Breaking News
Home / Animais / Príncipe Negro

Príncipe Negro


Nandayus nenday

Características

PUBLICIDADE

Mede cerca de 32 cm e possui a plumagem verde predominante, com a cabeça negra e a porção inferior das asas cinza escuro, calções vermelhos, garganta e parte superior do peito azuis.

Habitat

Áreas de palmeirais, campos, cerrados e no Pantanal.

Ocorrência

Desde o sudeste da Bolívia, passando pelo Paraguai até o norte da Argentina, aparecendo no Brasil até o sudoeste do Mato Grosso.

Hábitos

Vive em grupos de 6 à 40 aves, em áreas de campo, ás vezes em grandes bandos, costuma andar pelo chão para se alimentar.

Alimentação

Sementes, bagas, frutas, insetos e larvas.

Reprodução

Os ninhos são normalmente feitos em cavidades de palmeiras ou ainda em postes de cercas (certamente devido à redução de locais naturais para reprodução), os ovos são colocados sobre serragem originada das próprias cavidades. A fêmea coloca geralmente 4 ovos e a incubação dura cerca de 24 dias. Os filhotes permanecem no ninho durante 7 semanas e os jovens podem permanecer com os pais após ter deixado o ninho.

Ameaças

Consta na lista oficial de animais ameaçados de extinção do IBAMA. Existem poucas informações disponíveis acerca das maiores ameaças para a espécie. Consta que em Mato Grosso, podem ser avistados (com relativa freqüência) grandes bandos desta ave, às vezes como animal de estimação de populares.

Fonte: www.vivaterra.org.br

Príncipe Negro

Nome Popular: Príncipe-negro
Nome Científico: Nandayus nenday
Peso: 90 a 110g
Tamanho: 30 cm
Expectativa de Vida: 30 anos

Alimentação

Na natureza alimentam-se de sementes, frutos, bagas, nozes e provavelmente matéria vegetal. Em cativeiro, recomenda-se servir ração comercial específica, sementes, frutas e vegetais.

Reprodução

Botam de 3 a 4 ovos, cujo período de incubação é de 21 a 23 dias. Os filhotes deixam o ninho com aproximadamente 8 semanas de vida.

Distribuição Geográfica

Ocorre no sudeste da Bolívia, sul do Mato Grosso, Paraguai e norte da Argentina.

Descrição

Verde sendo mais pálido e mais amarelado nas partes dorsais. Cabeça preta e parte superior do peito azul. Penas das pernas vermelhas. Bico preto. Íris marrom-escuro e patas rosa-amarronzado. Não é possível distinguir machos e fêmeas por características externas.

Fonte: www.avedomestica.com

Príncipe Negro

Esse é o periquito típico das áreas de Chaco do centro do continente. O Pantanal é o seu limite norte e leste de distribuição, sendo pouco freqüente na RPPN, em virtude da localização próxima à borda de ocorrência. Podem ser observados em vários ambientes abertos, sujeitos à inundação periódica. Possuem, preferência, no entanto, pelos carandazais (a associação entre palmeiras carandás), formação ausente da RPPN. Ocorrem, com maior frequência, na área do Riozinho e rio Cuiabá.

Príncipe Negro

O contraste entre o negro de grande parte da cabeça e bico com o verde do corpo é sua característica principal, sendo uma combinação de cores rara entre os psitacídeos. O peito é levemente azulado, com os calções vermelhos (foto). As longas penas das asas e cauda são negras.

Vive em bandos de poucos até dezenas de indivíduos. Mesmo no período reprodutivo, continua a viver nessas associações. Vários príncipes-negros inspecionam um potencial oco antes da postura dos ovos. Postura de 4 ovos; é desconhecido se mais indivíduos auxiliam o casal a tomar conta dos ovos e filhotes.

Príncipe Negro

Comem frutos, coquinhos, flores e sementes, algumas vezes no solo. Gostam de mangas amadurecendo. Geralmente, pousam em arbustos baixos. Qualquer sinal de alarme dado no grupo faz com que todos levantem vôo e circulem a área. Seus gritos são fortes, altos, graves e parecidos com a jandaia-coroinha.

Fonte: www.avespantanal.com.br

Príncipe Negro

Classificação: Ordem Psittaciformes, Família Psittacidae
Comprimento: 32 cm
Voz: “Krä…”

Vive nos campos, em bandos soltos de mais de cem indivíduos. Frequentemente anda no solo. Ocorre da Argentina à Bolívia, Paraguai e Brasil.

Bibliografia

Sick, H. 1997. Ornitologia Brasileira. Volume Único, Editora Nova Fronteira.

Fonte: www.informaves.hpg.ig.com.br

Veja também

Rinoceronte

Rinoceronte, Reprodução, Características, Espécies, Mamíferos, Hábitos, Fotos, Classificação, Habitat, Tamanho, Animal, Anatomia, Comportamento, Rinoceronte

Rinoceronte Branco

Rinoceronte Branco, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Visão, Rinoceronte Branco

Rinoceronte de Java

Rinoceronte de Java, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Rinoceronte de Java

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.