Breaking News
Home / Animais / Estercorário

Estercorário

Gaivota Rapineira Grande

PUBLICIDADE

Estercorário

Catharacta skua

O acrobata dos mares

Ele corre ligeiro, nada como um peixe, voa como uma flecha.

Paira a grandes alturas e mergulha sobre a presa como um avião bombardeiro. Com sua plumagem marrom-escura, peito claro e penas negras, o estercorário é uma autêntica ave do mar.

Vive sozinho longe da terra e vem para a costa somente na época do acasalamento. É encontrado ao largo da Islândia, das ilhas Shetland e da Escócia. No hemisfério sul, os estercorários fazem seus ninhos ao longo da costa da Antártida, do Chile, sul da Argentina e Nova Zelândia. Outros procriam no Ártico e, mais raramente, no sul da Europa.

O estercorário se alimenta de aves pequenas, peixes, vermes e insetos. Come também os peixes mortos que vão dar nas praias, além de algas e liquens. Pequenas colônias chegam à costa em meados de maio. O macho e a fêmea se revezam para chocar os ovos.

Os filhotes nascem no começo de julho e são alimentados pelos pais com moluscos, vermes e ovos.

À medida que os filhotes vão crescendo, sua dieta muda para peixe picado, aves e roedores. Se o alimento for escasso, comem frutos e insetos. Os filhotes são muito cautelosos. Em caso de perigo, eles se escondem, enquanto os adultos atacam o inimigo.

FILO: Chordata
CASSE: Aves
ORDEM: Charadriiformes
FAMÍLIA: Stercorariidae

CARACTERÍSTICAS

Comprimento:até 61 cm
Ovos: 2 de cada vez
Período de incubação: 28 a 30 dias
Existem 4 espécies

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

Estercorário

Nome comum: Estercorário
Nome em inglês: Great Skua
Nome em francês: Grand Labbe
Nome em espanhol: Págalo grande
Nome em italiano: Stercorario maggiore
Nome em alemão: Grote Jager
Nome científico: Catharacta skua
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Charadriiformes
Família: Stercorariidae
Comprimento: até 61cm
Incubação: 28 a 30 dias
Existem 4 espécies

Ele corre ligeiro, nada como um peixe, voa como uma flecha. Paira a grandes altitudes e mergulha sobre a presa como um avião bombardeiro. Com uma plumagem marrom-escura, peito claro e penas negras, o estercorário é uma autêntica ave do mar. O estercorário se alimenta de aves pequenas, peixes, vermes e insetos. Come também os peixes mortos que vão dar nas praias, além de algas e liquens. Pequenas colônias chegam à costa em meados de maio. O macho e a fêmea se revezam para chocar os ovos. Os filhotes nascem no começo de julho e são alimentados pelos pais com moluscos, vermes e ovos. À medida que os filhotes vão crescendo, sua dieta muda para peixe picado, aves e roedores. Se o alimento for escasso, comem frutos e insetos. Os filhotes são muito cautelosos. Em caso de perigo, eles se escondem, quanto os adultos atacam o inimigo.

Fonte: www.felipex.com.br

Estercorário

Características – de pernas curtas e com membranas nadatórias, pelagem escura marron. Não chegam a ser aves de rapina, contudo são termidas pelas outras aves marinhas.

Habitat – regiões costeiras

Ocorrência – Sul do Brasil

Hábitos – ave oceânica

Alimentação  – peixes e detritos

Ameaças – poluição

Fonte: www.vivaterra.org.br

Estercorário

Estercorário
Catharacta skua

CLASSIFICAÇÃO

Ordem Charadriiformes, Família Stercorariidae

Nome em inglês

Great skua

Nas costas brasileiras, encontram-se diversos exemplares, os seus representantes austrais.

É ave oceânica, de pernas curtas e com membranas natatórias.

Fonte: www.antares.com.br

Estercorário

Estercorário
Stercorarius parasiticus

GAIVOTA-RAPINEIRA-COMUM
(Bandido, rabo-de-junco, dizimeiro)

Stercorarius parasiticus

Classificação: Ordem Charadriiformes, Família Stercorariidae
Nome em inglês: parasitic jaeger, artic skua
Tamanho: 47cm

Ave oceânica, pousa com frequência na água e descansa sobre pedaços de madeira flutuantes. Procedente do hemisfério setentrional, é visitante regular da costa brasileira.

De costumes rapineiros, voa rápido e rente ao mar e apanha alimento que flutua, como peixes mortos e detritos; ameaça outras aves, como os trinta-réis, forçando-as a vomitar ou a largar as presas que apanham em pleno ar, às vezes, abate aves.

Existem outras gaivotas-rapineiras:

  • Gaivota-rapineira-grande (Catharacta skua)
  • Visitante meridional, proveniente do cone sul enorte do continete
  • Gaivota-rapineira-pomarina (Stercorarius pomarinus)
  • Visitante meriodional, proveniente do cone sul do continente
  • Bibliografia:

    Sick, H. 1997. Ornitologia Brasileira. Volume Único, Editora Nova Fronteira.

    Fonte: www.informaves.hpg.ig.com.br

    Conteúdo Relacionado

     

    Veja também

    Leão

    Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

    Víboras, Calangos e Tartarugas

    Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

    Víbora

    Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.