Breaking News
Home / Animais / Jaçanã

Jaçanã

PUBLICIDADE

Jacana jaçana

Jaçanã

Características

Ave aquática esbelta de corpo muito leve, pernas muito altas, dedos excessivamente longos e delicados, unhas afiladas como agulhas. De plumagem marrom com pescoço e cabeça pretos. As rêmiges da mão verde-claro. O bico é amarelo expandindo-se na fronte em uma forma de escudo vermelho, dedos e unhas bem compridos, possuindo esporão amarelo nas asas que serve como arma contra inimigos. Mede em torno de 23 cm de comprimento.

Para não afundar desenvolveu dedos enormes, que distribuem seu peso sobre as folhas. Seus dedos são longos, com unhas de até 4 cm de comprimento, permitem que virtualmente caminhe na superfície da água, sustentada apenas por folhas capins flutuantes, que afundariam com peso mais concentrado de outras aves. Sexos de cores bem semelhantes, porém fêmea de porte bem maior (159 g contra 69 g do macho).

Habitat

Lagoas, banhados, brejos lodosos e pântanos

Ocorrência

Toda América Tropical

Hábitos

Se locomove sobre a vegetação aquática flutuante. Permanece freqüentemente de asas levantadas, comportamento típico já no filhote. Funciona como sentinela dos lugares onde habita, alertando para qualquer alteração na sua área. É visto aos pares e, quando assustado, normalmente corre sobre as plantas aquáticas, onde facilmente se esconde. Voa pouco. Se for obrigada a voar, levanta as asas e pesada e ruidosamente voa para outra área. Fora da época de reprodução são migratórios, associando-se em bandos.

Alimentação

Insetos, moluscos, pequenos peixes e sementes

Reprodução

Choca 04 ovos cor de barro com numerosas linhas pretas que se entrelaçam. Não constrói ninho, nem mesmo uma simples cama. A postura é feita a céu aberto sobre plantas aquáticas, quase em contato com a água. Existe forte defesa territorial. Vivem aos casais, sobretudo em lagos pequenos, mas ocorre também poliandria, quando o espaço é amplo. Apenas o macho choca e zela pelos filhotes.

Para protegerem o ninho, fingem estar com uma perna quebrada debatendo-se como se não pudessem voar (despistamento). Os filhotes são nidífugos, logo após a eclosão saem por sobre plantas aquáticas. Já nesta idade são extremamente pernilongos e sabem mergulhar.

Ameaças

Caça, poluição e destruição do habitat

Fonte: www.vivaterra.org.br

Jaçanã

Nome científico

Jacana jacana

Quanto mede

23 cm

Onde vive

Vive nos banhados e em pequenos brejos.Ocorre na maior parte da América tropical e em todo o Brasil.
Filhotes: 4 ovos

Caminha a passos largos sobre os aguapés, salvínias e outras plantas flutuantes à procura de alimento. Funciona como sentinela dos lugares onde habita, alertando para qualquer alteração na sua área. Vive aos casais e nidifica sobre folhas de ninféias, põe quatro ovos.

Apenas o macho choca e zela pelos filhotes. Para proteger o ninho, finge estar com uma perna quebrada, debatendo-se como se não pudessem voar, despistando do perigo.

Fonte: www.curiosidadeanimal.com

Jaçanã

Cafezinho (Jacana jacana)

Família Jacanidae

Caracterização

Mede 23 cm. Negra de manto castanho ferrugíneo vivo, exceto uma grande área amarela esverdeada clara, visível na asa aberta, bico amarelo e lobos membranosos frontais e laterais vermelhos. Seus dedos são longos, com unhas de até 4 cm de comprimento, permitem que virtualmente caminhe na superfície da água, sustentada apenas por folhas capins flutuantes, que afundariam com peso mais concentrado de outras aves. Encontro com um esporão afiado, de cor amarelada, servindo como arma contra inimigos.

Sexos de cores bem semelhantes, porém fêmea de porte bem maior (159 g. contra 69 g. do macho). Quando imaturo lembra o frango-d’água-azul ou mesmo um maçarico, sendo mais facilmente reconhecível pelas asas, iguais às do adulto.

Ave aquática esbelta de corpo muito leve, pernas muito altas, dedos excessivamente longos e delicados; unhas afiladas como agulhas.

Habitat

Vive nos banhados, também em pequenos brejos. Fora da época de reprodução são migratórios, associando-se em bandos.

Distribuição

Ocorre na maior parte da América tropical cisandina; em todo o Brasil.

Hábitos

Caminha a passos largos sobre os aguapés, salvínias e outras plantas flutuantes à procura de alimento. Permanece freqüentemente de asas levantadas, comportamento típico já no filhote. Funciona como sentinela dos lugares onde habita, alertando para qualquer alteração na sua área.

Alimentação

Insetos, moluscos, peixinhos (quando um pula e cai sobre uma folha) e sementes.

Reprodução

Existe forte defesa territorial. Vivem aos casais, sobretudo em lagos pequenos, mas ocorre também poliandria, quando o espaço é amplo. Nidifica sobre folhas de ninféias, põe quatro ovos castanho-amarelados, densamente manchados. Apenas o macho choca e zela pelos filhotes. Para protegerem o ninho, fingem estar com uma perna quebrada debatendo-se como se não pudessem voar (despistamento).

Os filhotes são nidífugos, logo após a eclosão saem por sobre plantas aquáticas; já nesta idade são extremamente pernilongos e sabem mergulhar.

Manifestações sonoras

Voz: forte e estridente “wöt-wöt”, levanta as asas ao emití-lo (alarme).

Bibliografia

Helmt Sick, 1988. “Ornitologia Brasileira”.
John S. Dunning, William Belton, 1993. “Aves Silvestres do Rio Grande do Sul”.

Fonte: www.faunacps.cnpm.embrapa.br

Jaçanã

Nome científico

Jacana jacana

Família

Jacanidae

Hábitat

Banhados, lagos com vegetação aquática, brejos.

Alimentação

Insetos, moluscos, peixinhos e sementes.

Reprodução

A fêmea realiza duas posturas sucessivas, incubadas por dois machos, por cerca de 21 a 28 dias. O macho expulsa a fêmea dos arredores do ninho, os filhotes são nidífugos.

Características gerais

Com cerca de 23 cm é negra de manto castanho, tem bico amarelo e lobos membranosos frontais e laterais vermelhos, tem rêmiges verde-amareladas e um esporão afiado, de cor amarelada, servindo como arma, à semelhança do quero-quero. Machos e fêmeas tem cores bem semelhantes; porém a fêmea tem porte bem maior.

Os mais jovens lembram o frango-d’água azul ou mesmo um maçarico, sendo mais facilmente reconhecíveis pelas asas, iguais às do adulto. Voz forte e estridente, levanta as asas ao emiti-la (alarme).

Fonte: eros.ucs.br

Jaçanã

Período Reprodutivo

Novembro a abril

Jaçanã

Locais de observação

Brejos, Cambarazal, Rios, corixos e baías.

Jaçanã

Você encontra essas informações na página 90 do Guia das Aves

Uma das aves mais comuns nos brejos e margens de rios do Pantanal, possui os pés enormes para seu tamanho. Além de ter os dedos longos e finos, também as unhas são muito compridas. No dedo que fica para trás, a unha é mais longa do que o próprio dedo. Esse arranjo possibilita suas caminhadas sobre as plantas aquáticas (foto), dividindo o peso do corpo em uma larga base. Anda e corre pelas folhas das plantas boiando como se estivesse em chão seco.

