Breaking News
Home / Animais / Irerê

Irerê

PUBLICIDADE

Irerê – Descrição

Irerê vive na África tropical, nas Antilhas e na América do Sul.

O Irerê é um pequeno ganso, pois seus tarsos são altos e reticulados.

A parte anterior da cabeça é branca, bem como a garganta.

Segue-se contrastando vivamente uma grande zona preta que abrange também a parte superior do pescoço, ao passo que a parte inferior deste é ruivo-castanha.

As penas do dorso são brunas, com as orlas amareladas.

As asas e a cauda são pretas.

A barriga é preta no meio, amarela com desenho listrado nos lados.

O nome tupi irerê procura imitar o som de sua voz.

Também é conhecido como assobiadeira, apai, marreca-do-pará e marreca-viúva.

Habitat: Lagos, pântanos e brejos

Ocorrência: América do Sul

Hábitos

Forma grandes bandos. Tem o hábito de voar à tardinha e à noite, quando passam vocalizando “irerê, irerê…”, o que deu motivo a seu nome onomatopeico.

Crepusculares e noturnos. Nidifica no solo.

Alimentação: Sementes de plantas aquáticas, encontradas no fundo dos brejos rasos e invertebrados.

Ameaças: Caça indiscriminada

Irerê – Ave

A pesar de não ser das maiores aves, o irerê chama a atenção em rios e lagos, pela beleza. Também pudera. O bico é preto, mas a cabeça e garganta são brancas, como se fosse uma máscara. Já a nuca e a região ventral são pretinhas. O peito é castanho e os lados do corpo são estriados em branco e preto. Os pés-de-pato também são negros.

Esta ave aquática, que cientistas chamam de Dendrocygna viduata, também é conhecida como paturi, marreca picadeira, ou viuvinha. Seu porte é ereto e a fêmea adulta fica um pouco maior que o macho. Irerê atinge até 44 cm de comprimento. No fim da tarde costuma voar em grupos, que se alinham em triângulo.

Com o pescoço esticado e batendo continuamente as asas, chegam a superar oitenta quilômetros por hora. E têm o hábito de descrever círculos, sempre piando, na hora de pousar.

Nosso amigo é mais ativo à noite. É onívoro, quer dizer, come folhas e plantas flutuantes, e também é capaz de devorar insetos e vermes. Quem vê de fora, percebe a ave remexendo a água, mergulhando a cabeça e ficando com o corpo em vertical, em busca da comida. Uma característica é sua voz estridente, que parece gritar i-re-rê.

Na época da reprodução, a fêmea põe uns dez ovos. Ninho de irerê pode ser tanto nas árvores ribeirinhas, como no solo, perto da água. Pai e mãe revezam, tanto no choco, quanto no cuidado com os filhotes. A incubação dura cerca de 28 dias e, ao nascerem, os pequenos apresentam dorso e flancos pardos e ventre amarelado.

Saiba: o belo irerê não é privilégio brasileiro. Ele é encontrado em outros países da América Latina, como Bolívia, Argentina, Uruguai, e também na África.

Irerê – Família

Ave da família dos anatídeos, o irerê (Dendrocygna viduata) mede 44cm, tem cabeça e pescoço brancos e coloração geral parda e negra.

Os flancos são finamente listrados e o bico e os pés têm cor de chumbo.

Abundante em quase todo o Brasil, com nomes regionais como marreca-piadeira, no Rio Grande do Sul, viuvinha, no Ceará, e marreca-viúva, na Paraíba, ocorre também na Argentina, Uruguai e Bolívia.

Mostra-se mais ativo ao crepúsculo: de dia, costuma pousar nas praias ou descansar em bandos à beira dos brejos e banhados onde procura alimento.

Em território brasileiro, os deslocamentos migratórios do irerê são frequentes.

Os machos, em geral monógamos, participam da criação dos filhotes e mostram-se ciosos das fêmeas durante a reprodução.

Os ovos ora ficam no chão, ora em ninhos feitos entre a vegetação aquática, ora em ninhos de espécies aparentadas.

O período de incubação é de 27 a 29 dias.

Ao mesmo gênero do irerê pertencem a marreca-caneleira (D. bicolor) e a asa-branca ou marreca-cabocla (D. autumnalis), comuns no Brasil.

Irerê – O que é

Irerê é uma das mais típicas aves do sul do Brasil, encontradas na região sendo, muitas vezes, avistada em bandos de quase 150 aves.

