Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Dobermann  Voltar

Dobermann



Dobermann
Dobermann

Um elegante cão de trabalho, de andadura elástica e leve, capaz de cobrir terrenos extensos, especialmente apto a defesa e a guarda. Tem qualidades físicas e psíquicas fantásticas. É atento, obediente, muito fiel e de fácil adestramento devido à sua inteligência, à sua aptidão natural para a guarda, ao seu ótimo olfato, à sua vontade de trabalhar e à sua obediência. De constituição muito robusta, oDobermann é muito resistente, suporta bem às interpéries e, em qualquer circunstância está disposto a sacrificar a própria vida para proteger o dono. É um cão de estrutura média, forte e bem musculosa. Os olhos tem forma ovalada e tamanho médio, castanho, o mais escuro possível. O dorso é curto e forte e a pelagem curta, dura, espessa, lisa e nunca aderente. As cores são o preto, o castanho-escuro, ou o azul, com discretas manchas vermelho-ferrugem.

A altura, medida na altura da cernelha, é de 68 cm. no machos, com um máximo de 70 cm. As fêmeas, medem de 63, à 66 cm., com um máximo de 67 cm.

Fonte: www.guiaderacas.com.br

Dobermann

Dobermann
Dobermann

Poucos cães terão, como o Dobermann, o seu nome tão ligado à personagem que o criou. Com efeito, deve-se ao Sr. Friedrich Ludwig Dobermann, que acumulava as funções de encarregado de um canil municipal com as de cobrador de impostos na cidade de Apolda, na Turígia.

O contacto com as várias raças no canil levaram-no a criar um cão simultaneamente ágil, de tamanho médio e que metesse respeito a qualquer tentativa de assalto nas suas funções de cobrador de impostos.

Este trabalho de selecção começa por volta de 1870. Porque não ficaram registos dos seus trabalhos, os especialistas acordaram (especularam) que Friedrich Dobermann usou o Pinsher, o Rotweiller, o Manchester-Terrier, o Bouceron e o Greyhound.

Cerca de 1899, a raça estava estabilizada.

Rápido, forte, com uma agressividade controlada, o Dobermann nasceu e evoluiu como um cão de guarda e protecção de pessoas.

É um cão equilibrado, mas com forte personalidade. Dominante, necessita, portanto, de um dono calmo, paciente, mas com sentido de autoridade.

Não é um cão difícil, mas que exige a atenção dos donos. O seu instinto natural de defesa não necessita de treino especial; a sua reacção é natural e espontânea.

Injustamente conotado com histórias de agressividade selvagem, a verdade é que não passam de histórias.

O Dobermann é tão agressivo como qualquer outra raça, mas também tão dócil e meigo como qualquer outro. O problema, como sempre, reside sempre, mas sempre, nos donos que os possuem, qualquer que seja a raça.

Estalão resumido do Dobermann

Cabeça

Vista de perfil e de cima parece um cone truncado alongado.

Crânio

Aplanado, tanto de fronte como de lado.

Focinho

Longo e profundo, com lábios bem unidos.

Dentição

Completa (42 dentes). Fecha em tesoura.

Orelhas

De implantação alta, geralmente cortadas.

Olhos

De tamanho médio, ovais e escuros

Pescoço

Bastante comprido, seco e bem musculado.

Anteriores

Vistos de todos os ângulos, as patas anteriores são rectos. O úmero forma um ângulo quase recto à omoplata, longa e oblíqua.

Lombo

Muito musculoso. O dorso tem a mesma largura em todo o seu comprimento.

Costelas

Ligeiramente arqueadas, chegando a ultrapassar os codilhos. Peito largo, particularmente desenvolvido anteriormente.

Tronco

Dorso muito firme. Nas cadelas pode ser um pouco mais comprido.

Posteriores

Largos, muito musculosos. Curvilhões desenvolvidos e paralelos entre si.

Pêlo

Curto, áspero, denso e liso.

Cores

Preto, castanho-escuro ou azul-afogueado, com marcas cor de fogo claramente delineadas.

Andamentos

A progressão é elástica, elegante e flexível, cobrindo muito terreno.

Altura

Machos 61-72 cm; fêmeas 63-68 cm

Fonte: mulher.sapo.pt

Dobermann

Histórico da Raça

A raça Dobermann é a única na Alemanha a levar o nome de seu primeiro criador conhecido: Friederich Louis Dobermann (02/01/1834 - 09/06/1894). Segundo a história, ele era arrecadador de impostos, administrador do abatedouro e canil municipal, com o direito legal de recolher todos os cães que andassem livres. Para criação, ele acasalou cães especialmente mordedores do refúgio canino.

"Cães Carniceiros" tiveram o papel mais importante na formação da RaçaDobermann, que naqueles tempos já eram vistos como uma raça em si. Tais cães que eram do tipo dos precursores do Rottweiler atual foram misturados com um tipo de cão Pastor de cor negra com marcas vermelho-ferrugem que era comum na região da Turíngia. Com esses cruzamentos, Dobermanniniciou sua criação nos anos 70 do século XIX. Desta forma, ele obteve "sua raça" de cães de trabalho, de casa e de pequenas propriedades rurais, que não eram apenas vigilantes, mas também muito apegados ao homem. Era muito utilizado como cão de proteção e de polícia. Sua ampla utilização no Serviço Policial lhe trouxe naquele tempo o nome de "Cão Policial".

Na caça era utilizado principalmente para extermínio de pequenos animais. Devido a todas as condições anteriormente expostas, tornou-se óbvio o Dobermann ser reconhecido oficialmente como Cão Policial, no início do século XX. A criação do Dobermann deu como resultado um cão médio, forte e musculoso, que apesar de toda sua substância corporal permite distinguir elegância e nobreza. É apropriado como cão de companhia, proteção e trabalho.

Um dos grandes entusiastas da raça ao qual se deve a existência do Dobermann hoje foi Otto Göller que prosseguiu com o trabalho de Louis Dobermann. A partir dos cães de baixa estatura, atarracados com pescoço grosso e curto, crânio mais largo e com cabeça redonda e curta, Göller iniciou cruzamentos seletivos com cães das raças German Pinscher, Manchester Terrier, Pastor de Beauce, os quais trouxeram ao Dobermann uma cabeça mais refinada. Ainda existe a hipótese de acasalamentos com cães das raças Pointer e Weimaraner, o que pode explicar o Dobermann de coloração azul.Certeza mesmo é da utilização de galgos que resultou na velocidade e no porte esguio do Dobermann e no abrandamento do temperamento que era excessivamente agressivo.

Os Primeiros Dobermanns

1898

Graf Belling von Gröland foi o primeiro Dobermann registrado no Stud Book Alemão.

1905

Berthel von Hohenstein, filho de Graf Belling e Helmtrude von Hohenstein. Berthel foi o primeiro Dobermann exportado para os EUA e seu filho o Dobermann Intellectus, foi o primeiro cão da raça registrado no AKC em 1908.

1906

Fedor von Aprath um cão marrom com ricas marcações ferrugem, resultado acasalamento de Tell von Kirchweye e Tina von Aprath que tinha uma forte linhagem de Manchester Terrier podendo mesmo ter sido uma Manchester Terrier pura.

1918

Lux von der Blankenburg, filho de Burschel von Simmenall e Asta Voss foi o primeiro Campeão da raça na Alemanha em 1923.E idade avançada Lux foi exportado para os EUA onde ainda deixou vários descendentes, dentre eles, Mia von Stresow.

1921

Prinz Favorit v.d. Koningstad esse grande macho marrom nascido na Holanda, foi um dos responsáveis pela popularização doDobermann nos EUA. O especialista na raça Sr. Grünig escreveu sobre ele: "Um Dobermann muito bem construído e com uma cabeça perfeita".Foi exportado para os EUA onde se tornou Campeão em Westminster e foi pai de vários campeões.

1923

Mia von Stresow uma das mais representativas filhas de Lux, Mia foi uma das fêmeas de maior sucesso na Alemanha e mais tarde nos EUA. Ela venceu várias exposições e ganhou o título de "Sieger" duas vezes (1925 e 1926) e foi a "Melhor da Raça" na Famosa exposição de Westminster em 1927.Mia era uma cadela preta alta com um pescoço longo e bem torneado, e um corpo bem balanceado foi realmente uma cadela sensacional.

1929

Muck von Brunia foi um macho preto com um corpo correto, esplendidas angulações e uma bonita cabeça. Em 1931 um juiz numa exposição em Krefeld (Alemanha) escreveu: "É difícil achar uma falta nesse excelente cão".Em 1932 recebeu o título de "Sieger. Seu filho mais conhecido foi Troll von Engelsburg. Foi exportado para os EUA em 1933 ao preço de $ 3.500, imaginem qual seria o valor no mercado atual!".

