Breaking News
Home / Animais / Orangotango

Orangotango

PUBLICIDADE

O que é um Orangotango?

Os orangotangos são duas espécies de grandes primatas que vivem nas florestas tropicais de Bornéu e Sumatra.

Seu nome vem do idioma malaio orang utan, que significa “homem da floresta”.

As primeiras traduções do termo usavam -n, tornando-o “orangutang”, mas isso é incorreto, apenas derivado da tentação dos ocidentais de repetir o final da primeira sílaba no terceiro.

O mundo real é pronunciado exatamente como se escreve: orangotango.

Os orangotangos são famosos em todo o mundo por sua alta inteligência, sua natureza plácida (calma), seus longos cabelos ruivos e braços longos.

As duas espécies são o orangotango de Sumatra, encontrado na ilha de Sumatra, e o orangotango de Bornéu, encontrado em Bornéu.

O orangotango de Sumatra está criticamente ameaçado, com apenas 3.500 indivíduos vivendo em estado selvagem.

O orangotango de Bornéu está “apenas” ameaçado, com cerca de 45.000 indivíduos em estado selvagem. Juntos, os orangotangos são os únicos grandes macacos nativos da Ásia (os outros – humanos, chimpanzés e gorilas – são todos nativos da África).

Com os machos da espécie crescendo até 123 cm de altura e pesando até 118 kg, o orangotango é o maior animal arbóreo do mundo – gasta seu tempo quase exclusivamente em árvores.

Isso distingue o orangotango de outros grandes macacos, nenhum dos quais é muito arborícola.

Como animais arbóreos, os frutos constituem 65% da dieta dos orangotangos. Eles gostam especialmente de figos. As florestas de terras baixas são favorecidas pelos orangotangos por seu alto teor de frutos, mas infelizmente essas são as mesmas florestas que têm grande demanda por extração de madeira.

Ao contrário dos outros grandes símios, os orangotangos são basicamente solitários, com machos e fêmeas apenas se unindo para acasalar. Há também um grande dimorfismo sexual, com os machos sendo mais de um pé mais altos e pesando cerca de duas vezes mais do que as fêmeas. O desenvolvimento masculino é bimodal, com machos “flangeados” possuindo numerosas características sexuais secundárias, como uma bolsa na garganta, pêlo comprido e as características flanges da bochecha.

Os machos com flanges têm um padrão hormonal completamente diferente do dos machos não flangeados – apenas machos com flanges defendem territórios, por exemplo. Homens flangeados estabelecem haréns sobre territórios, solicitando atenção feminina com telefonemas, mas machos não flangeados só podem procriar por estupro.

Um estudo de orangotangos em Sumatra descobriu que cada estratégia era igualmente eficaz na impregnação de fêmeas.

Descrição

Assim como o Bonobo, o Chimpanzé e o Gorila, o Orangotango é notavelmente semelhante ao ser humano, em termos de anatomia, fisiologia e comportamento.

Como os outros grandes primatas, os Orangotangos são muito inteligentes. Entretanto, seu habitat, as florestas tropicais, vem sendo continuamente destruído para dar lugar a plantações de óleo de palma, fazendas e exploração de minérios.

Apesar de ser uma espécie protegida, o Orangotango selvagem continua sendo uma espécie criticamente ameaçada de extinção, podendo estar extinto do meio selvagem num futuro muito próximo. Segundo pesquisadores, as populações de Orangotangos selvagens podem estar extintas em 10 ou 20 anos, o que é um fato lamentável.

Há dez mil anos atrás, os Orangotangos eram encontrados por todo Sudeste Asiático até o Sul da China. Sua população provavelmente chegava a centenas de milhares. Hoje, entretanto, alguns poucos Orangotangos vivem nas florestas tropicais de Bornéo e Sumatra.

As florestas da Indonésia, representam 10% das florestas tropicais que ainda restam no mundo com uma área de 260 milhões de acres (cerca de 1.051.960 Km2).

Os Orangotangos comem primariamente frutas, folhas, flores, mel e insetos. Um dos seus alimentos preferidos é a fruta da “durian tree”. São animais de hábitos diurnos, e ficam grande parte do dia a procura de alimentos.

Passam grande parte de suas vidas nas árvores.

Os Orangotangos machos são aproximadamente duas vezes maiores do que as fêmeas, podendo pesar até cerca de 136 Kg e medir cerca de 1,5 m. As fêmeas tem uma gestação que dura aproximadamente 8,5 meses e geralmente nasce apenas 1 filhote, raramente 2 (em cativeiro).

