Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Onça-negra  Voltar

Onça-Negra

Onça-Negra
Onça-Negra

A onça-negra, é muito rara. Uma mutação chamada melanismo, que é o oposto do albinismo, permite o nascimento de filhotes de onça-pintada inteiramente negros. Os indivíduos que nascem com melanismo não são considerados de uma subespécie diferente. Negros ou pintados, todos eles pertencem a mesma espécie: Panthera onca (onça-pintada).

Onça-Negra
Onça-Negra

Este fenômeno também é comum em outras espécies da família felidae, leopardos (Panthera pardus) e servais (Leptailurus serval), por exemplo frequentemente apresentam melanismo.

Fonte: www.animais.villenet.com.br

Onça-Negra

Onça-Negra
Onça-Negra

Existem três colorações para a onça e as três estão presentes na Amazônia.

A onça-pintada e a onça-parda são consideradas duas espécies diferentes de felinos.

Elas inclusive ocupam o mesmo território, sem competir uma com a outra.

A onça-pintada é bem maior que a onça-parda.

Já a onça-negra não pode ser considerada uma espécie a parte, pois sua coloração é somente uma anormalidade.

Geneticamente, trata-se da onça-pintada.

Fonte: www.colorfotos.com.br

Onça-Negra

Onça-Negra
Onça-Negra

Pantera Negra

Classificação científica

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Género: Panthera onca

O termo "Pantera Negra" é usado como referência aos grandes felinos negros.

Entretanto, não há uma espécie distinta de Felino chamada Pantera Negra. Ao longo dos anos o termo "Pantera Negra" vem sendo usado como um nome comum que aplica-se a qualquer grande felino que possui uma pelagem negra. Quando vemos uma foto de uma Pantera Negra, é muito provável que estejamos vendo a foto de um Leopardo ou possivelmente uma Onça com coloração melanística.

O termo Melanística é derivado da palavra "Melanina", um pigmento colorido escuro da pele e do cabelo.

Nos felinos, o melanismo resulta em animais com pelagem inteiramente negra. Em muitos casos as pintas, tão características nas Onças e nos Leopardos podem ser vistas em determinados ângulos sob a luz do Sol.
O Melanismo ocorre devido a um mutação ou anormalidade de um dos genes dos felinos, no qual é associado com as marcas e coloração da pele. O Melanismo é hereditário, mas não é necessariamente passado de uma geração para outra. Entretanto, é comum ver uma ninhada de filhotes mista, com um filhote negro normalmente junto com seus irmãos com pelagem colorida.

O Melanismo também pode ocorrer com outras espécies de felinos selvagens, os chamados pequenos felinos - Caracal, Gato de Geoffrey, Gato Maracajá Mirim, Bobcat, Jaguatirica, Jaguarundi e Serval.

Leopardos com características melanísticas são mais frequentemente encontrados em florestas tropicais densas do Sudeste da Ásia - acredita-se que sua coloração escura seja uma camuflagem perfeita no interior das florestas em condições onde há pouca luz solar, o que é uma grande vantagem na hora da caça.

Fonte: www.mundodosanimais.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal