Breaking News
Home / Animais / Manx

Manx

PUBLICIDADE

Manx

A raça Manx pode ter descendido de gatos que nadaram para a terra firme na ilha de Man, ao largo da Costa Oeste da Inglaterra, quando escaparam dos destroços de galeões espanhóis naufragados em 1588. É mais provável, entretanto, que a raça tenha surgido de gatos nativos da ilha. Embora a ausência absoluta de cauda seja essencial num verdadeiro Manx (o Rumpy), gatos com graus variáveis de cauda (Risers, Stumpies e Longies) são úteis em programas de criação de Manx.

País – Grã-Bretanha

Ancestrais – Pêlos Curtos sem pedigree

Origem – c. 1600

Opção Pêlo Longo – Cymric

Índole – Inteligente

Manx

Fonte: www.racoeslourenco.hpg.ig.com.br

Manx

O gato que não tem cauda

A característica marcante no Manx é a falta de rabo. Ele é inteligente, calmo e carinhoso. Possui um dos menores corpos de todas as raças de gatos domésticos. Por não possuir a cauda, não é considerado um bom escalador. Seu andar é saltitante.

É conhecido por ser um gato robusto e de corpo compacto e sólido. Sua pelagem densa pode variar de longa a curta. O pêlo curto é um pouco duro, mas de aparência mais lustrosa. O pêlo longo tem uma textura sedosa. É uma raça que normalmente possui qualquer cor.

Ele é ativo, brincalhão, amigo e muito apegado ao dono. De temperamento fácil e tranqüilo, o Manx tem cabeça, bochechas e olhos arredondados. Dá para imaginar sua expressão doce e cativante. O Manx exibe muitas características iguais às dos cachorros, como, por exemplo, enterrar brinquedos.

Origem e História

O Manx é natural da Ilha de Mann, no Mar da Irlanda. Provavelmente descendem de gatos que nadaram para terra firme ao escapar de naufrágios dos galeões espanhóis. A falta de cauda, uma mutação espontânea que aparece vez por outra em gatos de todas as raças, fixou-se como característica da raça devido ao isolamento. É muito resistente, embora alguns exemplares possam nascer com defeitos potencialmente letais na bexiga e nos intestinos. Justamente por isso, só é vendido após os quatro meses, idade limite para o aparecimento destes defeitos.

Fonte: www.petfriends.com.br

Manx

 

Manx

Tipo de Pêlo

Nos animais de pêlo curto, apresenta-se um manto duplo e muito espesso, que pode ser mais fino durante o verão. Quando tocamos um Manx, seu pêlo tem uma textura muito parecida com a do algodão. Seus pêlos protectores são um pouco mais compridos do que os outros. Nos gatos de pêlo longo, os animais também têm um manto duplo, de comprimento médio, denso, com comprimento variado dos ombros em direcção ao traseiro.

O pêlo do pescoço do abdómen e das pernas (apenas até o meio)pode ser mais longo do que o do resto do corpo. Geralmente apresentam tufos de pêlo nas orelhas e nos pés. Os Manx de pêlo longo também podem sofrer variações no manto de acordo com as estações do ano.

Temperamento

O Manx é um gato amigável, muito ligado à família, e com uma energia indescritível. Podem saltar mais alto do que possamos imaginar, não sendo difícil, quando os deixamos sozinhos, encontrá-los num ponto elevado da casa sem sabermos como ele foi lá parar. Um dono de Manx disse certa vez que se fosse um carro, os gatos desta raça seriam um com uma boa aceleração e que teriam boa estabilidade nas curvas rápidas. Brincadeiras à parte, os Manx são muito parecidos com um cão em certas características, como por exemplo a tendência que têm para enterrar e ir buscar objectos e brinquedos. Por serem tão ligados à família, dificilmente acostumam-se a outros donos senão os seus, apesar de serem amigáveis com qualquer pessoa.

Introdução

Muitas histórias tentam explicar a origem do Manx. Uma delas é a que este gato perdeu a cauda quando Noé fechou as portas da Arca às pressas. Outra versão mais credível diz que esta raça chegou à Ilha de Man, na Inglaterra, há 300 anos atrás, através de mercadores que vinham do Extremo Oriente, e que o isolamento da ilha permitiu que a ausência da cauda se mantivesse até os dias de hoje. Registos encontrados na ilha dizem que o Manx é uma mutação de gatos domésticos, outros dizem que pode ter origem no Inglês de Pelo Curto, mas não se sabe até que ponto os gatos locais ou os felinos oriundos dos navios podem estar na origem da raça, já que muitos navios aportavam naquela ilha.

Desde que o gene dominante da falta de cauda esteja presente, as crias portadoras do gene podem ter uma cauda completa (longies), uma cauda curta, residual (rumpy riser), ou não ter cauda (rumpies). Segundo especialistas, é possível que em uma única ninhada encontremos todos estes tipos de cauda. Para efeitos de competição, apenas os gatos rumpy riser ou os rumpies podem competir, sendo todos os outros tipos de cauda enquadrados nas outras categorias.

Apesar de ser um gato relativamente pequeno, convém que o animal não seja demasiado curto, já que a mutação genética causadora da ausência de cauda pode provocar também a má formação da coluna vertebral e com isso, o animal ficará desprovido de terminações nervosas adequadas para um bom desenvolvimento quando adulto. Os gatos com esse problema nascem sem firmeza nas pernas traseiras, podem não ter intestino ou descontrolo urinário. Mas exceptuando estes problemas, depois do período mais crítico (primeiras 6 semanas), ele tem uma longa vida e poucos sinais de envelhecimento.

Descrição

Possui a cabeça redonda, com um focinho arredondado, queixo forte, a testa larga e o pescoço curto. O nariz é médio/longo, direito na Grã Bretanha e curvo nos Estados Unidos. A ponta do nariz deve condizer com a cor do manto. As orelhas são largas na base, médias em relação à cabeça, espaçadas entre si e apontadas para fora, com as pontas levemente arredondadas. Os olhos são redondos, grandes, sempre alertas e formam um pequeno ângulo com o nariz. Assim como o nariz, deve condizer com a cor da pelagem.

O corpo do Manx deve ser forte, atarracado, com uma boa estrutura óssea e ancas arredondadas, mais altas do que os ombros. As coxas musculosas, dão um porte atlético e distintivo à raça, de maneira que quando o pegamos ao colo, temos a impressão surpreendente que o Manx é mais pesado do que realmente é. As pernas dianteiras são curtas e afastadas, enquanto as traseiras são mais longas, podendo dar ao Manx um andar meio saltitante, semelhante a um coelho, característica que nos Estados Unidos é considerada um defeito. Os machos podem ser ligeiramente maiores do que as fêmeas.

Variantes

Nos Manx, as variantes reconhecidas são as seguintes: Branco( olhos azuis, cor de cobre, e olhos de cores diferentes), Azul, Preto, Vermelho, Creme, Shaded Silver, Chinchila Silver, Fumado Preto, Fumado Azul, Silver Tabby, Silver Tabby Tigrado, Tabby Vermelho, Tabby Vermelho Tigrado, Tabby Castanho, Tabby Castanho Tigrado, Tabby Azul, Tabby Azul Tigrado, Tabby Creme, Tabby Creme Tigrado, Tartaruga, Calico (branco com preto e vermelho), Dilute Calico (branco com azul e creme), Azul-Creme, e Bicolores.

Fonte: pt2.vivapets.com

Manx

História

A raça Manx pode Ter descendido de gatos que nadaram para terra firme na ilha de Man, ao largo da Costa Oeste da Inglaterra, quando escaparam dos destroços de galeões espanhóis naufragados em 1588.

É mais provável, entretanto, que a raça tenha surgido de gatos nativos da ilha. Embora a ausência absoluta de cauda seja essencial num verdadeiro Manx ( o Rumpy ), gatos com graus variáveis de caudas ( Risers, Stumpies e Longies ) são úteis em programas de criação de Manx.

Variações de cores

Rajado Clássico Vermelho 
Escama de Tartaruga Preto e Branco 
Rajado Clássico Vermelho e Branco 
Branco

Fonte: www.cobasi.com.br

Manx

 

Manx

Acredita-se que o Manx se originou há centenas de anos atrás na Ilha de Man, na costa oeste da Inglaterra.

Apesar de serem conhecidos por não terem cauda, a ausência de cauda não é uma característica da raça. Alguns possuem cauda tão longa quanto qualquer gato de outra raça, sendo chamados de “cauda longa”.

Também existem os tipo “caudacurta”, onde se pode perceber vestígios de cauda bem pequena. Mas o tipo ideal de Manx é o anuro, sem qualquer vestígio de cauda. Seu andar é saltitante devido a forma arqueada do seu dorso, uma mal formação da espinha.

Foi reconhecido como raça em 1920.

A raça também se caracteriza por sua robustez e aparência “roliça”. Sua cabeça é bem redonda.

Seu pêlo pode ser curto ou longo e a cor variar muito.

São muito inteligentes, brincalhões e capazes de saltar bem alto, por terem os membros posteriores muito fortes. Gostam de brincar de buscar um brinquedo atirado e também de enterrá-lo, como fazem os cães.

São fortes, vivem bastante tempo e se dão bem com outros animais. Podem sofrer de prisão de ventre crônica, devido a redução do diâmetro do anus.

Fonte: www.becodosgatos.com.br

Manx

Origem: Irlanda 
Perfil: Apegado
Tipo de Pêlo: Curto
Tamanho: Médio
Peso Mínimo: 04 Kg – Peso Máximo: 06 Kg
Temperamento: Dependente
Nível de Atividade: Moderado
Idade: média de 09 anos

Características

A característica mais marcante do Manx é a ausência da cauda (anuro). A pelagem da raça é macia, densa e curta, com o subpêlo espesso e lanoso. O sobre-pêlo mais longo dá o aspecto brilhante a pelagem. Na raça, todas as cores e combinações de pêlos são reconhecidas. Dessa forma, existem Manxs com cores sólida, bicolor, tigrados, marmorizados entre outras.

O corpo desses gatos é compacto e bem musculado. As pernas dianteiras são curtas e afastadas, sendo que as traseiras são um pouco mais compridas e musculosas, fazendo seu andar semelhante ao de um coelho. A cabeça é bem proporcionada ao corpo, com o focinho curto, as orelhas pequenas, eretas e voltadas para frete. Os olhos são grandes e redondos, com a coloração combinado com a pelagem.

Manx nunca possui um dono apenas, pois ele acaba se tornando amigo de todas as pessoas da família e de todos os demais freqüentadores da casa. Ele é um gato muito caseiro, tem o lar como seu reino, busca muito pouco ambientes externos e sai apenas para alguns passeios rápidos. Entretanto, quando sai de casa, o Manx se mostra um ótimo escalador de árvores e caçador, graças aos seus reflexos apurados.

Histórico

Acredita-se que o Manx teve sua origem por volta de 1580, quando um navio de carga, que levava à bordo alguns gatos sem cauda, os quais combatiam os ratos no porão e armazém. Este barco acabou naufragando na Irlanda, perto da Ilha de Man. Isolados nesta ilha, os gatos sobreviventes foram selecionados naturalmente, através de cruzamentos entre si. Dessa forma, o Manx acabou passando hereditariamente a ausência de cauda. Os habitantes dessa ilha são tão orgulhosos do Manx, que chegaram a cunhar sua efígie na moeda local.

Cuidados

O Manx deve ser escovado com bastante freqüência, porém de forma bem leve. Além da escovação, o dono deve estar atento ao peso do gato, pois está raça tem tendência a obesidade. Para tanto, o dono deve sempre estimular seu gato a fazer exercícios. Além disso, uma alimentação adequada fará com que seu gato cresça saudável e com uma pelagem lisa e brilhante. O dono deve estar atento e realizar consultas regulares ao médico veterinário.

Fonte: www.caoeciavet.hpg.ig.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Carotenoides

Carotenoides

PUBLICIDADE Definição Distinguidos por seus pigmentos laranja, amarelo e vermelho, os carotenoides são encontrados em muitas …

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.