O que torna um orangotango especial?

Os orangotangos nascem com uma capacidade de raciocinar e pensar. Este grande e gentil macaco vermelho é um dos parentes mais próximos da humanidade, compartilhando quase 97% do mesmo DNA.

Os povos indígenas da Indonésia e da Malásia chamam este macaco “orang hutan” literalmente traduzindo para o inglês como “pessoa da floresta”.

Em tempos passados, os orangotangos não foram mortos porque os povos indignos sentiram que o orangotango era simplesmente uma pessoa escondida nas árvores, tentando evitar ter que ir trabalhar ou se tornar escrava.

Os orangotangos são únicos no mundo dos macacos. Dos quatro tipos de grandes símios – gorilas, chimpanzés, bonobos e orangotangos – somente o orangotango vem da Ásia; os outros todos vêm da África.

Existem duas espécies diferentes de orangotangos – o orangotango de Sumatra (Pongo abelii) e o orangotango de Bornéu (Pongo pygmaeus).

Os orangotangos são o único grande macaco principalmente arborícola e são realmente o maior mamífero vivo da árvore no mundo. Os outros grandes símios escalam, viajam e constroem ninhos para dormir nas árvores, mas são considerados semi-terrestres, passando boa parte de suas vidas no solo. A cor do cabelo do orangotango, laranja-avermelhado, também é única no mundo dos macacos.

Os orangotangos têm habilidades notáveis para viajar pelo dossel da floresta. Eles fazem suas casas nessas árvores, encontram sua comida lá e constroem ninhos de árvores a cada noite de folhas e galhos.

É onde eles moram e dormem – às vezes até 36,5 metros acima do solo. Os orangotangos geralmente têm pouca necessidade de descer das árvores, pois são únicos e muito bem adaptados ao seu estilo de vida arbóreo.

Quase toda a comida que comem cresce nas copas das árvores e as freqüentes chuvas enchem as folhas, fornecendo água potável. Quando a água é difícil de obter, eles mastigam as folhas para fazer uma esponja para absorver água nas cavidades das árvores. Quando chove muito, o orangotango faz um guarda-chuva para si mesmo de folhas grandes.

Muitas pessoas estão familiarizadas com os estudos que mostraram chimpanzés usando ferramentas, como varas de pesca de cupins.

Estudos recentes mostram que algumas populações de orangotangos também moldam ferramentas para ajudar na difícil tarefa de buscar alimentos.

Alguns podem dizer que os orangotangos têm quatro mãos em vez de duas mãos e dois pés. Isso os torna graciosos e ágeis enquanto sobe pelas árvores, mas faz andar no chão um pouco lento e desajeitado.

É por isso que o orangotango está em grande desvantagem no solo e por que o orangotango raramente desce das copas das árvores. Sua comida está lá, sua casa está lá e eles estão mais seguros lá.

O tempo de vida de um orangotango é de 35 a 40 anos na natureza e, às vezes, de 50 em cativeiro.

Eles chegam à puberdade com cerca de 8 anos de idade, mas uma mulher não está pronta para o seu próprio bebê até que ela esteja na adolescência.

O orangotango tem a mais longa dependência infantil da mãe de qualquer animal do mundo, porque há muito para um orangotango jovem aprender a fim de sobreviver. Os bebês mamam até os seis anos de idade.

Os machos jovens podem ficar próximos de suas mães por mais alguns anos, mas as fêmeas podem permanecer até a adolescência, permitindo-lhes observar as habilidades maternas enquanto observam seus irmãos mais novos serem criados pela mãe. As fêmeas orangotangos só dão à luz uma vez a cada 8 anos – o maior tempo entre os nascimentos de qualquer mamífero na terra. (Isso resulta em apenas 4 a 5 bebês durante sua vida). É por isso que as populações de orangotangos são muito lentas para se recuperar de distúrbios.

A comida é frequentemente escassa na floresta tropical e é por isso que o orangotango é uma criatura semi-solitária. Em tempos de grande abundância de alimentos, os orangotangos podem aproveitar a oportunidade para se socializar e se reunir em pequenos grupos.

Sua dieta é composta de casca, folhas, flores, uma variedade de insetos e, mais importante, mais de 300 tipos de frutas.

As mães devem ensinar aos bebês que comida comer, onde encontrar aquela comida, em que árvores e durante quais estações.

Acredita-se que o orangotango deve ter um mapa muito detalhado da floresta em sua mente e um conhecimento detalhado dos ciclos de frutificação de muitas espécies de árvores. (Isso evita o desperdício de energia valiosa em busca de árvores frutíferas aleatoriamente e de viajar para uma determinada árvore de frutificação cujos frutos não amadurecerão por algum tempo).

