Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Cutia  Voltar

Cutia

Cutia

A cutia é um mamífero roedor da família Dasyproctídae, que vive nas matas e capoeiras, saindo à tardinha para alimentar-se de frutos e sementes caídos das árvores.

Apresenta de 1,5 a 2,8 kg de peso. O corpo é grosso.

A cabeça é um pouco alongada com orelhas relativamente pequenas.

Apresenta quatro dentes incisivos longos e curvos.

A cauda é curta e nua com cerca de 1,5 cm de cumprimento.

Os membros anteriores são bem menores do que os posteriores e exibem quatro dedos funcionais utilizados para levar o alimento à boca.

As longas extremidades posteriores (com três dedos desenvolvidos, com unhas cortantes, equivalentes a pequenos cascos) fazem com que a cutia seja boa saltadora. Os pêlos são ásperos, duros e compridos.

A coloração é variável entre as sete espécies que existem no Brasil. As espécies mais freqüentes no Nordeste brasileiro são: Dasyprocta aguti e Dasyprocta prymnolopha.

A cutia enterra o alimento em diversos locais, dentro do seu território.

Na época de escassez de alimentos ela desenterra o que foi anteriormente estocado.

O sistema de comunicação entre cutias é feito principalmente pelo olfato e pela audição.

A comunicação olfativa é realizada através de odores deixados pela secreção de uma glândula orificio retal e pela urina.

Tais odores funcionam como delimitadores territoriais para localizarem o alimento anteriormente escondido e na identificação de membros do mesmo grupo.

O período de gestação oscila em torno de 104 dias, com ciclo estral de 30.

A quantidade de filhotes por parto varia de 1 a 3, ficando a maioria das fêmeas com 2 filhotes por parto, os quais possuem o corpo totalmente coberto de pêlos, os olhos abertos e se locomovem com facilidade.

A cutia tem um hábito de bater com a pata traseira no chão o que funciona como alarme contra predadores ou um membro de outro grupo

A relação entre machos e fêmeas, numa população, deve ser em torno de um macho para seis fêmeas, podendo variar esta proporção.

Fonte: www.esam.br

Cutia

Classe: Mamíferos

Ordem: Roedores

Família: Dasiproctidae

Tamanho: mede entre 49 e 64 cm

Peso: entre 3 e 5,9 kg

Descrição

Roedor de tamanho intermediário, de patas longas e finas, com uma cauda rudimentar, que costuma ficar escondida entre o pêlo. A cabeça é estreita, com o focinho achatado, os olhos grandes e as orelhas médias e largas. Sua pelagem é curta e áspera de cor vermelho-amarelada.

Distribuição

Vive em selvas caducifólias e chuvosas tanto primárias como secundárias, bosques (em galerias) e plantações das Guianas e do Brasil.

Comportamento

É terrestre e vive em áreas com árvores grandes, rios e zonas pantanosas, onde encontra abrigos ideais para se refugiar. É de hábitos noturnos. Situação atual: Esta espécie está amplamente espalhada e é bastante comum.

Alimentação

É herbívoro e se alimenta de sementes e frutos. Quando a comida é abundante, faz uma coleta cuidadosa para utilização em épocas de excassez.

Cutia

Reprodução

Depois de um perído de gestação de 120 dias, nascem 1 ou 2 crias providas de pêlo e com olhos abertos. Os pequenos refugiam-se num esconderijo cavado por outro animal e saem para a mãe alimentá-los. É monógamo. Seu período de vida é de 18 anos.

Fonte: www.animalnet.com.br

Cutia

Classe: Mamíferos

Ordem: Roedores

Família: Dasiproctidae

Tamanho: mede entre 49 e 64 cm

Peso: entre 3 e 5,9 kg

Descrição

Roedor de tamanho intermediário, de patas longas e finas, com uma cauda rudimentar, que costuma ficar escondida entre o pêlo. A cabeça é estreita, com o focinho achatado, os olhos grandes e as orelhas médias e largas. Sua pelagem é curta e áspera de cor vermelho-amarelada.

Distribuição

Vive em selvas caducifólias e chuvosas tanto primárias como secundárias, bosques (em galerias) e plantações das Guianas e do Brasil.

Comportamento

É terrestre e vive em áreas com árvores grandes, rios e zonas pantanosas, onde encontra abrigos ideais para se refugiar. É de hábitos noturnos. Situação atual: Esta espécie está amplamente espalhada e é bastante comum.

Alimentação

É herbívoro e se alimenta de sementes e frutos. Quando a comida é abundante, faz uma coleta cuidadosa para utilização em épocas de excassez.

Reprodução

Depois de um perído de gestação de 120 dias, nascem 1 ou 2 crias providas de pêlo e com olhos abertos. Os pequenos refugiam-se num esconderijo cavado por outro animal e saem para a mãe alimentá-los. É monógamo. Seu período de vida é de 18 anos.

Fonte: geocities.yahoo.com.br


Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal