Breaking News
Home / Animais / Burmilla

Burmilla

PUBLICIDADE

Burmilla

Tipo de Pêlo

O Pêlo é curto, denso e ligeiramente áspero, com algumas malhas de tom escuro. Cuidados

Temperamento

Este gato é geralmente muito divertido gostando muito de interagir com os vários elementos do seu meio.

Introdução

Esta raça é provavelmente uma das mais recentes. Com pouco mais de vinte anos, esta raça surgiu do cruzamento de um exemplar da raça Birmanesa com outro da raça Chinchila. O seu belo manto macio logo cativou alguns admiradores que rapidamente juntaram esforços no sentido de fazer deste gato, uma raça reconhecida internacionalmente. Embora ainda não aceite em todos os países, o Burmilla dá já os seus primeiros passos nas exposições felinas.

Descrição

A pequena cabeça arredondada é marcada pelo nariz avermelhado que se destaca do conjunto. As orelhas são de tamanho médio com as pontas ligeiramente arredondadas. Os seus olhos verdes são grandes quando comparados com o tamanho total da cabeça. As pernas são finas e a cauda é longa com anéis malhados.

Variantes

Mantêm-se as cores originais aceitando-se também as cores do seu progenitor o Birmanês.

Fonte: pt2.vivapets.com

Burmilla

O novato da história

O Burmilla é um dos gatos mais recentes da história. Muito divertido, tem olhos grandes e redondos. De comportamento ativo e amistoso, seu corpo é musculoso, sua pequena cabeça é arredondada e marcada pelo nariz avermelhado, que se destaca do conjunto. Os seus olhos verdes são grandes se comparados com o tamanho da cabeça.

O pêlo é curto, denso e ligeiramente áspero, com algumas malhas de tom escuro. As cores são sombreado-lilás, sombreado-chocolate, sombreado-marrom, além das cores do seu progenitor, o Birmanês. Aceita-se um mosqueado na barriga. As fêmeas são geralmente menores do que os machos.

Origem e História

Esta raça é provavelmente uma das mais recentes. Com pouco mais de vinte anos, ela surgiu do cruzamento de um exemplar da raça Birmanesa com outro da raça Chinchila. O seu belo manto macio logo cativou alguns admiradores que rapidamente juntaram esforços no sentido de fazer deste gato, uma raça reconhecida internacionalmente. Embora ainda não aceite em todos os países, o Burmilla dá já os seus primeiros passos nas exposições felinas.

Fonte: www.petfriends.com.br

Burmilla

 

Burmilla

Origem e História

O Burmilla surgiu no Reino Unido em 1981, como resultado do acasalamento acidental entre um persa chinchila macho e uma fêmea birmanês lilás. A descendência foi tão impressionante que se decidiu avançar com um programa de procriação.

Caracteristicas e Cores

Pêlo curto, fino, macio e denso. A forma dos olhos é uma importante característica; devem ter um formato intermediário entre redondos e amendoados. Estão implantados de um modo semelhante ao de um Oriental, ligeiramente oblíquos em relação ao nariz.

Cores: Shaded chocolate, lilás, lilás-prata, chocolate vermelho.

Temperamento

O temperamento do Burmilla é muito semelhante ao Birmanês, tem comportamento activo e amistoso.

Fonte: www.catish.com.pt

Burmilla

Burmilla

Esta introdução recente no cenário dos gatos é mais conhecida na Grã-Bretanha, onde o seu desenvolvimento teve início nos começos da década de 1980. É uma raça agouti, criada nas formas prateada e dourada, com tipping ou sombreamento na pelagem. Um cuidadoso in-breeding realçou o pêlo curto, denso e macio.

