Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / Cavalo Brasileiro de Hipismo

Cavalo Brasileiro de Hipismo

PUBLICIDADE

Cavalo Brasileiro de Hipismo

Origem

Formada no Brasil com as mais importantes linhagens européias de cavalos de salto e adestramento, tais como Hanoverana, Holsteiner, Oldenburger, Trakehner, Westfalen e Sela Francesa, através de cruzamento entre si ou com magníficos exemplares Puro Sangue Inglês da América do Sul.

Características

  • Cavalo leve, ágil e de grande porte;
  • com altura superior a 1.65m.;
  • perímetro toráxico de 1.90m. e perímetro de canela de 21cm.;
  • cabeça média de perfil reto ou subconvexo;
  • pescoço médio bem destacado do peito e espáduas;
  • cernelha destacada;
  • dorso bem ligado ao lombo e a garupa;
  • membros fortes e andamentos briosos, relativamente elevados e extensos.
  • Possuem excelente mecânica de salto, coragem, inteligência e elegância nos movimentos. São admitidas todas as pelagens.

    Aptidões

    Suas características o tornam apto para quaisquer modalidades de salto, adestramento, concurso completo de equitação, enduro, hipismo rural ou até mesmo atrelagem.

    Fonte: www.horseonline.com.br

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    O Brasileiro de Hipismo é um animal enérgico, determinado e corajoso, embora tenha um temperamento dócil. Sua cabeça é expressiva, nobre, com todos os contornos bem destacados, como se tivessem sidos esculpidos. Tem olhos vivos, narinas grandes e largas e as orelhas de tamanho médio e bem implantadas. São animais com características próprias para o esporte hípico, capazes de obter boas performances tanto no salto, como no adestramento e no concurso completo.

    Cavalo Brasileiro de Hipismo
    Peter Pan GMS

    Sua origem vem de cruzamentos de cavalos Anglo-árabe e PSI com as tradicionais criações Trakehner, Hannoveriana, Westfalen, Holsteiner, Oldenburg, Orloff, Sela Francesa e Sela Belga.

    O desenvolvimento de criação nacional tem despertado o interesse de técnicos alemães, franceses e americanos que incluem nosso rebanho entre os melhores do mundo. O que indica um futuro promissor para o Brasileiro de Hipismo.

    Altura Média de 1,68m para machos e 1,65 para fêmeas
    Porte Grande
    Pelagem Alazã, castanha, preta, tordilha e variedades
    Cabeça Perfil fronto-nasal de reto e subconvexo. Olhos grandes cm vivacidade. Orelhas de tamanho médio. Narinas grandes e de forma elíptica
    Andadura Trote
    Temperamento Energético, vivaz, dócil, de temperamernto ardente.
    Aptidões Cavalo de sela, com grande facilidade para adestramento, salto, concurso completo de equitação (CCE) e enduro.

    Fonte: www.hipismobrasil.com.br

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    A raça Brasileira de Hipismo em formação no Brasil iniciou-se em 1977 com a função da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos de Hipismo sob o patrocínio da Comissão Coordenadora da Criação do Cavalo Nacional (CCCCN).

    Está sendo feita através de cruzamentos de garanhões de raças especializadas nos esportes hípicos de salto, de boa conformação, ossatura forte e grande rusticidade. Os garanhões normalmente utilizados são da raça Puro Sangue Inglês, considerados indispensáveis na formação de qualquer raça de esportes hípicos.

    As éguas chamadas éguas-de-base, são puras e mestiças das diversas raças criadas no País .

    O cavalo Brasileiro de Hipismo, zootecnicamente está incluído entre os meio-sangue de sela e não constitui ainda um tipo de cavalo pela heterogeneidade de seus exemplares. No entanto, pela seleção dos reprodutores e registro de seus cavalos, através da Associação, dentro em pouco tempo, teremos realmente uma raça Brasileira de Hipismo para o salto, pólo, adestramento e concurso completo.

    A Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo de Hipismo tem também seu cargo a serviço de registro genealógico das raças de pequenas contingentes no País, tais como: Hanoveriana, Trakhener, Orloff e Anglo-Argentino, raças que irão contribuir para a formação do Cavalo Brasileiro de Hipismo.

    Fonte: www.criareplantar.com.br

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    No início da década de 70, o criador Ênio Monte resolveu criar uma raça brasileira destinada ao hipismo. Para tanto, cruzou as raças Orloff, de origem russa, com Westfalen e trakehner, alemãs.

    A receita inclui ainda pequenas doses de PSI, hanoveriano, Holsteiner e Hackney, pitadas de Oldenburg, Sela-argentina, Sela-francesa etc. cavalos importados dessas raças são registrados na associação Brasileira de criadores de cavalo de hipismo, fundada em 1975.

    Desde então, o chamado BH, ou Brasileiro de Hipismo, vem se firmando nacionalmente, embora ainda sejam necessárias mais algumas décadas, depois de concluídos os cruzamentos, para se firmar uma raça.

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    CARACTERÍSTICA DA RAÇA

    Origem

    São Paulo.

    Peso

    Macho 600 Kg e fêmea 550 Kg.

    Altura

    Macho 1,68m e fêmea 1,64m.

    Pelagens

    Castanha, alazã, tordilha e baia (não aceitam pampa). Especialização: Salto, adestramento e concurso completo de equitação. Inseminação artificial:Congelada e a quente. ABCCH A associação Brasileira dos criadores do cavalo de hipismo, ABCCH, tem como objetivo a seleção do cavalo BH (Brasileiro de hipismo), raça nacional em desenvolvimento, e de todas as raças estrangeiras especializadas em esportes hípicos.