Jaçanã

Nas plantas, ou logo abaixo delas, encontra os insetos e outros invertebrados de sua alimentação. Come também grãos. Vive aos casais ou em pequenos grupos, sendo a fêmea maior do que o macho. Em alguns locais, as fêmeas montam pequenos haréns de machos, os quais tomam conta dos ninhos. Os ovos ficam em estruturas formadas por talos de plantas aquáticas, flutuantes. Durante 28 dias são chocados os 4 ovos da postura, sendo papel masculino todo o trabalho de criação. Os filhotes recém-nascidos andam sobre a vegetação no primeiro dia após nascerem e logo perdem a penugem branca da barriga e castanha das costas. Sua plumagem juvenil é toda branca embaixo, com as costas marrom acizentado e parte superior do pescoço e cabeça escuros. Uma listra branca inicia-se sobre os olhos e estende-se pela nuca e parte de trás do pescoço. As longas penas das asas amarelas, como no adulto, formam a única característica comum entre as duas plumagens. Parecem pertencer a outra espécie.

Jaçanã

Embora sejam relativamente sociáveis em alguns locais ou épocas do ano, defendem seus territórios contra outras jaçanãs (ou cafezinhos, nome pantaneiro). As fêmeas são particularmente agressivas. Nessas ocasiões voam diretamente para o intruso, emitindo seu peculiar chamado, como uma risada fina e longa. Ao pousarem, para intimidar o invasor, mantêm as asas abertas e esticadas para o alto, destacando as penas longas, amarelas, das asas. Nessa postura, aparece o esporão amarelo do encontro das asas. Através dessas atitudes, intimidam a ave invasora. Ocasionalmente, ocorre luta corporal.

Fonte: www.avespantanal.com.br

Jaçanã

Tamanho: Cerca de 23 centímetros
Peso: Entre 70 e 160 gramas
Alimentação: Insetos, moluscos
Onde vive: Regiões tropicais do mundo todo.

A jaçanã é uma ave que vive em brejos e outros lugares alagados. Várias espécies de jaçanã são encontradas em regiões tropicais do mundo inteiro.

Ela é uma ave pequena. A jaçanã brasileira tem um pouco mais de 20 centímetros. Já os seus dedos são muito finos e compridos. As unhas parecem agulhas, com até quatro centímetros.

Com esses pés tão especiais, a jaçanã parece que anda sobre as águas. Na verdade, ela consegue ficar de pé em cima do capim e outras plantas que flutuam, distribuindo seu peso pelos dedos longos. Se tivesse pés menores, ela afundaria.

Andando com passos largos sobre essas plantas, ela procura insetos e outros bichinhos que vivem no meio das plantas aquáticas.

Nas asas, a jaçanã tem um tipo de espinho, chamado esporão, que ela pode usar como se fosse uma arma.

Ela quase não usa esse esporão. Ao invés disso, como a maioria dos bichos, a jaçanã prefere fugir quando é ameaçada. Ela voa pouco, e prefere correr e se esconder no meio do mato.

Ela foge gritando e batendo as asas, fazendo o maior barulho. Mas isso não é porque ela é escandalosa, não.

Ela faz isso principalmente quando seus ovos ou filhotes, que ficam no meio do mato dos alagados, estão por perto. Com tanto barulho, a jaçanã atrai o perigo para si para deixar sua prole em segurança.

Você Sabia?

A jaçanã americana vive em alagados de todo o Brasil, e pode ser encontrada até nos Estados Unidos.

No Brasil, a jaçanã também é chamada de piaçoca e cafezinho.

Fonte: klickeducacao.ig.com.br

Veja também

Rinoceronte

Rinoceronte, Reprodução, Características, Espécies, Mamíferos, Hábitos, Fotos, Classificação, Habitat, Tamanho, Animal, Anatomia, Comportamento, Rinoceronte

Rinoceronte Branco

Rinoceronte Branco, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Visão, Rinoceronte Branco

Rinoceronte de Java

Rinoceronte de Java, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Rinoceronte de Java

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.