País – Grã-Bretanha
Ancestrais – Birmanês X Persa Chinchilla
Origem – 1981
Opção Pêlo Longo – Nenhuma
Índole – Ativo e amistoso

Fonte: www.racoeslourenco.hpg.ig.com.br

Burmilla

 

Burmilla

De aparência delicada e olhos espantados, O Burmilla é uma introdução recente no universo dos gatos. Mais conhecido na Inglaterra, seu país de origem, a raça resultou do cruzamento entre um Birmanes lilás e um Persa prateado do tipo chinchila. Os primeiros filhotes nasceram em decorrência de um acasalamento não planejado, mas sua proprietária, a baronesa Miranda von Kirchberg, acabou por utilizá-los em um cuidadoso programa de criação que desenvolveu as qualidades desejadas na raça, como o leve sombreado, os olhos ligeiramente oblíquos e o temperamento ativo e amistoso. Os Burmilla foram apresentados pela primeira vez em exposição da Cat Association em 1983, apenas dois anos depois de iniciada a sua criação.

Fonte: www.expoanimais.com.br

Burmilla

Burmilla

Olhos verdes numa pelagem branca prateada.

País de Origem : Grã-Bretanha.
Outra designação : Burmês Silver.

Esta raça foi criada na Grâ-Bretanha, em 1981, através do cruzamento entre um macho Persa chinchila e uma gata Burmesa lilás, com o objectivo de criar um gato silver tipo Burmês. Trata-se de uma selecção delicada e, como tal, estes gatos são raros. O seu nome resulta da combinação dos nomes Burmês de Chinchila.

Em 1984, foi criado o Burmila Cat Club em Inglaterra. Esta raçafoi reconhecida pela G.C.C.F. em 1989 e pela F.I.Fe em 1994.

ASPECTO GERAL

De tamanho médio.

Peso :surpreendente para o seu tamanho : 4 a 7 Kgs.

Corpo tipo ” foreign” ( estrangeiro ), elegante.

Estrutura óssea substancial, musculatura bem desenvolvida.

CABEÇA

De tamanho médio, arredondada. Face larga, mas que se vai afilando num triângulo curto e obtuso. Bochechas cheias, redondas. Mandíbulas fortes no macho.

Focinho largo, bem desenvolvido, curto.

Nariz com ligeira “quebra” na base. Queixo bem desenvolvido.

ORELHAS

Médias, largas na base, arredondadas nas extremidades, espaçadas, em posição de alerta, ligeiramente inclinadas para a frente. Interior revestido por pelos curtos e dispersos.

OLHOS

Grandes, afastados, ligeiramente oblíquos. Abertura em meia-lua. Orlados de cor adequada. São aceites todas as nuances de verde, embora se dê preferência ao verde luminoso. Aceitam-se vestígios de amarelo no caso dos gatinhos e animais jovens até aos dois anos de idade. No caso da pelagem vermelha, creme e tartaruga, é permitida a cor âmbar.

PESCOÇO

Curto, bastante desenvolvido.

CORPO

Bastante compacto. Peito largo, arredondado. Ombros e ancas de largura idêntica. Quartos posteriores mais altos do que os ombros. Estrutura óssea muito sólida Musculatura forte.

PATAS

Patas posteriores ligeiramente mais compridas do que as anteriores. Boa estrutura óssea. Musculatura robusta. Pés de tamanho médio, ovais.

Burmilla

CAUDA

Semi-longa, ou longa, espessura média, afilando até à ponta arredondada.

PELAGEM

Pelo curto, um pouco mais longo do que o Burmês, fino, muito lustroso, sedoso, com sub-pelo suficiente para conferir um ligeiro volume.

Cor : caracteristica do ” tipping ” (apenas a extremidade do pelo é colorida), a qual é realçada por um sub-pelo branco prateado.

A cor base é Silver ou Golden e a extremidade do pelo pode ser zibelina, azul, chocolate, lilás, ruivo, creme.

O dorso, a máscara e a cauda são mais escuros do que o abdómen.

OBSERVAÇÕES

Cruzamentos autorizados com outras raças : Burmês.

DEFEITOS

Queixo pouco acentuado, olhos amendoados ou de cor incorrecta.

Corpo ” cobby ” ou Oriental.

Patas excessivamente altas.

pelagem demasiado comprida ou eriçada.

Marcas ” tabby ” nas patas.

CARACTERÍSTICAS E PARTICULARIDADES

Este gato possui a energia do Burmês e a sensatez do Persa.

