Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Morgan  Voltar

Morgan



O Morgan tem uma peculiaridade: a raça nasceu de um único reprodutor excepcionalmente prepotente, que se chamou, de início, Figure, mas ficou depois conhecido pelo nome do seu segundo dono, o professor Justin Morgan, que o recebeu em pagamento de uma dívida (1975). Cavalo de passeio e, cada vez mais, de competição, de sela e de tiro por igual, o Morgan foi, até a mecanização, o cavalo de remonta do exército americano. Uma estátua de Justin Morgan na Morgan Horse Farm da universidade de Vérmont, é um memorial permanente a um dos mais extradionários cavalos do mundo.

Morgan

Criação

O garanhão que fundou a raça nasceu em 1789 ou 1793 em West Spingfield. Massachusetts e viveu em Randolph, no Vermont. Trabalhou duro puxando, arado, carregando madeira e limpando florestas para plantação. Tomou parte em inúmeras competições de velocidade e tracção e nunca foi vencido. Todos os Morgans descendem dele. Sua própria origem é ainda objecto de discussão. São três as teorias principais: seria filho de um Thoroughbred, Tru Briton; de um Frísio importado; ou de um Welsh Gob, o que não é impossível.

Características

O Morgan foi deliberadamente condicionado para exibir uma andadura elevada, pomposa. Mas se os cascos são aparados de modo normal, o cavalo se move livremente no quadro das andaduras tradicionais sem levantar indevidamente os jarretes. A raça é resistente, tem grande exuberância e vigor excepcional. Mais refinado na aparência que o arquétipo antigo, mas parrudo também, o Morgan moderno é fogoso, mas inteligente e fácil de adestrar.

Influências: Árabe: contribuição possível mas não documentada. Thoroughbred: O sangue thoroughbred pode ter tido papel significativo nos primeiros tempos.

Altura: Entre 1,47 e 1,57m.

Cores: Todas, excepto Tordilho

Usos: Sela, Tiro

Fonte: www.tudosobrecavalos.com

Morgan

Histórico

O Morgan é um dos cavalos mais populares nos Estados Unidos constituindo uma raça bem definida, apesar da grande variação em tamanho. Originou-se na Nova Inglaterra, casualmente, do acasalamento não planejado, de um cavalo roubado ao Cel. Lancey, adquirido por um agricultor, Justin Morgan, de Connecticut. Nasceu um potro peludo que foi batizado com o nome do criador. Levado para Vermont, transformou-se num cavalo excepcional, como trotador, em diversos tipos de corrida, tiro leve, desfile, etc . vencendo qualquer animal nas competições. Mais importante foi que revelou-se um raçador excepcional . transmitindo suas qualidades aos descendentes em alto-grau.

Viveu 32 anos e deixou numerosos produtos.

A estatura atualmente varia de 147-162cm, preferindo-se os mais altos.

O peso acompanha a estatura - 360-550 kg.

As pelagens predominantes são o castanho, o zaino, o negro e o alazão, sendo freqüentes as particularidades brancas da cabeça e extremidade dos membros. As malhas acima do joelho ou do jarrete desqualificam o animal.

O Morgan moderno tende a ser mais esguio que seus antepassados e, com pescoço mais longo e menos musculado e possui maior inclinação das espáduas e quartelas. O dorso é bastante curto e potieroso 15 vértebras lombares) e a garupa muito musculada, horizontal ou inclinada . Aprumos e articulações excelentes.

Suas qualidades mais valiosas entretanto são as morais: beleza, mansidão, inteligência, coragem, nobreza, resistência e longevidade . Contribuiu para a formação de diversas raças de cavalo de sela americanas. No Oeste é utilizado pelos vaqueiros, e nos Estados Centrais para os mais variados propósitos: equitação, esporte, até serviços rurais.

Uma fazenda experimental, criada pelo coronel Baiell para a preservação da raça, pertence hoje ao Vermont Agricultural College.

Morgan

Fonte: www.expoanimais.com.br

Morgan

O Cavalo (equus) é originários da América do Norte, aonde evolui na Época Pliocênica, a três millões de anos atrás e se espalhou para todos os continentes, com exceção da Austrália. Há aproximadamente 10.000 anos atrás, foi completamente extinto na América do Norte. Por volta desta época, foi também quando o ser humano emigrou para as Américas. Êles eram caçadores especializados em caça grande , usando lanças com pontas afinadas e foram provàvelmente êles que levaram o cavalo à extinção.