Os bebês devem conhecer centenas de espécies de plantas e árvores, quais são comestíveis e como processá-las; alguns são muito difíceis de comer porque são protegidos por espinhos e conchas afiadas.

Espécie

Existe 2 subespécies de Orangotangos: Pongo pygmaeus, encontrado em Bornéo (está ameaçado de extinção) e o Pongo abelii, encontrado em Sumatra (está criticamente ameaçado de extinção).

Os números totais de Orangotangos selvagens variam entre 18.500 e 20.500, segundo estimativa realizada em 2002. No norte de Sumatra, seus números são criticamente baixos com cerca de 7.500 indivíduos.

Eles estão criticamente ameaçados de extinção, principalmente devido ao desmatamento ilegal, mineração, fazendeiros, ao cultivo do óleo de palma e incêndios florestais que tem alterado e destruído mais de 3/4 de seu habitat natural. Para completar essa dura realidade, caçadores frequentemente matam as mães Orangotangos para pegar os filhotes para o tráfico de animais vivos – aproximadamente de 6 a 10

Orangotangos morrem para cada um que sobrevive.

A taxa de reprodução dos Orangotangos é muito baixa; no meio selvagem, eles tem apenas um filhote a cada 3 ou 8 anos.

Em circunstâncias ideais, esses animais solitários vagueiam pelas florestas em busca alimento. A rápida redução do seu habitat está forçando populações de Orangotangos dentro de pequenas áreas que não podem suportá-los.

Atualmente estão protegidos por leis internacionais na Indonésia e Malásia, no entanto, o cumprimento dessas leis é extremamente difícil em muitos lugares.

Se o nível alarmante de destruição das florestas continuar como está atualmente, os Orangotangos estarão completamente extintos do meio selvagem em muito pouco tempo.

Características

Segundo maior primata, o orangotango ocupa duas ilhas da Indonésia: Sumatra e Bornéu.

Os orangotangos de Sumatra raramente descem ao solo. O motivo é a presença de tigres. Isso reduz a quantidade disponível de alimentos ao animal, por isso o seu tamanho é pequeno, cerca de 1, 5 metro.

Já o Bornéu não se preocupa com tigres e a disponibilidade de alimentos é grande, proporcionando-lhe um corpo de 1,85 metros em média.

O corpo deste animal está totalmente adaptado para a locomoção no ambiente arborícola: As mãos não diferem muito da nossas, porém os braços são extremamente fortes e musculosos o bastante para sustentar o pesado corpo (cerca de 65kg para as fêmeas e 144kg para machos) a cinqüenta metros acima do solo. Os pés são como pseudo mãos fortes para agarrar galhos.

Comportamento

Dentre os grandes primatas o macho orangotango é o menos sociável, ele é solitário, exceto durante o acasalamento, que ocorre uma vez por ano na estação da seca. As fêmeas andam em grupos de duas ou três, com os filhotes presos aos longos e ásperos pêlos das costas.

Os grupos de fêmeas perambulam pelas arvores em busca de alimentos, geralmente uma demonstra ser a líder mas não exerce a liderança como os machos de chimpanzés e gorilas. Tudo é dividido entre as integrantes do grupo.

Quando estão com filhotes a prioridade alimentar são destes.

Os machos passam a maior parte do dia andando pelas copas das árvores, quando se encontram é briga na certa (mesmo sem um motivo aparente).

Algo curioso entre o grupo de fêmeas é a inexistência de uma clara hierarquia, como ocorre nos grupos de outros primatas. Todas as fêmeas são aparentemente iguais, sendo que nenhuma, nem a líder, recebe vantagens alimentares ou geográficas.

Com a chegada da época de cio, os machos procuram os grupos de fêmeas, quando mais de um macho encontra um grupo da-se uma disputa que raramente chega a pancadaria (as mãos e os pés estão muito ocupados segurando galhos), geralmente são gritos.

Inteligência

Pouco se sabe sobre a inteligência dos orangotangos.

Os poucos testes que foram feitos demonstraram uma grau de raciocínio e memória (principalmente memória) altos, perdendo apenas para o chimpanzé e é claro, não podemos nos esquecer, o homem.

As observações do orangotango em seu habitat natural demonstraram que, assim como os gorilas, só que em bem menor grau, possuem conhecimento sobre plantas, comendo-as de acordo com o que desejam curar.