Meigo, de convivência agradável, bastante ” tagarela “.

Manutenção fácil.

Os textos e / extractos de textos publicados nesta página foram cortesia da Royal Canin, a quem agradecemos a colaboração prestada.

De igual modo, agradecemos aos criadores que autorizaram a publicação das fotografias dos seus gatos.

Fonte: www.cpfelinicultura.web.pt

Burmilla

Outros nomes: Burmês Silver.
País de origem: Grã-Bretanha.

Histórico

Esta raça foi criada na Grã-Bretanha, em 1981 através do cruzamento entre um macho Persa Chinchila e uma gata Burmesa lilás, com o objectivo de criar um gato silver tipo Burmês. Trata-se de uma selecção delicada e, como tal, estes gatos são raros. O seu nome resulta da combinação dos nomes Burmês e Chinchila.Em 1984, foi criado o Burmila Cat Club em Inglaterra. Esta raça, reconhecida pela G.C.C.F em 1989 e pela F.I.Fe em 1994, está pouco representada em França.

Descrição

Cabeça

De tamanho médio. Arredondada. Face larga, mas se afinando em um triângulo curto e atenuado. Bochechas cheias, redondas, fortes nos machos. Focinho largo, bem desenvolvido, curto. Nariz cujo perfil mostra uma leve quebra na sua base.Queixo bem desenvolvido. Ligeira ausência de pêlos por cima das sobrancelhas (2).

Orelhas

Médias. Largas na base, arredondadas nas extremidades, espaçadas, em alerta, inclinadas um pouco para a frente.Recobertas por pêlos curtos e dispersos no interior.

Olhos

Grandes, afastados, ligeiramente em oblíquo. Abertura em meia lua. Envoltos pela cor adequada. Todas as nuances de verde são aceites, embora prefira-se um verde luminoso.Um traço de amarelo é aceite para os filhotes e os jovens até aproximadamente 2 anos de idade. Para as pelagens vermelha, creme e tortie, a cor âmbar é permitida (1).

Pescoço

Curto, bem desenvolvido.

Corpo

Bastante compacto. Peito largo, arredondado. Ombros e ancas de mesma largura. Parte posterior mais alto do que os ombros. Ossatura muita sólida. Musculatura potente.

Patas

Patas traseiras ligeiramente mais longas do que as dianteiras. Boa estrutura óssea.Musculatura robusta. Pés de tamanho médio, redondos (2) e ovais (1).

Cauda

Semi-longa ou longa, de espessura média, afinando até à ponta arredondada.

Pelagem

Pêlo curto (um pouco mais longo do que o do Burmês, fino, muito lustroso, sedoso com apenas a quantidade suficiente de sub-pêlo para dar um leve relevo.Cor: característica do tipping (apenas a extremidade do pêlo é colorizada) com nuance por um sub-pêlo branco prateado.Cor básica siulver ou golden e extremidade do pêlo : zibelina, azul, chocolate, lilás, ruivo, creme. O dorso, a máscara e a cauda são mais escuros do que o abdómen.

Defeito

Queixo fraco; olhos em amêndoa ou de cor incorrecta. Corpo cobby ou oriental. Patas muito altas. Pelagem muito longa ou eriçada.Marcas tabby nas patas.

Caráter

Este gato soma a energia du Burmês à calma do Persa.Doce, de convívio agradável, um pouco “falante”.Os cuidados são fáceis.

Observação

Cruzamentos autorizados com os Burmeses e Tiffany (Burmês de pêlo semi-longo).(1) F.I.Fe (2) L.O.O.F. (3) C.F.A. (4) T.I.C.A. 

Fonte: publications.royalcanin.com

Veja também

Rinoceronte

Rinoceronte, Reprodução, Características, Espécies, Mamíferos, Hábitos, Fotos, Classificação, Habitat, Tamanho, Animal, Anatomia, Comportamento, Rinoceronte

Rinoceronte Branco

Rinoceronte Branco, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Visão, Rinoceronte Branco

Rinoceronte de Java

Rinoceronte de Java, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Rinoceronte de Java

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.