Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Cobra-Cega  Voltar

Cobra-Cega



 

Ela tem vida dupla

Como todos os anfíbios, a cobra-cega leva uma vida dupla - primeiro na água e depois em terra firme. Algumas espécies fazem exceção. Quando a larva sai dos ovos, vive na água, é vegetariana e respira por brânquias externas. Depois de passar por diversas transformações (metamorfoses), passa a ter respiração aérea. Respira o ar com um pulmão só. Respira também pela pele que é úmida e coberta de muco.

Cobra-Cega

Todos os anfíbios ápodes (sem pernas) recebem o nome de cecília. Existem aproximadamente 55 espécies. Todas elas possuem o corpo comprido, muito fino e de forma cilíndrica. As espécies mais longas que medem cerca de 90 cm, têm pouco mais de 2 cm de diâmetro.

Esses animais vivem em todas as regiões tropicais, menos na Oceania e na República Malgaxe. São bastante difíceis de observar e estudar. Vivem em redes de túneis a 90 cm ou mais de profundidade, alimentando-se de moluscos, vermes e até cobras pequenas. Engolem a presa inteira e sabe-se de casos em que se comem uns aos outros. Possuem um tentáculo protrátil muito sensível entre o olho e a narina.

FILO: Chordata

CLASSE: Amphibia

ORDEM: Gymnophiona (Apoda)

FAMÍLIA: Caecilidae

CARACTERÍSTICAS

Comprimento: até pouco menos de 1 m

Boca dentada

Alguns com escamas mesotérmicas implantadas na pele

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

Cobra-Cega

Tem uma coloração que varia de branco e bege-escuro. Atinge 60 cm de comprimento e tem forte musculatura.

Classe: Reptilia

Ordem: Squamata

Família: Amphisbaenidae

Nome científico: Amphisbaena alba

Nome vulgar: Cobra-cega

Categoria: Indeterminado

Características físicas: lagarto de corpo cilíndrico, robusto e uniforme, desprovido de patas e mãos. A cauda, forte e curta, tem a mesma forma que a cabeça. O corpo, coberto de pequenas escamas com sulcos longitudinais e transversais; tem uma coloração que varia de branco e bege-escuro. Atinge 60 cm de comprimento e tem forte musculatura.

Alimentação: pequenos invertebrados, incluindo artrópodes, larvas de cupins e outros insetos.

Biologia e comportamento social: escavadora (fosório), raramente é vista na superfície, pois vive em cavidades no solo. Quando perturbada, adota postura defensiva, levantando do chão as extremidades de forma que a cauda e a cabeça se confundem.

Reprodução:  ovípara. Em geral ocorre apenas uma postura por ano, com dois ou três ovos em média.

Predadores: coral-verdadeira

Habitam: cerrados e campos

Cobra-Cega

Fonte: ambientes.ambientebrasil.com.br

Cobra-Cega

Cobra-Cega
Cobra-Cega

Cobra-Cega

Cobra-Cega

Cobra-Cega
Cobra-Cega

Fonte: eco.ib.usp.br

Cobra-Cega

As cobras-cegas, ou cecílias, são, na verdade, animais pertencentes a um grupo dos anfíbios: o dos gimnofionos. Assim, não são lagartos nem cobras e, muito menos, minhocas, já que estas, para início de conversa, são animais invertebrados. Também não são cobras de duas cabeças : répteis do grupo dos anfisbenídeos.

Cobra-Cega

Esse nome, cobra-cega, é dado porque o corpo de tais animais é comprido, alongado e sem patas, tal como as serpentes . Além disso, seus olhos são tão discretos que, se olharmos rapidamente para um desses indivíduos, teremos a impressão de que ele é completamente cego, por aparentemente não possuir essa estrutura. No entanto, ele é capaz de identificar, pelos olhos, as mudanças na luminosidade e, além disso, possui uma estrutura, um tentáculo, que permite que perceba cheiros e vibrações.

Cobra-Cega
Os olhos da cobra-cega são quase “invisíveis”.

Outras características das cobras-cegas é que elas possuem anéis em todo o comprimento do corpo; e pele bastante úmida, assim como muitos outros anfíbios.

A maioria das espécies de cobras-cegas vive enterrada no solo (são, portanto, fossoriais) e, graças à cabeça bem dura que possuem, podem escavar galerias usando essa parte do corpo. Elas podem ser vistas, embora raramente, embaixo de folhas secas e úmidas: a serapilheira.

Cobras-cegas se alimentam, principalmente, de invertebrados. Em alguns casos, também, são capazes de comer outras cobras-cegas. Para tal, elas utilizam seus dentes para capturar as presas e, basicamente, as engolem.

Em nosso país existem pelo menos 26 espécies desses animais, já registradas pelos cientistas!

Curiosidade:

Algumas cobras-cegas, quando filhotes, se alimentam da pele da mãe: comportamento este chamado de dermatofagia. Não é incrível?

Fonte: escolakids.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal