Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Chihuahua  Voltar

Chihuahua

O mais pequenino da família!

Chihuahua

História

O Chihuahua é o rei das raçasToy , não só pela popularidade que goza em todo o mundo, mas também pelo facto de ser considerado o mais pequeno cão do mundo. Deveria ser-lhe associado também o estatuo de cão mais antigo do continente americano, já que se pensa que as suas origens remontam ao período Azteca, descendo de um cão chamado Techichi. Pensa-se que foi um cão sagrado, envolvido em vários rituais e que as gravuras encontradas nas pirâmides de Cholula são representativas desta espécie. Segundo esta perspectiva, este cão é originário do México e adquiriu o nome do estado de Chihuahua, em homenagem à terra que o viu nascer. Pensa-se que, naqueles tempos, este cão possuía um porte maior e uma pelagem mais longa.

Porém, a falta de achados arqueológicos que comprovem esta teoria, proporcionou que muitas outras surgissem na tentativa de iluminar o seu passado. Exemplo disso, são os restos mumificados que foram encontrados num túmulo egípcio que se pensa pertencerem a um Chihuahua e que datam há mais de 3000 anos atrás. Paralelamente, há igualmente quem associe a pequenez desta estirpe a um cruzamento efectuado com o Chinese Crested Dog, ou ainda quem a atribua à paixão chinesa de “miniaturar” os animais de estimação e as plantas.

Só nos finais do séc. XIX é que esta raça sai do anonimato e começa a ser conhecida além fronteiras. Para tal, muito contribuíram algumas personalidades do mundo da representação (tal como Lupe Velez e Xavier Cugat) que apareceram em público com estes cães, o que atraiu a atenção do público.

Foi primeiramente exportada para os EUA, onde participa numa exposição do Kennel Club americano, em 1890. O primeiro Chihuahua a ser registado neste país foi o “Midget” em 1904. Ainda no mesmo ano, é oficialmente registada no studbook do American Kennel Cub com o nome de Chihuahua, sendo hoje considerada uma das mais antigas raças registadas naquela entidade.

Em 1923, surge neste país o Chihuahua Club of America que privilegiava a variante de pêlo curto, em detrimento do pêlo longo. Só a partir 1952 é que as duas variantes se viriam a estabelecer no mundo da Canicultura com a mesma força.

O advento da II Guerra Mundial acabou por se revelar extremamente prejudicial para o normal desenvolvimento da estirpe, uma vez que o número de exemplares diminuiu drasticamente, ao ponto desta ficar em perigo de extinção.

Em tempo de paz, a sua criação e selecção retomou o seu ritmo e foi lentamente ganhando popularidade nos demais continentes como cão de exposição e companhia. Na verdade, o seu reduzido tamanho e o facto de ser uma raça muito pouco exigente em termos de criação, tornam-na numa das espécies mais cobiçadas por aqueles que pretendem um grande amigo num pequeno cão.

Temperamento

Apesar das tímidas dimensões, o Chihuahua é um cão de guarda moderadamente bom, já que possui uma certa tendência para ladrar e é deveras observador.

É igualmente curioso, energético e protector. Convém que seja educado desde pequeno e habituado a estar na presença de pessoas que lhe sejam estranhas, por forma a tornar-se mais sociável e menos possessivo com o seu dono. É amigo das crianças mas não tolera “abusos” e, perante outros animais de estimação, pode realmente esquecer-se do seu tamanho, revelando ser bastante corajoso mas também anti-social. Também este aspecto pode ser melhorado se, durante o seu crescimento for exposto à companhia de outros cães.

Estes cães desenvolvem uma relação bastante forte com os seus donos, sendo geralmente muito afectuosos, dóceis e possessivos. Apreciam imenso estar na sua companhia e adoram ser desafiados para os mais diversos jogos. Fora de portas gostam muito de explorar os arredores porque são muito curiosos e vivos.

Descrição

O Chihuahua é um cão de porte pequeno, cuja altura varia entre os 16 a 20 cm e o seu peso pode atingir os 3Kg.

O pêlo é curto, macio e brilhante e são permitidas quaisquer cores ou misturas.

A cabeça é abobada em forma de maçã, dotada com um chanfro saliente. O focinho é curto e os olhos são grandes e redondos e escuros. As orelhas são grandes, dotadas com pontas arredondadas, largas na base, e apresentam-se erectas. O seu corpo é compacto, sendo que nos machos esta característica é reforçada pelo facto do dorso ser relativamente quadrado. O pescoço é de comprimento médio e sem barbelas e o peito é amplo e profundo.

O dorso é curto, firme e nivelado e o ventre apresenta-se esgalgado. O lombo é robusto, tal como a garupa, que é larga e plana. Os quartos traseiros e dianteiros são relativamente musculados e apresentam uma boa estrutura óssea. A cauda de inserção alta é grossa na raiz e trazida curvada sobre o dorso.

Observações

Estes cães apresentam uma esperança média de vida notável que pode ultrapassar os 20 anos de idade.

No entanto, o seu nariz curto e os olhos grandes podem facilitar o desenvolvimento de problemas relacionados com a visão e respiração. A Luxação da Patela conta também com alguns registos na raça.

A sua pelagem não necessita de muito cuidado. Basta que seja penteado ocasionalmente com uma escova macia, para que se mantenha bonito. Pode-se-lhe dar banho uma vez por mês. Deve-se-lhe limpar a dentição ocasionalmente por forma a eliminar o tártaro.

Este cão necessita de sair diariamente para que não se torne obeso. A prática de uma actividade mais intensa durante 20 a 40 minutos por dia é o suficiente para que se mantenha em forma. Estes cães vivem melhor dentro de casa do que no exterior, uma vez que não lidam bem com o frio, sendo, aliás, habitual, vê-los vestidos com roupa própria para cães.

Fonte: animais2.clix.pt

Chihuahua

O mais pequenino da família!

Chihuahua

CHIHUAHUA: COMO DRIBLAR OS PIRATAS

Para se obter um bom Chihuahua é preciso cuidado. Veja como evitar os muitos mestiços que há por aí. Ele é o menor cão do mundo. Pode chegar a apenas 15 cm de altura e só 500g de peso, despertando um certo fascínio nas pessoas. Afinal, um cãozinho que pode ser levado a qualquer lugar, até dentro do bolso, e que se acomoda sem problemas em pequenos ambientes, é muito atraente.

Entretanto, há anos a raça é pouco registrada em nosso país, pelo provável desistímulo causado por sua difícil reprodução, devido a fatores como ninhadas médias de apenas 2 filhotes; fêmeas que não entram no cio ou não querem cruzar; machos cujos testículos não descem à bolsa escrotal; necessidade de cesariana devido às cabeças grandes dos filhotes e a necessidade de ajuda no parto para romper a placenta e cortar o cordão umbilical.

O IDEAL

Esses problemas elevam o preço da raça e atraem criadores inescrupulosos que fazem mestiçagem para produzir e vender mais, mesmo porque é difícil encontrar parceiros para acasalar. Para não ser vítima destes "piratas" da criação, aprenda a identificar os bons exemplares, observando basicamente a cabeça que, desde filhote, é bem característica.

Deve ser grande, bem arredondada e harmoniosa em relação ao corpo. Grandes também são os olhos - redondos, bem separados, sem ser protuberantes - e as orelhas com inserção baixa (lateral), que começam largas na base diminuindo gradualmente até a ponta ligeiramente arredondada. O stop (onde o focinho encontra a testa) deve ser muito pronunciado, profundo e largo e o focinho, curto e reto, mais largo na base que na ponta. Outra referência são as pernas, de tamanho médio.

MESTIÇAGENS

No Brasil mistura-se Chihuahua Pêlo Curto com Pinscher e com Fox Paulistinha, mais baratos, populares e com ninhadas maiores (cerca de 4 filhotes), informa o criador Waldir Augusto Fagundes, do Canil Morada do Chihuahua, em Porto Alegre - RS. Percebe-se o mestiço com Pinscher pela cabeça menos arredondada, orelhas menores, mais verticais (inserção mais alta) e juntas, focinho mais comprido com stop menos pronunciado, olhos menores e pernas mais longas.

O mestiço de Fox Paulistinha é semelhante ao do Pinscher, mas com os olhos e pernas mais parecidos ao do Chihuahua. No México há cruzamentos do Chihuahua Pêlo Curto com o Pelado Mexicano, que geram pelagem rala na cabeça (falta grave), stop menos pronunciado e cabeça mais achatada.

A variedade de Pêlo Longo, com pelagem de densidade moderada, é mestiçada para ficar mais peluda e vendável. Cruzada com o Papillon, é identificada por ter pêlos compridos na frente das pontas das orelhas (no puro Pêlo Longo são mais profusos atrás das orelhas).

Com o Lulu da Pomerânia as orelhas tornam-se pequenas, com uma "juba" de pêlos no pescoço e crânio mais achatado. Depurar os mestiços, mesmo os semelhantes aos puros, exige até 10 ou mais gerações de cruzamentos com legítimos, o que é muito trabalhoso, segundo ensina Moacir Carlos Simão, do Canil Moliedi, de Blumenau - SC. Portanto, é fundamental assegurar-se da boa procedência antes da compra. Há característica do Chihuahua que não podem ser alteradas, como fazê-lo produzir mais filhotes. Mas pode-se obter Chihuahua Pêlo Curto com pelagem mais densa, introduzindo-se um Pêlo Longo a cada 3 gerações e evitar que a pelagem dos Longos enfraqueça, introduzindo um Pêlo Curto com a mesma freqüência. Outra opção para ambas as variedades é cruzar com bons exemplares de linhagem americana, de pelagem visivelmente mais densa, conforme pede o padrão do American Kennel Clube, que difere do nosso baseado na Federação Cinológica Internacional. Para evitar problemas de parto ou acasalamento usam-se machos em torno de 1 kg e a fêmea de maior porte.

FICHA

Peso: pode variar de 500g a 2,5kg, sendo ideal entre 1 e 2 kg. Cuidados: até os 9 meses evitar quedas e apalpar a moleira (comum na raça).

Banhos após última vacinação (aos 4 ou 5 meses), quinzenais no verão e mensais no inverno, sempre em dias de sol e por volta do meio-dia. O comum acúmulo de tártaro nos dentes, pode ser evitado com escovação diária com escova e pasta específica para cães (em pet shopes) ou com uma solução de Digluconato de Clorexidine a 0,12% (em fármacias de manipulação).

Local: muito friorento, deve dormir sobre panos ou jornais picados, em lugar seco e sem correntes de ar. A criadora Elvira Marreto Santos, do Canil Rafeiro, no Rio de Janeiro - RJ lembra que por ser muito frágil e delicado, até os 60 dias convém deixá-lo totalmente resguardado para evitar que seja pisado. Após os 60 dias pode circular livremente desde que o ambiente não seja muito movimentado (pessoas e outros animais).

Fonte: www2.uol.com.br

Chihuahua

Chihuahua

É uma das pocas raças caninas autóctones do continente americano. Apesar das suas dimensões redusidíssimas, o Chihuahuapossui uma natureza forte e caça em forma insuperável pequenos roedores. Ë classificado como cão de salão e de luxo, e possui toda a graça travessa do terrier.Como cão de guarda está sempre alerta. É extremamente fiél ao seu dono. Talvez seja a menor raça que existe. Não são raros os exemplares adultos que pesam menos de 1 kg. Hoje em dia, é criado também em países de clima mais rigoroso com muito sucesso, mas a origem da raça é mexicana.A característica mais notável desta raça, entre todas as demais, é sem dúvida, o seu minúsculo tamanho.

Ha exemplares que pesam de 900 gr. à 3,5 kg.mas o peso médio é de 1,5kg. O seu corpo é enxuto, está sempre alerta, é vivaz, ágil e muito inteligente. Valente, é capaz de, corajosamente, enfrntar a cães maiores. É muito afetuoso com o dono mas não tolera com facilidade os desconhecidos. Late furiosamente e dá o alarme ante o menor movimento suspeito.

Os olhos são muito brilhantes e cheios. As orelhas são grandes e bem separadas entre si. Em estado de alerta mantém-se eretas. A pelagem do Chihuahua pode ser longa e ondulada (em exemplares mais raros), ou curta aderente e brilhante, na maioria dos exemplares.

Fonte: www.guiaderacas.com.br

Chihuahua

Origem

Chihuahua

México, na província com o mesmo nome, Chihuahua.

No entanto, há quem conteste esta origem e o situe como originário do Oriente.

Altura média quando adulto: 20cm
Peso médio quando adulto: difícil de determinar, pode pesar entre os 0,9 e os 2,5 kg
Vária cores, sendo aceites quase todas

Fonte: bicharada.net

Chihuahua

Se existe um cãozinho realmente exótico, que desperta paixões e interesse por todo o mundo, esse cão é o Chihuahua. Em primeiro lugar, pelo seu diminuto tamanho: é o menor cão do mundo.