    O cavalo BH é desenvolvido e selecionado visando a participação com sucesso nos esportes hípicos, predominante os olímpicos (salto, adestramento e CCE-concurso completo de equitação), e também enduro, atrelagem e outros esportes.

    O BH é resultado do cruzamento de garanhões puros importados,sobretudo alemães, sobre éguas base nativas, de boca estrutura e conformação, e éguas PSI (puro-sangue de corrida), a exemplo do que se realiza em outros países, como estados Unidos e Argentina.

    Atualmente contamos com muitas éguas BH na reprodução, e alguns garanhões BH também já se posicionam ao lado dos importados. Linhagens de sucesso internacional são constantemente incorporadas ao criatório, como por exemplo, a francesa.

    A ABCCH congrega 250 sócios ativos, produzindo o cavalo BH, e, às vésperas de comemorar os 20 anos de sua fundação, teve reconhecida mundialmente a qualidade de seus produtos ao conquistar a Medalha de bronze por equipe na Olimpíada de Atlanta.

    Nesta equipe, comporta por quatro conjuntos (cavalo + cavaleiro0, três cavalo são nacionais, registrados na ABCCH: dois Holsteiners puros (brasileiros!) e um BH, este ultimo ficando em oitavo na disputa individual, entre os quarenta melhores conjuntos do mundo- o melhor resultado individual da equipe brasileira.

    Na ABCCH, funciona também o stud book Brasileiro do cavalo de Hipismo, SBBCH, órgão ligado ao ministério da agricultura, responsável pelo controle, finalização e registro da criação do cavalo BH, assim como todas as outras raças especializadas, em todo o território nacional.

    É o SBBCH que garante a veracidade das informações contidas nos documentos dos animais, tais como o “pedigree” (a árvore genealógica), a data e o local do nascimento, o criador, além de outras características próprias dos animais, como pelagem, sexo, raça, e os sinais de identificação-a resenha.

    Fonte: www.revistadaterra.com.br

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    DETERMINAÇÃO, ENERGIA E CORAGEM

    História

    A partir de 1977, com a fundação da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo de Hipismo, iniciou-se a criação de uma raça brasileira com aptidão para os esportes hípicos. O BH é o resultado de animais rigorosamente selecionados das raças Anglo-árabe e PSI com as tradicionais criações Trakehner, Hannoveriana, Westfalen, Holsteiner, Oldenburg, Orloff, Sela Francesa e Sela Belga.

    Características

    Trata-se de um animal de grande porte, com olhos vivos e narinas grandes. Sua cabeça é expressiva e nobre. Pode ser encontrado nas mais diversas pelagens sólidas.

    Aptidão

    Suas características o credenciam para as mais nobres provas eqüestres, entre elas o adestramento, salto, enduro e o CCE.

    No Brasil

    Hoje são mais de 18 mil animais registrados entre BH e raças formadoras.

    Fonte: www.mercadodecavalos.com.br

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    Cavalo Brasileiro de Hipismo

    A origem do cavalo brasileiro remonta ao início do século, quando alguns criadores europeus começaram a se preocupar em obter cavalos que pudessem ser utilizados nos esportes hípicos. Animais com características próprias, capazes de obter boas performances tanto no salto, como no adestramento e no concurso completo.

    Uma rigorosa seleção começou a ser feita em vários pontos da Europa para escolher, entre os animais criados para fins militares, aqueles que demonstrassem ser transmissores potenciais de cavalo de sela.

    Alemanha foi a pioneira de produzir cavalos para esporte iniciando o cruzamento dos sangue anglo-árabe e PSI obtendo bons resultados no aperfeiçoamento desse novo modelo de cavalo.

    O Brasileiro de Hipismo é um animal energético, determinado e corajoso, embora tenha um temperamento dócil. Sua cabeça é expressiva, nobre, com todos os contornos bem destacados, como se tivessem sido esculpidos. Tem olhos vivos, as narinas grandes e largas e as orelhas de tamanho médio e bem implantadas. O tamanho da cabeça é importante na raça: sendo menor, favorece o equilíbrio do cavalo por ser mais leve.

    A nuca deve ser flexível e as guanachas bastante afastadas para que não pressionem a laringe em algumas posturas exigidas no esporte. O pescoço do Brasileiro de Hipismo deve ter uma forte musculatura na parte superior e sua inserção na região das espáduas e da cernelha deve ser larga e forte. É importante destacar o conjunto cabeça-pescoço, pois ele funciona como um balanceador do equilíbrio do animal em toda a sua mecânica de movimentos.

    Anatomicamente, o moderno cavalo de hipismo é um cavalo de modelo retangular, graças ao conjunto formado por uma espádula longa e inclinada, com aproximadamente 45 graus em relação ao plano horizontal, cobertura por uma consistente e bem delineada musculatura. Seu dorso é reto, moderadamente largo, coberto com músculos fortes e achatados e com comprimento proporcional ao corpo. O lombo do cavalo de hipismo é largo e forte, fazendo a ligação perfeita com a garupa que vista de lado parece ser longa e discretamente inclinada

    Fonte: pets.cosmo.com.br

    Conteúdo Relacionado

     

    Veja também

    Leão

    Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

    Víboras, Calangos e Tartarugas

    Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

    Víbora

    Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

    300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+