Breaking News
Home / Animais / Estercorário

Estercorário

Gaivota Rapineira Grande

PUBLICIDADE

Estercorário

Catharacta skua

O acrobata dos mares

Ele corre ligeiro, nada como um peixe, voa como uma flecha.

Paira a grandes alturas e mergulha sobre a presa como um avião bombardeiro. Com sua plumagem marrom-escura, peito claro e penas negras, o estercorário é uma autêntica ave do mar.

Vive sozinho longe da terra e vem para a costa somente na época do acasalamento. É encontrado ao largo da Islândia, das ilhas Shetland e da Escócia. No hemisfério sul, os estercorários fazem seus ninhos ao longo da costa da Antártida, do Chile, sul da Argentina e Nova Zelândia. Outros procriam no Ártico e, mais raramente, no sul da Europa.

O estercorário se alimenta de aves pequenas, peixes, vermes e insetos. Come também os peixes mortos que vão dar nas praias, além de algas e liquens. Pequenas colônias chegam à costa em meados de maio. O macho e a fêmea se revezam para chocar os ovos.

Os filhotes nascem no começo de julho e são alimentados pelos pais com moluscos, vermes e ovos.

À medida que os filhotes vão crescendo, sua dieta muda para peixe picado, aves e roedores. Se o alimento for escasso, comem frutos e insetos. Os filhotes são muito cautelosos. Em caso de perigo, eles se escondem, enquanto os adultos atacam o inimigo.

FILO: Chordata
CASSE: Aves
ORDEM: Charadriiformes
FAMÍLIA: Stercorariidae

CARACTERÍSTICAS

Comprimento:até 61 cm
Ovos: 2 de cada vez
Período de incubação: 28 a 30 dias
Existem 4 espécies

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

Estercorário

Nome comum: Estercorário
Nome em inglês: Great Skua
Nome em francês: Grand Labbe
Nome em espanhol: Págalo grande
Nome em italiano: Stercorario maggiore
Nome em alemão: Grote Jager
Nome científico: Catharacta skua
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Charadriiformes
Família: Stercorariidae
Comprimento: até 61cm
Incubação: 28 a 30 dias
Existem 4 espécies

Ele corre ligeiro, nada como um peixe, voa como uma flecha. Paira a grandes altitudes e mergulha sobre a presa como um avião bombardeiro. Com uma plumagem marrom-escura, peito claro e penas negras, o estercorário é uma autêntica ave do mar. O estercorário se alimenta de aves pequenas, peixes, vermes e insetos. Come também os peixes mortos que vão dar nas praias, além de algas e liquens. Pequenas colônias chegam à costa em meados de maio. O macho e a fêmea se revezam para chocar os ovos. Os filhotes nascem no começo de julho e são alimentados pelos pais com moluscos, vermes e ovos. À medida que os filhotes vão crescendo, sua dieta muda para peixe picado, aves e roedores. Se o alimento for escasso, comem frutos e insetos. Os filhotes são muito cautelosos. Em caso de perigo, eles se escondem, quanto os adultos atacam o inimigo.

Fonte: www.felipex.com.br

Estercorário

Características – de pernas curtas e com membranas nadatórias, pelagem escura marron. Não chegam a ser aves de rapina, contudo são termidas pelas outras aves marinhas.

Habitat – regiões costeiras

Ocorrência – Sul do Brasil

Hábitos – ave oceânica

Alimentação  – peixes e detritos

Ameaças – poluição

Fonte: www.vivaterra.org.br

Estercorário

Estercorário
Catharacta skua

CLASSIFICAÇÃO

Ordem Charadriiformes, Família Stercorariidae

Nome em inglês

Great skua

Nas costas brasileiras, encontram-se diversos exemplares, os seus representantes austrais.

É ave oceânica, de pernas curtas e com membranas natatórias.

Fonte: www.antares.com.br

Estercorário

Estercorário
Stercorarius parasiticus

GAIVOTA-RAPINEIRA-COMUM
(Bandido, rabo-de-junco, dizimeiro)

Stercorarius parasiticus

Classificação: Ordem Charadriiformes, Família Stercorariidae
Nome em inglês: parasitic jaeger, artic skua
Tamanho: 47cm

Ave oceânica, pousa com frequência na água e descansa sobre pedaços de madeira flutuantes. Procedente do hemisfério setentrional, é visitante regular da costa brasileira.

De costumes rapineiros, voa rápido e rente ao mar e apanha alimento que flutua, como peixes mortos e detritos; ameaça outras aves, como os trinta-réis, forçando-as a vomitar ou a largar as presas que apanham em pleno ar, às vezes, abate aves.

Existem outras gaivotas-rapineiras:

  • Gaivota-rapineira-grande (Catharacta skua)
  • Visitante meridional, proveniente do cone sul enorte do continete
  • Gaivota-rapineira-pomarina (Stercorarius pomarinus)
  • Visitante meriodional, proveniente do cone sul do continente
  • Bibliografia:

    Sick, H. 1997. Ornitologia Brasileira. Volume Único, Editora Nova Fronteira.

    Fonte: www.informaves.hpg.ig.com.br

    Veja também

    Rinoceronte

    Rinoceronte, Reprodução, Características, Espécies, Mamíferos, Hábitos, Fotos, Classificação, Habitat, Tamanho, Animal, Anatomia, Comportamento, Rinoceronte

    Rinoceronte Branco

    Rinoceronte Branco, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Visão, Rinoceronte Branco

    Rinoceronte de Java

    Rinoceronte de Java, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Rinoceronte de Java

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.