gatos de forma geral, tem-se de ficar atento para o uso de boas rações no intuito de se evitar o aparecimento de cálculos urinários, promovidos por rações de baixa qualidade. Além disso, uma alimentação adequada fará com que seu gato cresça saudável e com uma pelagem lisa e brilhante. O dono deve estar atento e realizar consultas regulares ao médico veterinário.

Classificação

País de origem: França, Birmânia  
Outros nomes:
Birmano, Sagrado
Perfil: Sociável
Tipo de Pêlo: Semilongo
Tamanho: Médio
Peso Mínimo: 03 Kg – Peso Máximo: 05 Kg
Temperamento: Dependente
Nível de Atividade: Moderado
Idade: média de 11 anos

Sagrado da Birmânia – Fotos

Fonte: www.caoeciavet.hpg.ig.com.br/wildcatsmagazine.nl/www.wisegeek.org/www.catbreedslist.com/www.bestcatproducts.co.uk

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Buldogue Francês

Buldogue Francês

PUBLICIDADE O que é um Buldogue Francês? O Bulldog Francês é uma raça licenciada pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.