1933

Troll von Engelsburg, filho de Muck von Brunia e Adda von Heek foi o padreador líder na Europa nos anos 1935 á 1937 e também foi um dos exemplares mais marcantes da raça nos EUA, vencendo 95 "Melhor da Raça" Na exposição Nacional em 1939, de um total de 60 cães, 33 eram filhos dele, entre os quais o macho e fêmea vencedores.

1934

Jessy von der Sonnehone essa fêmea preta nasceu na Alemanha onde foi a mais importante cadela na historia do Dobermann ela era grande, balanceada com um excelente corpo e linda cabeça. Quando foi acasalada com Troll v.d. Engelsburg ela produziu o "Sieger" Ferry v. Rauhfelsen e a "Siegerin" Freya v. Rauhfelsen depois foi exportada para os EUA para o canil Westphalia.Em seu cruzamento com Péricles of Westphalia, teve seis filhotes e todos foram campeões e mais tarde ao ser acasalada com importado Alemão Kurt v.d. Rheimperle teve sete filhotes e todos se tornaram campeões também.Jessy foi também tetravô do fabuloso Rancho’s Dobe Storm único Dobermann na história que foi Best in Show duas vezes em Westminster em 1952 e 1953.

1937

Ferry v. Rauhfelsen, filho de Troll e Jessy foi o primeiro Dobermann a se tornar Best in show em Westminster e produziu 37 campeões Americanos. Ferry também é avô do magnífico Dictator von Glenhugel presente em quase todos os pedigrees americanos e que padreou 52 Campeões em menos de 100 ninhadas.

1941

Dictator von Glenhugel foi um dos melhores Dobermann nascido nos EUA em todos os tempos. Esse macho marrom foi o "Rei dos anos 40" Ele era um grande macho marrom soberbamente construído. Ditactor tinha excelente temperamento e caráter. Ditactor foi comprado por Peggy Adamson do Canil Damasyn por apenas $ 150 porque ele não era a escolha da ninhada!Foi padreador de 52 Campeões em menos de 100 ninhadas Sua morte ocorreu em 1952 num trágico acidente junto com sua filha. Os cães foram deixados num carro fechado onde não havia circulação de ar e pereceram asfixiados.

1949

Rancho’s Dobe Storm Esse soberbo macho preto nasceu nos EUA em seu pedigree constam as melhores linhas de sangue Americanas, Alemãs e Holandesas. Storm era um macho elegante com muita substância e maravilhosa cabeça. Sua carreira em exposições foi meteórica. Ele foi exposto apenas 25 vezes e nunca foi derrotado, foi 25 vezes o "Melhor da Raça" 22 vezes o "Melhor de Grupo" e 17 vezes "Best in Show" e Foi "B.I.S." em Westminster duas vezes, feito único na raça Dobermann. Storm ficou muito famoso quando a Life’s Magazine escreveu um artigo longo sobre sua insuperável carreira em pistas. Foi responsável pela grande popularização da raça Dobermann nos anos 50.

Fonte: br.geocities.com

Dobermann

Dobermann
Dobermann

País: Alemanha

Função Original: Cão de guarda.

Origem

Século XIX. Raça de criação recente (1860), fruto de cruzamentos entre Dogues Alemães, Rottweilers e Pastores Alemães, entre outros. Conta a história que Louis Dobermann, um cobrador de impostos, teria criado a raça para se proteger dos ladrões em suas viagens. Logo obteve grande sucesso.

Temperamento

Enquanto a fêmea é tranquila e afetuosa em família, porém descofiada com estranhos, o macho é inteligentíssimo, impetuoso e agressivo. Deve portanto, ser adestrado com firmeza.

Utilizações

É um cão de guarda por natureza, embora a fêmea seja utilizada para companhia.

Fonte: www.animalnet.com.br

Dobermann

 

Origem da Raça de Cães Dobermann

Dobermann
Dobermann

CURIOSIDADES SOBRE A RAÇA

Ludwig Dobermann era um coletor de impostos e foi ele que desenvolveu a raça Dobermann para proteger a si e a suas coletas de clientes agressivos e daqueles que o roubariam de seus ganhos. Rottweilers, Pastores Alemães e Pinschers talvez o Manchester Terrier auxiliaram-no em sua busca pelo perfeito cão para coletor de impostos nos anos 1800.

COMO O CÃO SE PORTARÁ?

O Dobermann é bastante elogiado como animal de estimação para a família, mas como aconteceu com outras raças, a má imprensa após incidentes desagradáveis parece sempre estar à frente da lembrança das pessoas quando escolhendo um cão. O instinto natural de guarda de muitos cães tem de ser canalizado desde muito pequenos.

Sendo bem guiado desde a infância, tendo sido gerado por pais bem humorados, e desde que todos os membros da casa respeitem-no, o Dobermann se desenvolverá bem e será tão amável quanto qualquer outra raça. Proprietários devem estar preparados para passar um bom tempo descobrindo o que move o animal e respondendo a situações durante o treinamento. Todos os membros da família e visitas devem aprender a respeitar o 'espaço' do Dobermann, e devem estar plenamente atentas a sua responsabilidade para com o melhor amigo do homem. O cão deve ter um espaço só seu onde possa dormir sem ser incomodado por membros da família quando precisar, e onde possa ir quando estiver no caminho. Irá naturalmente querer guardar a casa já que guardar é sua 'razão de ser,' mas se receber bastante afeição, se ensinarem o que é bom e ruim, o Dobermann irá presentear seu proprietário com lealdade eterna. Brincadeiras agressivas com o Dobermann não devem ser encorajadas pois isso pode fazer com que seja mais difícil para o Dobermann entender que este tipo de brincadeira não é mais permitida quando ele crescer.

O que era engraçado quando ele era filhote não é mais agora com seus dentes mais afiados e fortes. Lamentavelmente muitas raças de guarda recebem imprensa ruim quando ocorrem incidentes em que ferem seres humanos, e a raça toda é vista da mesma forma. A verdade é que comparado com o número de Dobermanns que existem, há poucos incidentes, mas é do interesse de todos garantir que não aconteçam, educando os membros da família do mais novo ao mais velho, mostrando que o Dobermann não é um brinquedo.

Ele lhe servirá bem, mas é o papel do ser humano garantir que o Dobermann jamais fique na posição em que possa causar danos ou ser ferido. São necessárias somente algumas regras simples desde a vida de filhote para cães e humanos. Sua pelagem é bastante simples de cuidar, mas necessita de muito exercício para mantê-lo saudável.

A mordedura é em tesoura. Atenção especial deve ser prestada aos dentes, providenciando artigos apropriados para mastigação para que fiquem limpos, evitando assim a mudança de cor e o acúmulo de tártaro. Desde cedo cães devem ser encorajados a permitir que seu proprietário limpe seus dentes com uma escova apropriada e que inspecione suas unhas, cortando quando necessário, para que fiquem em um comprimento apropriado. Exercício em uma superfície dura reduzirá a necessidade desta última. Problemas nas orelhas e nos dentes devem ser informados ao veterinário. No fundo, o dono de um Dobermann tem de começar como pretende prosseguir e tem de estabelecer as regras da casa logo no início do desenvolvimento do animal, beneficiando a todos.

O CÃO PERFEITO PARA COMPETIÇÕES

Cão elegante e musculoso com porte orgulhoso. Cabeça proporcional ao corpo, longa e em forma de cunha. Cor da trufa varia, ex. preto em cães pretos, em cães marrons tons correspondentes mais claros. Olhos amendoados mais escuros, combinando com a pelagem, mas mais claros se a pelagem for mais clara. Pequenas orelhas de inserção alta, normalmente caídas. Pescoço longo e seco sem peles soltas. Corpo quadrado com peito bem desenvolvido,. Seu dorso é firme e reto, com leve queda em direção à garupa - fêmeas podem ter o lombo um pouco mais longo. Pés de gato - esporões removidos. Movimento livre e harmonioso. Pelagem lisa e assentada, com pouco subpêlo no pescoço. Cor: Preto, marrom, ou azul, com marcas vermelho ferrugem bem definidas. Todas as marcas devem ser bem definidas acima dos olhos, focinho, pescoço e peito, patas, pés e abaixo da cauda. Nenhuma marca branca. A cauda segue a linha da coluna vertebral.

CARACTERÍSTICAS DA RAÇA

Grupo, segundo CBKC/FCI Pinscher e Schnauzer, Molossóides, Boiadeiros e Montanheses Suíços e raças assemelhadas.

Porte Grande

Altura/peso médio 65 - 69 cm / 30 - 40 kg

Cuidado com a pelagem Mínimo

Temperamento Corajoso, alerta, timidez ou mau humor indesejados

Necessidade de exercícios Razoável

Média de vida 12 - 14 anos

Observações especiais

Jovens filhotes não devem ser exercitados em excesso - espere o desenvolvimento completo dos músculos. Disciplina carinhosa desde cedo. Esporões normalmente removidos, cauda geralmente cortada.

Fonte: www.obedienciaeagility.com.br

Dobermann

A criação do dobermann é muito recente, e suas origens ainda são misteriosas. O nome desse cão é originário de LudwingDobermann, criador numa pequena cidade da Turíngia, na Alemanha. Segundo alguns estudiosos, os ancestrais do dobermannseriam o pinscher e o rottweiller com uma mistura do dogue e do greyhound.

Dobermann
Dobermann

A cabeça do dobermann é comprida e ossuda, o crânio achatado, pouco acentuado em cima. Os olhos de tamanho médio são escuros. As orelhas são retas, largas na base e terminando em ponta. O pescoço é comprido e a nuca, musculosa. Os membros são retos e a cauda cortada a 2 ou 4 cm na base.

A pelagem do dobermann é lisa e muito brilhante. Sua cor pode ser negra ou marrom, com pintas cor de fogo. Além de bonito e elegante, o dobermann é forte e agressivo. É inteligente e fiel, e muito utilizado como cão de guarda. possui nervos sólidos e um excelente olfato.

Filo: Chordata 
Classe: Mammalia
Ordem: Carnívora
Família: Canidae

Características

Altura: 66 a 71 cm 9macho),
60 a 66 fêmea

Peso: 41 a 59 kg

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

Dobermann

 

Dobermann
Dobermann

Origem

Alemanha.

Um coletor de impostos alemão, funcionário do canil local e que, de quebra, também trabalhava como policial à noite, foi o criador da raça Dobermann Pinscher.

Louis Dobermann, nascido em 1823 na cidade de Apolda, na Alemanha, decidiu que ele precisava de um cachorro para protegê-lo em suas rondas. Foi em 1880, cruzando várias raças, entre elas German Pinscher, German Shorthaired Pointer, Great Dane, Weimaraner e Manchester Terrier que Louis Dobermann chegou ao animal feroz, resistente, de pêlo curto e porte médio que ele tanto procurava. O padrão oficial da raça Dobermann foi reconhecido na Alemanha em 1900.

Porte

Médio

Características

Veloz, ágil e muito resistente, o Dobermann, de origem alemã, é um cão policial ideal para proteger residências de moradores que viajam muito. Isso ocorre porque, diferentemente das outras raças, ele tem fôlego para passar horas correndo de um lado para outro no jardim, protegendo todos os pontos da casa. Outra característica que colabora com a defesa do lar é a flexibilidade e a velocidade do Dobermann, o que contribui para o sucesso de perseguições e pulos espetaculares. Quando o dono está em casa, no entanto, oDobermann gosta de estar junto da família e protegê-la quando necessário. É capaz de sacrificar a própria vida para proteger o proprietário.

O sentimento de medo não existe para essa raça, que ataca sempre que se sente ameaçada. Por ser um cão desconfiado 24 horas por dia, o criador de um Dobermann deve ficar atento quando levar convidados para casa. Pois o cão pode se sentir ameaçado e atacar o visitante. Ao adestrá-lo, o dono deve ser firme e enérgico, deixando os limites bem claros para cão.

Após o nascimento de um Dobermann, o filhote demora cerca de dois meses para começar a dar sinais de seu futuro temperamento. Assim, no momento da compra, o criador que busca um cão de guarda eficiente deve ficar atento aos movimentos do cãozinho. É preciso observar se o filhote busca a bolinha arremessada, sinal de obediência e agilidade, e se ele demonstra curiosidade e atenção ao barulho de uma chave, por exemplo.

Em relação aos tratos higiênicos, o Dobermann não é um cão de "frescuras". Com um pêlo liso e duro, não exige freqüentes banhos e escovações. Sua pelagem, sempre brilhante, pode ser encontrada em preto, marrom e azul, sempre com marcas ferrugem.

Fonte: www.criareplantar.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal