Breaking News
Home / Animais / Curió

Curió

PUBLICIDADE

Curió – O que é

curió é o pássaro mais popular no Brasil. Ele pertence ao grupo dos passeriformes, espécie Oryzoborus angolensis e é muito apreciado pelo seu magnífico canto e fibra.

O nome curió em Tupi Guarani significa amigo do homem, porque ele gosta de habitar próximo às aldeias dos índios.

curió mede aproximadamente 13 cm em comprimento.

O macho é preto nas costas, cabeça e pescoço, e com uma cor vinho escuro no peito.

A fêmea e os jovens são totalmente marrom.

Eles adquirem sua plumagem adulta entre os 12 e 18 meses.

Eles geralmente atingem sua maturidade sexual e são capazes de reproduzir entre 8 e 12 meses de idade.

Curió – Pássaro

Pássaro canoro da família dos fringilídeos (Oryzoborus angolensis), comum do México à Argentina e em todas as regiões brasileiras. Também chamado avinhado.

Admirados por seus recursos canoros, os curiós se distinguem pelo chamado “canto corrido”, escala descendente de assobios que compõem uma vocalização única entre os pássaros conhecidos no Brasil. Despertam admiração ainda maior quando não “racham o canto”, ou seja, quando não interrompem com chilreios a fluência de suas melodias.

Pássaro da família dos fringilídeos, a mesma de outros afamados cantores como as patativas e os canários, o curió ou avinhado (Oryzoborus angolensis) mede de 13 a 15 cm. Ocorre do México à Argentina e em todas as regiões brasileiras. É um dos pássaros mais submetidos ao cativeiro em gaiolas. Livre, frequenta pântanos e a orla das matas e se alimenta principalmente de sementes de gramíneas e de frutas.

O macho, preto na parte superior do corpo, tem o ventre castanho e branca a parte inferior das asas. Estas podem ou não ter uma mancha branca ou “espelho” de dimensão variável na face superior.

A fêmea e os filhotes são pardos, com as partes ventrais mais claras. Na época da procriação, o macho costuma demonstrar grande zelo na defesa do território e do ninho, feito de talos e raízes, situado geralmente perto d’água.

curió-do-norte (O. angolensis torridus) é uma espécie setentrional, que se distingue da espécie típica pelo bico menos grosso e a cauda mais curta. Ao mesmo gênero pertence ainda o bicudo (O. maximiliani), tão admirado pelo canto quanto o curió.

Curió – Ave

Uma das aves de canto mais capturados pelo comercio de animais vivos, o qual foi responsável pela sua virtual extirpação da região Sudeste do país.

O colorido do macho é inconfundível, com seu peito e barriga avermelhados e o restante de plumagem negra, pousado costuma aparecer uma pequena mancha branca no meio da asa fechada.

O bico é poderoso, proporcionalmente não combinar com o tamanho da ave, servindo para triturar as duras sementes de tiririca.

A fêmea é toda parda, com as asas e caudas levemente mais escuras, ventre um pouco amarronzado.

Curió – Origem

América do Sul.

curió é uma ave de pequeno porte, aproximadamente 13 cm de comprimento, de canto melodioso, pertencente à fauna brasileira, seu nome científico é oryzoborus angolensis, sendo que o “angolensis” é uma denominação inadequada tendo em vista que esse pássaro é nativo da América do Sul.

A palavra curió na língua indígena significa “amigo do homem”

Curió – Oryzoborus angolensis

Características

Também conhecido como avinhado, mede em torno de 13 cm de comprimento, com macho apresentando plumagem preta no dorso e castanha na parte inferior.

A fêmea possui pelagem pardacenta mais escura no dorso. Bico cheio e corpo robusto.

Habitat

Beira da mata e pântanos.

Vive à beira da mata e pântanos, na procura de sementes de tiririca (Cyperus rotundus).

Ocorrência: Em todos as regiões do Brasil

Hábitos: Seu canto lembra o som de um violino. Existe uma grande variedade de cantos de curió.

Alimentação: Granívoro. Sementes de tiririca (Cyperus rotundus)

Reprodução

Reproduzem-se normalmente na primavera-verão.

Os machos possuem uma coloração preta com o ventre castanho-avermelhado e uma mancha branca em cada asa. Já as fêmeas são amarronzadas com o ventre pardo.

Os curiós já estão prontos para a reprodução após um ano de idade.

O período de acasalamento inicia-se no final do inverno e dura até o término do verão.

A média de ovos é de dois por postura e a eclosão ocorre cerca de 13 dias após a postura.

Passados 30 dias do nascimento, os filhotes já estão prontos para sair do ninho. Os ninhos mais recomendados são feitos de bucha e são semelhantes aos dos Canários e Bicudos. Material para confecção do ninho, como barbantes, estopa e a própria bucha, devem ser deixados à disposição da fêmea durante o período de reprodução.

Características físicas e plumagem

As fêmeas e os machos jovens possuem coloração amarronzada ou parda, já os machos adultos tem as costas, asas, cabeça, pescoço e rabo pretos e o peito de cor vinho, razão pela qual é também conhecido em algumas regiões do Brasil como avinhado. O curió tem o bico grosso e bem resistente para a quebra de sementes.

Canto e Sons

No Brasil foram encontrados mais de cem tipos diferentes de canto de curió, normalmente caracterizados por serem oriundos de determinadas regiões do País.

Os cantos de curió que se tornaram mais conhecidos foram os que possuíam a qualidade diferenciada da repetição, sendo que canto mais difundido por todo o Brasil é o chamado Praia Grande originário das praias paulistas.

Cor

Marrom quando novo. Depois de completar 420 dias suas penas ficam pretas com apenas uma pequena mancha branca na asa e sua barriga e peito fica na cor vinho, a fêmea é marrom com um tom mais claro no peito mesmo quando adulta.

Ambiente ideal

Um ou dois exemplares podem ser criados em apartamento com tranqüilidade, desde que não expostos a correntes de vento, poluição sonora e, principalmente do ar. As gaiolas dos deverão ser de madeira com malhas de arame ou fibra, medindo aproximadamente 22 cm de largura, 49 cm de comprimento e altura de 51 cm de altura do arco, com uma porta lateral ou passador para que, à época de criação o pássaro possa passar livremente por ela e se encontrar com a fêmea.

Comportamento: É um pássaro alegre, cujo canto chama atenção pelo timbre e perfeição.

Ameaças: É atualmente o pássaro canoro mais cobiçado do país, sendo que o valor de um curió-campeão pode ser superior ao de um carro 0 km! Por isso é muito caçado para atender a apreciadores de pássaros canoros e tráfico de animais.

Curió – Brasil

O curió (Oryzoborus angolensis) é um dos pássaros canoros mais valiosos do país, podendo um bom exemplar ser trocado até por um automóvel zero quilômetro.

Encontra-se distribuído em quase todo território nacional, de Pernambuco ao Rio Grande do Sul, passando por estados da região Centro-Oeste.

Seu canto, para muitos similar ao som de um violino, apresenta características diferentes para cada região do Brasil. Como exemplo de cantos classificados, temos no Maranhão o canto Tiriba ou Timbira, em São Paulo o Praia Grande, dividido em outros três tipos, em Santa Catarina o Florianópolis e o Catarina, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais o Paracambi, na Paraíba o Vovô-viu e em Pernambuco o canto Vivi-te-téu entre outros. Além dos cantos regionais não classificados.

Seu nome, na linguagem indígena, significa “amigo do homem”.

Mede aproximadamente 13 cm.

Possui bico de cor preta, bem robusto, curto e forte. É um pássaro irrequieto que vive a pular de um poleiro para outro.

Atualmente o curió (ou Avinhado), assim como muitos outros pássaros brasileiros encontram-se ameaçados de extinção, em decorrência da caça gananciosa, predatória e a destruição de seus ambientes naturais.

Esforços tem sido feitos entre criadores para que esta espécie não desapareça, bem como existe legislação que proíbe a captura e transporte destes animais em estado selvagem, sendo caracterizado como crime inafiançável. Somente exemplares oriundos de criadouros autorizados devem ser adquiridos.

Classificação científica

Nome científico: Oryzoborus angolensis
Outro nome: 
Avinhado
Nome comum:
curió
Nome em inglês:
 Thick-billed (Lesser) Seed Finch
Nome em espanhol: Semillero Picogueso
Significado do nome: 
curió significa na linguagem indígena ” Amigo do homem “.
Ordem: Passeriformes
Família: Fringílidas
Localização: Todo o Brasil e alguns lugares da América do Sul. Habita as regiões litorâneas brasileiras e principalmente o litoral paulista.
Tempo de vida: 30 anos no cativeiro (se bem cuidado) e de 8 a 10 anos na vida selvagem.
Tamanho: 14 cm.
Época de acasalamento:
 ocorre no mês de agosto até o fim de março
Fêmea – inicio do período fértil: 6 meses a 1 ano
Período de incubação: 12 dias
Nº de ovos: de 1 a 3 ovos por ninhada.
Troca de penas: acontece entre março e junho.
Distribuição: 
Ocorre em todos as regiões do Brasil.
Período de reprodução: 
Primavera e verão.

Curió – Fotos

Fonte: www.vivaterra.org.br/www.petcriador.com.br/www.casadocurio.com.br/animaldiversity.org/www.hbw.com/www.birdphotos.com/www.planetofbirds.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Leão

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Víbora

Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

Um comentário

  1. Muito interessante, gostei muito do artigo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.