Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Sagui  Voltar

Sagui

Sagui
Sagui

Os Saguis são pequeninos macacos, mas que infelizmente por serem animais silvestres, não podem ser bichos de estimação. Adoram fazer graça para quem estiver por perto.

Chegam a medir 20 cm e o menor deles, o Sagui leãozinho, tem apenas 11 cm. O seu habitat natural são as florestas da América Central e do Sul, sendo que das 35 espécies existentes, 25 são brasileiras.

São muito ágeis e inteligentes. O peso, em média, é de 500 g. Possuem garras para escalar árvores e superfícies ásperas. A cauda, que é grande em relação ao corpinho, não serve para pendurar o Sagui nos galhos, mas sim para promover o equilíbrio. As cores da pelagem são preta, castanha, branca, dourada e prateada.

De hábitos diurnos, os Saguis se apóiam nas quatro patas e vivem nas copas das árvores, por onde saltam com facilidade devido à forte propulsão das patas posteriores. Costumam descer ao solo à procura de insetos e também para beber água.

São receptivos em contato com o homem. Os filhotes adoram se esconder nos cabelos e perambular pelos ombros.

Se você quiser agradar o Sagui, escove os seus pêlos com uma escova de dentes (nunca antes utilizada na boca) por todo o corpo do bichinho, já que os dedos são muito grandes. O Sagui pode parecer manso, mas é temperamental podendo morder os seres humanos sem razões aparentes.

Há um cuidado que nunca deve ser esquecido: algumas doenças “humanas” podem ser facilmente transmitidas e até fatais como a herpes bucal.

Os Saguis, como as formigas, vivem em grupos comandados por um casal e têm toda uma organização social. Não mudam de parceiros e disputam a liderança com lutas violentas. Aos machos cabe a tarefa de proteção e defesa e às fêmeas a de primeiro comer.

Algumas espécies, especialmente quando alguém estranho se aproxima, mostram o traseiro, erguendo o rabo e exibindo os órgãos genitais. Alguns estudiosos acreditam que se trata de uma atitude de intimidação.

Os filhotes aprendem a comer com os pais Saguis. Ainda servem de modelo nas funções de copular, caçar e cuidar de filhotes. Para ensiná-los em cativeiro como se alimentar de coisas novas, os Saguis precisam ver os donos comendo para então imitá-los.

Vivem em média 10 anos na natureza e 18 em cativeiro. Alcançam a maturidade sexual aos 3 anos.

A reprodução acontece quando o casal está isolado em um ambiente calmo, sem pessoas perto. A fêmea pode cruzar dois dias após o parto, procriando a cada 6 meses. A gestação dura de 138 a 170 dias, nascendo, em média, dois filhotes por parto.

A alimentação na natureza é de insetos, répteis, pequenos mamíferos, aves, lesmas, ovos, alguns vegetais, frutas e a goma das árvores. Já no cativeiro comem bolinhas de carne de 1 cm, em dias alternados.

A apanha e a manutenção da espécie é proibida por lei.

Fonte: www.petfriends.com.br

Sagui

Nome científico: Cebuella pygmaea.

Nome em inglês: "Pygmy Marmoset".

Ordem: Primates.

Família: Callithricidae.

Habitat: Florestas Tropicais.

Distribuição geográfica: Brasil, Equador, Peru e Colômbia.

Características: Mede de 15 a 16 cm e sua cauda pode ter de 15 a 20 centímetros.

Pode pesar de 49 a 70 gramas. Suas cores variam entre preto, marrom e mesmo cinza. Há completa ausência de tufos nas orelhas.

Gestação: Em média dura 5 meses.

Número de filhotes: 1 a 3.

Alimentação: Insetos, frutas, brotos e seiva de árvores.

Curiosidades: É o segundo menor primata existente da América do Sul. É ativo e muito ágil. Seus movimentos nas árvores são muito rápidos. Sua juba cobre toda a cabeça e orelhas.

Alerta: É muito procurado pelos traficantes de animais para serem vendidos aos colecionadores.

Sagui
Sagui

Fonte: www.rio.rj.gov.br

Sagui

Sagui
(Callithrix jacchus)

Ordem

Primates

Família

Cebidae

Caracterização

É o Sagui mais conhecido e comum. São animais de pequeno porte com peso entre 350 e 450 gramas, pelagem estriada na orelhas, mancha branca na testa. Coloração gera do corpo acinzentado-claro com reflexos castanhos e pretos. A cauda é maior do que o corpo e tem a função de garantir o equilíbrio do animal.

Habitat

Habita caatinga e cerrado em formações arbóreas baixas. Mas se adaptam muito bem em outras formações florestais.

Distribuição

Ocorre no nordeste do Brasil, ao norte do Rio São Francisco e ao leste dos Rios Parnaíba. Foi introduzido em várias matas do Brasil, principalmente no sudeste,nas matas do município de Campinas, sendo que a espécie desta região são: o Sagui-de-tufos-pretos (Callithrix penicillata) e o Sagui-de-serro-escuro (Callithrix aurita).

Hábitos

Tem hábitos diurnos, raramente descem ao solo. São adaptados à vida saltatória arbórea, com locomoção vertical pelos troncos.

Alimentação

Alimentam-se de grande variedade de matéria vegetal (sementes, flores, frutos, néctar, etc) e animal (artrópodes, moluscos, filhotes de aves e mamíferos, anfíbios e pequenos lagartos. São também gumívoros, alimentam-se da goma que roem com seus incisivos inferiores, de árvores gumíferas. Servem de fonte de carboidratos, cálcio e alguma proteína.

Reprodução

Atingem a maturidade sexual entre treze e quatorze meses. O período de gestação varia entre 140 a 160 dias. Nascem dois filhotes a cada gestação, os filhotes são grandes. Com duas semanas começam a experimentar frutas maduras, sem deixar a amamentação (até os 2 meses).

Manifestações sonoras

Quando é ameaçado, emite guinchos muito agudos,alertando o grupo. Protegem o território de outros grupos com sons.

Fonte: www.faunacps.cnpm.embrapa.br

Sagui

Sagui
(SAGUI, SOIM OU SOÍNHO)

Designação comum às espécies de primatas, da família dos calitriquídeos, com cinco gêneros e várias espécies em território brasileiro, todos os quais possuem o dedo polegar da mão muito curto e não oponível, e as unhas em forma de garras, dentes molares 2/2. São espécies pequenas, de cauda longa.

Fonte: www.esam.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal