Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Animais / Caturrita

Caturrita

Myiopsitta monachus

Características

PUBLICIDADE

Mede 29 cm de comprimento e pesa cerca de 150 gramas. A mandíbula é robusta. Fronte, têmporas, faces e peito cinzentos, podendo as penas do peito chegar a branco. O abdómen é verde acinzentado.

A parte superior da cabeça, nuca, costas, asas e cauda são verdes, sendo as asas e cauda de um verde mais intenso. As penas primárias são azuis e negras e as penas inferiores são de uma mistura de cinzento e verde pouco brilhantes. As aves mais novas têm a fronte cinzenta tingida de verde.

Habitat

Bordas de matas, campos, áreas abertas e zonas urbanas.

Ocorrência

Deste ao centro da Bolívia, Sul do Brasil até ao centro da Argentina.

Hábitos

São aves muito alegres e ativas. Vivem em bandos. Muito vocais por natureza, rapidamente aprendem a repetir palavras ou frases. Adoram assobiar e reproduzir melodias curtas. São autênticos engenheiros pois constroem seus ninhos baseados numa estrutura de troncos ou ramos de árvores. Toda a colônia trabalha conjuntamente na construção de aglomerados habitacionais, situados nas partes mais altas das árvores, que chegam a pesar um quarto de tonelada.

Alimentação

Sementes e frutos

Ameaças

Em algumas regiões, como no Rio Grande do Sul, a caça é permitida em época determinada pelo IBAMA, pois se tornou “praga” invadindo lavouras.

Fonte: www.vivaterra.org.br

Caturrita

Myiopsitta monachus

Ordem: Psittaciformes
Família: Psittacidae

Características

Devido a alterações ambientais, como desmatamento, eliminação de predadores, cultivo de eucaliptos e facilidade de fontes de alimentação, teve um grande aumento na população. É considerada praga de combate obrigatório no Uruguai e Argentina, por prejudicar cultivos de milho, girassol, sorgo, trigo, cevada, painço e frutas.

Habitat

Vive nos campos.

Distribuição Geográfica

Sul e sudoeste do Rio Grande do Sul, também no sul de Mato Grosso, Bolívia, Paraguai, Uruguai e certas regiões da Argentina. Nos Estados Unidos, exemplares fugidos do cativeiro se reproduziram e agora também estão presentes em New York, New Jersey, Flórida e Virgínia.

Alimentação

Grãos, frutos e vegetais.

Reprodução

É o único psitacídeo que constrói seu próprio ninho; nidifica em eucaliptos a uma altura média de 10m. Os casais podem nidificar lado a lado, formando um grande ninho composto.

Fonte: www.ucs.br

Caturrita

Período Reprodutivo

Julho a novembro

Locais de observação

Mata ciliar rio Cuiabá.

Enquanto os demais psitacídeos escavam ninhos em barrancos, ocos de árvores ou cupinzeiros, a cocota é a única espécie a construir um ninho propriamente dito, usando galhos (foto). Seus ninhos são comunitários, com vários casais construindo continuamente essas estruturas. Cilíndricos, usados pelo casal e suas crias. Ficam unidos, através das paredes externas, com os vizinhos. Feitos de gravetos, possuem uma cobertura única e entradas individuais, sendo usados durante todo o ano. Fora do período reprodutivo, descansam e dormem em seu interior ou os procuram no caso de tempestades.

Embora possam ser construídos somente pela cocota, ela, muitas vezes, usa a parte de baixo dos ninhos do tuiuiú como cobertura e “dependura” sua colônia embaixo dessa estruturas. Pode-se separar cada espécie construtora pelo diâmetro dos galhos e gravetos utilizados. Enquanto os do tuiuiú são galhos de maior diâmetro e tamanho, a cocota traz uma série enorme de gravetos menores e mais finos.

A postura é feita antes das chuvas, chegando a 11 ovos por ninho. Estudos na Argentina mostraram que há um enorme sucesso reprodutivo, saindo 7 filhotes nas condições locais, um número muito acima das demais espécies de periquitos sul-americanos. É possível que os filhotes da ninhada anterior ajudem a cuidar dos novos irmãos.

Caturrita

De manhã cedo, saem das colônias para comer nos arredores. Sua alimentação compreende pequenos frutos, sementes de arbustos e capins, flores e brotos. Ficam sempre nas áreas de capões e cordilheiras entremeadas de campos, inundados no período de cheias. No sul do Brasil, Argentina e Uruguai, essa ave é considerada uma praga nos plantios de milho e sorgo. Parte de sua explosão populacional foi ocasionada pelas alterações humanas no ambiente, favorecendo-a. No Pantanal, onde não há uma agricultura de grãos muito extensa, causa danos localizados, mas de pouca expressão. A presença de predadores naturais e espécies competidoras a mantém em níveis populacionais compatíveis.

Além do ninho, pode ser rapidamente reconhecida pelo contraste entre o verde forte do dorso com a barriga, peito, garganta e testa acinzentados (razão do nome papo-branco, dado na região da RPPN). Bico pequeno e amarelado. No peito, aparecem listras mais escuras, como escamas. Asas e cauda com as penas longas azuladas, condição observada sob luz excepcional.

Aparece ao longo dos rios Cuiabá e São Lourenço, no Riozinho e corixos do sudoeste. Igualmente, nas áreas centrais da reserva.

Voa rapidamente em formações fechadas, onde quase não se vê os casais, como em outros periquitos. Gritam muito quando assustadas, mas nem tanto durante os vôos. Qualquer intruso na colônia é logo saudado com gritos fortes; todas as aves adultas vêm para a porta do ninho ou pousam sobre a estrutura comunitária e galhos próximos.

Fonte: www.avespantanal.com.br

Caturrita

Este psitacídeo médio que mede aproximadamente 30 cm é vulgarmente conhecido por Caturrita ou Cocóta. Ele é muito comum no sul do Brasil, na Argentina central e na Bolívia. Hoje ela já está difundida em grande parte da América e Europa. Somos o único criatório comercial registrado no IBAMA a nível de Brasil (fonte do próprio IBAMA).

Habitat Natural

Seu habitat natural se dá em savanas, nas florestas abertas, ao longo dos cursos de água, em pequenas matas. Gostam muito de fazerem seus ninhos nos galhos dos pinheiros altos e também em eucaliptos. Usam galhos espinhosos extremamente trançados formando uma grande bola (geralmente dividido em entre sala e ninho propriamente dito). Trabalham dias e dias até confecciona-los. Nota-se muitas vezes que até condomínio formam em seus ninhos.

Em Cativeiro

A Caturrita é uma ave pacífica, dócil e sem sombras de dúvida muito fácil de domesticar.

A reputação de barulhenta, por ser um psitacídeo é injusta neste caso, porque ela é muito calma e faz pouco barulho.

Este gênero é o único psitacídeo que constrói seu próprio ninho com gravetos. Ela precisa de um espaço razoável para sua procriação no cativeiro. Um dos viveiros que possuo para sua reprodução mede 2m de largura por 6m de comprimento e 3,5 m de altura.

Primeiramente coloquei uma caixa horizontal tipo periquito (tamanho adequado para a espécie) e eles não aceitaram. Depois tentei uma caixa tipo vertical e novamente a recusa por parte dos casais (eles nem entravam nas caixas).

O que acabou se tornando realidade foi o aproveitamento destas caixas como suporte e encosto dos gravetos que acabaram formando os ninhos. Uma arquitetura para os mais engenhosos se admirarem.

Em média colocam de 4 a 6 ovos e a incubação demora aproximadamente 24 dias. O filhote sai do ninho com aproximadamente 45 dias.

Informações Importantes

Cores

Comprimento aproximado de 30 cm, testa cinza azulada, bochechas e peitos cinza claro; nuca, costas, asas, dorso e rabo de cor verde papagaio; olhos castanhos escuros; bico marrom claro e patas cinzas.

Mutações

Em cativeiro são conhecidas as mutações azul e amarela (lutina).

Alimentação

Na natureza eles se alimentam de frutinhas silvestres, de pequenos grãos de capim e nos alimentos conseguidos em invasões de plantações de pomares, arrozais, milharal, entre outros.

No cativeiro alimentam-se de uma mistura de grãos (sementes) como painço, alpiste, aveia, girassol entre outras, além de frutas, complemento alimentar tipo farinhada, verduras (não alface) e pão umedecido na água.

Fonte: www.criadouroduasmeninas.com.br

Caturrita

Classe

Aves

Ordem

Psittaciformes

Família

Psittacidae

Nome Científico

Myiopsitta monachus

Longevidade

30 a 35 anos

Dimensões

Cerca de 30 cm

Alimentação

Essencialmente granívoros, alimentam-se de sementes de várias plantas incluíndo milho e girassol. Flôres,, frutos, bagas e insectos.

Habitat

Terrenos abertos de savana nativa e habitats alterados pelo homem tais como eucaliptais, plantações, quintas e plantações de palmeiras.

Distribuição Geográfica

América do sul; Bolívia central; Sul do brasil; partes da Argentina e Uruguai. Recentemente as suas populações estabilizaram em outras zonas, tais como Porto Rico e Noroeste dos Estados Unidos.

Reprodução

Os ninhos são geralmente construídos a 10 ou mais metros do solo, perto dos troncos ou em ramos de variadas espécies arbóreas, sendo muito comum localizá-los em eucaliptos. A postura é entre 4 e 8 ovos e as crias saem do ninho por volta das seis semanas.

Comportamento

No estado selvagem estas aves vivem em grupos coesos até cerca de 60 indivíduos, sendo muito sociáveis.

Geral

Das mais de 330 espécies de papagaios, apenas os conures de peito cinzento constroem o seu ninho com paus. Na sua terra nativa, os Conures de peito cinzento são considerados pestes para a Agricultura.

Estatuto de conservação e factores de ameaça: Em perigo.

Fonte: www.zoolagos.com

Caturrita

Nome Popular: Caturrita
Nome Científico: Myiopsitta monachus
Peso: 127 a 140g
Tamanho: 29 cm
Expectativa de Vida: 30 anos

Caturrita

Alimentação

Na natureza alimentam-se de sementes, frutos, bagas, nozes, brotos, flores e insetos e suas larvas. Em cativeiro, recomenda-se servir ração comercial específica, sementes, frutas e vegetais.

Reprodução

Botam de 5 a 8 ovos sendo o período de incubação de 23 dias. Os filhotes saem do ninho com aproximadamente 6 semanas.

Distribuição Geográfica

Da Bolívia central e sul do Brasil até a Argentina central.

Descrição

Testa cinza-azulada e topo da cabeça amarronzado. Bochechas cinza-pálido. Penas do peito cinza-amarronzadas bordeadas de branco. Faixa amarelo-oliva no abdômen superior. Baixo abdômen e penas das pernas verde-amarelados. Nuca e pescoço verde brilhante contrastando com o verde-amarronzado do manto. Bico amarronzado. Íris marrom-escuro e patas cinza. Não é possível distinguir machos e fêmeas por características externas.

Fonte: www.avedomestica.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Leão

Leão, Animal, Características, Habitat, Família, Espécie, Reprodução, Classificação, Rei da Selva, Simba, Reino, Filo, Classe, Gênero, Dieta, Leão

Víboras, Calangos e Tartarugas

Víboras, Calangos E Tartarugas, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Víboras, Calangos E Tartarugas

Víbora

Víbora, Cobra, Alimentação, Habitat, Reprodução, Vipera Latastei, Áspide, Inimigos, Gigante, Predadores, Crânio, Dentes, Animal, Réptil, Víbora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+