Breaking News
Home / Animais / Grou-coroado

Grou-coroado

PUBLICIDADE

Grou-coroado – O que é

Espécies primitivas de grous-coroados datam do registro fóssil da Época Eocena (56 a 33,9 milhões de anos atrás).

Pelo menos 14 espécies de grous-coroados já existiram na Europa e na América do Norte.

No entanto, como os grous-coroados não são frios, acredita-se que eles morreram nessas áreas, pois a Terra esfriou e só sobreviveu na África mais quente.

Descrição

Adultos – corpo cinza, asas brancas com penas que vão do branco ao marrom ao dourado, cabeça coberta com penas douradas, bochechas brancas, saco vermelho sob o queixo, pernas e pés pretos, bico curto e cinza; juvenis – corpo acinzentado, nuca marrom, cara leonada, coroa espetada e dourada.

Grous-coroados ocasionalmente se empoleiram em árvores, uma característica que não é vista em outros guindastes.

Grous-coroados constroem ninhos bastante volumosos de vegetação em áreas pantanosas, frequentemente cercadas por água.

Ambos os pais compartilham os deveres de construir ninhos, incubar e cuidar dos jovens.

A reprodução normal consiste de dois ovos azuis claros, que são incubados por 28 a 35 dias. Os filhotes têm uma plumagem marrom-avermelhada a acinzentada.

Características

Esta elegante ave mede cerca de 1m de comprimentos com uma altura de cerca de 1.80m.

Tem uma bonita coroa de penas amarelas, sendo a parte frontal da cabeça preta, o pescoço cinzento claro e o resto do corpo cinzento escuro.

As asas são brancas e a cauda é castanha.

As patas são altas, o que lhe permite deslocar-se com facilidade entre a erva alta e em zonas úmidas.

Os grous geralmente só se deslocam para outras áreas quando a fonte de alimentação fica escassa.

Grou-coroado – Balearica pavonina

Ocorrem na Uganda, Sul do Quênia, Norte do Zimbábue, Norte de Moçambique, Angola, Namíbia e África do Sul.

Vivem próximos de rios e lagos.

Não é uma ave migratória, fazem apenas movimentos sazonais em busca de alimentos.

Frequentam zonas úmidas, mas também pastos.

Na ultima década sua população vem diminuindo em número, pois seu habitat está sendo destruído, e também pelo fato de serem capturados para domesticação e exportação.

De voz forte e estridente, esta ave possui belíssimas características.

Ao apreciar suas formas, a impressão que se tem é a de que ela nos foi doada pela natureza especialmente para fins ornamentais.

O grou coroado alcança grande valor comercial, mas sua criação necessita de grandes banhados e sua reprodução não tem apresentado bons resultados quando é mantido em cativeiro.

Grou é o nome comum de 14 espécies de aves do gênero Grus, da família dos gruídeos e ordem dos gruiformes.

Pernaltas de belas plumagens e pescoço longo, estas aves se encontram distribuídas pelo mundo inteiro, com exceção da América do Sul.

Costumam viver no norte da Europa, na Rússia e nas grandes planícies asiáticas, migrando no inverno para o sul, até a península ibérica, norte da África e diversas regiões do sul da Ásia.

Seu habitat natural é brejos, pântanos, manguezais e zonas de grandes banhados, onde encontram todos os recursos necessários para a sobrevivência.

Entre as espécies mais conhecidas esta o grou comum (Grus grus), o grou cinzento (Grus cinerea), grou americano (Grus americana), o grou coroado (Baleárica pavonina), este último é o que mais tem se adaptado no Brasil, alcançando bons preços no mercado de aves ornamentais.

De plumagem muito solta com ornamentos na cabeça, o grou coroado possui colorido vivo, mede cerca de um metro de comprimento e existe em quase toda a África.

O sucesso de sua criação para fins ornamentais depende muito de cuidados especiais e ambientes adequados.

Por ser uma ave rara no Brasil, matrizes e reprodutores tem sido muito procurados, fato que justifica todo o investimento de produtores em sua criação.

A ave sagrada da tribo Watusi

O grou coroado é a mais bonita das aves de sua família.

Destaca-se entre os gruídeos pelo penacho sedoso que ostenta no alto da cabeça e pela parte nua em tomo dos olhos que é branca manchada de vermelho escarlate.

Possui um bico pequeno e bem proporcionado e uma carúncula vermelho-viva pendurada sob o pescoço.

Vive aos pares ou em bandos de centenas de indivíduos.

Habita as margens dos rios e lagos cobertos por vegetação alta.

Anda em passos lentos, mas, se perseguido ou assustado, pode alcançar grande velocidade. Antes de alçar vôo, corre pelo chão com as asas abertas. Quando está excitado o grou coroado se entrega a uma dança peculiar, dando saltos e abrindo as asas. Alimenta-se de sementes e pequenos répteis e anfíbios.

Ao amanhecer abandona os lugares onde pernoitou e dirige-se para os descampados em busca de alimento. Depois de algumas horas, dirige-se para os bancos de areia no meio dos rios, onde passa algum tempo limpando as penas.

Ao entardecer, dirige-se em bandos ao alto das árvores para passar a noite.

É considerado a ave sagrada da tribo watusi e encontra-se por toda a África meridional, desde a Rodésia e Transvaal até a África do Sul.

Origem: O Grou coroado provém do Sul de África

Alimentação: Insetos, pequenos vertebrados, tais como, rãs, cobras, lagartos e roedores, rebentos verdes, sementes e bagas.

Habitat: Os grous vivem em zonas úmidas. Fazem os ninhos nas margens dos pântanos em pequenos montículos rodeados de ervas e outra vegetação.

Distribuição Geográfica: Uganda, Sul do Qùénia, Norte do Zimbabwe, Norte de Moçambique, Angola, Namíbia e África do Sul.

Reprodução

Os Grous-Coroados, geralmente nidificam perto de água, sendo o ninho, uma plataforma de ramos e juncos em águas pouco profundas, numa ilhota ou abrigado na margem.

Não existe dimorfismo sexual e são aves monogâmicas.

A côrte nupcial consiste em danças muito elaboradas e o casal defende um largo território de reprodução, em terras de pasto ou em terrenos úmidos.

A postura é composta por 2 a 4 ovos os quais eclodem ao fim de 29-31 dias.

Ambos os sexos participam na incubação e nos cuidados parentais alternadamente.

Frequentemente usam o ninho de anos anteriores, limitando-se a completá-lo.

Comportamento

Os Grous-Coroados frequentam zonas úmidas mas também terrenos de pasto, sendo a única espécie de Grous a alimentar-se e empoleirar-se em árvores.

O Grou-Coroado não é uma ave migratória, fazendo apenas movimentos sazonais em busca de alimento. Fora do período de nidificação, vive em bandos e por vezes em sociedade com outros animais.

Plumagem

Possui plumagem branca e cinzenta e cabeça com uma crista amarela, formada por penas rígidas e cerdosas.

Podem formar grandes bandos com mais de 60 grous, mas, como muitos pássaros grandes, os grous-coroados se acasalam por toda a vida.

Emitem um som estridente.

Suas plumas coloridas são utilizadas em elaborados rituais matrimoniais que formaram a base de danças de cerimônias de algumas tribos africanas

Quando está excitado o grou coroado se entrega a uma dança peculiar, dando saltos e abrindo as asas.

É considerada a ave sagrada da tribo watusi.

Geral

Em muitas zonas de África o Grou Coroado é considerado uma ave sagrada e o seu significado cultural fez com que seja protegida localmente. O Grou Coroado é a ave nacional do Uganda. Esta espécie é considerada os fósseis vivos da família dos Grous porque conseguiram sobreviver à Idade do Gelo nas savanas de África.

Estatuto de conservação e fatores de ameaça:

Os Grous-Coroados sempre coexistiram com as pessoas mas a sua população diminuiu na última década, principalmente devido à destruição dos seus habitats, resultado do aumento da população humana e consequentemente as alterações no uso dos terrenos, principalmente devido à agricultura. A perca ou deterioração das zonas úmidas é outra causa devido à falta de zonas de nidificação. Outros fatores de ameaça da espécie são desflorestação, pesticidas usados na agricultura, captura para domesticação e exportação.

Classificação científica

Nome científico: Balearica pavonina
Nome popular:
Grou Coroado, ganga e grou-real.
Nome em inglês:
Crowned Crane
Filo: Chordata
Reino:
Animália
Classe: Aves
Ordem: Gruiformes
Família: Gruidae
Espécie:
Baleárica pavonina
Altura: 96 cm
Ovos: de 1 a 3
Longevidade:
Mais de 30 anos.
Dimensões: 110 a 130 cm
Reprodução:
Sexuada
Postura: 2 a 4 ovos
Dieta: Insetos, pequenos vertebrados
Distribuição geográfica:
África
Hábitos Alimentares: vegetais, sementes, insetos, sapos, minhocas, cobras, pequenos peixes e ovos de vertebrados.
Habitat: locais com muita erva nas proximidades de lagos e rios.
Tamanho: cerca de 1m de altura
Período de incubação: 28 a 35 dias
Filhotes: de 1 a 3 ovos.

Grou-coroado – Fotos

Fonte: Portal São Francisco

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aracnídeos

PUBLICIDADE Definição Os aracnídeos (classe Arachnida), qualquer membro do grupo de artrópodes que inclui aranhas, …

Anaconda

Anaconda

PUBLICIDADE O que é uma Anaconda? Uma anaconda é uma cobra grande e não venenosa. Vive principalmente …

Tigre de Sumatra

PUBLICIDADE O que é um Tigre de Sumatra? Um tigre de Sumatra é uma espécie …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.