O único teste que os orangotangos ganham dos chimpanzés e até de humanas, é o teste do labirinto. Esse animal é campeão no senso de localização, também, vivendo a 50 metros de altura todos os galhos parecem iguais e formam um labirinto. Para viver em tal habitat é de profunda importância que saibam se localizar. Imagine só como eles conseguem saber onde estão, naquele emaranhado de galhos e folhas, as árvores mais frutíferas? Como que eles não se perdem?

O uso de ferramentas verificada nos outros três grandes primatas (homem, gorila e chimpanzé) raramente foi visto nos orangotangos.

Suas mãos estão sempre ocupadas com galhos por isso é raro o uso de utensílios por parte desta espécie.

A poucos tempos cientistas que observaram o comportamento de vários grupos de fêmeas de orangotango constataram um fenômeno que dentre todos os animais da terra ocorre apenas em homens, chimpanzés e gorilas, e a formação de cultura.

Os grupos de orangotangos possuem peculariedades, cada grupo de fêmea tem um tipo de cuidar da prole, uma maneira de abrir frutas, e etc.

Predação humana

Como vários animais da Terra o orangotango também está em processo de extinção.

A principal ameaça vem da ocupação humana que derruba árvores que os orangotangos precisam para sobreviver.

Segundo os cientistas restam cerca de 100.000 orangotangos em Sumatra e Bornéu, sendo que o rápido crescimento do ritmo de devastação permite fazer a previsão que a extinção da espécie ocorrerá em 20 anos.

Curiosidades: Podem viver em árvores de 150m de altura.

Os indivíduos que vivem em cativeiro são mais robustos.

O adulto possui uma bochecha proeminente, principalmente os machos mais velhos.

São encontrados aos pares ou em grupos e é muito ativo durante o dia.

Quando provocado é perigoso.

Completa seu crescimento dos 10 aos 12 anos, embora seja sexualmente maduro mais cedo.

Alerta: Ameaçados de extinção, devido principalmente à destruição de seu habitat para a agricultura.

Classificação

Nome científico: Pongo borneo (Lacépède, 1799)
Nome comum:
Orangotango
Nome em inglês:
Orangutan.
Reino:
Animal
Filo:
Chordata
Classe: Mammalia
Infraclasse: Placentalia
Ordem: Primates
Subordem: Anthropoidea
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Catarrhini
Superfamília: Hominoidea
Família: Pongidae
Gênero: Pongo (Lacépède, 1799)
Espécie:
Pongo pygmaeus
Subespécies:
Pongo pygmaeus pygmaeus (Bornéu) e Pongo pygmaeus abelii (Sumatra)
Habitat:
vive em montanhas de áreas florestais das ilhas indonésias Sumatra e Bornéu. O tipo de floresta é diverso, desde florestas aluviais, pântanos e montanhas. Em Bornéu podem-se encontrar a uma altura até 500m e na Sumatra algumas populações habitam entre 1000 e 1500m.
Distribuição geográfica:
Ilhas de Sumatra e Bornéo.
Altura:
até 1 metro e meio
Peso: Macho: 80 kg; Fêmea: 40 kg (em liberdade)
Reprodução: Ao contrário de todos os outros primatas, o orangotango macho é muito solitário e só se junta com os outros da sua espécie na época do acasalamento.
Maturidade sexual: atinge aos 7 anos.
Período de gestação: dura entre 230 a 260 dias.
Filhotes: normalmente nasce um filhote e raramente gêmeos.
Organização social:
Poligínica
Pelagem:
Pelos avermelhados. Face nua e negra mas rosada no focinho
Tipo de atividade:
Diurna
Expectativa de vida: Vive até 40 anos em cativeiro
Alimentação: Alimenta-se quase que integralmente de fruta, especialmente figos. Também comem folhas, nozes, flores, mel e ocasionalmente comem terra, insetos, ovos e pequenos vertebrados. Obtêm água a partir da vegetação e de acumulação de água em buracos das árvores.
Papel importante: Por serem animais frutíferos exercem papel importante na dispersão de sementes. Acredita-se que sejam os únicos agentes dispersores de algumas espécies de plantas, como é o caso da Strychns ignatii, aqual cpntém a estriquinina, um alcalóide tóxico, que aparentemente não exerce nenhum efeito nos orangotangos.

Orangotango – Fotos

Fonte: primatas.no.sapo.pt/www.wisegeek.org/www.sueza.com.br/www.orangutan.com/www.activewild.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aracnídeos

PUBLICIDADE Definição Os aracnídeos (classe Arachnida), qualquer membro do grupo de artrópodes que inclui aranhas, …

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.