Morgan

Com o descobrimento das Américas, o cavalo foi trazido de volta, já domesticados e se transformou na influência mais importante na evolução de todas as culturas norte americanas. Dos cavalos que escaparam se originou o Mustang, que ainda hoje existe em bandos de cavalos selvagens na América do Norte. Desde então, muitas raças de cavalos foram trazidas para as Américas, todas descendentes da grande variedade desenvolvida na Europa e Ásia.

Vem 1789 e Justin Morgan, um professor de escola primária no estado de Vermont, noreste dos Estados Unidos, recebe um potro chamado Figure, como pagamento de dívida e que não conseguindo vender, criou como mascote. Êste potro se revelou ser um dominante homozigoto com qualidades e fôrça excepcionais. Estava criada a raça Morgan, e a América do Norte, o único lugar no mundo que propiciou a evoluçãodo Eohippus para o Equus, propícia mais um passo na evolução do cavalo.

Muita especulação existe a respeito dos pais do cavalo Justin Morgam (que tomou o nome de seu dono, como costume da época). A realidade no entanto, é que êle não herdou as característica raciais de nenhum dos ancestrais apontados, como também êle e seus descendentes são os únicos a terem suas características peculiares. Se houvesse sido produto de cruzamento, com certeza teriam havido outros semelhantes. É necessário notar que o Morgan não é resultado de uma seleção de caractrísticas ( as quais nem sempre são herdadas ) encontradas num grupo de cavalos, como no caso do Manga Larga e outras raças modernas. Êle é um cavalo único, de características únicas e que transmite suas características a todos seus descendentes. Um verdadeiro milagre da natureza.

Além de diferir dos outros cavalos em aparência, o cavalo Morgan é mais inteligente e enxerga mellhor. Como resultado, tem coragem, paciência e facilidade de aprender, o que o torna de um temperamento muito agradável e que se tornou a característica principal da raça. Ao contrário dos outros cavalos, o Morgan não vê o ser humano como o predator que é, mas sim como mestre e companheiro. É muito comum chegar no pasto, e o cavalo Morgan se separar do bando para vir lhe receber e eu já ouvi vários donos de Morgan dizerem que êles não escollheram o cavalo, o cavalo sim, é que escolheu êles.

Fonte: www.senepolnobrasil.com

Morgan

Morgan

O Morgan é um dos cavalos mais populares nos Estados Unidos constituindo uma raça bem definida, apesar da grande variação em tamanho. Originou-se na Nova Inglaterra, casualmente, do acasalamento não planejado, de um cavalo roubado ao Cel. Lancey, adquirido por um agricultor, Justin Morgan, de Connecticut. Nasceu um potro peludo que foi batizado com o nome do criador.

Levado para Vermont, transformou-se num cavalo excepcional, como trotador, em diversos tipos de corrida, tiro leve, desfile, etc . vencendo qualquer animal nas competições. Mais importante foi que revelou-se um raçador excepcional . transmitindo suas qualidades aos descendentes em alto-grau.

Viveu 32 anos e deixou numerosos produtos.

A estatura atualmente varia de 147-162cm, preferindo-se os mais altos.

O peso acompanha a estatura - 360-550 kg.

As pelagens predominantes são o castanho, o zaino, o negro e o alazão, sendo freqüentes as particularidades brancas da cabeça e extremidade dos membros. As malhas acima do joelho ou do jarrete desqualificam o animal.

O Morgan moderno tende a ser mais esguio que seus antepassados e, com pescoço mais longo e menos musculado e possui maior inclinação das espáduas e quartelas. O dorso é bastante curto e potieroso 15 vértebras lombares) e a garupa muito musculada, horizontal ou inclinada . Aprumos e articulações excelentes.

Suas qualidades mais valiosas entretanto são as morais: beleza, mansidão, inteligência, coragem, nobreza, resistência e longevidade . Contribuiu para a formação de diversas raças de cavalo de sela americanas. No Oeste é utilizado pelos vaqueiros, e nos Estados Centrais para os mais variados propósitos: equitação, esporte, até serviços rurais.

Uma fazenda experimental, criada pelo coronel Baiell para a preservação da raça, pertence hoje ao Vermont Agricultural College.

Fonte: pets.cosmo.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal