Breaking News
Home / Animais / Rinoceronte Indiano

Rinoceronte Indiano

PUBLICIDADE

O que é

O rinoceronte indiano vive principalmente no norte da Índia e no Nepal.

Estas feras maciças têm algumas diferenças físicas notáveis dos seus parentes africanos.

Sua pele segmentada parece uma camada formidável de armadura natural. Funciona um pouco como um também: a pele flexível entre as “placas” de pele mais espessas permite que elas mudem à medida que o rinoceronte se move.

Como seu nome latino Rhinoceros unicornis sugere, os rinocerontes indianos têm apenas um chifre.

Espécie

Dos rinocerontes-asiáticos, é aquele em que o perigo de extinção é menor, embora esse risco não esteja excluído.

No entanto, no passado, essa questão já se pôs, e no final do século XIX, não existiam mais de 250 animais a viver em liberdade.

Só um bem sucedido programa de reprodução e proteção desta espécie, patrocinado pelo governo indiano, conseguiu inverter esta tendência e colocar esta espécie mais longe da extinção, existindo hoje registados e monitorizados mais de 3000 animais, que se apresentam em boas condições fisícas e com níveis de reprodução bastante altos, para os padrões apresentados pelos outros rinocerontes-asiaticos.

O Rinoceronte Indiano é uma das grandes histórias de sucesso na conservação de Rinocerontes (a outra é a do Rinoceronte Branco do Sul, na África do Sul).

Com estrita proteção de autoridades da Índia e do Nepal, os números de Rinocerontes Indianos tem aumentado: de 200, no início do século, para aproximadamente 2.400. Entretanto ainda existe a caça desses animais, mas cada dia aumentam os esforços para a conservação na Índia e Nepal.

Atualmente existem aproximadamente 2.400 animais no mundo em habitat selvagem.

Animal

Este animal foi implacavelmente caçado e hoje só é achado nas planícies junto ao Himalaia, e em algumas reservas biológicas de Assam e do Nepal.

É uma das 5 espécies de rinocerontes que existem no mundo selvagem.

O rinoceronte indiano está em perigo de desaparecer.

A superstição sobre os poderes medicinais de seu chifre é que trouxeram esta espécie ao perigo da extinção.

Eles possuem uma visão pobre mas conseguem virar bastante as orelhas proporcionando uma ótima audição. Eles também possuem um excelente faro.

Esse paquiderme (animal de pele espessa) tem corpo grande e cabeça pequena.

Sua pele é mais grossa que a do elefante.

E nas coxas, nos quartos traseiros e na parte de trás, a pele está dividida em grandes placas separadas por sulcos.

Essas placas consistem em muitas papilas semelhantes e escamas e presas em uma base de tecido flexível.

A cauda fica completamente escondida pe,a placa anal. Sua cor varia do cinza-escuro ao castanho-avermelhado.

Este animal não gosta do calor.

Ele prefere viver junto à água, onde dorme durante o dia e pasta à noite.

Existem 2 outras espécies na Ásia: o rinoceronte de Java – Javan Rhino (Rhinoceros sondaicus) e o rinocertonte de Sumatra Sumatran Rhino (Dicerorhinus sumatrensis). Este último é menor e possui 2 chifres, como o rinoceronte africano.

Descrição

O rinoceronte indiano (Rhinoceros unicornis), também chamado de rinoceronte-de-um-chifre maior, o maior dos três rinocerontes asiáticos.

O rinoceronte indiano pesa entre 1.800 e 2.700 kg (4.000 e 6.000 libras).

Tem 2 metros de altura e 3,5 metros de comprimento.

O rinoceronte indiano é mais ou menos equivalente em tamanho ao rinoceronte branco da África e se distingue do rinoceronte de Java pelo seu tamanho maior, a presença de um grande chifre, tubérculos em sua pele e um arranjo diferente de dobras de pele.

O rinoceronte indiano ocupa as pastagens mais altas do mundo, onde no final das monções de verão, em outubro, as gramas chegam a 7 metros de altura.

Eles são principalmente pastadores, exceto durante o inverno, quando eles consomem uma proporção maior de navegação.

Uma fêmea de rinoceronte indiano irá engravidar de novo rapidamente se perder o filhote.

Os tigres matam cerca de 10% a 20% dos filhotes, mas eles raramente matam filhotes com mais de 1 ano, de modo que os rinocerontes indianos que sobrevivem a esse ponto são invulneráveis aos predadores não humanos.

O rinoceronte indiano luta com seus dentes incisivos inferiores inferiores afiados como navalha, não com seu chifre.

Tais dentes, ou presas, podem atingir 13 cm de comprimento entre machos dominantes e infligir ferimentos letais em outros machos competindo pelo acesso a fêmeas reprodutoras.

O rinoceronte indiano anteriormente ocupava uma extensa faixa no norte da Índia e no Nepal, do estado de Assam, no leste, até o vale do rio Indo, no oeste.

Hoje esta espécie está restrita a cerca de 11 reservas na Índia e no Nepal.

Quase 2.600 indivíduos em idade de reprodução permanecem em estado selvagem, e apenas uma população, a do Parque Nacional de Kaziranga, no estado de Assam, contém mais de 500 indivíduos.

Como esta espécie atinge altas densidades em planícies de inundação ricas em nutrientes, as populações de rinocerontes se recuperam rapidamente quando esses habitats – e os próprios rinocerontes – são protegidos da caça furtiva.

Em Kaziranga, os rinocerontes indianos contavam com apenas 12 indivíduos por volta de 1900, mas hoje são estimados mais de 1.800 para essa reserva. Da mesma forma, a população de Chitwan diminuiu para 60-80 animais no final dos anos 60, após a erradicação da malária no Vale de Chitwan, a conversão do habitat natural para a agricultura de arroz e a caça furtiva desenfreada. Em 2000, a população havia retornado a mais de 600 indivíduos, grande o suficiente para permitir a transferência de alguns indivíduos para outras reservas no Nepal e na Índia, onde haviam ocorrido, mas haviam sido extirpados. No entanto, cerca de 100 animais foram mortos por caçadores no Parque Nacional Royal Chitwan entre 2000 e 2003, reduzindo a população de rinocerontes indianos da reserva para menos de 400 animais. Em 2014, no entanto, devido ao sucesso do aumento dos esforços anti-caça furtiva, a população aumentou para mais de 500 indivíduos.

As pilhas de esterco dos rinocerontes indianos, ou monturos, são de interesse não apenas como lugares onde o cheiro é depositado e como postos de comunicação, mas também como locais para o estabelecimento de plantas.

Os rinocerontes indianos podem depositar até 25 kg em uma única defecação, e mais de 80% das defecações ocorrem em latrinas existentes, e não como aglomerados isolados.

Ao defecar as sementes ingeridas de frutas do solo da floresta, os rinocerontes são importantes para ajudar as árvores intolerantes à sombra a colonizar as áreas abertas.

As pilhas de esterco dos rinocerontes indianos sustentam coleções interessantes de mais de 25 espécies de plantas cujas sementes são ingeridas por rinocerontes e germinam no esterco rico em nutrientes.

Mamífero

O Rinoceronte Indiano é um grande mamífero encontrado no Nepal e na Índia, estando atualmente confinado a pradarias altas e florestas no sopé dos Himalaia.

Anatomia

A pele, grossa e recortada por profundas pregas, é de um cinzento-acastanhado, possui muito pouco pelo e está coberta de saliência rugosas e duras.

O seu tamanho iguala o do rinoceronte branco e é o quarto maior animal terrestre, depois das três espécies de elefantes.

Os machos pesam entre os 2200 e os 3000 kg e as fêmeas rondam os 1600 kg. Mede de 365 a 380 cm de comprimento e de 145 a 170 cm de altura.

rinoceronte indiano é um ruminante e a sua dieta consiste em erva, folhas, plantas aquáticas e frutos. Alimentam-se preferencialmente de manhã e á tarde.

Reprodução

As fêmeas podem ter crias aos cinco anos, enquanto que os machos só atingem a maturidade sexual aos nove.

Quando entram no cio as fêmeas assobiam de modo a avisarem os machos de que estão prontas para acasalar. Combates ferozes entre machos irrompem durante esta a época de acasalamento.

Contrariamente a outros rinocerontes, os indianos usam os seus dentes afiados da mandíbula inferior para lutar e os ferimentos daí resultantes mostram-se por vezes fatais.

O período de gestação é de cerca de 16 meses e as crias são desmamadas aos 18 meses. As crias nascem a intervalos de 3 anos.

As progenitoras são protetoras mas afugentarão as suas antigas crias após darem á luz uma nova.

População e Ameaças

Com uma população de apenas 100 indivíduos no início do século XX, esta espécie é já um sucesso da conservação apresentando atualmente perto de 2500 animais. No entanto, a caça ilegal para a obtenção do corno, que algumas culturas da região acreditam ter poderes curadores, e a perda de habitat para a agricultura continuam a ameaçar a espécie.

Os governos nepalês e indiano têm tomado medidas para proteger o rinoceronte indiano com a ajuda do World Wildlife Fund (WWF).

Possui um único corno, presente em ambos os sexos, que mede entre 20 e 53 cm, e que, tal como as nossas unhas, é feito de queratina. Os juvenis não apresentam corno, pois este só começa a crescer a partir dos seis anos.

É importante referir que o corno não é usado como arma.

Comportamento e Habitat

Estes rinocerontes vivem em pradarias altas e em florestas perto de cursos de água, mas graças à perda de habitat são forçados a virar-se para zonas de cultivo.

São criaturas solitárias, com exceção das mães e crias e dos pares que acasalam. Precisam de uma área de 2 a 8 Km2.

Não têm predadores naturais à exceção do tigre, que, regra geral, só atacam crias desprotegidas, embora haja registro de um tigre ter atacado e morto um rinoceronte indiano adulto.

Hábitos

Ao contrário dos rinocerontes-africanos, que procuram os grandes espaços abertos, os asiáticos procuram viver protegidos pela vegetação da floresta e os pântanos, onde se sentem mais resguardados, evitando os grandes espaços abertos, onde podem ser alvos fáceis para os caçadores furtivos.

rinoceronte indiano só tem um chifre e a sua pele não é lisa, mas forma uma espécie de carapaças sobrepostas e rugas duras e espessas.

Tamanho, peso e longevidade: Este gigante asiático pode ter 1,90 m de altura, medir quase 4 m, pesar mais de 3000 kg, e viver cerca de 35 anos.

Características

Comprimento: cerca de 3 metros mais de 60 cm para a cauda
Altura: 
1,75 – 2,0 m
Peso:
 em torno de 2 mil kg
Chifres: 
Possui um chifre só que é usado para abrir caminho no mato. O chifre é tão importante para os machos quanto para as fêmeas.. Muitos rinocerontes indianos esfregam o chifre em superfícies abrasivas. O chifre, mede em torno de 22 c e é feito de queratina (substância parecido com a unha) e cabelo.
Agressividade:
 São menos agressivos que seus parentes africanos.
Período de Gestação: 
de 15 a 16 meses
Número de filhotes:
 1
Desmame: 
18 meses
Maturidade sexual: 
Fêmeas até 4 anos e machos até 9 anos. As fêmeas normalmente dão crias a cada 3 anos
Período de Vida: 
de 30 a 45 anos em habitat selvagem e cerca de 47 anos em cativeiro
Grupo familiar: 
solitário
Alimentação: 
Gramas, plantas aquáticas, ramos, folhas.
Principais predadores: 
Homem e o tigre
Habitat: 
Gramados e florestas abertas no Nepal e a Índia nordeste.
Distribuição Geográfica:
 Índia e Nepal.

Classificação

Nome científico: Rhinoceros unicornis (Linnaeus, 1758)
Nome comum:
 Rinoceronte Indiano
Nome em inglês:
 Greater Indian Rhinoceros
Reino:
Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Perissodactyla
Família: Rhinocerotidae
Gênero: Rhinoceros
Espécie: R. unicornis

Rinoceronte Indiano – Fotos

Fonte: Portal São Francisco

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aracnídeos

PUBLICIDADE Definição Os aracnídeos (classe Arachnida), qualquer membro do grupo de artrópodes que inclui aranhas, …

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.