Estão sempre alertas e prontas a dar alarme com insistente alarido.

Possui uma máscara branca na cara, as asas são negras e largas e o bico, assim como os pés, são de coloração acinzentada.

Constrói os ninhos no chão, camuflados por arbustos e tufos de capim, onde podem colocar até 12 ovos.

Alimenta-se de sementes e de pequenos invertebrados, os quais procura sempre próximo das margens dos lugares onde vive.

Filtra a água e a lama com o bico serrilhado para ingerir pequenos invertebrados.

Irerê – Espécie

Esta espécie é um representante remanescente das solturas realizadas pelo antigo IBDF no parque. Possui distribuição por toda a América do Sul e África (Sibley & Monroe,1990), sendo comum em

muitos estados do Brasil e existindo em boa quantidade na região sul do país. Pode ser encontrada também em Belo Horizonte, na Lagoa da Pampulha, onde já registramos bandos com mais de trinta indivíduos.

Essa marreca constrói seu ninho caprichosamente no chão, pondo ovos em grande quantidade (Dunning & Belton,1986).

Gosta de voar em grupos em formação de “v”; seu canto é interpretado por uns como “i-re-rê” ou por outros como “tsi-ri-ri”(Ferrez, 1992).

É facilmente visualizada na região da Praça das Águas.

Irerê – Marreca

irerê é a marreca silvestre mais comum na cidade.

De dia pousa na água ou na margem de lagos, em bandos que podem ter dezenas de indivíduos.

Sobrevoa a cidade de noite, e também de manhã cedo, quando é possível ver no céu os bandos em formação, inclusive no clássico V.

O nome popular vem do assobio agudo, íriri, íriri, ouvido à passagem dos bandos.

O ninho é uma depressão no solo, escondida entre o capinzal, onde a ave põe até quinze ovos, de cor branco-suja.

Alimenta-se de noite, em lagos e brejos, onde come sementes, talos de capins e plantas aquáticas, além de presas animais (moluscos, insetos, crustáceos). Em alguns parques come a ração de aves aquáticas ornamentais.

Habita áreas verdes com lagos (parques do Carmo, Ibirapuera e do Estado). Onde há aves domésticas, descansa junto com patos, marrecos e gansos. A passagem noturna de bandos é ouvida em toda a cidade, o ano todo.

Alimentação

É onívoro e se alimenta de invertebrados aquáticos, insetos, raízes e sementes de plantas aquáticas e, ocasionalmente, anfíbios e pequenos peixes.

Reprodução

Nidificam no chão em pequenas moitas de capim, em campos ou pastagens. Após o nascimento, os filhotes vão em direção à água, acompanhados pelos pais. A quantidade de ovos varia; já foram encontrados casos de ninhos com até 9 ovos de cor clara.

Hábitos de vida: É uma ave totalmente migradora que se alimenta na água.

Características do corpo: É de pequeno porte, possui uma “máscara” branca e possui penas em seu corpo todo.

Características gerais

De porte ereto, máscara branca (isenta nos mais jovens), flancos finamente listrados e asas largas negras, sem branco, bico e pés plúmbeos.

Mais ativos no crepúsculo, à noite sobrevoam cidades, assobiando, principalmente durante as chuvas. Durante o dia, descansam em bandos compactos, ficando de pé à beira de banhados e campos inundáveis onde se alimentam. Pousam também nas praias à beira-mar.

Classificação científica

Nome científico: Dendrocygna viduata (Linnaeus, 1766)
Nome em inglês: 
White-faced Whistling-Duck
Nome popular: 
Marreco Irerê
Reino: 
Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Anseriformes
Família: Anatidae Leach, 1820
Subfamília: Dendrocygninae Reichenbach, 1850
Espécie: Dendrocygna viduata
Quanto mede:
 35 cm
Onde vive: vivem na América do Sul e África
Filhotes: até 12 ovos
Tamanho: 
Aproximadamente de 37 a 45 cm de comprimento e 60 a 65 de envergadura.
Peso: 
Aproximadamente de 1 a 3 quilos, quando adulto.
Eclosão: 
De 21 a 23 dias.

Irerê – Fotos

Fonte: www.vivaterra.org.br/www.curiosidadeanimal.com/www.pbh.gov.br/www.aipa.org.br/www.cecgodoy.pro.br/www.hbw.com/charlespaddockzoo.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Buldogue Francês

Buldogue Francês

PUBLICIDADE O que é um Buldogue Francês? O Bulldog Francês é uma raça licenciada pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.