Depois, pela sua aparência e aspecto físico superinteressante e diferente, principalmente, com sua cabecinha parecida com um morcego. Seu temperamento é o melhor entre todas as raças: dócil, meigo, querido, inteligente, higiênico, elegante, alerta, o único que realmente se adapta em apartamentos ou pequenos espaços.

Chihuahua

Um cãozinho assim, com tantas qualidades, só poderia ser desenvolvido por uma civilização adiantadíssima para a época que foram os egípcios.

Do Egito, a raça difundiu-se para a Ilha de Malta e dali para o México, levada pelos espanhóis. Hoje, os Estados Unidos, é sua pátria mãe, com os melhores exemplares do mundo.

É uma raça muito resistente a doenças e sua longevidade chega aos 18 anos. É muito fácil de ser alimentada, pois come risoto, ração e água, não precisando de medicamentos de espécie alguma, pois jamais adoecem.

Kelly e seus filhotes

O chihuahua é dotado de um amor doentio pelo dono, não podendo depois de adulto separar-se de seu líder, pois irá sofrer o resto de sua vida. Portanto, deve ser tratado com dignidade e inteligência. Sempre é bom lembrar do que disse o imortal Victor Hugo: "A cultura de um povo se mede pelo tratamento que é dado aos s

Variedade de Pêlo

Pode ser curto ou longo e não há diferenças orgânicas e estruturais entre ambos.

No mundo inteiro, o pêlo curto foi mais difundido e hoje, por ser mais original, obstinado, orgulhoso, muito mais higiênico e sem odor, necessitando menos banhos. O pêlo longo é mais pacífico e transigente, mas dificilmente se obtém exemplares com pêlos de grande beleza.

Cruzamentos de Chihuahuas de pêlo curto com de pêlo longo, são permitidos e até sensatos, pois os Chihuahuas de pêlo longo cruzando durante muitas gerações só com pêlo longo, perdem o seu tipo. Não é verídico que exemplares de pêlo curto cruzado com pêlo longo têm pêlo mais curto. Ao contrário, eles têm muitas vezes pêlo mais longo e mais denso, do que o próprio pêlo longo. No pêlo curto, o pêlo pode ser mais comprido na nuca formando um rufo, e na cauda, e são os mais valorizados.

Por volta do terceiro ao quinto mês de idade, é comum a raça apresentar falhas na pelagem, período onde ocorre a primeira troca de pêlos. Uma alimentação balanceada é o suficiente para haver recuperação e dentro de poucas semanas o pêlo voltará bonito e saudável.

Cores

Todas são admissíveis, inclusive todas as combinações de cores (quanto mais exótico, melhor). Nas cores claras, a trufa e os olhos podem ser claros.

Crânio

Deve ser em forma de maçã, bem arredondado, com ou sem moleira. Em alguns exemplares a moleira fecha até os nove meses, outros permanecem abertas até a velhice. É a única raça canina que apresenta na moleira quase um sulco até o cepto nasal. Stop acentuado.

Focinho

O ideal é o focinho curto, levemente apontado num ângulo de 90º.

Dentição

Desejável em forma de tesoura, mas é comum encontrar mordeduras em torquez, ou até mesmo um leve prognatismo, mas os dentes nunca devem ser visíveis.

Orelhas

Orelhas Grandes, portadas eretas em estado de alerta. Ficam mais caídas com inserção lateral num ângulo de 45º de abertura quando estão em repouso (parece um morcego).

Olhos

Olhos grandes, redondos e brilhantes, não exageradamente salientes.

A cor mais comum é a rubi escuro.

Cauda moderadamente longa, portada em foice para cima, ou fazendo uma curva sobre o dorso, com a ponta tocando o mesmo.

Aparência Geral

Um cão gracioso, alerta, de movimentos rápidos, com expressão descarada, compacto e com qualidades dos Terrier.

Exposições

O Chihuahua é classificado como cão de luxo, pertencente ao nono grupo (F.C.I.).

Um exemplar para exposições, jamais pode ter a cauda cortada, quebrada ou inexistente, bem como orelhas cortadas ou dobradas e mais de 3 quilos. Estes detalhes, não levados em conta pelo expositor, desclassificariam o cão nas exposições.

Qualquer cãozinho pode participar de exposições a partir do 4º mês de vida.

Fonte: www.canilchieldrensp.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal