Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / Pointer Inglês

Pointer Inglês

PUBLICIDADE

Pointer Inglês – O que é

Criado por várias centenas de anos para “apontar” pássaros e pequenos animais como coelhos, o Pointer é um cão de campo versátil e excepcional raça de cães de família.

Enérgico e divertido, ele é bem adequado para residências ativas, onde ele será um membro da família.

O nobre Pointer Inglês é a expressão máxima do poder e da graça canina.

Aristocratas inquestionáveis do mundo esportivo, os Pointer Inglês se portam com orgulho e são capazes de grande velocidade e agilidade.

O pelo vem em várias cores, sólidas ou em padrões – mas, como os devotos da raça gostam de dizer, um bom Pointer Inglês não pode ser uma cor ruim.

O filhote da família perfeita, um Inglês Pointer vai abanar o rabo com prazer toda vez que você vê.

Pointer Inglês – História

A palavra pointer significa em inglês “indicador” ou “apontar qualquer coisa com o dedo”.

Esta é a principal característica deste cão, que é capaz, de um lado, descobrir a caça, e, do outro, de mostrar onde ela se encontra.

É conhecido, também, como Pointer Inglês, porque foram os britânicos que, no final do século XIX, conseguiram transformar o seu Pointer num cão de qualidades espetaculares, de resistência incomparável, mostra firme e faro exemplar.

Quando se fala em Pointer, imediatamente é condicionada sua imagem ao notável cão desenvolvido nas Ilhas Britânicas.

O Pointer é de fato um cão de adaptação fácil, manejo tranqüilo e atento a tudo o que lhe é enviado. Trata-se de uma raça de cães galope, rústicos, enérgicos, desenvolvida para apresentar velocidade, força e resistência. Este cão demonstra grande desejo de agradar ao seu dono e, é, além do mais, aluno atento e dócil.

O Padrão Brasileiro

Descrição

O Pointer no Brasil foi criado, principalmente, para os esportes de campo. Ele se parece com um cão de trabalho, sua cabeça é nobre e seu porte, orgulhoso.

Possui uma expressão inteligente e alerta, e seu corpo musculoso indica vivacidade e força.

O Pointer é criado primariamente para o esporte no campo. Deve ser inequivocamente talhado para isto. O exemplar ideal dá a imediata impressão de força, compacticidade, agilidade e graça; a cabeça nobre portada orgulhosamente, a expressão inteligente e alerta, o corpo musculoso revelando energia e vigor. Eis aqui um animal cujos movimentos, quaisquer que sejam, indicam um caçador determinado, alerta, com resistência, coragem e determinação. Em sua expressão, estão a lealdade e a devoção de um verdadeiro amigo do homem.

Cabeça

Possui um crânio de largura média, aproximadamente tão largo quanto o comprimento do focinho. Leve sulco entre os olhos, faces claramente cinzeladas. O focinho deve ser profundo sem lábios pendentes.

Maxilares: terminando quadrados e nivelados; a mordedura pode ser tesoura e torquês. Nariz – bem desenvolvido e aberto.

Orelhas

Inseridas a nível dos olhos, quando pendentes devem atingir naturalmente o ponto abaixo do maxilar inferior, bem aderentes à cabeça com pequena ou nenhuma dobra. Devem ser algo pontudas na sua extremidade, nunca redondas, macias e finas no couro.

Olhos

De tamanho amplo, arredondados e intensos, a coloração deve ser escura em contraste com a cor das manchas, e quanto mais escuro melhor.

Pescoço, Ombros e Frente

O pescoço do Pointer é longo, seco, musculoso e levemente arqueado, subindo harmoniosamente dos ombros. Já estes, são longos, finos e inclinados, e a ponta das omoplatas ficam bem juntas. Sua frente é composta por cotovelos bem descidos, diretamente embaixo da cernelha, e paralelos, de forma que trabalhem bem livres do corpo. Anteriores retos e com ossos ovais. A articulação carpina nunca deve projetar-se para frente. Os metacarpos são de comprimento moderado, perceptivelmente mais fino em ossatura do que a perna, e levemente inclinados. Peito profundo e relativamente largo, não deve interfirir na livre ação dos anteriores. O antepeito tem que ser pronunciado sem ser muito proeminente. Costelas bem arqueadas, descendo ao nível dos cotovelos.

Dorso, Garupa e Cauda

O dorso do Pointer é forte e sólido, com uma leve ascendência da garupa à cernelha; lombo de comprimento moderado, poderoso e levemente arqueado.

Apresenta uma garupa caindo levemente em direção à base da cauda, com esgalgamento aparente mas não exagerado.

Sua cauda é forte na raiz e vai afinando suavemente até a ponta. Deve ser portada a não mais que 20º acima do dorso e sem curvas, e nunca deve ser portada entre as pernas.

Traseiros, Pés e Pelagem

O Pointer apresenta traseiros musculosos e poderosos e com grande propulsão.

Coxas longas e bem desenvolvidas, joelhos bem angulados, jarretes limpos; as pernas devem ser retas vistas por trás. Angulação pronunciada é sinal de força e segurança.

Os pés são ovais, com dedos longos, arqueados e juntos. Almofadas plantares bem espessas e profundas. Os ergots nas pernas traseiras devem ser removidos.

A pelagem é curta, densa, lisa e brilhante.

Cor: fígado, limão, preto, laranja – todas essas cores podem ser combinadas com o branco ou então ser sólidas. Um bom Pointer não pode ter uma cor pouco definida. Nas cores escuras, o nariz pode ser preto ou marrom; nas tonalidades mais claras, pode ser mais claro ou cor de carne.

Movimentação

A movimentação do Pointer é livre, macia e com uma poderosa propulsão traseira. A cabeça deve ser portada alta, as narinas largas e a cauda movimentando-se de lado a lado ritmicamente, com o passo dando a impressão de um cão caçador bem harmonioso e fortemente construído, capaz de grande velocidade combinada com grande resistência. Movimentação saltitante deve ser penalizada.

Proporção e Tamanho

Harmonia e simetria são mais importantes que o tamanho no Pointer. Um suave e harmonioso cão deve ser mais desejado do que um cão com pontos excelentes contrastados com faltas.

Por ser o Pointer um cão esportivo, ele deve ter resistência e força; as grandes variações em tamanho são indesejáveis, devendo-se seguir os seguintes limites de altura e peso: machos – 63 a 71 cm, 26 a 36 Kg; Fêmeas – 58 a 66 cm, 21 a 31 kg.

Escolhendo o seu filhote

A melhor idade para se escolher um filhote de Pointer é entre seis e oito semanas, pois então já se pode ter uma ideia de sua aparência futura. Quando nesta idade ele parece ser bem balanceado, tudo indica que o será mais tarde.

Já na adolescência, alguns meses mais tarde, tal avaliação se torna muito mais difícil: o máximo que se pode perceber é se é promissor.

Com oito semanas os filhotes já são indivíduos, cada qual com seu próprio caráter, tendências e possibilidades.

Procure inicialmente avaliar a ninhada como conjunto: observe-a brincando, pois é esta uma excelente oportunidade para se ter uma ideia de seu estado de saúde.

Além do mais, sempre haverá aquele filhote que chamará mais a sua atenção.

Peça ao criador para separar os machos das fêmeas. Tendo já escolhido qual o sexo do seu filhote, passe a uma análise individual seletiva. No caso de filhotes de várias cores numa mesma ninhada, procure analisá-los separadamente. É bem verdade que muitos filhotes, cujas pelagens não pareciam tão impressionantes, depois de adultos se tornam mais bonitos do que seus irmãos. Em todo caso, cor e marcações são de fato itens de menor importância e, conseqüentemente, não podem ser transformados em padrão para a escolha.

Examine cada filhote individualmente. Tenha em mente o padrão da raça e procure vizualisá-lo em cada um deles.

O filhote de Pointer típico deve ser alegre, curioso, amigável, arrojado, ativo, com muita presença. Jamais tímido ou assustado. Aproxima-se das pessoas com confiança. Assim, os exemplares tímidos devem ser desconsiderados, pois embora o ambiente, possa destruir um bom padrão hereditário, também aqui a hereditariedade desempenha um papel fundamental.

Cães com temperamento extrovertido e jovial têm maiores condições de aprendizado do que aqueles tristes e desinteressados pela vida.

Sendo possível, dê uma olhada na mãe e no pai: avaliando seus respectivos temperamentos poderá fazer-se uma idéia de como será o filhote quando adulto.

Pointer Inglês – Cão

O Pointer Inglês é um dos mais populares cães de caça no mundo. Na Itália e na Espanha onde a caça é um esporte muito comum, está há anos entre as dez raças mais populares. No Brasil, apesar de a caça estar restrita a poucas reservas e ao Estado do Rio Grande do Sul, é também conhecido como Perdigueiro.

Sua origem se perde no tempo, mas o desenvolvimento da raça como conhecemos hoje se deu graças ao trabalho de seleção dos criadores ingleses, que apresentaram esses cães em exposições pela primeira vez em 1859.

Função original do Pointer é justamente a de encontrar a presa e ‘apontá-la’ (to point) para o caçador. Para desempenhar bem essa atividade, o Pointer possui um faro excepcional, e apresenta extrema agilidade e grande força física que lhe permite percorrer grandes distâncias até encontrar a caça.

Temperamento

O temperamento e o bom senso do Pointer faz dele um excelente companheiro tanto no campo como no lar.

O temperamento equilibrado e sagaz do Pointer faz dele um companheiro nato, tanto no campo como em casa. Deve ter o porte digno e não mostrar timidez diante de homem ou cão.

Em razão de sua principal função – a caça em estreita sintonia com o caçador – o Pointer é também um excelente cão de companhia, especialmente por aqueles que não querem um cão que o siga como uma sombra, uma conseqüência da seleção realizada pelos primeiros criadores que procuravam um cão que, durante as caçadas pudesse tomar por si próprios decisões acerca da direção a seguir.

Assim, pode-se dizer que o Pointer tem uma personalidade bastante independente, apesar de serem extremamente atentos à movimentação ao seu redor, característica que ajuda muito no adestramento de obediência e no treino específico para a caça.

Muito meigo, ativo e extremamente ágil, conquista admiradores com a maior facilidade e muitos proprietários, apaixonados pela raça, fazem questão de tê-los por perto, mesmo em ambientes considerados pequenos para sua vitalidade.

Apesar de se adaptarem a espaços reduzidos e até a apartamentos, é fundamental que, para garantir um bom desenvolvimento do cão (física e mentalmente) ele deve poder gastar sua enorme energia, e portanto, os passeios diários e muito exercício são fundamentais. Uma boa opção é treinar os Pointers para a prática do agility, esporte no qual se destacam pela velocidade.

O Pointer é alegre e muito resistente. Enfrenta bem todo tipo de brincadeira e é extremamente tolerante com as crianças, com quem pode brincar durante horas sem cansar. Muito afável e companheiro, costuma relacionar-se bem até mesmo estranhos sendo, portanto, inadequado para a função de guarda.

Seu pelo curto também é uma característica que facilita sua higiene e limpeza uma vez que não retém muita sujeira nem tem cheiro forte. A manutenção adequada necessita apenas de escovações semanais, que ajudem na remoção dos pelos mortos. Sua pelagem é bastante macia e fina.

Ainda quanto à pelagem, os pointers uma grande variedade de cores e combinações, mas os mais comuns são os bi-colores, onde deve predominar o branco com manchas laranja, limão, preto ou fígado. Pointers tricolores e uma cor só também são permitidos.

Curiosidade sobre a raça

Não dá para confundir o típico contorno do Pointer, cão de caça na Inglaterra desde o século 17, quando era usado para caçar lebres.

O nome foi bem escolhido pois quando encontra a caça, qualquer que seja, ele congela, com uma pata levantada, ‘apontando’ (em inglês apontar é ‘point’).

Como o cão se portará?

Já filhote, o instinto de apontar é bastante aparente, e proprietários e criadores podem ver filhotes mostrando sua habilidade desde bastante cedo, com cerca de oito semanas de idade.

É uma raça muito fácil de treinar para companhia.

Entretanto, é um animal que acharia desagradável a vida na cidade, sem chances para exercitar-se muito, regularmente.

Proprietários que gostem de bastante exercício logo notarão que o Pointer é um cão bastante resistente e veloz.

A pelagem é fina e lustrosa, fácil de cuidar. Pelos brancos ficarão bastante aparentes quando o cão estiver trocando o pelo próximo a superfícies escuras, mas se estiver em boas condições, a troca deve ocorrer apenas duas ou três vezes por ano, depende do ambiente.

A mordedura é em tesoura. É essencial limpar os dentes regularmente.

As orelhas devem ser inspecionadas semanalmente e as unhas devem ser cortadas quando necessário.

É uma raça popular em apresentações e para trabalho.

O cão perfeito para apresentações

Simétrico e bem construído, é um cão forte, mas ao mesmo temo gracioso.

O crânio tem largura média e é proporcional ao comprimento do focinho.

O stop é bem definido e a occipital é bem pronunciada.

As pálpebras e trufa são escuras, mas podem ser mais claras em um cão limão e branco.

Os olhos brilhantes podem ser cor de avelã ou marrons, e as orelhas finas devem ficar pendentes rente à cabeça, com pontas finas.

O pescoço é levemente arqueado.

O lombo é curto e curvado.

A cauda tem comprimento médio e afina perto da ponta, sem curvatura. É portada em nível com o dorso. Quando em movimento a cauda move de lado a lado.

Observações especiais:

Jovens filhotes não devem ser exercitados em excesso – espere até que tenham se desenvolvido o suficiente. Aparência ‘rosto prato’ com focinho côncavo.

Cores: Fígado e branco, limão e branco, preto e branco, unicolor e tricolor também são aceitos.

Características

Peso do macho: 18-34 kg
Peso da fêmea: 16-30 kg
Altura do macho: 56-70 cm na cernelha
Altura da fêmea: 53-66 cm na cernelha
Tipo de pelo: fino, curto, duro, perfeitamente liso e brilhante
Temperamento: alerta, agradável, equilibrado, leal e aristocrático
Tamanho:
Mediano
Expectativa de vida: 12 a 15 anos

Classificação

Nome no Brasil: Pointer Inglês
Nome original: English Pointer
Outros nomes:
English Pointer, Pointer inglês
País de origem: Grã-Bretanha
Grupo 7:
Cães de parar ou cães apontadores
Seção 2: Cães de Parar, Britânicos, Tipo Pointer

Pointer Inglês – Fotos

Fonte: www.canilbomfaro.com.br/www.gregorioadestrador.hpg.ig.com.br/www.obedienciaeagility.com.br/www.vetstreet.com/www.akc.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Buldogue Francês

Buldogue Francês

PUBLICIDADE O que é um Buldogue Francês? O Bulldog Francês é uma raça licenciada pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

QUESTION 1 You are managing a SharePoint farm in an Active Directory Domain Services (AD DS) domain. You need to configure a service account to use domain credentials. What should you do first? A. Configure the service account to use a domain user account. B. Register the domain credentials in the Farm Administrators group. C. Configure the service account to use a local user account. D. Register the domain credentials as a SharePoint managed account. Correct Answer: D Explanation QUESTION 2 A company named Contoso, Ltd. has a SharePoint farm. The farm has one Search service application configured. The Search service application contains five crawl databases, all of which contain content. Contoso plans to crawl knowledge base content from its partner company Litware, Inc. The knowledge base content must be stored in a dedicated crawl database. You need to configure crawling. What should you do? A. Add a crawl database that contains the Litware knowledge base to the existing Search service application. B. Provision a new Search service application. Configure the service application to crawl the Litware knowledge base content. C. Set the MaxCrawlDatabase parameter to 6. D. Create a dedicated Microsoft SQL Server instance for the Litware crawl database. Correct Answer: B Explanation Explanation/Reference: The maximum number of crawl databases is 5 per Search service application so we need another Search service application. This maximum limit is increased to 15 with an Office 2013 update but the question doesn't mention that this update is installed so we have to assume the question was written before the update was released. QUESTION 3 A company uses SharePoint 2013 Server as its intranet portal. The Marketing department publishes many news articles, press releases, and corporate communications to the intranet home page. You need to ensure that the Marketing department pages do not impact intranet performance. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. In Central Administration, set up a User Policy for the Super User and Super Reader accounts. B. Configure IIS to use the Super User and Super Reader accounts for caching. C. Use the Farm Configuration Wizard to configure the Super User and Super Reader accounts. D. Use Windows PowerShell to add the Super User and Super Reader accounts. Correct Answer: AD Explanation Explanation/Reference: A: The way to correct this problem is to first create two normal user accounts in AD. These are not service accounts. You could call them domain\superuser and domain\superreader, but of course that's up to you. The domain\superuser account needs to have a User Policy set for that gives it Full Control to the entire web application. D: If you are using any type of claims based authentication you will need to use Windows PowerShell. And Windows PowerShell is the hipper more modern and sustainable option anyway. If you are using classic mode authentication run the following cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "domain\superreader" $w.Update() If you are using claims based authentication run these cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "i:0#.w|domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "i:0#.w|domain\superreader" $w.Update() Note: * If you have a SharePoint Publishing site and you check the event viewer every once in a while you might see the https://www.pass4itsure.com/70-331.html following warning in there: Object Cache: The super user account utilized by the cache is not configured. This can increase the number of cache misses, which causes the page requests to consume unneccesary system resources. To configure the account use the following command 'stsadm -o setproperty -propertynameportalsuperuseraccount -propertyvalue account -urlwebappurl'. The account should be any account that has Full Control access to the SharePoint databases but is not an application pool account. Additional Data: Current default super user account: SHAREPOINT\system This means that the cache accounts for your web application aren't properly set and that there will be a lot of cache misses. If a cache miss occurs the page the user requested will have to be build up from scratch again. Files and information will be retrieved from the database and the file system and the page will be rendered. This means an extra hit on your SharePoint and database servers and a slower page load for your end user. Reference: Resolving "The super user account utilized by the cache is not configured." QUESTION 4 You are managing a SharePoint farm. Diagnostic logs are rapidly consuming disk space. You need to minimize the amount of log data written to the disk. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. Set the log event level to Information. B. Set the log event level to Verbose. C. Set the log trace level to Medium. D. Set the log trace level to Verbose. E. Set the log event level to Warning. F. Set the log trace level to Monitorable. Correct Answer: EF Explanation Explanation/Reference: E: Event Levels Warning, Level ID 50 Information, Level ID: 80 Verbose, Level ID: 100 F: Trace levels: Monitorable: 15 Medium: 50 Verbose: 100 Note: When using the Unified Logging System (ULS) APIs to define events or trace logs, one of the values you must supply is the ULS level. Levels are settings that indicate the severity of an event or trace and are also used for throttling, to prevent repetitive information from flooding the log files. Reference: Trace and Event Log Severity Levels QUESTION 5 A company's SharePoint environment contains three web applications. The root site collections of the web applications host the company intranet site, My Sites, and a Document Center. SharePoint is configured to restrict the default file types, which prevents users from uploading Microsoft Outlook Personal Folder (.pst) files. The company plans to require employees to maintain copies of their .pst files in their My Site libraries. You need to ensure that employees can upload .pst files to My Site libraries. In which location should you remove .pst files https://www.pass4itsure.com/70-342.html from the blocked file types? A. The File Types area of the Search service application section of Central Administration B. The General Security page in the site settings for the site collection C. The Blocked File Types page in the site settings for the site collection D. The General Security section of the Security page of Central Administration Correct Answer: D Explanation